Carregando...
JusBrasil - Jurisprudência
02 de setembro de 2014

Página 1 de 15.495 resultados

TJ-RS - Recurso Cível 71004845533 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 03/07/2014

Ementa: RECURSO INOMINADO. CONSUMIDOR. VÍCIO DO PRODUTO. MÓVEIS COM DEFEITOS E SEM CONSERTO EM TEMPO HÁBIL. DEVOLUÇÃO DO VALOR DESEMBOLSADO, ART. 18 , § 1º CDC . NÃO CONFIGURAÇÃO DE DANO MORAL. SENTENÇA MANTIDA PELOS PRÓPRIOS FUNDAMENTOS. RECURSO DESPROVIDO. 1-A autora adquiriu uma mesa com cadeiras que apresentaram vícios. Postulou devolução do valor pago e indenização por danos morais. 2-Danos morais incabíveis no caso, por ausência de ofensa aos direitos da personalidade do consumidor. Mero descumprimento contratual. (Recurso Cível Nº 71004845533, Quarta Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Glaucia Dipp Dreher, Julgado em 27/06/2014)

TJ-RS - Recurso Cível 71004662524 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 05/03/2014

Ementa: CONSUMIDOR. MÓVEIS PLANEJADOS. DEFEITOS NA MONTAGEM. ACABAMENTOS PRECÁRIOS. RESCISÃO DO CONTRATO. DANOS MATERIAIS COMPROVADOS. RESTITUIÇÃO DOS VALORES PAGOS. DANO MORAL EXCEPCIONALMENTE CONFIGURADO. QUANTUM REDUZIDO. 1. O conjunto probatório trazido aos autos evidencia a ocorrência de defeitos nos acabamentos dos móveis sob medida adquiridos pela autora, sendo desnecessária a dilação probatória. Assim, deve ser afastada a preliminar de incompetência dos Juizados Especiais Cíveis. 2. Da mesma forma, não merece prosperar a preliminar de ilegitimidade passiva, pois ficou comprovada a participação da empresa demandada na contratação realizada entre as partes. 3. Configurada a má prestação do serviço prestado pela ré na montagem dos móveis, os quais apresentaram avarias nos acabamentos e alguns itens em desacordo com o contratado, conforme demonstram as fotografias das fls. 54/57. 4. Demonstrada a negativa de solução da controvérsia pelas vias administrativas, tendo em vista que a autora compareceu ao PROCON, sem que fosse realizado acordo (fl. 59). 5. Rescisão do contrato entabulado entre as partes, devendo a ré recolher os móveis da residência da demandante e devolver a quantia de R$9.575,00, correspondente às duas primeiras parcelas, quantia que sequer foi impugnada nas razões recursais. 6. Dano moral excepcionalmente configurado, considerando que a autora, pessoa idosa e com problemas de saúde, permaneceu sem poder utilizar os mobiliários de três cômodos de sua residência (cozinha, banheiro e dormitório), convivendo por longo período com a desordem causada pela impossibilidade de organizar seus pertences, o que ficou demonstrado através das fotografias trazidas aos autos. 7. Quantum indenizatório que comporta redução, a fim de se adequar aos parâmetros adotados pelas Turmas Recursais em casos semelhantes. RECURSO PROVIDO EM PARTE. (Recurso Cível Nº 71004662524, Terceira Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Cleber Augusto Tonial, Julgado em 27/02/2014)...

TJ-RS - Recurso Cível 71004527214 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 09/08/2013

Ementa: CONSUMIDOR. MÓVEIS PLANEJADOS. DEFEITOS NA MONTAGEM, ACABAMENTO E DESNIVELAMENTO NAS PORTAS DOS ARMÁRIOS. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DAS REQUERIDAS, NA CONDIÇÃO DE FABRICANTE E COMERCIANTE. ABATIMENTO PROPORCIONAL DO PREÇO. POSSIBILIDADE. DANO MORAL CONFIGURADO, PELO CARÁTER DISSUASÓRIO DO INSTITUTO. QUANTUM MANTIDO. 1. Hipótese em que a comerciante e a fabricante são responsáveis, solidariamente, pelas falhas verificadas na execução do projeto e montagem dos móveis adquiridos pela autora, porquanto integrantes da cadeia de consumo, lucrando a primeira com a venda dos produtos de fabricação da segunda, pelos quais responde, juntamente com esta, em razão de eventuais vícios. Isso significa que ambas as requeridas devem arcar, solidariamente, com o pagamento da condenação. 2. No caso, restando comprovada a existência dos defeitos, cabível a fixação de indenização relativa ao abatimento proporcional do preço, correspondente a três parcelas da compra. 3. Descumprimento contratual configurado, tendo em vista que os móveis adquiridos apresentaram defeitos, não podendo ser utilizados para o fim ao qual se destinavam. 4. Em matéria de responsabilidade contratual, a concessão de indenização por danos morais somente deve ser deferida em casos excepcionais. 5. No caso concreto, houve desconsideração para com a pessoa do consumidor, face à demorada solução do problema, ainda que efetuados inúmeros contatos com a loja ré, sugerindo a invocação da função dissuasória da responsabilidade civil. 6. Quantum indenizatório mantido, pois arbitrado de acordo com as peculiaridades do caso concreto e parâmetros adotados pelas Turmas Recursais Cíveis, em casos análogos. RECURSO DA RÉ BELMOBILE COMÉRCIO DE MÓVEIS E DECORAÇÕES LTDA. PARCIALMENTE PROVIDO E RECURSO DA RÉ DLINEA IND E COM DE MÓVEIS E DECORAÇÕES IMPROVIDO. (Recurso Cível Nº 71004527214, Segunda Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Fernanda Carravetta Vilande, Julgado em 07/08/2013)...

TJ-RS - Recurso Cível 71003676111 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 15/10/2012

Ementa: RECURSO INOMINADO. CONSUMIDOR. MÓVEIS MODULADOS. DEFEITOS QUE NÃO JUSTIFICAM A RESOLUÇÃO DO CONTRATO, MERECENDO O COMPRADOR APENAS UMA INDENIZAÇÃO NOS TERMOS DO ART. 445 , CAPUT, DO NOVO CÓDIGO CIVIL . DEVER DO COMERCIANTE DE REPARAR ADEQUADAMENTE OS DEFEITOS DOS MÓVEIS VENDIDOS. SENTENÇA PARCIALMENTE REFORMADA. RECURSO PROVIDO EM PARTE. (Recurso Cível Nº 71003676111, Primeira Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Pedro Luiz Pozza, Julgado em 10/10/2012)

TJ-RS - Recurso Cível 71000626929 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 21/07/2005

Ementa: CONSUMIDOR. MÓVEIS COM DEFEITOS. NEGLIGÊNCIA DA EMPRESA NA TROCA DOS MÓVEIS. RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO PARA DIMINUIR O VALOR DO DANO MORAL E ADEQUAR A CONDENAÇÃO AOS TERMOS DO PEDIDO. UNÂNIME. (Recurso Cível Nº 71000626929, Terceira Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Eugênio Couto Terra, Julgado em 01/03/2005)

TJ-SP - Apelação APL 90925504620098260000 SP 9092550-46.2009.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 29/04/2014

Ementa: COMPRA E VENDA DE MÓVEIS INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL Atraso na entrega dos móveis encomendados sob medida Móveis com defeitos aparentes e com medidas diversas das contratadas Dano moral configurado porém reduzidos Razoabilidade e proporcionalidade - Ação parcialmente procedente - Recurso parcialmente provido.

TJ-SP - Apelação APL 00023891920098260009 SP 0002389-19.2009.8.26.0009 (TJ-SP)

Data de publicação: 15/08/2013

Ementa: Bens móveis. Compra e venda. Ação de obrigação de fazer cumulada com pedido de indenização por danos morais. Dano moral. Prova. Desnecessidade. A entrega de móveis com defeitos e em desconformidade com os modelos escolhidos, além do descaso da fornecedora no cumprimento contratual gera o dever de indenizar a consumidora pelos danos morais suportados em virtude da frustração por ela vivenciada. Valor arbitrado em harmonia com os critérios de balizamento usuais. Multa diária. Cabimento. Caráter intimidatório que objetiva provocar ânimo suficiente para dar cumprimento à determinação judicial. Razoabilidade e proporcionalidade dos valores diário e global fixados. Sentença mantida. Recurso desprovido.

TJ-SP - Apelação APL 00557645920098260000 SP 0055764-59.2009.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 10/05/2013

Ementa: DANO MATERIAL Ação indenizatória Contrato de compra e venda, com instalação de móveis Não recebimento de produto pago Controvérsia Inexistência Condenação na restituição do valor pago Necessidade: Sendo incontroverso no processo que não foi entregue um dos móveis adquiridos, de rigor a condenação do vendedor a restituir ao adquirente o valor pago pelo bem. DANO MATERIAL Ação indenizatória Contrato de compra e venda, com instalação de móveis Gastos por conta de atraso na entrega e defeitos na instalação dos móveis Demonstração Não ocorrência Pretensão de aplicação de multa contratual Impossibilidade: Não havendo segura demonstração, pelo autor, de que houve tal atraso na entrega e instalação dos móveis, e defeitos em sua instalação, que lhe geraram gastos, não há que se cogitar no ressarcimento destes, bem como não é caso de aplicação da multa prevista no contrato. RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO.

TJ-RS - Apelação Cível AC 70054029129 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 29/07/2013

Ementa: RESPONSABILIDADE CIVIL. COMPRA DE MÓVEIS DE COZINHA. DEFEITO. O fornecedor responde pelo dano provocado, sem necessidade de demonstração de culpa ( CDC , arts. 12 e 14 ). Na espécie, o laudo pericial indicou a presença defeitos nos móveis. No que diz respeito ao fogão, já foi entregue pela ré. Apelação provida em parte. (Apelação Cível Nº 70054029129, Décima Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Marcelo Cezar Muller, Julgado em 27/06/2013)

TJ-RS - Recurso Cível 71004765590 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 31/07/2014

Ementa: RECURSO INOMINADO. CONSUMIDOR. MÓVEIS. COZINHA COM DEFEITOS. DANOS MORAIS NÃO CONFIGURADOS. É entendimento assente na jurisprudência das Turmas Recursais Cíveis a inexistência de danos morais nos casos de descumprimento contratual. Situação dos autos que não se reveste de anormalidade a justificar a indenização. RECURSO PROVIDO. UNÂNIME. (Recurso Cível Nº 71004765590, Primeira Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Pedro Luiz Pozza, Julgado em 29/07/2014)

1 2 3 4 5 999 1000 Próxima
Buscar em:
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais

ou

×
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca