Carregando...
JusBrasil - Jurisprudência
01 de setembro de 2014

TRF-1 - APELAÇÃO EM MANDADO DE SEGURANÇA AMS 23833 DF 2006.34.00.023833-4 (TRF-1)

Data de publicação: 12/05/2008

Ementa: ADMINISTRATIVO. MANDADO DE SEGURANÇA. IMÓVEL FUNCIONAL. SERVIDOR QUE PREENCHE OS REQUISITOS PARA OCUPAÇÃO. RECONHECIMENTO PELA ADMINISTRAÇÃO. DISCUSSÃO JUDICIAL ACERCA DO VALOR DO IMÓVEL. SUSPENSÃO DOS EFEITOS DA NOTIFICAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA. I - Realizada a notificação do servidor, para fins de exercício do direito à aquisição de imóvel funcional por ele ocupado, a superveniente discussão judicial acerca do seu preço é motivo suficiente para a suspensão da fluência do prazo estabelecido para essa finalidade, ante a possibilidade de alteração de um dos elementos constitutivos do negócio a ser realizado, mormente quando expressamente reconhecida essa situação, pela autoridade responsável pela instauração do respectivo procedimento, a descaracterizar, na espécie, a alegada caducidade do direito. II - Apelação e remessa oficial desprovidas. Sentença confirmada.

TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL AC 30065 DF 2001.34.00.030065-3 (TRF-1)

Data de publicação: 28/11/2005

Ementa: ADMINISTRATIVO E PROCESSUAL CIVIL. REINTEGRAÇÃO DE POSSE. IMÓVEL FUNCIONAL. DIREITO DE PREFERÊNCIA NA AQUISIÇÃO DO IMÓVEL RECONHECIDO EM MANDADO DE SEGURANÇA. NÃO CONFIGURAÇAO DE ESBULHO. NECESSIDADE DE NOTIFICAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA. EXIGÊNCIA DO ART. 6º , DECRETO Nº 99.266 /90. I - Tendo o servidor obtido ganho de causa em mandado de segurança, garantindo-lhe o exercício do direito de preferência na compra do imóvel funcional que ocupa, não resta configurado o esbulho possessório, pelo desatendimento à notificação para desocupá-lo enquanto não definitivamente decidido o pleito de aquisição do imóvel. II - Para o exercício do direito de preferência na aquisição de imóvel funcional, exige a Lei a notificação do legítimo ocupante pela publicação em jornal de grande circulação no Distrito Federal, onde se localiza o imóvel. Precedentes jurisprudenciais: AC 1998.34.00.021176-5/DF, Rel. Desembargador Federal Souza Prudente, Sexta Turma, DJ de 20/06/2005, p.114; AMS 1999.01.00.111086-2/DF, Rel. Juiz Federal Leão Aparecido Alves (conv.), Terceira Turma Suplementar, DJ de 16/10/2003, p.141; e AC 96.01.51320- 5/DF, Rel. Juiz Antonio Ezequiel, Quinta Turma, DJ de 21/01/2002, p.242. III - Apelação e remessa oficial improvidas. Sentença mantida.

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 20017554020148260000 SP 2001755-40.2014.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 04/08/2014

Ementa: Agravo de Instrumento Falência Pretendida anulação, pela locatária, de venda de imóvel, anteriormente arrecadado, em razão da ausência de prévia notificação para o exercício do direito de preferência Processo de quebra já extinto - Falta de interesse de agir que exsurge cristalino - Decisão mantida - Agravo desprovido.

Encontrado em: 5ª Câmara de Direito Privado 04/08/2014 - 4/8/2014 Agravo de Instrumento AI 20017554020148260000 SP 2001755-40.2014.8.26.0000 (TJ-SP) A.C.Mathias Coltro

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 908147820118260000 SP 0090814-78.2011.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 17/09/2011

Ementa: ALIENAÇÃO DE COISA COMUM Imóvel Carência da ação e litigância de má-fé não configuradas Ação precedida de notificação para o exercício do direito de preferência Alegação de irregularidade na notificação Irrelevância Preferência do condômino assegurada no ato da venda Agravo desprovido.

Encontrado em: 4ª Câmara de Direito Privado 17/09/2011 - 17/9/2011 Agravo de Instrumento AI 908147820118260000 SP

TRF-1 - APELAÇÃO EM MANDADO DE SEGURANÇA AMS 11783 DF 96.01.11783-0 (TRF-1)

Data de publicação: 31/03/1997

Ementa: ADMINISTRATIVO. IMÓVEL FUNCIONAL. AQUISIÇÃO. NOTIFICAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA. EXIGÊNCIA DO ARTIGO 6º , DECRETO Nº 99.266 /90. DECADÊNCIA. 1. Para o exercício do direito de preferência na aquisição de imóvel funcional, exige a lei a notificação do legítimo ocupante pela publicação em jornal de grande circulação no Distrito Federal, onde se localiza o imóvel. 2. Descumprida a formalidade legal, não há que se falar em decadência. 3. Recurso improvido.

Encontrado em: . AQUISIÇÃO. NOTIFICAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA. EXIGÊNCIA DO ARTIGO 6º , DECRETO Nº 99....266 /90. DECADÊNCIA. 1. Para o exercício do direito de preferência na aquisição de imóvel funcional..., exige a lei a notificação do legítimo ocupante pela publicação em jornal de grande circulação no...

TJ-SC - Apelação Cível AC 506008 SC 2007.050600-8 (TJ-SC)

Data de publicação: 19/12/2011

Ementa: AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR PERDAS E DANOS C/C DANOS MORAIS E ANTECIPAÇÃO DE TUTELA. DESISTÊNCIA DO DEMANDANTE EM RELAÇÃO À SEGUNDA DEMANDADA LGJ ATIVIDADES ESPORTIVAS LTDA. ADMISSIBILIDADE. CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL , ART. 267 , INC. VIII E § 4º.PROSSEGUIMENTO DA AÇÃO EM RELAÇÃO AO PRIMEIRO RÉU. AUTOR QUE PRETENDE REPARAÇÃO POR DANOS MATERIAIS E MORAIS EM RAZÃO DA VENDA DE IMÓVEL DO QUAL ERA LOCATÁRIO SEM A PRÉVIA NOTIFICAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA NA ADJUDICAÇÃO DA PROPRIEDADE LOCADA. AUSÊNCIA DE AVERBAÇÃO DO CONTRATO DE LOCAÇÃO QUE NÃO IMPEDE QUE SE PLEITEIE INDENIZAÇÃO POR PERDAS E DANOS PELA INOBSERVÂNCIA AO DIREITO DE PREFERÊNCIA. TODAVIA, A SIMPLES VENDA DO IMÓVEL LOCADO SEM A NOTIFICAÇÃO PREMONITÓRIA A FIM DE QUE O LOCATÁRIO PUDESSE ADQUIRIR O IMÓVEL NÃO ENSEJA, POR SI SÓ, INDENIZAÇÃO POR PERDAS E DANOS E ABALO MORAL. AUTOR QUE NÃO SE DESINCUMBIU DE SEU ÔNUS E NÃO APONTOU OBJETIVAMENTE E TAMPOUCO COMPROVOU OS DANOS MATERIAIS E MORAIS SOFRIDOS NO CASO CONCRETO. CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL , ART. 333 , INC. I . RECURSO DESPROVIDO.

Encontrado em: Segunda Câmara de Direito Civil Apelação Cível n. , da Capital Apelante: Gustavo Werner Júnior

TJ-RS - Apelação Cível AC 191002799 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 19/02/1991

Ementa: DESPEJO. CONTRATO VERBAL. USO PROPRIO. PROVA DA RELACAO EX LOCATO. EMBORA VERBAL A LOCACO, RECIBO DE ALUGUEL APONTANDO O NEGOCIO REALIZADO ENTRE O ANTIGO PROPRIETARIO E O MARIDO DA APELANTE, MATERIALIZA A EXISTENCIA DA RELACAO LOCATICIA. PROVA TESTEMUNHAL. SUSPEICAO. EXISTE INTERESSE DO JUÍZO EM OUVIR AS TESTEMUNHAS QUE REALMENTE POSSAM AUXILIAR A ESCLARECER OS FATOS, AINDA MAIS AS QUE TIVERAM EFETIVA PARTICIPACAO, SOB PENA DE NAO SERVIR A PROVA TESTEMUNHAL, PORQUE SEMPRE HAVERA A POSSIBILIDADE DE SUSPEICAO EM RELACAO A UMA DAS PARTES. EXCECAO DE USUCAPIAO. O MARIDO DA APELANTE, SE JA RESIDIA NO IMOVEL ANTES DE 1970, POR VOLTA DE 1971, QUANDO FOI LIBERADA A CONSTRUÇÃO, PASSOU A RESIDIR NA CONDICAO DE INQUILINO, FORMA PELA QUAL TRANSMITIU A POSSE AOS SEUS SUCESSORES AO FALECER, CONFORME ART. 495 DO CC. DIREITO DE PREFERENCIA OU PREEMPCAO. DIREITO IMPOSSIBILITADO NA LOCACAO VERBAL, EIS QUE O PAR-1DO ART.. 25DA LEI 6649 /79 EXIGE PELO MENOS 30 (TRINTA) DIAS ANTES DO NEGOCIO, INSCRICAO DO CONTRATO DE LOCACAO NO REGISTRO IMOBILIARIO, QUANDO NAOHOUVE NOTIFICACAO. ALEM DO MAIS, A AÇÃO SERIA PROPOSTA CONTRA O VENDEDOR. FUNDAMENTACAO DA RETOMADA. E FACULTADO AO NOVO ADQUIRENTE SE SUB-ROGAR NO CONTRATO, PREFERINDO MOTIVAR SEU PEDIDO NO INCISO X DO ART. 52 DA LEI N. 6649 /79, AO INVES DE REQUERER POR FALTA DE PAGAMENTO, QUANDO O SEU INTERESSE E RESIDIRNO IMOVEL, PARA NAO PAGAR ALUGUEL NOUTRO, CORRENDO O RISCO DA PURGA DA MORA PELA INQUILINA. RETOMADA. ADQUIRENTE. ART. 14. FALTA DE NOTIFICACAO PARA O EXERCICIO DO DIREITO DE PREFERENCIA. HAVERIA POSSIBILIDADE DO NOVO ADQUIRENTE DENUNCIAR O CONTRATO, EIS QUE E TERCEIRO EM RELACAO AO CONTRATO VERBAL EXISTENTE, SE NAO TIVESSE SE SUB-ROGADO NA LOCACAO. A FALTA DE NOTIFICACAO PARA O EXERCICIO DO DIREITO DE PREFERENCIA NAO SERIA OBICE PARA A DEMANDA. SENTENCA PROCEDENTE. APELO DESPROVIDO. (Apelação Cível Nº 191002799, Quinta Câmara Cível, Tribunal de Alçada do RS, Relator: Paulo Augusto Monte Lopes, Julgado em 19/02/1991)...

Encontrado em: VERBAL. DIREITO DE PREFERENCIA. INEXISTENCIA. - NECESSIDADE. REGISTRO IMOBILIARIO. - RETOMADA. USO... DE PREFERENCIA. NOTIFICACAO. - ALIENAÇÃO DO IMOVEL. SUB-ROGACAO. 2. TESTEMUNHA. SUSPEICAO. Apelação Cível AC 191002799 RS (TJ-RS) Paulo Augusto Monte Lopes... PROPRIO. - ALIENAÇÃO DO IMOVEL. RETOMADA. ADQUIRENTE DO IMOVEL. - ALIENAÇÃO DO IMOVEL. DIREITO...

TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL AC 2680 SP 2003.61.19.002680-9 (TRF-3)

Data de publicação: 20/05/2010

Ementa: DIREITO ADMINISTRATIVO. INSS. ALIENAÇÃO DE IMÓVEIS. RESIDÊNCIAS DE ANTIGO CONJUNTO HABITACIONAL CONSTRUÍDO PARA FERROVIÁRIOS. EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA PELOS OCUPANTES. LICITAÇÃO Nº. 01/2002. ALEGAÇÃO DE QUE O APELADO DECAIU DE SEU DIREITO QUANDO DO EDITAL Nº. 01/99. NÃO COMPROVAÇÃO DA NOTIFICAÇÃO DO APELADO COMUNICANDO A DECISÃO SOBRE O SEU PEDIDO DE COMPRA. DIREITO DO APELADO DE EXERCER A PREFERÊNCIA DE ACORDO COM AS NOVAS CONDIÇÕES OFERTADAS. SENTENÇA MANTIDA. 1. Quando da licitação feita por meio do edital nº 01/1999, o ora apelado demonstrou, tempestivamente, o seu interesse em adquirir o imóvel descrito nos autos, pelo preço então estabelecido, de R$ 75.231,23, conforme se depreende do ofício de convocação e do termo de opção de compra, colacionados aos autos. Neste procedimento, o direito de preferência do autor na aquisição do imóvel foi reconhecido, até porque ocupava o imóvel em data anterior a 31.12.1996, conforme exigência de lei. 2. Em novembro de 2002, foi publicado novo edital de licitação - Concorrência nº. 01/2002 -, no qual o imóvel foi novamente oferecido à venda, agora avaliado em R$ 40.300,00, sendo certo que o apelado ofereceu impugnação ao mencionado edital, afirmando que restou ignorado o seu direito de preferência. Todavia, a Comissão de Licitação de Alienação de Imóveis do INSS concluiu que a impugnação deveria ser indeferida, para não se excluir o imóvel da referida licitação. 3. O INSS sustenta que o direito do autor, de exercer a preferência na aquisição do imóvel, já havia decaído, por força do Edital nº. 01/99, uma vez que passados mais de seis meses, contado o prazo a partir da notificação para manifestação de seu interesse na aquisição, sem que este tivesse obtido financiamento para a aquisição ou formalizasse o contrato de venda e compra, não sendo dever da autarquia oferecer-lhe nova oportunidade para exercer o direito de preferência, por ocasião da nova licitação. 4. Ocorre que não consta dos autos qualquer documento...

TJ-MS - Apelacao Civel AC 29585 MS 2008.029585-4 (TJ-MS)

Data de publicação: 30/04/2009

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE PEREMPÇÃO - VENDA DE PARCELA IDEAL CORRESPONDENTE A 50% DE BEM IMÓVEL RURAL - AUSÊNCIA DE NOTIFICAÇÃO DO CONDÔMINO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA - RELAÇÃO CONDOMINIAL PRO INDIVISO QUE NÃO SUGERE A INDIVISIBILIDADE DO BEM - INAPLICABILIDADE DO ARTIGO 504 DO CÓDIGO CIVIL - RECURSO CONHECIDO E NÃO PROVIDO.

TJ-ES - Apelação Civel AC 11990373521 ES 011990373521 (TJ-ES)

Data de publicação: 20/08/2002

Ementa: CIVIL E PROCESSUAL CIVIL APELAÇAO CÍVEL - AÇAO DE DESPEJO - PRELIMINAR - NULIDADE DE SENTENÇA - INOBSERVÂNCIA DOS ARTS. 265 , II E 266 , DO C.P.C. - MÉRITO - CONTRATO DE LOCAÇAO - PRAZO INDETERMINADO - NOTIFICAÇAO - ART. 78 , DA LEI Nº 8.245 /91 - RECURSO IMPROVIDO. 1 - Pode, o juiz, reconsiderar a decisão que decretou a suspensão do feito por prazo determinado, proferindo sentença, quando a causa da suspensão deixou de existir. 2 - Prescindível, para efeitos de ação de despejo, a distinção entre notificação para o exercício do direito de preferência ou desocupação do imóvel, vez que nítida a intenção do locador em reavê-lo.Ì

Encontrado em: à unanimidade, em rejeitar a preliminar arguida, para, quanto ao mérito e por igual votação, negar

1 2 3 4 5 321 322 Próxima
Buscar em:
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais
  • Selecionar tribunais Todos os tribunais

ou

×
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca