Carregando...
JusBrasil
24 de abril de 2014

Página 1 de 11.184 711 17 7.091 1.888 451 1.102 resultados para "FALHA NO SISTEMA ELÉTRICO" em Notícias em Artigos em Jurisprudência em Diários em Legislação em Política

Rede do Senado é restabelecida depois de sair do ar por falha no sistema elétrico

do sistema de alimentação de energia do Datacenter, localizado no Prodasen, que apresentou defeito. No... Os sistemas de processamento de rede, de armazenamento de dados e diversos equipamentos

Notícia Jurídica • Senado • 08/10/2013

ONS reconhece que o Nordeste poderia ampliar estrutura contra falhas no sistema elétrico

que a segurança do sistema elétrico funcionou como o previsto no episódio do blecaute que ocorreu na região...O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, garantiu a segurança... de ...

Notícia Jurídica • Câmara dos Deputados • 11/09/2013

Falha no sistema elétrico deixa 2 milhões de consumidores sem luz

Um problema no sistema interligado do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) provocou... uma anormalidade no sistema interligado, sob a responsabilidade do ONS, "provocou perda no suprimento de ...

Notícia Jurídica • 24 Horas News • 16/12/2012

Falhas no sistema elétrico atingiram também serviços de telefonia

à falha de energia elétrica no Nordeste. “Equipes técnicas trabalham para restabelecer gradativamente...A interrupção no fornecimento de energia elétrica registrada na tarde de hoje (28) atingiu... os serviços nas áreas ...

Notícia Política • Gazeta Web • 28/08/2013

Falhas no sistema elétrico atingiram também serviços de telefonia

para utilizar os serviços da companhia devido à falha de energia elétrica no Nordeste. Equipes...Sabrina Craide Repórter da Agência Brasil Brasília - A interrupção no fornecimento de energia... elétrica registrada na ...

Notícia Política • Agência Brasil • 28/08/2013

Lobão diz que não há como garantir ausência de falhas no sistema elétrico

de todos os equipamentos do sistema elétrico é feita normalmente. "O nosso sistema é bom, firme e forte.... do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp. Segundo o ministro Lobão,... que lamentavelmente ...

Notícia Política • O Imparcial Online - Notícias de Maranhão • 04/10/2012

Lobão: não há como garantir ausência de falhas no sistema elétrico

elétrico é feita normalmente. “O nosso sistema é bom, firme e forte. Mas como todo o sistema do mundo... do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp. Segundo o ministro Lobão, não há relação entre a queda de energia... ...

Notícia Política • Jornal do Brasil Online • 04/10/2012

Falha afeta parcialmente circulação de trens em São Paulo

Santo Amaro, Socorro e Jurubatuba, devido a uma falha no sistema elétrico de alimentação dos trens.... uma sequência de falhas na circulação de trens na região de São Paulo. Hoje (16), de madrugada, mais uma pane... nas ...

Notícia Política • Partido dos Trabalhadores - São Paulo • 16/07/2012

TJ-DF - APELAÇÃO CÍVEL AC 479526420048070001 DF 0047952-64.2004.807.0001 (TJ-DF)

Data de publicação: 27/03/2007

Ementa: CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. ACIDENTE DE TRÂNSITO. FALHA NO SISTEMA ELÉTRICO. SINALIZAÇÃO DA RODOVIA. AUSÊNCIA DE CASO FORTUITO OU DE FORÇA MAIOR. LEGITIMIDADE DA EMPRESA ATUANTE NO TRANSPORTE DE CARGAS E PROPRIETÁRIA DO VEÍCULO SEMI-REBOQUE. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DOS PROPRIETÁRIOS DA CARRETA E CAVALO MECÂNICO. CULPA DA VÍTIMA AFASTADA. DANOS MORAIS. INEXISTÊNCIA. 1. NA AÇÃO DE INDENIZAÇÃO DE DANOS ORIUNDOS DE ACIDENTE DE TRÂNSITO, A EMPRESA ATUANTE NO RAMO DE TRANSPORTE DE CARGAS E PROPRIETÁRIA DO VEÍCULO ENVOLVIDO NA COLISÃO (SEMI-REBOQUE), ESTÁ LEGITIMADA A FIGURAR COMO RÉ EM VISTA DO RISCO DA ATIVIDADE ECONÔMICA, CONSOANTE REGRA DO ARTIGO 927 , PARÁGRAFO ÚNICO DO CÓDIGO CIVIL . 2. SENDO OBJETIVA A RESPONSABILIDADE DA EMPRESA PROPRIETÁRIA DO VEÍCULO ENVOLVIDO NO ACIDENTE, IRRELEVANTE PERQUIRIR SOBRE A CULPA DE SEUS PREPOSTOS. AO COLOCAR EM CIRCULAÇÃO O SEMI-REBOQUE, MEDIANTE O AVENTADO COMODATO, A PROPRIETÁRIA CRIOU UM RISCO, QUE ENSEJA O DEVER DE INDENIZAR. 3. INEXISTINDO PROVA CONTUNDENTE DA AVENTADA EMBRIAGUEZ DA VÍTIMA OU MESMO DE ESTAR DESENVOLVENDO VELOCIDADE EXCESSIVA, HÁ QUE SE AFASTAR QUALQUER CULPA DESTA. 5. O DEFEITO MECÂNICO EXPERIMENTADO PELO CAMINHÃO, FAZENDO-O PERMANECER EM REPOUSO NA FAIXA DE ROLAMENTO, SEM SINALIZAÇÃO, JUSTIFICA A CULPA DOS RÉUS, POIS, DE FATO, A HIPÓTESE NÃO SE ENQUADRA EM CASO FORTUITO. AO CONTRÁRIO, INDUZ CUIDAR-SE DE FALTA DE MANUTENÇÃO ADEQUADA. 6. A INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS RECLAMA EFETIVA PROVA DA OCORRÊNCIA DE FATO QUE, DE REGRA, CONDUZA A ABORRECIMENTOS RELEVANTES, PASSÍVEIS DE RESSARCIMENTO. CUIDANDO-SE DE ACIDENTE DE TRÂNSITO, FAZ-SE NECESSÁRIA A POSITIVAÇÃO DE QUE, DO EVENTO, TENHAM ORIGINADO CONSEQÜÊNCIAS GRAVES E ANORMAIS. MEROS ABORRECIMENTOS, EM SUMA, NÃO JUSTIFICAM A PRETENSÃO. 7. RECURSOS CONHECIDOS E PARCIALMENTE PROVIDO O DO AUTOR.

TJ-DF - APELAÇÃO CÍVEL AC 20040110479525 DF (TJ-DF)

Data de publicação: 27/03/2007

Ementa: CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. ACIDENTE DE TRÂNSITO. FALHA NO SISTEMA ELÉTRICO. SINALIZAÇÃO DA RODOVIA. AUSÊNCIA DE CASO FORTUITO OU DE FORÇA MAIOR. LEGITIMIDADE DA EMPRESA ATUANTE NO TRANSPORTE DE CARGAS E PROPRIETÁRIA DO VEÍCULO SEMI-REBOQUE. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DOS PROPRIETÁRIOS DA CARRETA E CAVALO MECÂNICO. CULPA DA VÍTIMA AFASTADA. DANOS MORAIS. INEXISTÊNCIA. 1. NA AÇÃO DE INDENIZAÇÃO DE DANOS ORIUNDOS DE ACIDENTE DE TRÂNSITO, A EMPRESA ATUANTE NO RAMO DE TRANSPORTE DE CARGAS E PROPRIETÁRIA DO VEÍCULO ENVOLVIDO NA COLISÃO (SEMI-REBOQUE), ESTÁ LEGITIMADA A FIGURAR COMO RÉ EM VISTA DO RISCO DA ATIVIDADE ECONÔMICA, CONSOANTE REGRA DO ARTIGO 927 , PARÁGRAFO ÚNICO DO CÓDIGO CIVIL . 2. SENDO OBJETIVA A RESPONSABILIDADE DA EMPRESA PROPRIETÁRIA DO VEÍCULO ENVOLVIDO NO ACIDENTE, IRRELEVANTE PERQUIRIR SOBRE A CULPA DE SEUS PREPOSTOS. AO COLOCAR EM CIRCULAÇÃO O SEMI-REBOQUE, MEDIANTE O AVENTADO COMODATO, A PROPRIETÁRIA CRIOU UM RISCO, QUE ENSEJA O DEVER DE INDENIZAR. 3. INEXISTINDO PROVA CONTUNDENTE DA AVENTADA EMBRIAGUEZ DA VÍTIMA OU MESMO DE ESTAR DESENVOLVENDO VELOCIDADE EXCESSIVA, HÁ QUE SE AFASTAR QUALQUER CULPA DESTA. 5. O DEFEITO MECÂNICO EXPERIMENTADO PELO CAMINHÃO, FAZENDO-O PERMANECER EM REPOUSO NA FAIXA DE ROLAMENTO, SEM SINALIZAÇÃO, JUSTIFICA A CULPA DOS RÉUS, POIS, DE FATO, A HIPÓTESE NÃO SE ENQUADRA EM CASO FORTUITO. AO CONTRÁRIO, INDUZ CUIDAR-SE DE FALTA DE MANUTENÇÃO ADEQUADA. 6. A INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS RECLAMA EFETIVA PROVA DA OCORRÊNCIA DE FATO QUE, DE REGRA, CONDUZA A ABORRECIMENTOS RELEVANTES, PASSÍVEIS DE RESSARCIMENTO. CUIDANDO-SE DE ACIDENTE DE TRÂNSITO, FAZ-SE NECESSÁRIA A POSITIVAÇÃO DE QUE, DO EVENTO, TENHAM ORIGINADO CONSEQÜÊNCIAS GRAVES E ANORMAIS. MEROS ABORRECIMENTOS, EM SUMA, NÃO JUSTIFICAM A PRETENSÃO. 7. RECURSOS CONHECIDOS E PARCIALMENTE PROVIDO O DO AUTOR

1 2 3 4 5 999 1000 Próxima

ou

Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/busca