Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
25 de maio de 2016
Artigo 3 da Lei nº 12.305 de 02 de Agosto de 2010

Art. 3 Política Nacional de Residuos Solidos - Lei 12305/10

Lei nº 12.305 de 02 de Agosto de 2010

Institui a Política Nacional de Residuos Solidos ; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências.

Art. 3o Para os efeitos desta Lei, entende-se por:

I - acordo setorial: ato de natureza contratual firmado entre o poder público e fabricantes, importadores, distribuidores ou comerciantes, tendo em vista a implantação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto;

II - área contaminada: local onde há contaminação causada pela disposição, regular ou irregular, de quaisquer substâncias ou resíduos;

III - área órfã contaminada: área contaminada cujos responsáveis pela disposição não sejam identificáveis ou individualizáveis;

IV - ciclo de vida do produto: série de etapas que envolvem o desenvolvimento do produto, a obtenção de matérias-primas e insumos, o processo produtivo, o consumo e a disposição final;

V - coleta seletiva: coleta de resíduos sólidos previamente segregados conforme sua constituição ou composição;

VI - controle social: conjunto de mecanismos e procedimentos que garantam à sociedade informações e participação nos processos de formulação, implementação e avaliação das políticas públicas relacionadas aos resíduos sólidos;

VII - destinação final ambientalmente adequada: destinação de resíduos que inclui a reutilização, a reciclagem, a compostagem, a recuperação e o aproveitamento energético ou outras destinações admitidas pelos órgãos competentes do Sisnama, do SNVS e do Suasa, entre elas a disposição final, observando normas operacionais específicas de modo a evitar danos ou riscos à saúde pública e à segurança e a minimizar os impactos ambientais adversos;

VIII - disposição final ambientalmente adequada: distribuição ordenada de rejeitos em aterros, observando normas operacionais específicas de modo a evitar danos ou riscos à saúde pública e à segurança e a minimizar os impactos ambientais adversos;

IX - geradores de resíduos sólidos: pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado, que geram resíduos sólidos por meio de suas atividades, nelas incluído o consumo;

X - gerenciamento de resíduos sólidos: conjunto de ações exercidas, direta ou indiretamente, nas etapas de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destinação final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos e disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos, de acordo com plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos ou com plano de gerenciamento de resíduos sólidos, exigidos na forma desta Lei;

XI - gestão integrada de resíduos sólidos: conjunto de ações voltadas para a busca de soluções para os resíduos sólidos, de forma a considerar as dimensões política, econômica, ambiental, cultural e social, com controle social e sob a premissa do desenvolvimento sustentável;

XII - logística reversa: instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada;

XIII - padrões sustentáveis de produção e consumo: produção e consumo de bens e serviços de forma a atender as necessidades das atuais gerações e permitir melhores condições de vida, sem comprometer a qualidade ambiental e o atendimento das necessidades das gerações futuras;

XIV - reciclagem: processo de transformação dos resíduos sólidos que envolve a alteração de suas propriedades físicas, físico-químicas ou biológicas, com vistas à transformação em insumos ou novos produtos, observadas as condições e os padrões estabelecidos pelos órgãos competentes do Sisnama e, se couber, do SNVS e do Suasa;

XV - rejeitos: resíduos sólidos que, depois de esgotadas todas as possibilidades de tratamento e recuperação por processos tecnológicos disponíveis e economicamente viáveis, não apresentem outra possibilidade que não a disposição final ambientalmente adequada;

XVI - resíduos sólidos: material, substância, objeto ou bem descartado resultante de atividades humanas em sociedade, a cuja destinação final se procede, se propõe proceder ou se está obrigado a proceder, nos estados sólido ou semissólido, bem como gases contidos em recipientes e líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede pública de esgotos ou em corpos d água, ou exijam para isso soluções técnica ou economicamente inviáveis em face da melhor tecnologia disponível;

XVII - responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos: conjunto de atribuições individualizadas e encadeadas dos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes, dos consumidores e dos titulares dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos, para minimizar o volume de resíduos sólidos e rejeitos gerados, bem como para reduzir os impactos causados à saúde humana e à qualidade ambiental decorrentes do ciclo de vida dos produtos, nos termos desta Lei;

XVIII - reutilização: processo de aproveitamento dos resíduos sólidos sem sua transformação biológica, física ou físico-química, observadas as condições e os padrões estabelecidos pelos órgãos competentes do Sisnama e, se couber, do SNVS e do Suasa;

XIX - serviço público de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos: conjunto de atividades previstas no art. 7º da Lei nº 11.445, de 2007.

Pg. 10. Normal. Diário Oficial do Estado do Mato Grosso do Sul DOEMS de 18/05/2016

de Logística Reversa se insere, observando o disposto no IV e XVII do art. 3º da Lei 12.305, de 2 de agosto de 2010. IV... aprovado, conforme dispõe o inciso XVIII, do art. 8º da Lei 12.305, de 02 de agosto de 2010 e o art. 32 do Decreto ... de 2 de agosto de 2010 - Política Nacional de Resíduos Sólidos e arts...

Andamento do Processo n. 0502018-43.2016.8.05.0039 - Mandado de Segurança - Edital - 06/05/2016 do TJBA

público. Conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei 12305/2010, artigo 3º, estabelece o conceito de serviço público... do artigo 3º, parágrafo 1º, inciso I, da Lei 8666/1993. A impetrante também trouxe aos autos entendimento do Tribunal... ou frustrem o caráter competitivo do procedimento licitatório, artig...

Pg. 383. Caderno 2 - Entrância Final - Capital. Diário de Justiça do Estado da Bahia DJBA de 06/05/2016

com potencial violação ao interesse público. Conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei 12305/2010, artigo 3º... o interesse público, portanto, com violação do artigo 3º, parágrafo 1º, inciso I, da Lei 8666/1993. A impetrante também trouxe... que comprometam, restrinjam ou frustrem o caráter competitivo do ...

Pg. 103. Normal. Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro DOM-RJ de 04/05/2016

, em seu anexo, a Lei Federal 12.305/2010, em seu Art. 3º, setor empresarial (fabricantes, importadores), responsável... a COMLURB. 6. SISTEMA DE LOGÍSTICA REVERSA A Lei Municipal 4.969/2008, em seu anexo, a Lei Federal 12.305/2010..., em seu Art. 3º, 6. SISTEMA DE LOGÍSTICA REVERSA inciso XII, e a recente Lei...

Andamento do Processo n. 2016/0070484-9 - Agravo / Recurso Especial - 03/05/2016 do STJ

do CCB e art. 3º, XVI da Lei 12305/2010. Sustenta que em decorrência do fato deste exercer a pesca, sua única atividade... violação dos arts. 30, IV, 40 e 14 da Lei de Política Nacional do Meio Ambiente - PNMA (Lei 6938/1981), arts. 927 e 942... ESPECIAL 885.590 - PR (2016/0070484-9) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE ...

Pg. 6208. Superior Tribunal de Justiça STJ de 03/05/2016

, 40 e 14 da Lei de Política Nacional do Meio Ambiente - PNMA (Lei 6938/1981), arts. 927 e 942 do CCB e art. 3º, XVI... da Lei 12305/2010. Sustenta que em decorrência do fato deste exercer a pesca, sua única atividade laboral, a época do evento... de Justiça, REsp 1378705/SC, Rei. Ministra Eliana Calmon, 2' Turma, julg...

Pg. 13. Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo TCE-ES de 02/05/2016

atendida (fls. 326). A Lei 12.305, de 2/8/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), prevê... da licitação, conforme previsto no artigo 38 da Lei 8666/93: Art. 38. O procedimento da licitação será iniciado.... Base Legal : inciso II, do § 2º do art. 7º da Lei 8.666/93 Responsáveis: · Iranil...

Pg. 25. Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo TCE-ES de 02/05/2016

atendida. A Lei 12.305 , de 2/8/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), prevê o manuseio... a Construção da Estação de Tratamento de Líquido Percolado - ETLP. Base Legal : inciso II,do § 2º do art. 7º da Lei 8.666... ou reutilizado), estabelecendo no inc. X do art. 3º : “Art. 3o Para os ...

Andamento do Processo n. 2016/0081046-0 - Agravo / Recurso Especial - 22/04/2016 do STJ

(3213) AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 892.959 - PR (2016/0081046-0) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO AGRAVANTE : ALCEU BARCELOS PEREIRA ADVOGADO : LUIZ CARLOS DA ROCHA E OUTRO (S) AGRAVADO :

Pg. 4206. Superior Tribunal de Justiça STJ de 22/04/2016

ADVOGADOS : JOÃO JOAQUIM MARTINELLI BÁRBARA FRACARO LOMBARDI E OUTRO(S) DECISÃO 1. Cuida-se de agravo interposto por ALCEU BARCELOS PEREIRA contra decisão que inadmitiu recurso especial, fundamentado

×