Carregando...
JusBrasil - Diários
19 de setembro de 2014
Pg. 9. Seção 2. Diário Oficial da União DOU de 04/10/1972

Pág. 9. Seção 2. Diário Oficial da União (DOU) de 04 de Outubro de 1972

Página 9 Seção 2 04/10/1972DOU

Publicado por Diário Oficial da União (extraído pelo JusBrasil) - 41 anos atrás

Sadi Ferreira Gringo. p.p. Victor a leitura dessas peças, declarou o Se-Malucelli, p.p. Vicente Baptista Manhor Presidente que os peritos estavam presentes para prestarem quaisquer esclarecimentos que lhes fossem

solicitados, estando, assim franqueada

a palavra para quem dela quisesse fazer uso. Corno não houve solicitação,

foi colocada a matéria em votação, a

qual foi aprovada por unanimidade;

não votaram os impedidos por lei. Em

seguida, solicitaram a palavra o Senhor Anacleto Theogenes Caiei e

Dr. Dorcel Pizzatto, a fim de declararem em nome da Paraná Companhia de Seguros e Ouro Verde Companhia de Seguros, devidamente autorizados pelas Assembléias ' daquelas

Sociedades, • que aceitam os valores

dados pelos peritos ao Patrimônio Líquido da Paraná Companhia de Seguros e Ouro Verde Companhia de

Seguros •valores que, para todos os

efeitos de direito, eram fixados em

Cr$ 2.096.696,65 e Cr$ 1.405.931,35,

respectivatnente, devendo os acionistas dessas Sociedades receber da Sociedade Incorporadora, ações em número igual às ações possuídas nas

Sociedades Incorporandas, e que as

diferenças entre os valores dos patrimônios líquidos apurados, e, os respectivos capitais sociais da Paraná

Companhia de Seguros e Ouro Verde

Companhia de Seguros, nos montantes de Cr$ '778.696,65 e Cr$ 405.981,35,

deverão ser levados a uma 'conta de

"Reserva para Aumento de Capital",

na Sociedade incorporadora. Submetida essa proposta à deliberação dos

Senhores Acionistas, foi a mesma

aprovada por unanimidade. Pelo

Senhor Presidente, foi declarado então aprovado a incorporação à Atalaia Companhia de Seguros, das sociedades Paraná Companhia de Sede

guros e Ouro Verde Companhia

Seguros, e o conseqüente aumento do

capital de Cr$ 3.680.000,00 para ....

Cr$ 6.000.000,00, e, ainda, restabelecida a redação do Estatuto Social, vigente antes da Assembléia Geral Extraordinária de 31 de janeiro do corrente ano, com a nova redação dos

0

artigos 1. e 4.° dos Estatutos, como

0

— Bamerindus Comsegue: :Art. 1.

panhia de Seguros, fundada na cidade de Curitiba, Estado do Paraná,

deno-24 de outubro de 1938, sob a

a

de Atalaia Companhia de

minação

Seguros Contra Acidentes do Trabalho, e, posteriormente, Atalaia Com-Seguros, autorizada a funpanhia de

cionar pelo Decreto Federal de número 3.349, de 1 de dezembro de 1938,

é uma sociedade anônima que se regerá por estes Estatutos e pelas leis

em vigor que lhe forem aplicáveis."

"Art. 4.° O Capital Social é de ....

Cr$ 6.000.000,00 (seis milhões de cru-"

miras), dividido em 6.000.000 (seis

' milhões) de ações ordinárias nominativas, de valor de Cr$ 1,00 (um cruzeiro) cada uma." Em seguida o Senhor Presidente deixou a palavra livre a quem dela quisesse fazer uso.

Como ninguém se manifestasse, o Senhor Presidente declarou encerrada

a presente assembléia, da qual eu, AI-tamirano Pereira, secretário indicado,

lavrei a presente ata, que vai assinada pelos presentes. Curitiba, 8 de

Maio de 197Z. — Othon Mader; Avelino Antônio Vieira; Tornaz Edlson

de Andrade Vieira; Dorcel Pizzatto;

Anacleto Theogenes Catli; Hamilcar

Pizzatto; • Altamirano Pereira; Alcides Branco Pereira, p.p. Administradora São João Batista Réus Ltda.,

p.p. Agostinho Zarpellon Júnior, p.p.

Benjamin Malucelli, p.p. Dr. Paulo

Cezar Pereira Gruber, p.p. Luiz Cepar Pereira Gruber, p.p. Caio Cezar

Pereira Gruber, p.p. Companhia Paraná Empreendimentos; Décio Ferreira Gringo, p.p. Emílio Malucelli,

.p. José Luiz Pinto Pereira, p.p.

osé Marcos P. Pereira, p.p. Kabir

lerreira Grinco, p.p. Luiz Menehello, p.p. Paulo Branco Pereira;

uarez Gaivão Pereira, p.p. Sonia

olange Gaivão Perçira; Venda Crisi

tina Gaivão Pereira, p.p. Paulo Dallegrave, p.p. Pedro Anciutti, p.p.

Dr. Pedra RayMundo Cominese, p.p.

Sadi Ferreira Gringo. p.p. Victor Malucelli, p.p. Vicente Baptista Malucelli, p.p. Walkyria Gaivão Pereira, p.p. Joanne Branco Pereira Gruber; Dr. Anchises Marques Faria, p.p. por seus filhos menores; Paulo Roberto Neves Pereira; Hermilja Neves Pereira; Alcides Branco Pereira; Hermina Branco Pereira; Celmira Neves Pereira; Companhia Mercantil de Armazéns Gerais — Paulo Branco Pereira — Diretor; Pereira & Cia. Ltda.; Sérgio Luiz Neves Pereira Altamirano Pereira Neto; Flávio Prestes, p.p. Ana Maria Pereira Fonseca; Cintia Vieira Peixoto; Domingos Fonseca, p.p. Dr. Hildebrando Pedro Althaus, p.p. Ione Saber • Diedrichs; • Jayme Liebel, p.p. Jayme Liebel Júnior, p.p. Sérgio Liebel, p.p. José Márcio Peixoto Filho, p.p. Uno Dorcelies Gonçalves Marini; p.p. Oscar Diedrichs, p.p. Ottorino Marini, p.p. Paulo Maurício Bartszak, p.p. Rosa Maria Marini, p.p. Rosangela Marini, p.p. Rosana Renata Marin!, p.p. Sérgio Luiz Bartczak, p.p. Dr. Paulino Andreolfi, p.p. Doher Barbosa Nicolau, p.p. Dr. Erley Volpi, p.p. Doutor Arriaury Dalavigne Bueno, p.p. Júlio Ferreira Brandão, p. p. Dr. Ivo Leão Filho, p.p. Eduar Merhy, p.p. Airton Justus Viliaca, p.p. S. A. Antônio Saci Com e Administração, p.p. Alfredo Frederico Klimmek; Auto Paraná Importadora S. A.,- p.p. Fundação Bamerindus de Assistência Social, p.p. Dr. Cyfillo Heimart Von Linsinge, p.p. Laurival Gomes, p.p. Dr. Durval Weber, p.p. Enes Zacharias dos Santos, p.p. Dr. Egas Dirceu Muniz de Aragão, p. p. Doutor Estanislau Casemiro Bartczak, p.p. Nilo Brasil, p.p. Francisco de Assis Andrade, p.p. Dr. Herbert João Garlsson, p.p. Dr. Adherbal Mattos de Vilhena, p.p. Dr. Bento Munhoz da Rocha Neto, p.p. Dr. Saul Gurgel do Amaral Valente, p.p. Antônio Nelson Junqueira, Flávio Prestes, Willem Smlitink, p.p. Soc. Curitibana de Administração e Empreendimentos; Josephina de Marina Bettega, p. p. Fundação Bamerindus, p.p. Dr. Rubens Requião, p.p. Dr. Arthur Ferreira dos Santos, p.p. Fioravante Collodel, p.p. Ivair Lúcio Soares, p.p. José Baltazar de Souza Sobrinho, p.p. Augusto Breada, wiilen Snújtink; . Luiz Renato de Abreu Mader; Dr. Mário Braga de Abreu, Dr. Paulo de Abreu Mader, p.p. Regina Maria Mader Ribas, Luiz Renato Abreu Maciez; Teodorico Pizzatto; Antero Saci Pizzatto, p.p. Raul Fernando Pizzatto, p.p. Esteliano Plzzato, p. p. Douglas Pedro Pizzatto, p. p. Dorcel Antônio Pizzato Neto, p.p. Luciano Pizzatto, p.p. Silvana Pizzatto, p.p. Luiz Pedro Pizzatto, p.p. Mercedes liakemberg Pizzatto, p.p. Maria Cândida Pizzatti da Silva, p.p. Boleslau Tyrka, p.p. Dorcel Henrique Pizz,atto, p.p. Cinthia 01-sen Pizzatto, p.p. Henrique Olsen Pizzatto, p.p. Wiegando Olsen, p.p. Mutila Olga Oisen, p.p. Teodorieo Pizzatto; Bamerindus S. A. — Administração e Serviços — Flávio Prestes; Alceu Silvai, Luiz Waldemar

Portella, Adyr João Sabbag, p.p. Creajul Administradora de Bens Ltda., p.p. Malba D'Eça .Carli, p.p. Diderot Carla p.p. Desiree Carie p.p.

p.p. Wilson Pedro Evelyn Carla

Caril, p.p. Mário Augusto Caril, p.p. Anacleto Theogenes Caril Filho, p.p. Catia Liliani Caril, p.p. Maria Julhinda Carli, • p.p. Tania Regina Caril, Alceu Silvai, Albary Guimarães, p.p. Mauro Fetraz e Silva, p.p. Bráulio Tocalino, p.p. Itapoan Administração e Empreendimentos Ltda., p.p. Maribens Administradora e Empreendimentos S/C. Ltda., p.p. José Pinheiro Arruda, Flávio Prestes. Certifico que o acima transcrito, é cópia fiel do que se contém no livro de atas

de assembléias Gerais da Atalaia Companhia de Seguros re° 2. As fo-Altantirano

lhas 122 verso a 143. —

Secretário da mesa. — Con-Pereira,

fere com o original. — Atalaia — Companhia de Seguros

PROJETO NA INTEGRA, DOS

NOVOS ESTATUTOS

CONFORME ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 8 DE MAIO

DE 1972

ESTATUTOS DA BAMERINDUS

COMPANHIA DE DE SEGUROS

C.G.C. 76.538.446/1

Curitiba-Paraná .

CAPITULO 1.1

Duração

Da Sociedade, Sede, Fins e

Art. 1° Bamerindus — Companhia de Seguros, fundada na cidade de Curitiba, Estado do Perene, a 24 de outubro de 1938, sob a denominação cie "Atalaia — Companhia de Seguros, contra Acidentes do Traoalho. ' e posteriormente "Atalaia — Companhia de Seguros", autorizada a funconar pelo Decreto Federal de n° 3.349, de 1 de dezembro de 1938, é urna Sociedade Anônima que se regerá per estes estatutos e pelas leis 'em vigor que lhe forem aplicáveis.

Parágrafo único. A Companhia tem sua sede na cidade de Curitiba, podendo estabelecer, a juizo da Diretoria, filiais, sucursais, agências e escritórios em qualquer parte do território nacional.

Art. 20 A Companhia eem por objeto operar em seguros e teesegurcs dos ramos elementares como definidos em lei, bem como em seguros de vida, em qualquer de suas modalidades ou formas.

Art. 30 O prazo de duraçãe ae Companhia é indeterminado.

CAPITULO II

Do Capital e Ações

Art. 490 Capital Social é de Cr$ .. 6.000.000,00 (seis milhões de cruzei-)os), divididos em 6.000.000 (seis milhões) dê ações ordinárias, nominativas de valor de Cr$ 1,00 .um cruzeiro) cada uma.

Art. 50 As ações são eomuns ou ordinárias, nominativas, indivisiveis, perante a sociedade, cabendo a cada unia o direito de um voto na Assembleia Geral.

Parágrafo. único: As ações poderão ser representadas, por títulos multiplos.

desdobramento dos 'mesmos será efetuado a preço não superior ao custo.

CAPITULO rir

Da Assembléia Geral

Art. 6° A Assembléia Geral Ordinária; que tem por fins principais: a) deliberar sobre o relatório da Diretoria, balanço, contas e Parecer do Conselho Fiscal; b) eleger o Conselho Fiscal e fixar a sua remuneração; c) eleges os Diretores quando houver vagas ou cessarem os mandatos se reunira até o último dia do mês de março de cada ano.

Art. 70 A Assembléia .2eral Extraordinária se reunirá todas as vezes que os interesses da Companhia ou leis e regulamentos em vigor .) exigirera.

Art. 8° As Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias, quando a Lei não exigir maior número, se instalarão

deliberarão em primeira cenvocação e

com a presença de acionistas que zepresentem, no minimo uma quarta parte do Capital Social com o direito a voto, e, em segunda convocação, com qualquer número. A convocação para a Assembléia será feita com anteceiéneia rainima de dez (10) dias para a primeira convocação e d .2 cinco (5) dias, para as outras convocações,obedecidas as formalidades .egais quanto a publicação nos jornais.

Assembléias Gerais Ordi-Art. 9° As

nárias serão instaladas pelo Diretor que a Diretoria previamente designar. mas serão dirigidas por ama mesa com posta de um presidente escolhido. den- acionistas presentes, P

tre os . or acla

-maçãoe,emcasodedivergência,por

eleição, e, dois outros acienistaa secretários, designados pelo presidente.

Art. 10. As Assembléias Gerais Extraordinárias serão, presedidas por uru Diretor, designado pela Diretoria, qual escolherá acionistas para secretário da mesa. -Art. 11 Não terão direito a voto na Assembléia Geral as ações que tiverem sido transferidas depois da data de

, aconvocação respectivas. As .delibe

ções da Assembléia Geral terão tomadas por maioria absoluta de votos dos acionistas presentes, não se computando os votos em branco.

Art. 12. Os procuradores ou representantes de acionistas para tomarem parte na Assembléia Geral, deverão enda Companhia com antregar na sede

tecedência de pelo menos 48 ;quarenta e oito) horas, o instrumento do seu mandato ou representação, a fim de ser verificada a autenticidade e validade em face das restrições legais.

CAPITULO IV

Da Diretoria

Art. 13. A Companhia será administrada por uma Diretoria composta no mínimo de cinco (5) e no máximo de nove (9) membros, sende deis (2) Diretores Adjuntos e, os demais, Diretores, eleitos pela Assemoléla Geral, — dentre os acionistas, coda mandato por quatro (4) anos, sendo permitida a reeleição, . observadas as restriçôee legais.

0

1

Os cargos de Diretores Adjuntos só poderão ser exercidos por funcionários da Companhia, também acionistas.

2°. Os Diretores distribuirão .entre si as diversas funções e serviços da Companhia.

Art. 14. O mandato da Diretoria será de quatro (4) anos con-ados da aata da sua eleição. Sempre que for renovada a Diretoria, o ;menet o cia cmsanto ser tido como prorrogado ate a posse da maioria da nova Direteria.

Art. 15. A investidura no cargo da Diretor será feita por eferne lavrado no livro de atas da DIretiree devendo cada um previamente caucionar quinhentas (500) ações da Companhia para garantia de sua gestão.

Art. 16. No case de renúncia coletiva, a Diretoria convocará imediatamente a

Assembléia Geral, e exercerá suas funçOes ate o momento ie instalação da dita Assemblele

Art. 17. alo caso de vaga por abandono do cargo, morte ou renúncia de qualquer Diretor, será esta, se a Diretoria achar conveniente eu necessario, preenchida por um acienisea que os Diretores convocarem, o qtai exemerá

mandato até a próxima Aseembléae Geral Ordinária que proceder eleição de Diretores, observado a artigo 13 destes estatutos.

Art. 18. Qualquer Diretor poderá ser licenciado pela Diretoria, por prazo não superior a três (3)

alCaeS.

Art. 19. A Diretoria tesa a. remuneração mensal que a Assembléia Geral Ordinária fixar, dentro dos limites da legislação do imposto de renda para dedução no lucro operacional, e as gratificações previstas no artigo vinte e oito (28) destes estatueta.

Art. 20. As resoluções da Diretoria serão tomadas por inaloria de votos.

Art. 21. Compete à Diretoria: a) representar legal, ativa, pass

lucre:mi e

extrajudicialmente a Companhia; b) constituir mandatários com poderes expressos e revogar maniato outorga.. de em nome dá Companhia; c) nomear 2ereri`rs, agentes, representaatee e funcionárias, fixando • sua remuneração; d) adquirir, administrar, alienar, hipotecar e gravar bens /orlais; e) administrar e geria amplamente iodes os negócios e atividades da Companhia; t) convocar as Assembléias Gerais; g) propos' à Assembléia aeral o aumento do capital, a reforma dos estatutos e todas as demais medidas necesaáras aos interesses e à existência da Companhia; h) propor os dividendos na forma estabelecido, nos estatutos, podendo autorizar o seu pagamento logo após o encerramento do eatanço, "ad

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/diarios/3181321/pg-9-secao-2-diario-oficial-da-uniao-dou-de-04-10-1972