Carregando...
JusBrasil - Jurisprudência
12 de fevereiro de 2016

TJ-SC - Apelação Cível em Mandado de Segurança MS 379947 SC 2008.037994-7 (TJ-SC)

Data de publicação: 19/01/2009

Ementa: APREENSÃO DE MÁQUINA NIVELADORA. AUSÊNCIA DE REGISTRO E LICENCIAMENTO. NÃO CIRCULAÇÃO DO VEÍCULO. DEVOLUÇÃO CONDICIONADA AO PAGAMENTO DE MULTA. A exigência de prévio pagamento da multa imposta para desbloqueio do veículo, fere o princípio da ampla defesa, porquanto é facultado à parte interpor os recursos administrativos competentes.

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 21255646720148260000 SP 2125564-67.2014.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 03/09/2014

Ementa: AGRAVO DE INTRUMENTO EXCEÇÃO DE PRÉ -EXECUTIVIDADE Recurso interposto contra decisão que rejeitou a exceção de pré-executividade Alegação de incidência do princípio da fungibilidade para admitir-se a impugnação do executado como embargos à execução Descabimento Matéria que configura razões dissociadas, visto que não foi decidida pelo juízo singular Ausência, ademais, de cópia da juntada do mandado citatório para fins de aferição da tempestividade da objeção Argumentação no sentido da ilegalidade na cobrança de IPVA em razão da não circulação do veículo avariado por acidente - Decisão que não conheceu da exceção, por tratar de matéria cuja discussão tem sede em embargos, mantida Questão que foge das matérias abrangidas pela via da exceção de pré-executividade Súmula nº 393 do E. STJ Precedentes desta C. Câmara Recurso parcialmente conhecido e, na parte conhecida, negaram-lhe provimento.

TJ-RS - Agravo de Instrumento AI 70067151332 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 09/11/2015

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. DIREITO PRIVADO NÃO ESPECIFICADO. EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL. PENHORA DE VEÍCULO REALIZADA. RESTRIÇÃO DE CIRCULAÇÃO. DESCABIMENTO. A jurisprudência deste Tribunal de Justiça firmou a orientação de que a restrição de circulação do veículo junto ao DETRAN é cabível apenas nos casos em que cabalmente demonstrada a dificuldade na localização do veículo. No caso, não restou demonstrada a necessidade da restrição almejada. NEGADO SEGUIMENTO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO. (Agravo de Instrumento Nº 70067151332, Décima Sexta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Paulo Sérgio Scarparo, Julgado em 05/11/2015).

TST - RECURSO ORDINARIO TRABALHISTA RO 200161720155040000 (TST)

Data de publicação: 18/12/2015

Ementa: RECURSO ORDINÁRIO EM MANDADO DE SEGURANÇA. DECISÃO EM QUE DETERMINADA A INCLUSÃO DO IMPETRANTE NO POLO PASSIVO DE EXECUÇÃO TRABALHISTA E ORDENADA A RESTRIÇÃO DE CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS . INSURGÊNCIA OPONÍVEL MEDIANTE INSTRUMENTOS PROCESSUAIS ESPECÍFICOS. EMBARGOS DE TERCEIROS JÁ OPOSTOS. NÃO CABIMENTO DA AÇÃO MANDAMENTAL. INCIDÊNCIA DAS OJS 54 E 92 DA SBDI-2 DO TST. Na forma do art. 5º , II , da Lei 12.016 /2009, o mandado de segurança não representa a via processual adequada para a impugnação de decisões judiciais passíveis de retificação por meio de recurso, ainda que com efeito diferido (OJ 92 da SBDI-2 do TST). A controvérsia que envolve a inclusão de terceiro no polo passivo da execução trabalhista e a posterior restrição de circulação dos seus veículos deve ser solucionada em ação incidental de embargos à execução (art. 884 da CLT ) e/ou embargos de terceiro (arts. 1046 a 1054 do CPC ), de cuja decisão cabe a interposição de agravo de petição (art. 897 , a, da CLT ). Cumpre destacar que o próprio Impetrante informa já ter ajuizado embargos de terceiro, contexto em que fica claro o descabimento do mandado de segurança, em razão da natureza subsidiária do writ (OJ 54 da SBDI-2/TST). Vale lembrar que os embargos de terceiro comportam o requerimento de medidas antecipatórias e de urgência , imanentes ao procedimento judicial. Portanto, havendo no ordenamento jurídico medida processual idônea para corrigir a suposta ilegalidade cometida pela autoridade apontada como coatora, da qual inclusive já se valeu o Impetrante, resta afastada a pertinência do mandado de segurança . Recurso ordinário conhecido e não provido.

STJ - RECURSO ESPECIAL REsp 1281023 GO 2011/0172871-7 (STJ)

Data de publicação: 11/11/2014

Ementa: PROCESSO CIVIL, PROCESSO COLETIVO E CONSUMIDOR. AÇÃO CIVIL PÚBLICA. RECOLOCAÇÃO DE VEÍCULOS SINISTRADOS COM "PERDA TOTAL" EM CIRCULAÇÃO. SEGURADORA. REPASSE DOS VEÍCULOS SINISTRADOS A OFICINAS. COMERCIALIZAÇÃO, APÓS O CONSERTO, COMO SE NÃO FOSSEM SINISTRADOS. REVENDA A PREÇO 30% SUPERIOR AO VALOR DE MERCADO. POSTERIOR RECUSA DA SEGURADORA À CELEBRAÇÃO DE CONTRATO DE SEGURO. AUSÊNCIA DE COMUNICAÇÃO AO DETRAN DO SINISTRO SOB A RUBRICA DE "PERDA TOTAL". RELAÇÃO DE CONSUMO ENTRE OS ADQUIRENTES DOS VEÍCULOS E A SEGURADORA. DIREITOS INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS. REPERCUSSÃO SOCIAL. POSSIBILIDADE DE TUTELA COLETIVA. LEGITIMIDADE DO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA PROMOVER A AÇÃO CIVIL PÚBLICA. INTELIGÊNCIA DOS ARTS. 81 , PARÁGRAFO ÚNICO E INC. III , E 82 , INC. I , DO CDC . 1. Na origem, o Ministério Público promoveu ação civil pública contra MAPFRE Seguros Gerais S/A e o DETRAN/GO, sob a alegação de que a seguradora repassa a oficinas veículos sinistrados com "perda total", os quais são postos em circulação (a preço 30% superior ao que valeriam), sem zelar pela informação da existência do sinistro ao consumidor e ao órgão estadual de trânsito. Aduz o Parquet, na exordial, que, posteriormente, a seguradora se recusa a fazer o seguro de tais veículos sinistrados, quando, somente então, o consumidor descobre que adquiriu um veículo objeto de "perda total". Acresce que a seguradora não dá ciência do sinistro ao DETRAN/GO, ao passo que compete ao órgão estadual de trânsito efetuar as anotações no prontuário dos veículos e no documento único de transferência (DUT). O Tribunal a quo, reformando a sentença de primeiro grau, deu provimento à apelação do Parquet para reconhecer a legitimidade deste para promover a ação civil pública. 2. Os interesses e direitos descritos na inicial da ação civil pública são individuais homogêneos por guardarem entre si origem comum, revelando-se, assim, passíveis de defesa coletiva, nos termos do art. 81 , parágrafo único e inc. III , do CDC . 3. A acepção...

TJ-MG - Agravo de Instrumento Cv AI 10024131065989001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 23/05/2014

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO DE BUSCA E APREENSÃO - VEÍCULO NÃO ENCONTRADO - LANÇAMENTO DE IMPEDIMENTO À CIRCULAÇÃO DO VEÍCULO - IMPOSSIBILIDADE - RECURSO NÃO PROVIDO. O impedimento a circulação deve ser visto como medida excepcional, sendo certo que a não há necessidade de expedição de ofícios ao DETRAN e às autoridades policiais, para que apreendam o bem, eis que a apreensão de veículo em ação de busca e apreensão decorre do cumprimento de mandado judicial a ser cumprido por oficiais de justiça.

TJ-MG - Agravo de Instrumento-Cv AI 10000150116382001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 23/06/2015

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO - ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA - VEÍCULO - BUSCA E APREENSÃO - RENAJUD - IMPEDIMENTO JUDICIAL DE CIRCULAÇÃO DO VEÍCULO - MEDIDA NÃO JUSTIFICADA. Entendo ser inócuo o bloqueio judicial do veículo objeto da lide, tendo em vista que, constando a anotação de alienação fiduciária em seu registro, já existe sobre o bem o ônus da inalienabilidade, motivo pelo qual, o lançamento de restrição de venda, transferência e circulação do veículo, via RENAJUD, torna-se desnecessária.

TJ-MG - Agravo de Instrumento Cv AI 10145130448148001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 23/05/2014

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO - ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA - VEÍCULO - BUSCA E APREENSÃO - RENAJUD - IMPEDIMENTO JUDICIAL DE CIRCULAÇÃO DO VEÍCULO - MEDIDA NÃO JUSTIFICADA. Com o descumprimento de contrato de financiamento garantido por alienação fiduciária, e desde que comprovada a mora ou o inadimplemento do devedor, nasce para o credor o direito à busca e apreensão do veículo alienado fiduciariamente, não se justificando o lançamento de impedimento judicial à sua circulação, através do sistema RenaJud.

TJ-MG - Agravo de Instrumento Cv AI 10707120303946001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 23/05/2014

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO - ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA - VEÍCULO - BUSCA E APREENSÃO - RENAJUD - IMPEDIMENTO JUDICIAL DE CIRCULAÇÃO DO VEÍCULO - MEDIDA NÃO JUSTIFICADA. Com o descumprimento de contrato de financiamento garantido por alienação fiduciária, e desde que comprovada a mora ou o inadimplemento do devedor, nasce para o credor o direito à busca e apreensão do veículo alienado fiduciariamente, não se justificando o lançamento de impedimento judicial à sua circulação, através do sistema RenaJud.

TJ-PA - AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 201330331012 PA (TJ-PA)

Data de publicação: 01/12/2014

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. CAUTELAR DE BUSCA E APREENSÃO. INSERÇÃO DE RESTRIÇÃO DE CIRCULAÇÃO EM VEÍCULO. TRANSFERÊNCIA DO VEÍCULO. ESTELIONATO E MÁ-FÉ NÃO COMPROVADOS. MANTIDA DECISÃO. RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. 1. Não há prova dos fatos alegados, eis que o agravante se limitou a afirmar que não tinha conhecimento da alienação fiduciária do veículo ao Banco Itaucard, sem, contudo, provar o afirmado. 2. Ademais, da análise do documento de (fl. 42), que se refere ao Certificado de Registro de Veículo, consta referida alienação, o que afasta a tese do agravante de estelionato ou má-fé, eis que tal fato elide a alegação de desconhecimento do gravame e a tese da exceção do contrato não cumprido. 3. Além disso, não juntou aos autos, nenhum contrato de compra e venda (que demonstrasse a tese de que houve fraude no contrato com a inserção de cláusula inicialmente não pactuada) e nem explicou detalhadamente a avença, cujos termos encontram-se obscuros nos autos. 4. Recurso Conhecido e Improvido.

1 2 3 4 5 999 1000 Próxima
Buscar em:
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais

×

Fale agora com um Advogado

Oi, está procurando um advogado ou correspondente jurídico? Podemos te conectar com Advogados em qualquer cidade do Brasil.

Escolha uma cidade da lista
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca

ou