Carregando...
JusBrasil - Tópicos
05 de maio de 2016
Artigo 175 do Decreto nº 62.127 de 16 de Janeiro de 1968

Art. 175 Regulamento do Código Nacional de Trânsito - Decreto 62127/68

RCNT - Decreto nº 62.127 de 16 de Janeiro de 1968

Aprova o Regulamento do Código Nacional de Trânsito .

Art 175. É dever de todo condutor de veículo:

I - Dirigir com a atenção e os cuidados indispensáveis à segurança do trânsito.

Penalidade: Grupo 4.

II - Conservar o veículo na mão de direção e na faixa própria.

Penalidade: Grupo 2.

III - Guardar distância de segurança entre o veículo que dirige e o que segue imediatamente à sua frente.

Penalidade: Grupo 2.

IV - Aproximar o veículo da guia da calçada (meio-fio), nas vias urbanas, para embarque ou desembarque de passageiros e carga ou descarga.

Penalidade: Grupo 3.

V - Desviar o veículo para o acostamento nas estradas, para embarque ou desembarque de passageiros, e eventual carga ou descarga.

Penalidade: Grupo 2.

VI - Dar passagem, pela esquerda, quando solicitado.

Penalidade: Grupo 3.

VII - Obedecer à sinalização.

Penalidade: Grupo 4.

VIII - Parar o veículo:

a) sempre que a respectiva marcha fôr interceptada por outros veículos que integrem cortejos, préstitos, desfiles e formações militares, crianças, pessoas idosas ou portadoras de defeitos físicos que lhes dificultem o andar, e cegos, identificados por bengala branca ou por outro processo aprovado pelo Conselho Nacional de Trânsito;

Penalidade: Grupo 2.

b) para dar passagem a veículo precedido de batedor, do Corpo de Bombeiros, de socorros médicos e serviços de polícia, quando em missão de emergência e identificados por dispositivos de alarma e de luz vermelha intermitente;

Penalidade: Grupo 3.

c) antes de transpor linha férrea ou entrar em via preferencial.

Penalidade: Grupo 2.

IX - Fazer sinal regulamentar de braços ou acionar dispositivo luminoso indicador, antes de parar o veículo, reduzir-lhe a velocidade ou mudar de direção.

Penalidade: Grupo 4.

X - Obedecer a horários e normas de utilização da via.

Penalidade: Grupo 4.

XI - Dar preferência de passagem aos pedestres que estiverem atravessando a via transversal na qual vai entrar, aos que ainda não hajam concluído a travessia, quando houver mudança de sinal, e aos que se encontrem nas faixas a êles destinadas, onde não houver sinalização.

Penalidade: Grupo 3.

Quando o pedestre estiver sôbre a faixa a êle destinada.Grupo 2.

XII - Nas vias urbanas, deslocar com antecedência o veículo para a faixa mais à esquerda ou mais à direita, dentro da respectiva mão de direção, quando tiver de entrar para um dêsses lados.

Penalidade: Grupo 3.

XIII - Nas estradas onde não houver locais apropriados para a operação de retôrno, ou para entrada à esquerda, parar o veículo no acostamento à direita, onde aguardará oportunidade para cruzar a pista.

Penalidade: Grupo 2.

XIV - Nas vias urbanas, executar a operação de retôrno somente nos cruzamentos ou nos locais para isso determinados.

Penalidade: Grupo 4.

XV - Colocar-se com seu veículo à disposição das autoridades policiais devidamente identificadas, quando por elas solicitado para evitar fuga de delinqüentes, ou em casos de emergência.

Penalidade: Grupo 4.

XVI - Prestar Socorro a Vitimas de acidente.

Penalidade Grupo 3.

XVI - Portar e, sempre que solicitado pela autoridade de trânsito ou seus agentes, exibir os respectivos documentos de habilitação, de licenciamento e outros que forem exigidos por lei ou regulamento.

Penalidade: Grupo 4 e retenção do veiculo até apresentação dos documentos exigidos.

XVIII - Entregar, contra recibo, à autoridade de trânsito ou seus agentes, qualquer documento dos exigidos no item anterior, para averiguação de autenticidade.

Penalidade:Grugo 4.

XIX - Acatar as ordens emanadas das autoridades.

Penalidade: Grupo 4.

XX - Manter as placas de identificação do veiculo em bom estado de legibilidade e visibilidade, iluminando a placa traseira à noite, quando em movimento.

Penalidade: Grupo 4.

XXI - Quando Transitar nas vias providas de iluminação pública, manter acesas as luzes externas do veiculo e utilizar o farol baixo, desde o pôr-do-sol até o amanhecer.

Penalidade: Grupo 3.

XXII - Nas Estradas, sob chuva, neblina ou cerração, manter acesas as luzes externas do veiculo.

Penalidade: Grupo 3.

XXIII - Transitar em velocidade compatível com a segurança:

a) diante de escolas, hospitais, estações de embarque e desembarque, logradouros estreitos ou onde haja grande movimentação de pedestres;

Penalidade: Grupo 2.

b) nos cruzamentos não sinalizados, quando não estiver circulando em vias preferenciais;

Penalidade: Grupo 2.

c) quando houver má visibilidade;

d) quando a pista de rolamento apresentar-se escorregadia;

e) ao aproximar-se da guia da calçada (meio-fio);

f) nas curvas de pequeno raio;

g) nas estradas cuja faixa de domínio não esteja cercada, ou quando, às suas margens, houver habitação, povoados, vilas ou cidades;

h) à aproximação de animais da pista;

i) quando se aproximar de tropas militares, aglomerações, cortejos, préstitos e desfiles.

Penalidade: de c a i: Grupo 3.

Andamento do Processo n. 1020588-61.2014.8.26.0053 - Procedimento Sumário - Acidente de Trânsito - 04/05/2016 do TJSP

GONÇALVES afirma que: “O Regulamento do Código Nacional de Trânsito (Dec. n. 62.127, de 16-1-1968) dispõe, no art. 175, III...Andamento do Processo n. 1020588-61.2014.8.26.0053 - Procedimento Sumário - Acidente de Trânsito - 04/05/2016 do TJSP... Processo 1020588-61.2014.8.26.0053 - Procedimento Sumário - Acidente de ...

Pg. 1325. Judicial - 1ª Instância - Capital. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 04/05/2016

(Dec. n. 62.127, de 16-1-1968) dispõe, no art. 175, III, que o motorista que dirige seu veículo com atenção e prudência... elidida pela autora. Sobre o tema, CARLOS ROBERTO GONÇALVES afirma que: “O Regulamento do Código Nacional de Trânsito... e regularmente citada nos termos do artigo 815 do Código de Processo Civil,...

Andamento do Processo n. 1109147-13.2015.8.26.0100 - Procedimento Ordinário - Acidente de Trânsito - 01/04/2016 do TJSP

Processo 1109147-13.2015.8.26.0100 - Procedimento Ordinário - Acidente de Trânsito - Medral Energia Ltda - Vistos.Medral Energia Ltda. ajuizou a presente ação de reparação por perdas e danos contra

Pg. 482. Judicial - 1ª Instância - Capital. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 01/04/2016

(Código de Processo Civil e legislação processual em vigor - Theotônio Negrão Ed. Saraiva 31ª ed. -pág. 397).”O propósito de produção de provas não obsta ao julgamento antecipado da lide, se os

Andamento do Processo n. 0012527-49.2015.8.26.0554 - Procedimento do Juizado Especial Cível - 21/03/2016 do TJSP

Processo 0012527-49.2015.8.26.0554 - Procedimento do Juizado Especial Cível - Acidente de Trânsito - Wilson Roberto Dias - Viação Expresso Guarará Ltda - VISTOS, etc... WILSON ROBERTO DIAS ajuizou

Pg. 897. Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte III. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 21/03/2016

a culpa do motorista que colide na traseira de veículo que lhe segue à frente (nesse sentido: Tribunal de Justiça do Distrito Federal TJDF - Apelação Cível nº 2002.01.1.043030-8 - Primeira Turma

Andamento do Processo n. 4008556-18.2013.8.26.0405 - Procedimento do Juizado Especial Cível - 15/03/2016 do TJSP

Processo 4008556-18.2013.8.26.0405 - Procedimento do Juizado Especial Cível - Acidente de Trânsito - TBI TRANSPORTE LTDA ME - - NACIONAL GÁS BUTANO DISTRIBUIDORA LTDA - Vistos. Dispensado o

Pg. 2326. Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte II. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 15/03/2016

daquela. DIREITO CIVIL E PROCESSO CIVIL. RESPONSABILIDADE CIVIL PELO FATO DA COISA. AÇÃO DE REPARAÇÃO. DONO DA COISA GUARDADA. CONTAINERES DE TRANSPORTE DE CANA DE AÇÚCAR PICADA. LEGITIMIDADEPASSIVA

Pg. 516. Judicial - 1ª Instância - Capital. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 29/01/2016

final de aclive em rodovia (...)” (Apelação nº 9081586-28.2008.8.26.0000 Rel. Julio Vidal 28ª Câm. Direito Privado TJSP J. em 13/12/2011). Desse modo, pelos motivos acima expostos, não há como se

Andamento do Processo n. 0003570-81.2005.4.01.3806 - Apelação Cível - 17/12/2015 do TRF-1

Numeração Única: 0003570-81.2005.4.01.3806 APELAÇÃO CÍVEL N. 2005.38.06.003590-8/MG : DESEMBARGADOR FEDERAL RELATOR JIRAIR ARAM MEGUERIAN APELANTE : JOSE SALVADOR DE OLIVEIRA ADVOGADO : MARCO ANTONIO

×

ou