Carregando...
JusBrasil - Tópicos
21 de abril de 2014
Animus Domini Editar Foto
×

Alterar Imagem

Envie uma imagem

Animus Domini

Animus domini

Intenção de ser dono, de agIr como dono. De assenhorear-se.

Apelação Cível: AC 20100233026 SC 2010.023302-6 (Acórdão)

COMPROVAÇÃO DO ANIMUS DOMINI. REQUISITO INDISPENSÁVEL À PRESCRIÇÃO AQUISITIVA. POSSE EXERCIDA POR MERA TOLERÂNCIA DA PROPRIETÁRIA... COMPROVADOS. PROCEDÊNCIA MANTIDA. Está sobre os ombros do litigante que alega usucapião, em contraponto à reivindicação... reivindicatório é medida que se impõe, quando comprovados os requisitos específicos para esta demanda, afastada a usucapião. RECURSO NÃO PROVIDO....

Apelação Cível: AC 1814391 PR 0181439-1

comprovada. Área não explorada pelos autores possuidores nem por seus antecessores. Documento de cessão de posse que não...

Animus domini

Animus domini Intenção de ser dono, de agIr como dono. De assenhorear-se. Animus domini...

Leiam -1 Comentários 0Jb

Resultados da busca JusBrasil para "Animus Domini"

Animus domini

Intenção de ser dono, de agIr como dono. De assenhorear-se.

Definição • Jb • 16/04/2009

STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL AgRg no AREsp 89259 RS 2011/0207787-8 (STJ)

Data de publicação: 31/05/2012

Ementa: AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO ESPECIAL. AÇÃO REIVINDICATÓRIA.JULGAMENTO ULTRA PETITA. INOCORRÊNCIA. PRESCRIÇÃO AQUISITIVA.ANIMUS DOMINI. REEXAME DE CONJUNTO PROBATÓRIO. DISSÍDIO NÃODEMONSTRADO. DECISÃO AGRAVADA MANTIDA. IMPROVIMENTO. 1.- A Agravante não trouxe qualquer argumento capaz de modificar aconclusão alvitrada, a qual se mantém por seus próprios fundamentos. 2.- Agravo Regimental improvido.

STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL AgRg no AREsp 178845 MG 2012/0099552-4 (STJ)

Data de publicação: 11/09/2012

Ementa: TRIBUTÁRIO. IPTU E TAXA. POSSUIDOR. RESPONSABILIDADE. ANIMUS DOMINI.SÚMULA 7/STJ. 1. Trata-se, na origem, de Embargos à execução nos quais o agravantealega ilegitimidade passiva em execução de IPTU e de Taxa de Coletade Resíduos Sólidos Urbanos por não ser proprietário do imóvel (emrazão de ser mero possuidor). 2. Desde a petição inicial dos Embargos à Execução, o ora agravadolimita-se a afirmar que "apenas utiliza o imóvel para o exercício desuas atividades, não havendo que se falar assim em qualquer vontadede dono sobre o mesmo" (fl. 16/STJ). Não explicita qual a naturezade sua posse. 3. O acórdão consigna que: "o embargante assume ser possuidor doimóvel há mais de 20 (vinte) anos e o documento de f. 16 atesta queo local pertence ao Centro Educacional Engenheiro Francisco,instituição que possui o mesmo CNPJ do embargante, além de ser o seumantenedor, como descrito no Estatuto Social às f. 27".4. A posse prolongada (mais de vinte anos) somada às demaisconsiderações feitas no acórdão recorrido sobre o vínculo entre oproprietário e o possuidor conduzem à legitimidade da exação. Iralém e revisitar tais tópicos esbarra-se na Súmula 7/STJ. Aplica-se,portanto, o entendimento que condiciona a cobrança do IPTU àpresença de animus domini. 5. Agravo Regimental provido para negar provimento ao RecursoEspecial.

ou

Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/topicos/295812/animus-domini