Carregando...
JusBrasil - Jurisprudência
31 de julho de 2014

Página 1 de 7.079 resultados

TJ-MG - Apelação Cível AC 10433082499610002 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 07/02/2014

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS DE TERCEIRO. ORDEM DE DESPEJO. CARENCIA DA AÇÃO. Não cabem embargos de terceiro em execução de ação de despejo, ordem que não caracteriza apreensão judicial, não se enquadrando nas hipóteses previstas nos arts. 1.046 e 1.047 , do CPC .

TJ-RS - Apelação Cível AC 70053883344 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 12/06/2013

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS DE TERCEIRO. ORDEM DE DESPEJO. INDEFERIMENTO DA PETIÇÃO INICIAL. Não cabem embargos de terceiro em execução de Ação de Despejo, ordem que não caracteriza apreensão judicial, não se enquadrando nas hipóteses previstas nos arts. 1.046 e 1.047 do CPC . Precedentes do STJ e do Tribunal. Indeferimento da petição inicial mantido. NEGADO SEGUIMENTO. (Apelação Cível Nº 70053883344, Décima Sexta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Catarina Rita Krieger Martins, Julgado em 10/06/2013)

TJ-DF - AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 20030020099998 DF (TJ-DF)

Data de publicação: 17/08/2004

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. EMBARGOS DE TERCEIRO. LIMINAR. EXECUÇÃO DE AÇÃO DE DESPEJO. IMISSÃO DE POSSE. IMPOSSIBILIDADE. JULGADO NÃO ATINGE TERCEIRO PREJUDICADO. OBSERVÂNCIA DO DEVIDO PROCESSO LEGAL. 1. SE O EMBARGANTE NÃO PARTICIPOU DA AÇÃO DE DESPEJO, A SENTENÇA ALI PROFERIDA NÃO LHE ATINGE, POR ISTO QUE, PARA A IMISSÃO NA POSSE DO IMÓVEL LOCADO À AGRAVANTE, DEVE SER OBSERVADO O DEVIDO PROCESSO LEGAL. 2. A EXPEDIÇÃO DE MANDADO DE IMISSÃO DE POSSE JUSTIFICA A URGÊNCIA DA MEDIDA LIMINAR, PORQUE SER DESPEJADO NÃO SE CONFUNDE COM SAIR VOLUNTARIAMENTE DO IMÓVEL. ADEMAIS, SENDO O DESPEJO UMA MEDIDA AGRESSIVA E VEXATÓRIA, DEVE SER UTILIZADA SOMENTE NOS CASOS LEGAIS. 3. RECURSO A QUE SE DÁ PROVIMENTO.

TJ-DF - AGRAVO DE INSTRUMENTO AG 20030020099998 DF (TJ-DF)

Data de publicação: 17/08/2004

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. EMBARGOS DE TERCEIRO. LIMINAR. EXECUÇÃO DE AÇÃO DE DESPEJO. IMISSÃO DE POSSE. IMPOSSIBILIDADE. JULGADO NÃO ATINGE TERCEIRO PREJUDICADO. OBSERVÂNCIA DO DEVIDO PROCESSO LEGAL. 1. SE O EMBARGANTE NÃO PARTICIPOU DA AÇÃO DE DESPEJO, A SENTENÇA ALI PROFERIDA NÃO LHE ATINGE, POR ISTO QUE, PARA A IMISSÃO NA POSSE DO IMÓVEL LOCADO À AGRAVANTE, DEVE SER OBSERVADO O DEVIDO PROCESSO LEGAL. 2. A EXPEDIÇÃO DE MANDADO DE IMISSÃO DE POSSE JUSTIFICA A URGÊNCIA DA MEDIDA LIMINAR, PORQUE SER DESPEJADO NÃO SE CONFUNDE COM SAIR VOLUNTARIAMENTE DO IMÓVEL. ADEMAIS, SENDO O DESPEJO UMA MEDIDA AGRESSIVA E VEXATÓRIA, DEVE SER UTILIZADA SOMENTE NOS CASOS LEGAIS. 3. RECURSO A QUE SE DÁ PROVIMENTO

TJ-DF - AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 99990620038070000 DF 0009999-06.2003.807.0000 (TJ-DF)

Data de publicação: 17/08/2004

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. EMBARGOS DE TERCEIRO. LIMINAR. EXECUÇÃO DE AÇÃO DE DESPEJO. IMISSÃO DE POSSE. IMPOSSIBILIDADE. JULGADO NÃO ATINGE TERCEIRO PREJUDICADO. OBSERVÂNCIA DO DEVIDO PROCESSO LEGAL. 1. SE O EMBARGANTE NÃO PARTICIPOU DA AÇÃO DE DESPEJO, A SENTENÇA ALI PROFERIDA NÃO LHE ATINGE, POR ISTO QUE, PARA A IMISSÃO NA POSSE DO IMÓVEL LOCADO À AGRAVANTE, DEVE SER OBSERVADO O DEVIDO PROCESSO LEGAL. 2. A EXPEDIÇÃO DE MANDADO DE IMISSÃO DE POSSE JUSTIFICA A URGÊNCIA DA MEDIDA LIMINAR, PORQUE SER DESPEJADO NÃO SE CONFUNDE COM SAIR VOLUNTARIAMENTE DO IMÓVEL. ADEMAIS, SENDO O DESPEJO UMA MEDIDA AGRESSIVA E VEXATÓRIA, DEVE SER UTILIZADA SOMENTE NOS CASOS LEGAIS. 3. RECURSO A QUE SE DÁ PROVIMENTO.

Encontrado em: , LIMINAR, PROIBIÇÃO, IMISSÃO DE POSSE, AÇÃO DE DESPEJO, TERCEIRO, RELAÇÃO PROCESSUAL, PERICULUM IN

TJ-DF - AGRAVO DE INSTRUMENTO AG 99990620038070000 DF 0009999-06.2003.807.0000 (TJ-DF)

Data de publicação: 17/08/2004

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. EMBARGOS DE TERCEIRO. LIMINAR. EXECUÇÃO DE AÇÃO DE DESPEJO. IMISSÃO DE POSSE. IMPOSSIBILIDADE. JULGADO NÃO ATINGE TERCEIRO PREJUDICADO. OBSERVÂNCIA DO DEVIDO PROCESSO LEGAL. 1. SE O EMBARGANTE NÃO PARTICIPOU DA AÇÃO DE DESPEJO, A SENTENÇA ALI PROFERIDA NÃO LHE ATINGE, POR ISTO QUE, PARA A IMISSÃO NA POSSE DO IMÓVEL LOCADO À AGRAVANTE, DEVE SER OBSERVADO O DEVIDO PROCESSO LEGAL. 2. A EXPEDIÇÃO DE MANDADO DE IMISSÃO DE POSSE JUSTIFICA A URGÊNCIA DA MEDIDA LIMINAR, PORQUE SER DESPEJADO NÃO SE CONFUNDE COM SAIR VOLUNTARIAMENTE DO IMÓVEL. ADEMAIS, SENDO O DESPEJO UMA MEDIDA AGRESSIVA E VEXATÓRIA, DEVE SER UTILIZADA SOMENTE NOS CASOS LEGAIS. 3. RECURSO A QUE SE DÁ PROVIMENTO.

Encontrado em: , LIMINAR, PROIBIÇÃO, IMISSÃO DE POSSE, AÇÃO DE DESPEJO, TERCEIRO, RELAÇÃO PROCESSUAL, PERICULUM IN

TJ-RS - Agravo AGV 70055175939 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 30/07/2013

Ementa: AGRAVO INTERNO. DECISÃO MONOCRÁTÍCA. MANUTENÇÃO. Nada há a modificar na decisão monocrática que negou seguimento ao recurso, haja vista a orientação jurisprudencial desta Corte, em casos similares. APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS DE TERCEIRO. ORDEM DE DESPEJO. INDEFERIMENTO DA PETIÇÃO INICIAL. Em regra, não cabem embargos de terceiro em execução de Ação de Despejo, ordem que não caracteriza apreensão judicial, não se enquadrando nas hipóteses previstas nos arts. 1.046 e 1.047 do CPC . Precedentes do STJ e do Tribunal. Caso que não configura exceção referente à sublocação. Indeferimento da petição inicial mantido. AGRAVO DESPROVIDO. (Agravo Nº 70055175939, Décima Sexta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Catarina Rita Krieger Martins, Julgado em 25/07/2013)

TJ-MG - Apelação Cível AC 10105100275392001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 23/04/2013

Ementa: EMBARGOS DE TERCEIRO - EXECUÇÃO - TÍTULO EXECUTIVO JUDICIAL - AÇAO DE DESPEJO COM COBRANÇCA DE ALUGUÉIS - CONTRATO DE LOCAÇÃO - FIANÇA - AUSÊNCIA DE OUTORGA UXÓRIA - NULIDADE - INEFICÁCIA TOTAL DA GARANTIA. Conforme dispõe a Súmula n. 332 do STJ, "A fiança prestada sem autorização de um dos cônjuges implica a ineficácia total da garantia".

TJ-RJ - APELACAO APL 01214582720108190002 RJ 0121458-27.2010.8.19.0002 (TJ-RJ)

Data de publicação: 24/02/2014

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS DE TERCEIRO. EXECUÇÃO DE TÍTULO JUDICIAL ORIUNDA DE AÇÃO DE DESPEJO C/C COBRANÇA. OUTORGA UXÓRIA. UNIÃO ESTÁVEL. 1- Fiador que omitiu, ao tempo da celebração da fiança, a união estável, qualificando-se como viúvo. 2- Imóvel que se encontrava registrado em nome do fiador, não havendo qualquer impedimento à celebração da fiança. 3- Princípio da boa fé objetiva, que norteia a celebração e execução de todos os contratos. Terceiros de boa fé que não tinham meios de ter conhecimento da união estável. 4- A circunstância de manter o fiador união estável não tem o condão de infirmar a garantia por ele prestada por ausência de outorga uxória, ainda que o relacionamento esteja revestido das formalidades para o seu reconhecimento. NEGATIVA DE PROVIMENTO AO RECURSO.

TJ-SP - Apelação APL 90798247420088260000 SP 9079824-74.2008.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 19/09/2013

Ementa: EMBARGOS DE TERCEIRO LOCAÇÃO EXECUÇÃO CONTRA OS FIADORES ALIENAÇÃO DO IMÓVEL PENHORADO ANTES DO AJUIZAMENTO DA EXECUÇÃO PROCEDÊNCIA MANTIDA CIENTIFICAÇÃO NA AÇÃO DE DESPEJO QUE NÃO TEM EFEITO PARA FINS DE CONFIGURAÇÃO DE FRAUDE À EXECUÇÃO. Apelação improvida.

1 2 3 4 5 707 708 Próxima
Buscar em:
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais

ou

×
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca