Carregando...
JusBrasil - Tópicos
21 de setembro de 2014
Artigo 3 da Lei nº 6.194 de 19 de Dezembro de 1974

Art. 3 da Lei do Seguro Dpvat de 1974 - Lei 6194/74

Lei nº 6.194 de 19 de Dezembro de 1974

Dispõe sobre Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores de via terrestre, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não.

Art. 3o Os danos pessoais cobertos pelo seguro estabelecido no art. 2o desta Lei compreendem as indenizações por morte, por invalidez permanente, total ou parcial, e por despesas de assistência médica e suplementares, nos valores e conforme as regras que se seguem, por pessoa vitimada: (Redação dada pela Lei nº 11.945, de 2009). (Produção de efeitos).

a) (revogada); (Redação dada pela Lei nº 11.482, de 2007)

b) (revogada); (Redação dada pela Lei nº 11.482, de 2007)

c) (revogada); (Redação dada pela Lei nº 11.482, de 2007)

I - R$ 13.500,00 (treze mil e quinhentos reais) - no caso de morte; (Incluído pela Lei nº 11.482, de 2007)

II - até R$ 13.500,00 (treze mil e quinhentos reais) - no caso de invalidez permanente; e (Incluído pela Lei nº 11.482, de 2007)

III - até R$ 2.700,00 (dois mil e setecentos reais) - como reembolso à vítima - no caso de despesas de assistência médica e suplementares devidamente comprovadas. (Incluído pela Lei nº 11.482, de 2007)

§ 1o No caso da cobertura de que trata o inciso II, deverão ser enquadradas na tabela anexa a esta Lei as lesões diretamente decorrentes de acidente e que não sejam suscetíveis de amenização proporcionada por qualquer medida terapêutica, classificando-se a invalidez permanente como total ou parcial, subdividindo-se a invalidez permanente parcial em completa e incompleta, conforme a extensão das perdas anatômicas ou funcionais, observado o disposto abaixo:

(Incluído pela Medida Provisória nº 451, de 2008).

I - quando se tratar de invalidez permanente parcial completa, a perda anatômica ou funcional será diretamente enquadrada em um dos segmentos orgânicos ou corporais previstos na tabela anexa, correspondendo a indenização ao valor resultante da aplicação do percentual ali estabelecido ao valor máximo da cobertura; e (Incluído pela Medida Provisória nº 451, de 2008).

II - quando se tratar de invalidez permanente parcial incompleta, será efetuado o enquadramento da perda anatômica ou funcional na forma prevista na alínea “a”, procedendo-se, em seguida, à redução proporcional da indenização que corresponderá a setenta e cinco por cento para as perdas de repercussão intensa, cinqüenta por cento para as de média repercussão, vinte e cinco por cento para as de leve repercussão, adotando-se ainda o percentual de dez por cento, nos casos de seqüelas residuais. (Incluído pela Medida Provisória nº 451, de 2008).

§ 2o O seguro previsto nesta Lei não contempla as despesas decorrentes do atendimento médico ou hospitalar efetuado em estabelecimento ou em hospital credenciado ao Sistema Único de Saúde - SUS, mesmo que em caráter privado, sendo vedado o pagamento de qualquer indenização nesses casos. (Incluído pela Medida Provisória nº 451, de 2008).

§ 1o No caso da cobertura de que trata o inciso II do caput deste artigo, deverão ser enquadradas na tabela anexa a esta Lei as lesões diretamente decorrentes de acidente e que não sejam suscetíveis de amenização proporcionada por qualquer medida terapêutica, classificando-se a invalidez permanente como total ou parcial, subdividindo-se a invalidez permanente parcial em completa e incompleta, conforme a extensão das perdas anatômicas ou funcionais, observado o disposto abaixo: (Incluído pela Lei nº 11.945, de 2009). (Produção de efeitos).

I - quando se tratar de invalidez permanente parcial completa, a perda anatômica ou funcional será diretamente enquadrada em um dos segmentos orgânicos ou corporais previstos na tabela anexa, correspondendo a indenização ao valor resultante da aplicação do percentual ali estabelecido ao valor máximo da cobertura; e (Incluído pela Lei nº 11.945, de 2009). (Produção de efeitos).

II - quando se tratar de invalidez permanente parcial incompleta, será efetuado o enquadramento da perda anatômica ou funcional na forma prevista no inciso I deste parágrafo, procedendo-se, em seguida, à redução proporcional da indenização que corresponderá a 75% (setenta e cinco por cento) para as perdas de repercussão intensa, 50% (cinquenta por cento) para as de média repercussão, 25% (vinte e cinco por cento) para as de leve repercussão, adotando-se ainda o percentual de 10% (dez por cento), nos casos de sequelas residuais. (Incluído pela Lei nº 11.945, de 2009). (Produção de efeitos).

§ 2o Assegura-se à vítima o reembolso, no valor de até R$ 2.700,00 (dois mil e setecentos reais), previsto no inciso III do caput deste artigo, de despesas médico-hospitalares, desde que devidamente comprovadas, efetuadas pela rede credenciada junto ao Sistema Único de Saúde, quando em caráter privado, vedada a cessão de direitos. (Incluído pela Lei nº 11.945, de 2009). (Produção de efeitos).

§ 3o As despesas de que trata o § 2o deste artigo em nenhuma hipótese poderão ser reembolsadas quando o atendimento for realizado pelo SUS, sob pena de descredenciamento do estabelecimento de saúde do SUS, sem prejuízo das demais penalidades previstas em lei. (Incluído pela Lei nº 11.945, de 2009). (Produção de efeitos).

Art. 4º A indenização no caso de morte será paga, na constância do casamento, ao cônjuge sobrevivente; na sua falta, aos herdeiros legais. Nos demais casos, o pagamento será feito diretamente à vítima na forma que dispuser o Conselho Nacional de Seguros Privados. (Vide Medida nº 340, de 2006)

Parágrafo único. Para os fins deste artigo a companheira será equiparada à esposa, nos casos admitidos pela Lei Previdenciária.

§ 1o Para fins deste artigo, a companheira será equiparada à esposa, nos casos admitidos pela lei previdenciária; o companheiro será equiparado ao esposo quando tiver com a vítima convivência marital atual por mais de cinco anos, ou, convivendo com ela, do convívio tiver filhos. (Renumerado com nova redação pela Lei nº 8.441, de 1992)

§ 2o Deixando a vítima beneficiários incapazes, ou sendo ou resultando ela incapaz, a indenização do seguro será liberada em nome de quem detiver o encargo de sua guarda, sustento ou despesas, conforme dispuser alvará judicial. (Incluído pela Lei nº 8.441, de 1992)

Apelação: APL 1112029020118260100 SP 0111202-90.2011.8.26.0100

legal. Possibilidade. Exegese do artigo 3º, II, da Lei 6.194/74. Súmula 474 do STJ. Fixação com base em Lei 11.482/07... e lei 11.945/09, que alterou dispositivo da Lei 6.194/74. Admissibilidade. Modificação legislativa que se afigura...Apelação APL 01112029020118260100 SP 0111202-90.2011.8.26.0100 Apelação 25ª Câm...

Apelação Cível: AC 10153110058374001 MG

em decorrência de acidente de trânsito, nos termos do art. 3º, II, da Lei n. 6.194/74, devendo ser levado em consideração o grau... CÍVEL 19/09/2014 - 19/9/2014 Valdez Leite Machado APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE COBRANÇA DE SEGURO OBRIGATÓRIO DPVAT...

Apelação Cível: AC 70056486616 RS

em que o autor faz jus à indenização prevista no artigo 3º, alínea "a", da Lei 6.194/74, ou seja, quarenta salários mínimos... na Lei n.º 11.482/07. A indenização com base em atos administrativos do CNSP não é acolhida por esta Câmara, uma vez...Apelação Cível AC 70056486616 RS Apelação Cível Quinta Câmara Cível Diári...

Pg. 2782. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014

, da Lei 6.194/74, devidamente mencionado, não incidindo a Súmula 284, do...Pg. 2782. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014 fundamento da incidência da Súmula 284, do STF. Em suas razões..., o agravante alega violação aos arts. 591 e 649, ambos do CPC, sustentando que foi devidamente identificado os artigos...

Pg. 2783. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014

no tocante à violação ao art. 3º, da Lei 6.194/74, devidamente mencionado, não incidindo a Súmula 284, do STF. Afirma...Pg. 2783. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014 STF. Afirma que não há necessidade de incursão na seara fático...) AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL 571.239 - PR (2014/0216547-8) RELATOR : MI...

Pg. 3064. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014

INCOMPLETA. APLICAÇÃO DAS DISPOSIÇÕES CONTIDAS NO ART. 3º DA LEI 6.194/1974, COM ALTERAÇÕES DAS LEIS N. 11.482/2007 E 11.945...Pg. 3064. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014 ADVOGADOS : AIRTON CEZAR DE MENEZES E OUTRO(S) FLÁVIO DE MOURA... OCORRIDO APÓS A EDIÇÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA N. 451/2008, CONVERTIDA N...

Pg. 3065. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014

, ambos da Lei 6.194/74, com a redação da Lei 11.482/07, ao argumento de que correção monetária do seguro DPVAT..., o acórdão recorrido fixou como termo inicial da correção monetária a data da edição da MP 340/06 (19/12/2006...Pg. 3065. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014 Opostos embargos declaratór...

Pg. 3250. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014

QUANTIFICADO EM SALÁRIOS MÍNIMOS - ADMISSIBILIDADE - INDENIZAÇÃO LEGAL - O artigo 3º da Lei 6194, de 19 de dezembro de 1974...Pg. 3250. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014 Republicado por incorreção no DJe de 04/09/2014 (2785) AGRAVO... EM RECURSO ESPECIAL 468.865 - SP (2014/0019243-7) RELATORA : MINISTR...

Pg. 3292. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014

rol dos direitos indisponíveis. Nos termos do artigo 3º, da Lei 6.194/74, o valor do seguro obrigatório de danos...Pg. 3292. Superior Tribunal de Justiça STJ de 19/09/2014 250). No mérito, argui afronta aos arts. 3º, "b", c/c 5º, § 1º..., da Lei n. 6.194/74; e 332 do CPC, arguindo que a perícia realizada foi incomp...

Pg. 299. Seção III. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 19/09/2014

DOS PRESENTES AUTOS A QUESTãO ABORDADA NãO SE AMOLDA à EXCEçãO CONTIDA NO PARáGRAFO 1º, DO ARTIGO 3º, DA LEI 6194/74...Pg. 299. Seção III. Diário de Justiça do Estado de Goiás DJGO de 19/09/2014 DENTáRIOS ENTRETANDO, TãO SOMENTE... MARCELO ALVES CASELLA ADV REQDO : 11606 GO - DAPHNIS OLIVEIRA DESPACHO : ANTE DO EXP...

ou

×
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/topicos/11703169/artigo-3-da-lei-n-6194-de-19-de-dezembro-de-1974