Carregando...
JusBrasil - Tópicos
01 de maio de 2016
Artigo 7 da Lei nº 4.737 de 15 de Julho de 1965

Art. 7 do Código Eleitoral - Lei 4737/65

Lei nº 4.737 de 15 de Julho de 1965

Institui o Código Eleitoral.

PARTE PRIMEIRA

INTRODUÇÃO

Art. 7º O eleitor que deixar de votar e não se justificar perante o juiz eleitoral até 30 (trinta) dias após a realização da eleição, incorrerá na multa de 3 (três) a 10 (dez) por cento sobre o salário-mínimo da região, imposta pelo juiz eleitoral e cobrada na forma prevista no art. 367. (Redação dada pela Lei nº 4.961, de 1966)

§ 1º Sem a prova de que votou na última eleição, pagou a respectiva multa ou de que se justificou devidamente, não poderá o eleitor:

I - inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles;

II - receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou para estatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

III - participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos Estados, dos Territórios, do Distrito Federal ou dos Municípios, ou das respectivas autarquias;

IV - obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

V - obter passaporte ou carteira de identidade;

VI - renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

VII - praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

§ 2º Os brasileiros natos ou naturalizados, maiores de 18 anos, salvo os excetuados nos arts. 5º e 6º, nº 1, sem prova de estarem alistados não poderão praticar os atos relacionados no parágrafo anterior.

§ 3º Realizado o alistamento eleitoral pelo processo eletrônico de dados, será cancelada a inscrição do eleitor que não votar em 3 (três) eleições consecutivas, não pagar a multa ou não se justificar no prazo de 6 (seis) meses, a contar da data da última eleição a que deveria ter comparecido. (Incluído pela Lei nº 7.663, de 1988)

§ 4o O disposto no inciso V do § 1o não se aplica ao eleitor no exterior que requeira novo passaporte para identificação e retorno ao Brasil. (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

7.212/2016 - 28/04/2016 do TRE-AL

DECISÃO Protocolo nº 7.212/2016 PARTE: Maria de Lourdes Santos D E C I S Ã O Cuida-se de requerimento da eleitora Maria de Lourdes Santos, inscrição eleitoral nº 6734451767, através do qual requer

Ofício n. Suspensão de direitos políticos - 28/04/2016 do TRE-GO

PROVIMENTO Nº 4, DE 25 DE ABRIL DE 2016 Dispõe sobre as rotinas e práticas cartorárias das unidades de primeira instância da Justiça Eleitoral de Goiás. O CORREGEDOR REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DE

Andamento do Processo n. 18/2011 CGE - regulamenta a utilização da Base de Perdas - Provimento - 28/04/2016 do TRE-GO

Ofício Circular CGE nº 31/09 Orientação quanto à necessidade de ser exigida complementação da documentação, caso a comprovação da identidade se faça por meio da CNH ou do passaporte. Ofício Circular

Andamento do Processo n. 60593-58.2014.8.09.0137 - Ação Penal - 28/04/2016 do TJGO

NR. PROTOCOLO : 60593-58.2014.8.09.0137 AUTOS NR. : 296 NATUREZA : AÇÃO PENAL VITIMA : COLETIVIDADE ACUSADO : WERMESON ROQUE COSTA CARVALHO ADV ACUS : 20889 GO - SIMEI FERDINAN DE OLIVEIRA DESPACHO :

Portaria n. 002/2016 - 27 de abril de 2016 do TRE-RJ

CAE - DUQUE DE CAXIAS PORTARIA Nº 002/2016 O EXMO. DR. VALMAR GAMA DE AMORIM, Juiz Coordenador da Central de Atendimento ao Eleitor – Duque de Caxias, por nomeação na forma da lei e no uso de suas

Pg. 2848. Seção III. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 28/04/2016

VA DE DIREITOS, UMA VEZ QUE O ACUSADO PREENCHE OS REQUISITOS ALIN HAVADOS NO ARTIGO 44 DO CODIGO PENAL, REVELANDO SER A SUBSTITUICA O SUFICIENTE A REPREENSAO DO DELITO. ASSIM SENDO, COM OBSERVANCIA

Pg. 21. Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas TRE-AL de 28/04/2016

Estabelece o art. 1º da citada Resolução: "Art. 1º. O alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para todas as pessoas portadoras de deficiência. Parágrafo único. Não estará sujeita a sanção a

Pg. 5. Tribunal Regional Eleitoral de Goiás TRE-GO de 28/04/2016

Finalidade da Viagem: Participar da inauguração da nova sede do Cartório Eleitoral de Itaberaí; Afastamento: 28/04/2016 a 28/04/2016; Nº de diárias: 0,5; Valor Unitário: 560,00; Total Bruto: 280,00;

Pg. 65. Tribunal Regional Eleitoral de Goiás TRE-GO de 28/04/2016

Parágrafo único. Tratando-se de multa arbitrada em procedimento próprio, o infrator deverá ser notificado pessoalmente para satisfazer o débito, após o trânsito em julgado da decisão. Art. 315. Os

Pg. 18. Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro TRE-RJ de 28/04/2016

079ª Zona Eleitoral Portarias CAE - DUQUE DE CAXIAS PORTARIA Nº 002/2016 O EXMO. DR. VALMAR GAMA DE AMORIM, Juiz Coordenador da Central de Atendimento ao Eleitor – Duque de Caxias, por nomeação na

×

ou