Carregando...
Jusbrasil - Jurisprudência
27 de setembro de 2016

Página 1 de 15.343 resultados

TRF-4 - APELAÇÃO CIVEL AC 118 RS 89.04.00118-8 (TRF-4)

Data de publicação: 04/07/1989

Ementa: PREVIDÊNCIA SOCIAL. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. TRABALHADOR RURAL COMPROVADAMENTE INCAPACITADO PARA ATIVIDADE LABORAL AGRÍCOLA.CONCESSÃO DO BENEFICIO PRETENDIDO. HONORARIOS DE ADVOGADO EQUITATIVAMENTE FIXADOS SOBRE O VALOR DA CONDENAÇÃO. HONORARIOS PERICIAIS ESTABELECIDOS COM BASE NO SALÁRIO MINIMO. APELAÇÃO PROVIDA EM PARTE.

Encontrado em: , (PRORURAL), EFEITO, CONCESSÃO, APOSENTADORIA POR INVALIDEZ.INCIDENCIA, HONORARIOS, ADVOGADO, VALOR... ADVOCATICIOS PARA 10% SOBRE O VALOR DA CONDENAÇÃO, INCLUINDO UMA ANUIDADE DE PRESTAÇÕES VINCENDAS. TERCEIRA...DECISÃO POR MAIORIA.VOTO VENCIDO JUIZ SILVIO DOBROWOLSKI: VOTOU PELA REDUÇÃO DOS HONORARIOS

TRF-4 - APELAÇÃO CIVEL AC 118 RS 89.04.00118-8 (TRF-4)

Data de publicação: 04/07/1989

Ementa: PREVIDÊNCIA SOCIAL. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. TRABALHADOR RURAL COMPROVADAMENTE INCAPACITADO PARA ATIVIDADE LABORAL AGRÍCOLA.CONCESSÃO DO BENEFICIO PRETENDIDO. HONORARIOS DE ADVOGADO EQUITATIVAMENTE FIXADOS SOBRE O VALOR DA CONDENAÇÃO. HONORARIOS PERICIAIS ESTABELECIDOS COM BASE NO SALÁRIO MINIMO. APELAÇÃO PROVIDA EM PARTE.

Encontrado em: .INCIDENCIA, HONORARIOS, ADVOGADO, VALOR, CONDENAÇÃO, EXCLUSÃO, PRESTAÇÕES VINCENDAS.PREVIDÊNCIA SOCIAL

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 22077181120158260000 SP 2207718-11.2015.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 18/11/2015

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO – INTEMPESTIVIDADE – NÃO OCORRÊNCIA – recurso interposto eletronicamente dentro do prazo legal de 10 dias – preliminar arguida pelo agravado afastada. EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL – EXTINÇÃO EM RELAÇÃO AO UM DOS EXECUTADOS – HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS – decisão pela qual a execução foi extinta em relação a um dos executados, com condenação do exequente em honorários advocatícios, fixados em 10% do valor atualizado do débito – insurgência apenas no tocante ao valor dos honorários – descabimento de fixação em percentual do valor do débito – honorários por acolhimento da alegação de prescrição, com a extinção parcial da execução, que devem ser fixados equitativamente, com base no art. 20 , § 4º do CPC – precedentes – valor arbitrado em 10% do valor exequendo que se mostra excessivo – agravado que apenas requereu o desarquivamento dos autos e o reconhecimento da prescrição – redução para o valor de R$ 12.000,00 – quantia razoável que remunera condignamente o advogado – agravo provido.

TJ-MG - Apelação Cível AC 10699090975078001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 14/02/2014

Ementa: APELAÇÃO. AÇÃO DE EXTINÇÃO DE CONDOMÍNIO. EXTINÇÃO DO FEITO POR INÉRCIA DO AUTOR. FIXAÇÃO DE HONORÁRIOS DE SUCUMBÊNCIA. VALOR. MANUTENÇÃO. No que tange ao arbitramento dos honorários devidos em razão da atuação do advogado em juízo, deve-se verificar a natureza da tutela concedida: nas decisões de natureza condenatória, a verba honorária é fixada com base no valor da condenação, na forma do art. 20 , § 3º , do CPC ; nas que não houver condenação ao pagamento de quantia certa, assim como nas constitutivas e nas declaratórias (positivas ou negativas), ou, ainda, naquelas de pequeno ou inestimável valor, os honorários são fixados eqüitativamente, como determina o art. 20 , § 4º , do CPC .

TJ-MG - Apelação Cível AC 10027130123931001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 28/02/2014

Ementa: APELAÇÃO. AÇÃO CAUTELAR DE EXIBIÇÃO DE DOCUMENTOS. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. VALOR. RAZOABILIDADE. No que tange ao arbitramento dos honorários devidos em razão da atuação do advogado em juízo, deve-se verificar a natureza da tutela concedida: nas decisões de natureza condenatória, a verba honorária é fixada com base no valor da condenação, na forma do art. 20 , § 3º , do CPC ; nas que não houver condenação ao pagamento de quantia certa, assim como nas constitutivas e nas declaratórias (positivas ou negativas), ou, ainda, naquelas de pequeno ou inestimável valor, os honorários são fixados eqüitativamente, como determina o art. 20 , § 4º , do CPC .

TJ-MG - Apelação Cível AC 10417120010687001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 05/03/2015

Ementa: AÇÃO DE COBRANÇA - HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - CURADOR ESPECIAL E ADVOGADO DATIVO - CABIMENTO - TABELA ELABORADA EM CONJUNTO PELA AGE, SEF, OAB/MG E TJMG - HONORÁRIOS SUCUMBENCIAIS - CRITÉRIO DO ART. 20, §4º E ALÍNEAS DO §3º - FIXAÇÃO EM VALOR EQUITATIVO - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO. 1. O advogado dativo e o curador especial são instrumentos que servem ao princípio do acesso à justiça e, ao exercerem o munus, têm direito aos honorários advocatícios, pagos pelo Poder Público, pelos serviços prestados no processo em que foram nomeados. 2. É inconcebível, de acordo com o ordenamento jurídico pátrio, exigir que o advogado atue sem remuneração. 3. Os honorários do advogado dativo e curador especial devem ser arbitrados conforme os valores constantes na tabela de honorários elaborada em conjunto pela AGE, SEF, OAB/MG e TJMG. 4. Nas condenações contra a Fazenda Pública, os honorários são fixados equitativamente, de acordo com as diretrizes previstas nas alíneas do art. 20, §3º, não sendo correto o arbitramento em percentual da condenação. 5. Recurso parcialmente provido.

TJ-DF - Apelação Cível APC 20140110394004 (TJ-DF)

Data de publicação: 20/11/2015

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. TRIBUTÁRIO E PROCESSUAL CIVIL. AÇÃO DECLARATÓRIA. BASE DE CÁLCULO DO IPVA. VEÍCULO USADO. PAUTA DE VALORES. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. APRECIAÇÃO EQUITATIVA. 1. A base de cálculo do IPVA é o valor venal do veículo automotor, assim considerado, para o caso de veículos usados, o valor fixado em tabelas aprovadas em lei, e não o valor da aquisição. No caso, a base de cálculo do IPVA/2014 está definida no Anexo Único da Lei distrital nº 5.268, de 23 de dezembro de 2013. 2. Tratando-se de causa em que não há condenação, os honorários de sucumbência devem ser fixados equitativamente, considerados o grau de zelo do profissional, o lugar da prestação do serviço, a natureza e importância da causa, o trabalho realizado pelo advogado e o tempo exigido para o seu serviço ( CPC 20 § 4º). No caso, R$ 500,00. 3. Negou-se provimento ao apelo do autor.

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 21641158220158260000 SP 2164115-82.2015.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 21/10/2015

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO – AÇÃO DE COBRANÇA – FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA – HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS – decisão pela qual os honorários advocatícios da fase de cumprimento de sentença foram fixados em R$ 3.000,00 – pretensão de fixação entre 10% e 20% do valor da condenação – descabimento – honorários em fase de cumprimento de sentença que devem ser fixados equitativamente, com base no art. 20 , § 4º do CPC – precedentes – valor arbitrado, todavia, que deve ser majorado, conforme os parâmetros contidos no § 3º do referido dispositivo legal – fase de cumprimento de sentença que se arrasta há mais de 2 anos sem êxito – necessidade de realização de buscas de bens em nome da devedora – majoração para o valor de R$ 6.000,00 – quantia razoável que remunera condignamente o advogado para a fase de cumprimento de sentença – agravo parcialmente provido.

TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL AC 00077503320014036100 SP 0007750-33.2001.4.03.6100 (TRF-3)

Data de publicação: 02/02/2016

Ementa: TRIBUTÁRIO. PROCESSUAL CIVIL. PAGAMENTO DO DÉBITO REALIZADO ANTES DA INSCRIÇÃO EM DÍVIDA ATIVA. HONORÁRIOS DE ADVOGADO. 1. Os documentos juntados aos autos mostram que o débito fiscal em exame havia sido realmente quitado antes da inscrição em Dívida Ativa. Diante disso, ao promover a cobrança de débito que ela própria reconheceu inexistente, é evidente que a União deu causa à propositura desta ação anulatória e deve arcar com os ônus da sucumbência. 2. Quanto aos honorários de advogado fixados na sentença, observo que, não tendo havido condenação quanto ao pedido principal, os honorários devem ser estipulados "consoante apreciação equitativa do juiz", na forma do art. 20, § 4º, do Código de Processo Civil. 3. Mesmo nesse caso, todavia, por determinação expressa do próprio § 4º, deve o julgador fixá-los fazendo uso dos parâmetros indicados nas alíneas do § 3º do mesmo artigo, isto é 'o grau de zelo do profissional', 'o lugar de prestação do serviço', 'a natureza e importância da causa, o trabalho realizado pelo advogado e o tempo exigido para o seu serviço'. Não se trata, evidentemente, dos percentuais mínimo e máximo fixados no § 3º, mas dos critérios ali estabelecidos para graduar os honorários em questão. 4. Honorários fixados, equitativamente, em 10% sobre o valor atualizado da causa. 5. Apelação a que se nega provimento.

TJ-DF - Apelação Cível APC 20110111650465 (TJ-DF)

Data de publicação: 04/11/2015

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL – CIVIL – AÇÃO REGRESSIVA – SEGURADORA – ACIDENTE DE TRÂNSITO – COLISÃO NA LATERAL ESQUERDA – AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃO DE CULPA DO RÉU – HONORÁRIOS DE SUCUMBÊNCIA – CRITÉRIOS PARA FIXAÇÃO. 1. Ausente a comprovação de que o réu tenha sido culpado pelo acidente envolvendo o veículo segurado pelo autor, não há que se falar em direito de regresso. 2. Tratando-se de causa em que não há condenação, os honorários desucumbênciadevem ser fixados equitativamente pelo juiz, considerados o grau de zelo do profissional, o lugar da prestação do serviço, a natureza e a importância da causa, o trabalho realizado pelo advogado e o tempo exigido para o seu serviço ( CPC 20 § 4º). No caso, majorou-se o valor dos honorários para R$ 2.000,00. 3. Negou-se provimento ao apelo do autor e deu-se provimento ao apelo do réu.

1 2 3 4 5 999 1000 Próxima
Buscar em:
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais

×