Carregando...
JusBrasil - Jurisprudência
06 de maio de 2015

TRT-5 - INCIDENTE DE UNIFORMIZACAO DE JURISPRUDENCIA IUJ 1034001120085050026 BA 0103400-11.2008.5.05.0026 (TRT-5)

Data de publicação: 27/04/2010

Ementa: AÇÃO DE COBRANÇA DE HONORÁRIOS DE ADVOGADO CONTRA SEU CLIENTE. JUSTIÇA DO TRABALHO. COMPETÊNCIA. Após a Emenda Constitucional nº 45/2004, a Justiça do Trabalho passou a apreciar as ações envolvendo relação de trabalho, assim compreendida como toda atividade humana, pessoal e remunerada, como ocorre, por exemplo, com os prestadores de serviços, representantes comerciais, arquitetos, médicos etc. A relação de trabalho é gênero do qual a relação de emprego é espécie. O intuito do legislador foi atribuir a um único órgão do Poder Judiciário a competência para apreciar as lides envolvendo o trabalho humano. Sendo assim, tem-se que esta Justiça Especializada passou a ser competente para apreciar as ações de cobranças de honorários advocatícios, uma vez que a relação entre o advogado e o seu cliente é de trabalho. Não prospera o argumento dos que defendem que se trata de relação de consumo, porque o advogado está submetido à legislação específica, mais precisamente à Lei nº 8.906 /94 e não ao Código de Defesa do Consumidor , tanto que não pode praticar atos de mercancia, captação de causas ou valer-se de agenciador. Incidente de Uniformização de Jurisprudência a que se solve para declarar a Justiça do Trabalho competente para apreciar e julgar as ações de cobrança de honorários de advogado.

TJ-SP - Apelação APL 00125767620098260562 SP 0012576-76.2009.8.26.0562 (TJ-SP)

Data de publicação: 10/04/2015

Ementa: AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO PROPOSTA POR CLIENTES CONTRA O ADVOGADO PRETENSÃO DE QUITAREM O VALOR DOS HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS, DEVIDOS EM RAZÃO DO PATROCÍNIO EM PROCESSO DE INVENTÁRIO PROLAÇÃO DE SENTENÇA, EM AÇÃO DE COBRANÇA AJUIZADA PELO ADVOGADO CONTRA OS CLIENTES, FIXANDO COMO VALOR DE HONORÁRIOS EXATAMENTE O MONTANTE DEPOSITADO NA CONSIGNATÓRIA EXTINÇÃO DA CONSIGNAÇÃO QUE SE MOSTRA CORRETA. Apelação não provida.

TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA AIRR 3800996920105050000 380099-69.2010.5.05.0000 (TST)

Data de publicação: 11/05/2012

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECURSO DE REVISTA. AÇÃO DE COBRANÇA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. RELAÇÃO ENTRE ADVOGADO E CLIENTE. INCOMPETÊNCIA DA JUSTIÇA DO TRABALHO. DECISÃO DENEGATÓRIA. MANUTENÇÃO . A competência da Justiça do Trabalho, ampliada pela EC 45 /2004 (art. 114 , I , CF ), abrange as relações de emprego e também as de trabalho, com suas lides conexas (art. 114 , I a IX , CF ). Não atinge, porém, relações de caráter público-administrativo, que envolvam servidores administrativos e entes de Direito Público (STF), bem como relações de consumo. Na medida em que se enquadra nesta última exceção, a lide envolvendo honorários advocatícios refoge à competência ampliada do art. 114 da Constituição Federal . Precedentes da Corte. Não há, portanto, como assegurar o processamento do recurso de revista quando o agravo de instrumento interposto não desconstitui os termos da decisão denegatória, que subsiste por seus próprios fundamentos. Agravo de instrumento desprovido.

TJ-RS - Apelação Cível AC 70055219323 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 26/08/2013

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. HONORÁRIOS DE PROFISSIONAL LIBERAL. COBRANÇA E ARBITRAMENTO DE HONORÁRIOS. ILEGITIMIDADE DOS CORRÉUS VICTOR E DALSON. RECONHECIDA. VERBA HONORÁRIA DEVIDA SOBRE O LUCRO AUFERIDO PELA CLIENTE EM AÇÃO PATROCINADA PELOS AUTOES. ACORDO REALIZADO PELA CLIENTE QUE NÃO ALCANÇA OS ADVOGADOS. APELO PROVIDO EM PARTE. (Apelação Cível Nº 70055219323, Décima Sexta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Paulo Sérgio Scarparo, Julgado em 22/08/2013) Ver íntegra da ementa

TRT-5 - Recurso Ordinário RecOrd 00013261020115050013 BA 0001326-10.2011.5.05.0013 (TRT-5)

Data de publicação: 14/12/2012

Ementa: Regional do Trabalho da 5ª Região acolheu o INCIDENTE DE UNIFORMIZAÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA, suscitado nos autos de nº 01034-2008-026-05-00-2 AP, com o objetivo de obter um pronunciamento pacífico acerca da competência desta Justiça Especializada, para apreciar e julgar ação de cobrança de honorários de advogado. E, em reunião plenária, os Desembargadores deste Regional decidiram, por maioria absoluta, pela competência desta Especializada para apreciar as demandas que envolvam cobrança de honorários de advogado contra seus clientes. Vejamos como ficou a ementa do aludido decisum: AÇÃO DE COBRANÇA DE HONORÁRIOS DE ADVOGADO CONTRA SEU CLIENTE. JUSTIÇA DO TRABALHO. COMPETÊNCIA. Após a Emenda Constitucional nº 45/2004, a Justiça do Trabalho passou a apreciar as ações envolvendo relação de trabalho, assim compreendida como toda atividade humana, pessoal e remunerada, como ocorre, por exemplo, com os prestadores de serviços, representantes comerciais, arquitetos, médicos etc. A relação de trabalho é gênero do qual a relação de emprego é espécie. O intuito do legislador foi atribuir a um único órgão do Poder Judiciário a competência para apreciar as lides envolvendo o trabalho humano. Sendo assim, tem-se que esta Justiça Especializada passou a ser competente para apreciar as ações de cobranças de honorários advocatícios, uma vez que a relação entre o advogado e o seu cliente é de trabalho. Não prospera o argumento dos que defendem que se trata de relação de consumo, porque o advogado está submetido à legislação específica, mais precisamente à Lei nº 8.906/94 e não ao Código de Defesa do Consumidor, tanto que não pode praticar atos de merâancia, captação de causas ou valer-se de agenciador. Incidente de Uniformização de Jurisprudência a que se solve para declarar a Justiça do Trabalho competente para apreciar e julgar as ações de cobrança de honorários de advogado. (Processo 0103400- 11.2008.5.05.0026 IUJ, ac. nº 011554/2010, Relatora Desembargadora DALILA ANDRAD...

TJ-SP - Apelação APL 00106068320118260590 SP 0010606-83.2011.8.26.0590 (TJ-SP)

Data de publicação: 12/05/2014

Ementa: HONORÁRIOS SUCUMBENCIAIS COBRANÇA PROPOSTA POR PROFISSIONAL DA ADVOCACIA CONTRA SEU EX-CLIENTE (VENCEDOR NAS AÇÕES EM QUE ORIGINADAS AS HONORÁRIAS SUCUMBENCIAIS) MANDATO REVOGADO APÓS A PROLAÇÃO DAS SENTENÇAS QUE AS FIXOU DIREITO AUTÔNOMO DO ADVOGADO EXERCITÁVEL EM FACE DO VENCIDO NAQUELAS DEMANDAS E NÃO EM FACE DO EX-CLIENTE. O advogado que possui título executivo autônomo em face do vencido nos autos da ação em que fixada honorária sucumbencial, não detém interesse processual em mover a ação de cobrança da referida verba em face de seu ex-cliente, salvo se este tomou a iniciativa de promover a execução do total da condenação, inclusive a verba sucumbencial, e foi satisfeito, situação excepcional não demonstrada. ARBITRAMENTO DE HONORÁRIOS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS SERVIÇOS EXTRACONTRATUAIS - ADMISSIBILIDADE. Realizados serviços diversos daqueles previstos no contrato de prestação de serviço e honorários, e inexistindo estipulação ou acordo quanto à sua remuneração, devem os honorários serem arbitrados judicialmente, nos termos do § 2º do art. 22 da Lei 8.906 /94. Os serviços de desarquivamento e vistas de autos fora de cartório, para instrução de ação de cobrança de condomínio, e comparecimento em assembleia condominial para esclarecimentos acerca dos processos patrocinados, por configurarem atos/diligências necessários ao efetivo cumprimento dos serviços contratados, e cuja remuneração já estava contemplada no contrato de honorários, não se enquadram como serviços extracontratuais, não dando ensejo a remuneração em apartado. Recurso parcialmente provido.

TJ-SP - Apelação APL 01544559420128260100 SP 0154455-94.2012.8.26.0100 (TJ-SP)

Data de publicação: 27/01/2014

Ementa: HONORÁRIOS SUCUMBENCIAIS COBRANÇA PROPOSTA POR PROFISSIONAL DA ADVOCACIA CONTRA SEU EX-CLIENTE (VENCEDOR NA AÇÃO EM QUE ORIGINADA A HONORÁRIA SUCUMBENCIAL) MANDATO REVOGADO APÓS A SENTENÇA QUE OS FIXOU DIREITO AUTÔNOMO DO ADVOGADO EXERCITÁVEL EM FACE DO VENCIDO NAQUELA DEMANDA, E NÃO EM FACE DO EX-CLIENTE. Revogado o mandato após a prolação da sentença condenatória em que fixados os honorários de sucumbência, estes, então, passam a pertencer definitivamente ao advogado que estava atuando na demanda, por direito próprio e autônomo (Lei 8906 /94, art. 23 ), que pode ser exercitado através de execução da sentença nesta parte, apenas e exclusivamente contra o executado vencido na ação. Possuindo o advogado título executivo autônomo em face do vencido nos autos da ação em que fixados os honorários sucumbenciais, não detém ele, interesse processual (necessidade/utilidade e adequação) em mover a ação de cobrança da referida verba em face de seu ex-cliente, salvo se este tomou a iniciativa de promover a execução do total da condenação, inclusive a verba sucumbencial, e foi satisfeito, situação excepcional não demonstrada. Recurso desprovido.

TJ-RS - Apelação Cível AC 70050358613 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 15/12/2014

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE COBRANÇA. CASO EM QUE O ADVOGADO RETEVE DO VALOR PRINCIPAL DESTINADO À SUA CLIENTE, IMPORTÂNCIA CORRESPONDENTE AO QUE FORA OBJETO DE COMPENSAÇÃO DAS VERBAS HONORÁRIAS SUCUMBENCIAIS. LITIGÂNCIA DE MÁ-FÉ, CARACTERIZADA. CERCEAMENTO DE DEFESA, INOCORRENTE. RECURSO DESPROVIDO. (Apelação Cível Nº 70050358613, Décima Sexta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Ana Maria Nedel Scalzilli, Julgado em 11/12/2014).

TJ-RS - Apelação Cível AC 70057108243 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 17/06/2014

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DECLARATÓRIA E DE COBRANÇA. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. ATUAÇÃO EM DEMANDA REVISIONAL DE PENSÃO. CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAL CREDENCIADO AO SINDICATO. EMBORA EXISTA INEQUÍVOCA E INCONTROVERSA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS, NA ESPÉCIE DESCABE A COBRANÇA DE HONORÁRIOS PELO ADVOGADO CONTRATADO PELO SINDICATO DIRETAMENTE DO CLIENTE REPRESENTADO PELO SINDICATO. VALORES INDEVIDOS. DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. UNÂNIME. (Apelação Cível Nº 70057108243, Décima Quinta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Otávio Augusto de Freitas Barcellos, Julgado em 11/06/2014)

TJ-SP - Apelação APL 229416620088260000 SP 0022941-66.2008.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 10/05/2012

Ementa: MANDATO AÇÃO DE COBRANÇA PROPOSTA POR CLIENTE EM FACE DO ADVOGADO PARA OBTER O RESTANTE DO CRÉDITO LEVANTADO EM RECLAMAÇÃO TRABALHISTA CRÉDITO REPASSADO APENAS PARCIALMENTE À CLIENTE DESCONTO DOS HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS CONVENCIONAIS JÁ REALIZADO ADVOGADO QUE PRETENDE A DUPLICIDADE DA COBRANÇA DOS HONORÁRIOS PROFISSIONAIS, DEDUZIDOS DO CRÉDITO DA CLIENTE, E QUE NÃO SE CONFUNDEM COM OS HONORÁRIOS SUCUMBENCIAIS DA RECLAMAÇÃO TRABALHISTA COBRANÇA INTEGRALMENTE PROCEDENTE SENTENÇA CONFIRMADA. - Recurso desprovido.

1 2 3 4 5 999 1000 Próxima
Buscar em:
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi, está procurando um advogado ou correspondente jurídico? Podemos te conectar com Advogados em qualquer cidade do Brasil.

Escolha uma cidade da lista
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca