Carregando...
JusBrasil - Tópicos
05 de julho de 2015
Tendência Contemporânea Editar Foto
×

Alterar Imagem

Envie uma imagem

Tendência Contemporânea Editar

Cancelar
Adicione uma descrição a este tópico. Editar

caracteres restantes

Cancelar
Consumidores preferem produtos de marcas reconhecidas por cuidar do meio ambiente, aponta pesquisa
Consumidores preferem produtos de marcas reconhecidas por cuidar do meio ambiente, aponta pesquisa

Será que as pessoas avaliam como as decisões de compra podem influenciar diretamente no meio ambiente, a qualidade de vida das gerações futuras e do próprio indivíduo? Quantas pess...

Resultados da busca JusBrasil para "Tendência Contemporânea"

TJ-SC - Apelacao Civel AC 148195 SC 2006.014819-5 (TJ-SC)

Data de publicação: 20/06/2006

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - PROCESSUAL CIVIL - FORNECIMENTO DE REMÉDIO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO - ILEGITIMIDADE ATIVA AD CAUSAM RECONHECIDA NO PRIMEIRO GRAU DE JURISDIÇÃO - PROTEÇÃO, NA ESPÉCIE, DE DIREITO INDIVIDUAL - SENTENÇA ANULADA - RECURSO PROVIDO."Analisando essas importantes funções do Ministério Público, o Ministro Sepúlveda Pertence afirmou que o legislador constituinte concedeu uma 'titularidade genérica para promover medidas necessárias à proteção da vigência e da eficácia da Constituição', e, mais adiante, comenta a introdução da legitimação para 'uma proteção a patrimônio público', concluindo que a Constituição introduziu ao Ministério Público 'vigilância ativa com legitimação processual, sob a legalidade da administração'."Essa atuação do Ministério Público visa adequar nosso ordenamento jurídico à tendência contemporânea de todo o Direito Constitucional universal, que é impedir, de todas as formas possíveis, o desrespeito sistemático às normas Constitucionais, que conduz à erosão da própria consciência constitucional"(MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil interpretada e legislação constitucional. Atlas: São Paulo, 2ª ed., p. 1.576)."O Ministério Público tem legitimidade ativa para desencadear ação civil pública com a finalidade de resguardar direito à vida e à saúde, mesmo que afeto a uma ou mais pessoas identificadas. Pleito dessa magnitude tem inegável reflexo social e deve se sobrepor às questões meramente processuais"(AC , de Chapecó).PROCESSUAL CIVIL - ART. 515 , 3º , DO CPC - ANÁLISE DO MÉRITO E DAS DEMAIS QUESTÕES PREJUDICIAIS - NULIDADE DO PROCESSO - NECESSIDADE DA OITIVA DO PODER PÚBLICO ANTES DA CONCESÃO DA LIMINAR - DESNECESSIDADE - IMPOSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO - INADEQUAÇÃO DA VIA ELEITA - ILEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM - INOCORRÊNCIA - PRELIMINARES REJEITADAS.O Magistrado, quando da análise do caso concreto, verificando a presença de todos os requisitos legais, pode deferir liminar em ação civil pública,...

TJ-SC - Apelacao Civel AC 321992 SC 2005.032199-2 (TJ-SC)

Data de publicação: 09/05/2006

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - PROCESSUAL CIVIL - FORNECIMENTO DE REMÉDIO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO - ILEGITIMIDADE ATIVA AD CAUSAM RECONHECIDA NO PRIMEIRO GRAU DE JURISDIÇÃO - PROTEÇÃO, NA ESPÉCIE, DE DIREITO INDIVIDUAL E COLETIVO - SENTENÇA ANULADA - RECURSO PROVIDO."Analisando essas importantes funções do Ministério Público, o Ministro Sepúlveda Pertence afirmou que o legislador constituinte concedeu uma 'titularidade genérica para promover medidas necessárias à proteção da vigência e da eficácia da Constituição', e, mais adiante, comenta a introdução da legitimação para 'uma proteção a patrimônio público', concluindo que a Constituição introduziu ao Ministério Público 'vigilância ativa com legitimação processual, sob a legalidade da administração'."Essa atuação do Ministério Público visa adequar nosso ordenamento jurídico à tendência contemporânea de todo o Direito Constitucional universal, que é impedir, de todas as formas possíveis, o desrespeito sistemático às normas Constitucionais, que conduz à erosão da própria consciência constitucional"(MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil interpretada e legislação constitucional. Atlas: São Paulo, 2ª ed., p. 1.576)."O Ministério Público tem legitimidade ativa para desencadear ação civil pública com a finalidade de resguardar direito à vida e à saúde, mesmo que afeto a uma ou mais pessoas identificadas. Pleito dessa magnitude tem inegável reflexo social e deve se sobrepor às questões meramente processuais"(AC , de Chapecó).ANÁLISE DO MÉRITO - ART. 515 , § 3º , DO CPC -FORNECIMENTO DE MEDICAMENTO - ESPONDILITE AQUILOSANTE SEVERA - DIREITO CONSTITUCIONAL SOCIAL E FUNDAMENTAL - DEVER DO ESTADO E DO MUNICÍPIO - EXEGESE DOS ARTS. 196 DA CF/88 E 153 DA CE - PADRONIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS - INCUMBÊNCIA DA UNIÃO - PARCIAL PROCEDÊNCIA DO PEDIDO.O Poder Público tem obrigação de zelar pela melhoria das condições de vida dos hipossuficientes, pela concretização da igualdade social e pela proteção, de forma ampla e irrestrita, do bem jurídico máximo inserido na Lex Mater (vida). Consoante dispõe o art. 196 da CF , reproduzido no art. 153 da CE, "A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário e às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação"....

TJ-SC - Apelacao Civel AC 153354 SC 2006.015335-4 (TJ-SC)

Data de publicação: 20/06/2006

Ementa: REEXAME OBRIGATÓRIO - PROCESSUAL CIVIL - FORNECIMENTO DE REMÉDIO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO - ILEGITIMIDADE ATIVA AD CAUSAM - ILEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM - INOCORRÊNCIA - CIRROSE BILIAR PRIMÁRIA - DIREITO CONSTITUCIONAL SOCIAL E FUNDAMENTAL - DEVER DO ESTADO - EXEGESE DOS ARTS. 196 DA CF/88 E 153 DA CE - PADRONIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS - INCUMBÊNCIA DA UNIÃO - REMESSA PARCIALMENTE PROVIDA."Analisando essas importantes funções do Ministério Público, o Ministro Sepúlveda Pertence afirmou que o legislador constituinte concedeu uma 'titularidade genérica para promover medidas necessárias à proteção da vigência e da eficácia da Constituição', e, mais adiante, comenta a introdução da legitimação para 'uma proteção a patrimônio público', concluindo que a Constituição introduziu ao Ministério Público 'vigilância ativa com legitimação processual, sob a legalidade da administração'."Essa atuação do Ministério Público visa adequar nosso ordenamento jurídico à tendência contemporânea de todo o Direito Constitucional universal, que é impedir, de todas as formas possíveis, o desrespeito sistemático às normas Constitucionais, que conduz à erosão da própria consciência constitucional"(MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil interpretada e legislação constitucional. Atlas: São Paulo, 2ª ed., p. 1.576)."O Ministério Público tem legitimidade ativa para desencadear ação civil pública com a finalidade de resguardar direito à vida e à saúde, mesmo que afeto a uma ou mais pessoas identificadas. Pleito dessa magnitude tem inegável reflexo social e deve se sobrepor às questões meramente processuais" (AC , de Chapecó).Não se pode afastar do Estado a responsabilidade pela saúde do cidadão ao argumento de ser também de competência da União e dos Municípios. Todos os entes da federação têm o dever de assegurar à população o efetivo atendimento à saúde pública.O Poder Público tem obrigação de zelar pela melhoria das condições de vida dos hipossuficientes, pela concretização da igualdade social e pela proteção, de forma ampla e irrestrita, do bem jurídico máximo inserido na Lex Mater (vida). Consoante dispõe o art. 196 da CF , reproduzido no art. 153 da CE, "A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário e às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação"....

TJ-SC - Apelacao Civel AC 33124 SC 2006.003312-4 (TJ-SC)

Data de publicação: 09/05/2006

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - PROCESSUAL CIVIL - FORNECIMENTO DE REMÉDIO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO - ILEGITIMIDADE ATIVA AD CAUSAM - CARÊNCIA DE AÇÃO - PRELIMINARES REJEITADAS - TROMBOSE OCULAR E MIOPIA - DIREITO CONSTITUCIONAL SOCIAL E FUNDAMENTAL - DEVER DO ESTADO E DO MUNICÍPIO - EXEGESE DOS ARTS. 196 DA CF/88 E 153 DA CE - CONDENAÇÃO EM HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - IMPOSSIBILIDADE - RECURSOS PARCIALMENTE PROVIDOS - REMESSA DESPROVIDA."Analisando essas importantes funções do Ministério Público, o Ministro Sepúlveda Pertence afirmou que o legislador constituinte concedeu uma 'titularidade genérica para promover medidas necessárias à proteção da vigência e da eficácia da Constituição', e, mais adiante, comenta a introdução da legitimação para 'uma proteção a patrimônio público', concluindo que a Constituição introduziu ao Ministério Público 'vigilância ativa com legitimação processual, sob a legalidade da administração'."Essa atuação do Ministério Público visa adequar nosso ordenamento jurídico à tendência contemporânea de todo o Direito Constitucional universal, que é impedir, de todas as formas possíveis, o desrespeito sistemático às normas Constitucionais, que conduz à erosão da própria consciência constitucional"(MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil interpretada e legislação constitucional. Atlas: São Paulo, 2ª ed., p. 1.576)."O Ministério Público tem legitimidade ativa para desencadear ação civil pública com a finalidade de resguardar direito à vida e à saúde, mesmo que afeto a uma ou mais pessoas identificadas. Pleito dessa magnitude tem inegável reflexo social e deve se sobrepor às questões meramente processuais" (AC , de Chapecó).O Poder Público tem obrigação de zelar pela melhoria das condições de vida dos hipossuficientes, pela concretização da igualdade social e pela proteção, de forma ampla e irrestrita, do bem jurídico máximo inserido na Lex Mater (vida). Consoante dispõe o art. 196 da CF , reproduzido no art. 153 da CE, "A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário e às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação"."A vedação constitucional contida nos arts. 127, § 5º, II, a e 129, III, não dá margem a qualquer interpretação permissiva da incidência de verba honorária na ação civil pública ou em qualquer outra em que seja titular o Ministério Público, seja sob qualquer pretexto, mesmo que tal se reverta em benefício da Fazenda Pública ou do Fundo de que trata o art. 13 da Lei 7.347 /85, posto que esta seria, apenas, em pretexto" (CAHALI, Yussef Saidi. Honorários advocatícios. 3. ed. São Paulo: RT, 1997. p. 1287-1288)....

TJ-SC - Apelacao Civel AC 54764 SC 2006.005476-4 (TJ-SC)

Data de publicação: 09/05/2006

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - PROCESSUAL CIVIL - FORNECIMENTO DE REMÉDIO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO - CARÊNCIA DE AÇÃO - AUSÊNCIA DE INTERESSE PROCESSUAL - ILEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM - PRELIMINARES REJEITADAS - ARTRITE REUMATÓIDE - DIREITO CONSTITUCIONAL SOCIAL E FUNDAMENTAL - DEVER DO ESTADO E DO MUNICÍPIO - EXEGESE DOS ARTS. 196 DA CF/88 E 153 DA CE - CONDENAÇÃO EM HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - IMPOSSIBILIDADE, NA ESPÉCIE - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO - REMESSA DESPROVIDA."Analisando essas importantes funções do Ministério Público, o Ministro Sepúlveda Pertence afirmou que o legislador constituinte concedeu uma 'titularidade genérica para promover medidas necessárias à proteção da vigência e da eficácia da Constituição', e, mais adiante, comenta a introdução da legitimação para 'uma proteção a patrimônio público', concluindo que a Constituição introduziu ao Ministério Público 'vigilância ativa com legitimação processual, sob a legalidade da administração'."Essa atuação do Ministério Público visa adequar nosso ordenamento jurídico à tendência contemporânea de todo o Direito Constitucional universal, que é impedir, de todas as formas possíveis, o desrespeito sistemático às normas Constitucionais, que conduz à erosão da própria consciência constitucional"(MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil interpretada e legislação constitucional. Atlas: São Paulo, 2ª ed., p. 1.576)."O Ministério Público tem legitimidade ativa para desencadear ação civil pública com a finalidade de resguardar direito à vida e à saúde, mesmo que afeto a uma ou mais pessoas identificadas. Pleito dessa magnitude tem inegável reflexo social e deve se sobrepor às questões meramente processuais" (AC , de Chapecó).Não se pode afastar do Estado a responsabilidade pela saúde do cidadão ao argumento de ser também de competência da União e dos Municípios. Todos os entes da federação têm o dever de assegurar à população o efetivo atendimento à saúde pública.O Poder Público tem...

TJ-SC - Apelacao Civel AC 53676 SC 2006.005367-6 (TJ-SC)

Data de publicação: 09/05/2006

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - PROCESSUAL CIVIL - FORNECIMENTO DE REMÉDIO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO - ILEGITIMIDADE ATIVA AD CAUSAM - IMPOSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO - CARÊNCIA DE AÇÃO - AUSÊNCIA DE INTERESSE PROCESSUAL -- PRELIMINARES REJEITADAS - ARTRITE REUMATÓIDE - DIREITO CONSTITUCIONAL SOCIAL E FUNDAMENTAL - DEVER DO ESTADO E DO MUNICÍPIO - EXEGESE DOS ARTS. 196 DA CF/88 E 153 DA CE - CONDENAÇÃO EM HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - IMPOSSBILIDADE - RECURSOS PARCIALMENTE PROVIDOS - REMESSA DESPROVIDA."Analisando essas importantes funções do Ministério Público, o Ministro Sepúlveda Pertence afirmou que o legislador constituinte concedeu uma 'titularidade genérica para promover medidas necessárias à proteção da vigência e da eficácia da Constituição', e, mais adiante, comenta a introdução da legitimação para 'uma proteção a patrimônio público', concluindo que a Constituição introduziu ao Ministério Público 'vigilância ativa com legitimação processual, sob a legalidade da administração'."Essa atuação do Ministério Público visa adequar nosso ordenamento jurídico à tendência contemporânea de todo o Direito Constitucional universal, que é impedir, de todas as formas possíveis, o desrespeito sistemático às normas Constitucionais, que conduz à erosão da própria consciência constitucional"(MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil interpretada e legislação constitucional. Atlas: São Paulo, 2ª ed., p. 1.576)."O Ministério Público tem legitimidade ativa para desencadear ação civil pública com a finalidade de resguardar direito à vida e à saúde, mesmo que afeto a uma ou mais pessoas identificadas. Pleito dessa magnitude tem inegável reflexo social e deve se sobrepor às questões meramente processuais" (AC , de Chapecó).Não se pode afastar do Estado a responsabilidade pela saúde do cidadão ao argumento de ser também de competência da União e dos Municípios. Todos os entes da federação têm o dever de assegurar à população o efetivo atendimento à saúde pública.O...

TRT-9 - 10699200919908 PR 10699-2009-19-9-0-8 (TRT-9)

Data de publicação: 04/03/2011

Ementa: TRT-PR-04-03-2011 ARTIGO 62 , I DA CLT - TRABALHO EXTERNO - INTERPRETAÇÃO CONFORME A CONSTITUIÇÃO - DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA - A aplicação do artigo 62 , I da CLT merece reinterpretação a partir do princípio da dignidade da pessoa humana. A premissa a ser adotada não é a existência de mecanismo formal de controle de jornada, mas se na realidade contratual era possível mensurar a carga horária de trabalho, ainda que a partir de sistemas tecnológicos utilizados para outras finalidades e, a partir dessa informação, oferecer ao trabalhador jornada digna. Adota-se o método de interpretação conforme a Constituição . DANO MORAL - VENDEDOR DE CIGARROS - ROUBOS DE CARGA - EXCLUSÃO DO FATO DE TERCEIRO - A prova documental coligida aos autos demonstra que o obreiro foi vítima de roubo em diversas ocasiões. Nesse passo, iniludível que havia elevado risco na atividade, sendo que esses riscos devem ser suportados pelo empregador, nunca pelo empregado. O demandante, ao transportar produtos que são alvo constante de roubos, expôs-se aos riscos desta atividade, gerando mácula à sua honra. Consoante mandamento constitucional, insculpido no artigo 7º, XXII, engloba-se entre os direitos sociais a "redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança" (grifo nosso), direitos estes, entre outros, que devem ser respeitados em prol de se preservar a integridade física do ser humano. Adota-se a tendência contemporânea de minimizar as agressões sofridas pela vítima, buscando a reparação integral do dano sofrido, a partir da socialização do dano e da potencialidade do perigo que a atividade desenvolvida oferece, afastando-se assim o "fato de terceiro".

TJ-MG - 200000033533460001 MG 2.0000.00.335334-6/000(1) (TJ-MG)

Data de publicação: 06/06/2001

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. CONDIÇÃO DA AÇÃO. POSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO. EXEGESE. AMPLO ACESSO À JUSTIÇA. TENDÊNCIA CONTEMPORÂNEA. A possibilidade jurídica do pedido deve ser examinada à luz do ordenamento jurídico pátrio, pois somente a vedação da prestação jurisdicional invocada autoriza a extinção do processo, sem julgamento de mérito, pela impossibilidade da tutela pretendida. Hodiernamente, existe uma tendência a reduzir a extinção liminar do processo, sem julgamento de mérito, por ausência de alguma condição da ação, por considerar preconceituosa a medida tradicional, impeditiva do amplo acesso à Justiça. Tendo a autora formulado pedido genérico de revisão de cláusulas contratuais, apontando abusos e nulidades, antes de se extinguir o processo por defeito que dificulta ou impede o julgamento do mérito, mister se faz dar-lhe oportunidade de emendar a inicial, para esclarecer e especificar os pedidos.

Vice-Presidente do TJAP participa de Congresso Internacional na Colômbia

Humanos (Direitos Humanos), Tendencias Contemporáneas de Derecho Penal y el Derecho Procesal Penal,... (Tendências Contemporâneas de Direito Penal e Direito Processual Penal), Corrientes Actuales de la

Notícia Jurídica • Tribunal de Justiça do Amapá • 10/08/2010

Cejur realiza I Seminário Jurídico da região sul do Tocantins "Novas Tendências do Direito de Família Contemporâneo"

Seminário Jurídico da Região Sul do Tocantins com o tema Novas Tendências do Direito de Família... Contemporâneo. O evento acontecerá no Auditório do Colégio Estadual de Gurupi, CEM , das 8h às 12h e das 14h

Notícia Jurídica • Defensoria Pública de Tocantins • 21/10/2010

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi, está procurando um advogado ou correspondente jurídico? Podemos te conectar com Advogados em qualquer cidade do Brasil.

Escolha uma cidade da lista
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/topicos/2717094/tendencia-contemporanea