Carregando...
Jusbrasil
26 de setembro de 2016

Página 1 de 274.462 248 241 197.947 74.004 2.016 27 resultados para "CONTAGEM DO TEMPO DE SERVICO ANTERIOR PARA TODOS OS EFEITOS ..." em Notícias em Artigos em Jurisprudência em Diários em Legislação em Modelos e peças

TJ-PR - Apelação Cível AC 838811 PR Apelação Cível 0083881-1 (TJ-PR)

Data de publicação: 19/08/1996

Ementa: R PÚBLICO MUNICIPAL. PROFESSORES DO QUADRO SUPLETIVO. EXTINCAO DESSE QUADRO COM TRANSPOSICAO PARA O QUADRO PERMANENTE, MEDIANTE PROCESSO SELETIVO. CONTAGEM DO TEMPO DE SERVICO ANTERIOR PARA TODOS OS EFEITOS LEGAIS. CLARA PREVISAO LEGAL (LEI 6060/79, ART. 5O., PARÁGRAFO 2O.). ACOLHIMENTO DO PEDIDO EM RELACAO AOS SERVIDORES QUE SE ENCONTRAVAM NAQUELE QUADRO A EPOCA DESSA LEI. APELACAO PARCIALMENTE PROVIDA PARA ESSE FIM. LEGISLACAO: LEI MUNICIPAL DE CURITIBA, 6060/79. D 101/78. D 102/78. D 106/78. D 228/78. D 1062/70. D 121/76. D 620/78. D 407/79. D 646/79. D 126/76. D 293/68. D 789/67. D 103/78. DOUTRINA: MONTEIRO, WASHINGTON DE BARROS - CURSO DE DIREITO CIVIL, PARTE GERAL, 8 ED , ED SARAIVA, VOL I, P 31 . JURISPRUDENCIA: RDA 104/188. RTJ 48/543.

Encontrado em: DE SERVICO, CONTAGEM, ADMISSIBILIDADE, LEI MUNICIPAL, CUMPRIMENTO, NECESSIDADE, MUNICIPIO, CUSTAS...Setima Câmara Cível (extinto TA) PROCEDIMENTO ORDINARIO, CARGO PÚBLICO, LEI, ALTERACAO, TEMPO

TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL AC 18776 MG 96.01.18776-6 (TRF-1)

Data de publicação: 29/01/2004

Ementa: CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO. PRESCRIÇÃO QÜINQÜENAL. REJEIÇÃO. SERVIDORES PÚBLICOS. TRANSPOSIÇÃO DE REGIME DA CLT PARA RJU . CONTAGEM DE TEMPO DE SERVIÇO ANTERIOR PARA TODOS OS EFEITOS LEGAIS, INCLUSIVE ANUÊNIOS E LICENÇA-PRÊMIO. ART. 100 DA LEI N. 8.112 /90. REAJUSTE DE VENCIMENTOS 28,86%. LEIS Nº 8.622 /93 E 8.627 /93. EXTENSÃO AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS CIVIS. CORREÇÃO MONETÁRIA. LEI 6.899 /81 E SÚMULA 43 DO STJ. 1. Rejeitada a preliminar de prescrição, uma vez que tratando-se de prestação de trato sucessivo, a prescrição não atinge a relação jurídica fundamental, alcançando apenas as parcelas anteriores ao ajuizamento da ação. Logo, tendo a ação sido ajuizada em 18/01/94 estariam prescritas somente as parcelas anteriores a 18/01/89. Todavia o pedido dos autores é a partir de 12.12.1990, não sendo alcançado pela prescrição qüinqüenal . 2. O art. 100 da Lei n. 8.112 /90 prevê que o tempo de serviço público federal será contado para todos os efeitos e a jurisprudência encontra-se firmada no sentido de que os servidores estatutários que eram regidos pela CLT têm direito adquirido à contagem do tempo em que trabalharam como celetistas, inclusive para a percepção de anuênios e licença prêmio por assiduidade. Precedentes deste Tribunal e do STJ: (Cf. TRF - 1ª Região, AC 1997.01.00.051893-0/DF, Rel. Desembargador Federal JIRAIR ARAM MEGUERIAN, 2ª Turma, DJ de 31.10.02, p. 116); (TRF - 1ª Região, AC 2000.34.00.003013-8/DF, Rel. Desembargador Federal ANTÔNIO SÁVIO DE OLIVEIRA CHAVES, 1ª Turma, DJ de 18.12.02, p. 71); STJ, AGRESP 319770/PB, Relator: Min. Jorge Scartezzini, DJ de 19/11/2001, P. 310; STJ, RESP 236183, Rel. Ministro VICENTE LEAL, 6ª Turma, DJ de 10.4.00, p. 143); STJ, RESP 271816/PB, Rel. Ministro EDSON VIDIGAL, 5ª Turma, DJ de 06.11.00, p. 226). 3. A jurisprudência do colendo STF orientou-se no sentido de que o reajuste de vencimentos de 28,86%, concedido aos militares pelas Leis nºs 8.622 /93 e 8.627 /93, é extensivo aos servidores públicos...

Lei nº 7.662, de 17 de maio de 1988

Presidência da Republica

Faculta aos servidores públicos federais a opção pelo regime de que trata a Lei nº ...

de serviço anterior, para todos os efeitos legais. Art. 2º. Os servidores que fizerem opção, com base no... pelo regime de que trata a Lei nº 1.711, de 28 de outubro de 1952, farão jus à contagem do ...

TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL AC 32332 SP 0032332-78.1993.4.03.6100 (TRF-3)

Data de publicação: 23/07/2012

Ementa: PROCESSO CIVIL. AGRAVO LEGAL EM APELAÇÃO CÍVEL. CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO ANTERIOR À CONVERSÃO DE REGIME PARA EFEITO DE PERCEPÇÃO DE ANUÊNIOS. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. PRINCÍPIOS DA RAZOABILIDADE E EQUIDADE. JUROS MORATÓRIOS. ARTIGO 1º-F DA LEI Nº 9494 /97. 1. O E. Supremo Tribunal Federal já pacificou a questão no sentido de que os servidores celetistas transformados em estatutários, na forma da Lei n. 8.112 de 12 de dezembro de 1990, adquiriram o direito de contar, para todos os efeitos, o tempo de serviço público federal, na forma do artigo 100 daquele Estatuto. 2. Não há direito dos autores à percepção de anuênios incidentes sobre o Adiantamento pecuniário ou Adiantamento do PCCS, instituído pela Medida Provisória nº 20 , de 11 de novembro de 1988, pois estes têm por base de cálculo o vencimento básico de cada servidor, nos termos do revogado art. 67 da Lei 8.112 , de 12 de dezembro de 1990. Como o referido adiantamento se traduz em verba acessória ao vencimento base, ou seja, não o compõe, a alíquota devida a título de anuênio não incide sobre referido estipêndio. Precedente do Superior Tribunal de Justiça. 3. Dispõe o § 4º do art. 20 do CPC que nas causas em que for vencida a Fazenda Pública, os honorários serão fixados consoante apreciação eqüitativa do juiz, atendidas as normas das alíneas a, b e c do parágrafo anterior, quais sejam, o grau de zelo do profissional, o lugar de prestação do serviço e a natureza e importância da causa, o trabalho exercido pelo advogado e o tempo exigido para o seu serviço. Desta forma, considerando ser o presente caso de baixa complexidade, já estando pacificado na jurisprudência dos Tribunais, assiste razão à União no que tange à exorbitância do valor de R$ 10.000,00 (dez mil) fixado a titulo de verba honorária, razão pela qual reformo a decisão neste tópico, para arbitrar os honorários advocatícios devidos em R$ 2.000,00 (dois mil reais). 4. Nas condenações impostas contra a Fazenda Pública, os juros de mora devem incidir...

Encontrado em: do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, por unanimidade, dar parcial provimento ao agravo legal..., para fixar os honorários advocatícios devidos em R$ 2.000,00 (dois mil reais), bem como delimitar

TNU - PEDIDO DE UNIFORMIZAÇÃO DE INTERPRETAÇÃO DE LEI FEDERAL PEDILEF 50046702720134047102 (TNU)

Data de publicação: 19/02/2016

Ementa: se objeta à existência das condições insalubres após o laudo, tampouco ao seu grau - apenas insurge-se contra os pagamentos retroativos, em período anterior à confecção do laudo. Ainda, não contestou a afirmação da parte autora de que esteve lotada, no período não prescrito, no mesmo setor em que reconhecido o direito ao adicional. Ora, como as condições de salubridade do ambiente de trabalho tendem a aprimorar-se ao longo do tempo, é de se supor que no período anterior à realização do laudo pericial, nos quais a parte autora laborou no mesmo setor e desenvolveu as mesmas tarefas, a situação era pior ou ao menos igual à constatada pela parte ré - o qual, inclusive, levou ao reconhecimento do direito da requerente ao adicional de irradiação ionizante no percentual de 20%. Tenho, portanto, que merece procedência o pedido da parte autora para o recebimento do adicional de irradiação ionizante em grau máximo, cumulado com a gratificação de raio-X, no período anterior ao reconhecimento administrativo (Portaria nº 13.340/2007 - página 70, PROCADM2, evento 9), respeitada a prescrição qüinqüenal e a suspensão na sua contagem, decorrente de processo administrativo. Nesse sentido, o acórdão recorrido, no ponto que interessa à solução da demanda, assentou o seguinte entendimento: No caso dos autos, a sentença reconheceu à parte autora, que exerce o cargo de técnico em radiologia no Serviço de Radiologia do Hospital Universitário de Santa Maria - HUSM, o direito ao pagamento retroativo do adicional de irradiação ionizante em grau máximo (20%), tendo em vista que o Laudo Técnico Pericial n. 22, de fevereiro de 2007, realizado no âmbito da própria Administração comprovou o desempenho das atividades da parte autora em ambiente sob exposição a radiações ionizantes, sendo pago o adicional na via administrativa a partir da Portaria n. 13.340, de 15/05/2007. Aliás, a própria Administração reconheceu, a princípio, a viabilidade do pagamento retroativo do adicional então reconhecido...

TRF-3 13/09/2012 - Pág. 1270 - Judicial I - TRF - Tribunal Regional Federal da 3ª Região

, para todos os efeitos legais. Citado por 2 [Tab][Tab]Portanto, conclui-se que a opção... de que trata a Lei nº 1.711 , de 28 de outubro de 1952, farão jus à contagem do tempo de serviço anterior... ...

Diário • Tribunal Regional Federal da 3ª Região

TJ-RJ - RECURSO INOMINADO RI 04232255920128190001 RJ 0423225-59.2012.8.19.0001 (TJ-RJ)

Data de publicação: 16/05/2013

Ementa: necessidade de serviço e que a verba pretendida mostra-se devida como forma de evitar o enriquecimento indevido do Recorrido pelos meses trabalhados e que a anterior averbação não poderá subsistir em face do que dispõe o artigo 40,§ 10º da Constituição Federal. É o relatório. V O T O Conheço do recurso, eis que presentes os requisitos intrínsecos e extrínsecos de admissibilidade. Como muito bem destacado pela ilustre magistrada prolatora da sentença recorrida, a Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998 alterou o sistema de previdência social, excluindo a possibilidade de contagem em dobro para aposentadoria dos períodos de férias não gozadas pelo servidor público. Assim, não há que se falar que o servidor recorrido estaria sendo duplamente beneficiado pela sentença proferida, na medida em que inviável a contagem em dobro do período de férias em relação ao qual postula a concessão de indenização. Frise-se que, embora a proibição administrativa só tenha sido levada a termo em 2010, por meio do Boleti m Ostensivo da PMERJ nº 139, o artigo 4º da emenda que deu a novel redação ao artigo 40 da Constituição Federal estabelece que, enquanto não for editada norma regulamentando a matéria, será respeitada a forma de contagem vigente até então, desde que observada a proibição de contagem de tempo ficto nos termos do parágrafo 10º deste dispositivo. Logo, desinfluente que não tenha havido lei proibindo a contagem antes, uma vez que a forma de cômputo previdenciário anterior à edição de lei só será observada se não afrontar o que dispõe o artigo 40,§ 10º da Lei Maior. No mérito, a Administração Pública está regida pelo princípio da legalidade (Art. 37 da CRFB), segundo o qual a atuação do Administrador está limitada àquilo que a lei permite. Nesse sentido, quanto ao pagamento de remuneração a servidores públicos, incluindo-se vencimentos e vantagens, impõe-se a observância ao disposto nos Arts. 169, II, e, 37, X, ambos da CRFB, que determinam a existência de lei...

TJ-RJ - RECURSO INOMINADO RI 01278611020138190001 RJ 0127861-10.2013.8.19.0001 (TJ-RJ)

Data de publicação: 22/11/2013

Ementa: e 2008, observando-se o valor vigente à época do efetivo pagamento. Recorreu o autor sustentando que restou comprovado que a recorrente requereu o gozo de suas férias; que o indeferiu o gozo das férias por imperiosa necessidade de serviço e que a verba pretendida mostra-se devida como forma de evitar o enriquecimento indevido do Recorrido pelos meses trabalhados e que a anterior averbação não poderá subsistir em face do que dispõe o artigo 40,§ 10º da Constituição Federal. Recurso do Estado alegando a impossibilidade de conversão de férias em pecúnica, a inconstitucionalidade do artigo 77 da C.E., e a inexistência de actio nata. É o relatório. V O T O Conheço do recurso, eis que presentes os requisitos intrínsecos e extrínsecos de admissibilidade. A Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998 alterou o sistema de previdência social, excluindo a possibilidade de contagem em dobro para aposentadoria dos períodos de férias não gozadas pelo servidor público. Assim, não há que se falar que o servidor rec orrido estaria sendo duplamente beneficiado pela sentença proferida, na medida em que inviável a contagem em dobro do período de férias em relação ao qual postula a concessão de indenização e que ainda não foi averbado. Frise-se que, embora a proibição administrativa só tenha sido levada a termo em 2010, por meio do Boletim Ostensivo da PMERJ nº 139, o artigo 4º da emenda que deu a novel redação ao artigo 40 da Constituição Federal estabelece que, enquanto não for editada norma regulamentando a matéria, será respeitada a forma de contagem vigente até então, desde que observada a proibição de contagem de tempo ficto nos termos do parágrafo 10º deste dispositivo. Logo, desinfluente que não tenha havido lei proibindo a contagem antes, uma vez que a forma de cômputo previdenciário anterior à edição de lei só será observada se não afrontar o que dispõe o artigo 40,§ 10º da Lei Maior. De todo modo, com o ajuizamento desta ação, há expressa manifestação de vontade...

TJ-PR - Apelação Cível AC 5357819 PR 0535781-9 (TJ-PR)

Data de publicação: 12/05/2009

Ementa: ADMINISTRATIVO - COBRANÇA - SERVIDOR PÚBLICO - MUNICÍPIO DE CORNÉLIO PROCÓPIO. (1) PRESCRIÇÃO - INOCORRÊNCIA - QUINQUÍDIO INTERROMPIDO PELO AJUIZAMENTO DO MANDADO DE SEGURANÇA. (2) ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO - ANUÊNIO - LEI MUNICIPAL N.º 216/94 - DIREITO ASSEGURADO POR MANDADO DE SEGURANÇA. (3) PEDIDO QUE ENGLOBA AS PARCELAS ANTERIORES E AS PARCELAS POSTERIORES AO AJUIZAMENTO DO MANDADO DE SEGURANÇA - RECONHECIMENTO DO DIREITO PELA SENTENÇA SOMENTE DAS PRIMEIRAS. (4) ANUÊNIO QUE FOI IMPLANTADO DE FORMA INCORRETA - INÍCIO DA CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO DA SERVIDORA - 1 (UM) ANO APÓS O AJUIZAMENTO DO MANDADO DE SEGURANÇA, AO PERCENTUAL DE 1% - PREMISSA EQUIVOCADA - DECISÃO PROFERIDA EM MANDADO DE SEGURANÇA NÃO TEM STATUS DE LEI - TERMO INICIAL DA CONTAGEM DO ANUÊNIO - DATA DA PUBLICAÇÃO DA LEI MUNICIPAL N.º 216/94, QUE INSTITUIU O ADICIONAL - PERCENTUAL PROGRESSIVO - AUMENTO DE 1% AO ANO. (5) REFLEXOS SOBRE O 13º SALÁRIO E TERÇO DE FÉRIAS - INCIDÊNCIA - LEI MUNICIPAL N.º 216/94 E CONSTITUIÇÃO FEDERAL - INCORPORAÇÃO DO ADICIONAL À REMUNERAÇÃO PARA TODOS OS EFEITOS LEGAIS. (6) CORREÇÃO MONETÁRIA - INCIDÊNCIA A PARTIR DE CADA DESEMBOLSO - INPC/IBGE. (7) JUROS MORATÓRIOS - AÇÃO AJUIZADA APÓS A MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.180-35/01, QUE ACRESCENTOU O ART. 1º -F AO TEXTO DA Lei N.º 9.494 /97 - JUROS DE 6% AO ANO, A PARTIR DA CITAÇÃO VÁLIDA. (8) RECURSO DA AUTORA PROVIDO E RECURSO DO RÉU PROVIDO EM PARTE.

TJ-RJ - RECURSO INOMINADO RI 01118942220138190001 RJ 0111894-22.2013.8.19.0001 (TJ-RJ)

Data de publicação: 11/04/2014

Ementa: trabalhados. No mais, aduziu a possibilidade de averbação em dobro do período para fins previdenciários. É o relatório. V O T O Conheço do recurso, eis que presentes os requisitos intrínsecos e extrínsecos de admissibilidade. A Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998 alterou o sistema de previdência social, excluindo a possibilidade de contagem em dobro para aposentadoria dos períodos de férias não gozadas pelo servidor público. Assim, não há que se falar que o servidor recorrido estaria sendo duplamente beneficiado pela sentença proferida, na medida em que inviável a contagem em dobro do período de férias em relação ao qual postula a concessão de indenização e que ainda não foi averbado. Frise-se que, embora a proibição administrativa só tenha sido levada a termo em 2010, por meio do Boletim Ostensivo da PMERJ nº 139, o artigo 4º da emenda que deu a novel redação ao artigo 40 da Constituição Federal estabelece que, enquanto não for editada norma regulamentando a matéria, será respeitada a forma de contagem vigente até então, desde que observada a proibição de contagem de tempo ficto nos termos do parágrafo 10º deste dispositivo. Logo, desinfluente que não tenha havido lei proibindo a contagem antes, uma vez que a forma de cômputo previdenciário anterior à edição de lei só será observada se não afrontar o que dispõe o artigo 40,§ 10º da Lei Maior. De todo modo, com o ajuizamento desta ação, há expressa manifestação de vontade do servidor no sentido de ver-se indenizado pelo período e não de computa-lo para fins previdenciários. No mérito, a Administração Pública está regida pelo princípio da legalidade (Art. 37 da CRFB), segundo o qual a atuação do Administrador está limitada àquilo que a lei permite. Nesse sentido, quanto ao pagamento de remuneração a servidores públicos, incluindo-se vencimentos e vantagens, impõe-se a observância ao disposto nos Arts. 169, II, e, 37, X, ambos da CRFB, que determinam a existência de lei que estabeleça a remuneração...

1 2 3 4 5 999 1000 Próxima
Seja notificado de toda novidade sobre
CONTAGEM DO TEMPO DE SERVICO ANTERIOR PARA TODOS OS EFEITOS ... Monitorar

×