Carregando...
JusBrasil
19 de dezembro de 2014

Página 1 de 478.894 3.972 527 251.150 219.405 4.106 18 resultados para "EMPRESA EM PLENA ATIVIDADE" em Notícias em Artigos em Jurisprudência em Diários em Legislação em Modelos e peças

TJ-PR - Agravo de Instrumento AI 11999296 PR 1199929-6 (Acórdão) (TJ-PR)

Data de publicação: 09/12/2014

Ementa: DECISÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, por unanimidade de votos, em dar provimento ao recurso. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO EM CUMPRIMENTO DA SENTENÇA. INSURGÊNCIA QUANTO À DECISÃO QUE DEFERIU O PEDIDO DE DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA DA EMPRESA AGRAVANTE. MEDIDA DE CARÁTER EXCEPCIONAL A SER APLICADA COM CAUTELA PELO JUDICIÁRIO, EM VISTA DA EXISTÊNCIA DE PATRIMÔNIOS DISTINTOS ENTRE AS PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS.ADOÇÃO DA TEORIA MAIOR PELO ART. 50 DO CÓDIGO CIVIL, QUE EXIGE, ALÉM DO INADIMPLEMENTO, A DEMONSTRAÇÃO DE OCORRÊNCIA ABUSO DE DIREITO, DESVIO DE FINALIDADE OU CONFUSÃO PATRIMONIAL.NO CASO, INEXISTÊNCIA DE COMPROVAÇÃO NESSE SENTIDO. EMPRESA EM PLENA ATIVIDADE. ENTENDIMENTO DO STJ E DESTE TRIBUNAL. RECURSO CONHECIDO E PROVIDO. VISTA, relatada e discutida a matéria destes autos de Agravo de Instrumento nº 1.199.929-6, originários da 2ª Vara Cível da Região Metropolitana de Maringá - Foro Central de Maringá, PR, nos quais figuram, como agravante, NORTE REAL DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS LTDA., e, como agravada, CHOCOLATES GAROTO S/A. I - RELATÓRIO. (TJPR - 6ª C.Cível - AI - 1199929-6 - Região Metropolitana de Maringá - Foro Central de Maringá - Rel.: Carlos Eduardo A. Espínola - Unânime - - J. 18.11.2014)

Encontrado em: PATRIMONIAL. NO CASO, INEXISTÊNCIA DE COMPROVAÇÃO NESSE SENTIDO. EMPRESA EM PLENA ATIVIDADE. ENTENDIMENTO..., a empresa recorrente ainda se encontra em atividade comercial e não há indícios de que tenha... DE DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA DA EMPRESA AGRAVANTE. MEDIDA DE CARÁTER EXCEPCIONAL A SER...

TJ-ES - Embargos de Declaracao Ag Interno Agv Instrumento ED 24079013397 ES 24079013397 (TJ-ES)

Data de publicação: 22/01/2009

Ementa: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. AGRAVO INTERNO. AGRAVO DE INSTRUMENTO. PROCESSO CIVIL. TRIBUTÁRIO. OMISSÃO SANADA. EMPRESA EM PLENA ATIVIDADE. PARCELAMENTO. DÉBITO FISCAL. RECURSO PROVIDO. I O fato de a empresa devedora de tributo estar em plena atividade não afasta a responsabilidade solidária dos sócios, uma vez inscritos na Certidão de Dívida Ativa. II- Imposto o regime da solidariedade, não há que se falar em buscar primeiramente bens da empresa, pois todos respondem pelo débito, sem ordem de preferência. III- O parcelamento da dívida fiscal não implica em exoneração da responsabilidade, mas apenas suspensão da executabilidade do crédito tributário, quando se constata o rigoroso cumprimento do acordo, todavia, não ocorreu in casu. IV- Inclusão da fundamentação, sem no entanto, modificar o dispositivo anterior, que negou a exclusão do embargante da execução fiscal. V- Recurso Provido.

TJ-ES - Embargos de Declaração Ag Interno Agv Instrumento ED 24079013397 ES 024079013397 (TJ-ES)

Data de publicação: 22/01/2009

Ementa: EMBARGOS DE DECLARAÇAO. AGRAVO INTERNO. AGRAVO DE INSTRUMENTO. PROCESSO CIVIL. TRIBUTÁRIO. OMISSAO SANADA. EMPRESA EM PLENA ATIVIDADE. PARCELAMENTO. DÉBITO FISCAL. RECURSO PROVIDO. IO fato de a empresa devedora de tributo estar em plena atividade não afasta a responsabilidade solidária dos sócios, uma vez inscritos na Certidão de Dívida Ativa.II-Imposto o regime da solidariedade, não há que se falar em buscar primeiramente bens da empresa, pois todos respondem pelo débito, sem ordem de preferência.III-O parcelamento da dívida fiscal não implica em exoneração da responsabilidade, mas apenas suspensão da executabilidade do crédito tributário, quando se constata o rigoroso cumprimento do acordo, todavia, não ocorreuin casu.IV-Inclusão da fundamentação, sem no entanto, modificar o dispositivo anterior, que negou a exclusão do embargante da execução fiscal.V-Recurso Provido.

TJ-MG - 100240584628210011 MG 1.0024.05.846282-1/001(1) (TJ-MG)

Data de publicação: 13/02/2007

Ementa: SOCIEDADE EXECUTADA - INEXISTÊNCIA DE BENS - SÓCIO - CITAÇÃO - MERA AUSÊNCIA DE BENS DA SOCIEDADE - INEXISTÊNCIA DE PRÁTICA DOS ATOS PREVISTOS NO ART. 135 DO CTN - EMPRESA EM PLENA ATIVIDADE - DIFICULDADES APARENTEMENTE PASSAGEIRAS - REDIRECIONAMENTO INCABÍVEL. A) O sócio-gerente de uma sociedade limitada pode ser responsabilizado pelos pagamentos não efetuados pela sociedade nos termos dos arts. 134 e 135 do CTN ; B) O aditamento que inclui no pólo passivo o sócio constante da certidão pelo simples motivo de não serem encontrados bens suficientes da sociedade não permite o redirecionamento da ação de execução fiscal ao sócio, que a empresa está em plenas atividades e não praticou ele nenhum dos fatos previstos no art. 135 do CTN . C) O artigo 135 do CTN impõe a responsabilidade nos casos de atos praticados com excesso de poderes ou infração de lei, contrato social ou estatutos, não atingindo o sócio em virtude de dificuldades passageiras da sociedade, que se encontra em plena atividade.

STJ 22/06/2011 - Pág. 3479 - Superior Tribunal de Justiça

DO SÓCIO GERENTE. EMPRESA EM PLENA ATIVIDADE. IMPOSSIBILIDADE. FUNDAMENTO NÃO ATACADO. SÚMULA 283/STF. 1... em vista que ela, a empresa Embalagens Triângulo Ltda., continua a exercer regularmente suas atividades... se ...

Diário • Superior Tribunal de Justiça

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 1070082220128260000 SP 0107008-22.2012.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 11/10/2012

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO JUSTIÇA GRATUITA Pessoa jurídica em recuperação judicial Condição especial que, por si só, não se mostra suficiente para a concessão dos benefícios Necessidade de comprovação objetiva da impossibilidade de arcar com as custas e despesas processuais Empresa em plena atividade empresarial Pedido alternativo para pagamento de custas ao final do processo Ausência de previsão legal Hipóteses do artigo 5º , da Lei 11.608 /03 Descabimento Recurso não provido.

TRT-2 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 00022915220125020072 SP 00022915220125020072 A28 (TRT-2)

Data de publicação: 08/09/2014

Ementa: JUSTIÇA GRATUITA - DECLARAÇÃO DE POBREZA - PRESUNÇÃO RELATIVA A despeito da declaração de pobreza apresentada, o autor informou ser residente em bairro nobre da cidade de Cotia e, em depoimento pessoal, confessou ser sócio de empresa que tem sócios em comum com a 1a reclamada. Indubitavelmente, o alto salário recebido durante a vigência de sua relação jurídica, mantida com a 1a reclamada, bem como a sua condição de residente em área nobre da cidade de Cotia, além do fato de ser sócio de empresa em plena atividade, não permitem o seu enquadramento na condição de "pessoa pobre no sentido literal e jurídico do termo". Em face do quadro fático apresentado, não se pode concluir que o agravante não tem condições de demandar em juízo, sem os benefícios legais da justiça gratuita, mormente porque está, inclusive, assistido por advogado particular, o que denota ter assumido os custos pelo pagamento dos respectivos honorários profissionais. Deveria, sim, comprovar, de forma cabal, a impossibilidade declarada nos autos. Agravo de instrumento improvido.

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 1129506920118260000 SP 0112950-69.2011.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 20/10/2011

Ementa: *Agravo de instrumento. Ação de cobrança em fase de cumprimento de sentença. Irresignação contra o indeferimento de pedido de desconsideração da personalidade jurídica. Acerto da decisão. Empresa em plena atividade. Não restou cabalmente demonstrado que os representantes legais da agravada agem com desvio de finalidade ou que exista confusão patrimonial entre eles. Inexistência de saldo em conta corrente não pode ser entendida como desvio de finalidade. Ausentes os requisitos autorizadores da medida. Decisão mantida. Recurso improvido.*

TJ-RJ - AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 63678920108190000 RJ 0006367-89.2010.8.19.0000 (TJ-RJ)

Data de publicação: 18/02/2010

Ementa: Agravo de Instrumento. Ação ordinária. Anulação de cláusulas contratuais. Empresa em plena atividade econômica. Hipossuficiência não comprovada. Indeferimento do benefício da gratuidade. Aplicação dos verbetes 39 e 121, da Súmula do TJRJ. Recurso a que se nega seguimento ( CPC , art. 557 , caput).

TJ-MG - 100240694352870011 MG 1.0024.06.943528-7/001(1) (TJ-MG)

Data de publicação: 07/08/2009

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO - EXECUÇÃO FISCAL - SOCIEDADE EXECUTADA EM PLENA ATIVIDADE - EXECUÇÃO JÁ GARANTIDA POR PENHORA NÃO IMPUGNADA - NOVA PENHORA EM DINHEIRO DE SÓCIO - EXECUÇÃO NÃO REDIRECIONADA - ABUSO DE DIREITO. - Estando a execução fiscal segura por penhora de bem da sociedade executada, em valor e validade não impugnados, demonstra-se abusivo e fere a razoabilidade o pedido de penhora de valores existentes em conta do sócio da empresa em plena atividade, sócio que sequer foi incluído no polo passivo da lide.

1 2 3 4 5 999 1000 Próxima

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi. O JusBrasil pode te conectar com Advogados em qualquer cidade caso precise de alguma orientação ou correspondência jurídica.

Escolha uma cidade da lista
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/busca