Carregando...
JusBrasil - Tópicos
25 de outubro de 2014
Reconhecimento da prescriçao do crime de porte ilegal de arma Editar Foto
×

Alterar Imagem

Envie uma imagem

Reconhecimento da prescriçao do crime de porte ilegal de arma Editar

Cancelar
Adicione uma descrição a este tópico. Editar
470 caracteres restantes
Cancelar
Ainda não há documentos separados para este tópico.

Resultados da busca JusBrasil para "Reconhecimento da prescriçao do crime de porte ilegal de arma"

TJ-SE - APELAÇAO CRIMINAL ACR 2009303726 SE (TJ-SE)

Data de publicação: 01/09/2009

Ementa: DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL - APELAÇAO CRIMINAL - CRIME DE LESÕES CORPORAIS GRAVES - MATERIALIDADE E AUTORIA DELITIVAS COMPROVADAS - RECONHECIMENTO DA PRESCRIÇAO DO CRIME DE PORTE ILEGAL DE ARMA - APLICAÇAO DA ATENUANTE PREVISTA NO ART. 65 , III , A, DO CP - DOSIMETRIA REFORMADA - APELO PARCIALMENTE PROVIDO - UNÂNIME.

TJ-SE - APELAÇAO CRIMINAL APR 2009303726 SE (TJ-SE)

Data de publicação: 01/09/2009

Ementa: DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL - APELAÇAO CRIMINAL - CRIME DE LESÕES CORPORAIS GRAVES - MATERIALIDADE E AUTORIA DELITIVAS COMPROVADAS - RECONHECIMENTO DA PRESCRIÇAO DO CRIME DE PORTE ILEGAL DE ARMA - APLICAÇAO DA ATENUANTE PREVISTA NO ART. 65 , III , A, DO CP - DOSIMETRIA REFORMADA - APELO PARCIALMENTE PROVIDO - UNÂNIME.

TJ-RS - Apelação Crime ACR 70050008648 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 21/09/2012

Ementa: APELAÇÃO-CRIME. PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO. CONDENAÇÃO. RECURSO DEFENSIVO. RECONHECIMENTO DA EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EM RAZÃO DA PRESCRIÇÃO DA PRETENSÃO PUNITIVA. Em atenção ao artigo 109 , inciso V , do Código Penal , a prescrição, no caso em tela, sobrevém em 04 (quatro) anos. Tal lapso temporal verifica-se cumprido entre o recebimento da denúncia (13/06/2007) e a publicação do édito condenatório (18/07/2011). Apelo provido. (Apelação Crime Nº 70050008648, Quarta Câmara Criminal, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Marco Antônio Ribeiro de Oliveira, Julgado em 13/09/2012)

Encontrado em: Quarta Câmara Criminal Diário da Justiça do dia 21/09/2012 - 21/9/2012 Apelação Crime ACR 70050008648 RS (TJ-RS) Marco Antônio Ribeiro de Oliveira

STJ - HABEAS CORPUS HC 113548 MG 2008/0180473-2 (STJ)

Data de publicação: 09/08/2010

Ementa: HABEAS CORPUS PREVENTIVO. NARCOTRAFICÂNCIA E PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO. PRESCRIÇÃO DA PRETENSÃO EXECUTÓRIA EM RELAÇÃO AO SEGUNDO DELITO, CUJA PENA APLICADA FOI DE 1 ANO DE DETENÇÃO. PENA APLICADA PELO PRIMEIRO DELITO: 4 ANOS DE RECLUSÃO, EM REGIME INICIAL FECHADO. IMPOSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO DO ART. 33 , § 4o. DA LEI 11.343 /06. ACÓRDÃO QUE RECONHECE A DEDICAÇÃO DO PACIENTE A ATIVIDADES CRIMINOSAS. REGIME PRISIONAL. OBSERVÂNCIA DO ART. 33, § 2o. DO CPB. PRECEDENTES. SUBSTITUIÇÃO POR RESTRITIVA DE DIREITOS. FALTA DO REQUISITO SUBJETIVO. PARECER DO MPF PELA CONCESSÃO DO WRIT. ORDEM PARCIALMENTE CONCEDIDA, APENAS PARA RECONHECER A PRESCRIÇÃO DA PENA DO CRIME DE PORTE ILEGAL DE ARMA E FIXAR O REGIME SEMIABERTO PARA O DELITO DE TRÁFICO. 1. Inicialmente, em relação à alegada prescrição da pretensão executória, forçoso reconhecer sua ocorrência, uma vez que a pena aplicada pelo crime previsto no art. 10 da Lei 9.347 /97 foi de 1 ano de detenção, e a sentença condenatória transitou em julgado para a acusação em 17.10.2000, sendo que o paciente encontra-se em liberdade. Assim, de acordo com o art. 109, V, c/c art. 110, § 1o., c/c art. 112, I, todos do CPB, onde há a previsão do prazo prescricional de 4 anos, este encontra-se totalmente escoado. 2. A aplicação do art. 33 , § 4o. da Lei 11.343 /06 não se afigura possível, já que o acórdão recorrido admitiu que o paciente se dedica a atividades criminosas, notadamente em vista da quantidade e da natureza do entorpecente apreendido (388,39 gramas de maconha e 15,05 gramas de cocaína), o que impede a concessão da redução de pena. Ademais, conclusão diversa demandaria profunda incursão em matéria fático-probatória, o que é vedado nesta sede. Precedentes. 3. Este Superior Tribunal de Justiça acolhe o entendimento de que, após a declaração incidental de inconstitucionalidade do art. 2o ., § 1o. da Lei 8.072 /90, que vedava a progressão de regime nos casos de crimes hediondos e a eles equiparados, pelo Plenário...

TJ-RS - Apelação Crime ACR 70044053981 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 12/12/2011

Ementa: APELAÇÃO-CRIME. PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO. PRELIMINARMENTE, RECONHECIMENTO DA PRESCRIÇÃO DA PRETENSÃO PUNITIVA PELA PENA APLICADA EM CONCRETO. INADIMISSIBILIDADE. A pena foi fixada em três anos de reclusão. De acordo com o artigo 109 , inciso IV , do Código Penal , se a pena é superior a dois anos e não excede a quatro, a prescrição será em oito anos". Neste caso, como se passaram apenas cinco anos, é evidente que não transcorreu o lapso temporal necessário à ocorrência da prescrição. PELITO DE ABSOLVIÇÃO POR INEXISTÊNCIA DE RISCO À INCOLUMIDADE PÚBLICA. DESACOLHIMENTO. A...

Encontrado em: Primeira Câmara Criminal Diário da Justiça do dia 12/12/2011 - 12/12/2011 Apelação Crime ACR 70044053981 RS (TJ-RS) Marco Antônio Ribeiro de Oliveira

TJ-PR - 8222579 PR 822257-9 (Acórdão) (TJ-PR)

Data de publicação: 12/04/2012

Ementa: CRIMINAL. PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO E RECEPTAÇÃO - RECURSO DE APELAÇÃO NÃO CONHECIDO EM FACE A INTEMPESTIVIDADE. DE OFÍCIO ABSOLVIÇÃO QUANTO AO CRIME DE PORTE ILEGAL DE ARMA. PRINCÍPIO DA CONSUNÇÃO. CRIME MEIO PARA A PRÁTICA DO CRIME DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO PELO QUAL JÁ FOI CONDENADO. CONTEXTO FÁTICO ÚNICO E INCONTROVERSO DE QUE A ARMA DE FOGO FOI O MEIO PARA A CONSUMAÇÃO DO CRIME DE TENTATIVA HOMICÍDIO. ABSORÇÃO. RECONHECIMENTO QUANTO AO CRIME DE RECEPTAÇÃO DA PRESCRIÇÃO RETROATIVA DA PRETENSÃO PUNITIVA. PRAZO ENTRE FATO E RECEBIMENTO DA DENÚNCIA. CRIME PRATICADO ANTES DA VIGÊNCIA DA LEI N.º 12.234 /10-NOVATIO LEGIS IN PEJUS- EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE DECRETADA. RECURSO NÃO CONHECIDO. DE OFÍCIO ABSOLVIÇÃO DO CRIME DE PORTE ILEGAL DE ARMA E EXTINÇÃO EM FACE DA PRESCRIÇÃO DO CRIME DE RECEPTAÇÃO. ". . .Esta Corte Superior de Justiça é firme na compreensão de que o crime de homicídio absorve o de porte ilegal de arma de fogo quando as duas condutas delituosas guardem, entre si, relação de meio e fim. 2. Agravo a que se nega provimento. (AgRg no REsp 821881 / RS ; 2006/0039644-9; Relatora Ministra Jane Silva (Desembargadora convocada do TJ/MG); Órgão Julgador: T6; Data do Julgamento: 2 09/12/2008; Data da Publicação/Fonte: DJe 19/12/2008; RJP vol. 26 p. 113)"

Encontrado em: mas de OFÍCIO ABSOLVER o apelante SEBASTIÃO INÁCIO DA SILVA FILHO do crime de porte ilegal de arma... de fogo artigo 14 da Lei 10.826 /03 e declarar a extinção da punibilidade pela prescrição retroativa... em relação ao crime de receptação-artigo 180 , caput, do Código Penal , nos termos dos artigos 107 , IV...

TJ-PR - 7847578 PR 784757-8 (Acórdão) (TJ-PR)

Data de publicação: 24/05/2012

Ementa: APELAÇÃO CRIMINAL. PORTE ILEGAL DE ARMA E DISPARO DE ARMA DE FOGO. ARTIGOS 14 E 15 DA LEI Nº. 10.826 /2003. CONDENAÇÃO. RECONHECIMENTO EX OFFICIO DA PRESCRIÇÃO DA PRETENSÃO PUNITIVA ESTATAL NA MODALIDADE RETROATIVA. INTELIGÊNCIA DO ARTIGO 119 DO CP . INCIDÊNCIA DA PRESCRIÇÃO ISOLADAMENTE SOBRE CADA DELITO NO CASO DE CONCURSO DE CRIMES. ACUSADO MENOR DE 21 (VINTE E UM) ANOS NA DATA DOS FATOS. PRAZO PRESCRICIONAL REDUZIDO PARA METADE. EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE. MÉRITO PREJUDICADO. Quando verificado o transcurso do lapso prescricional, entre a data do fato e o recebimento da denúncia, baseado na pena efetivamente aplicada e desde que anterior à edição da Lei nº. 12.234 /10 impõe-se o reconhecimento da prescrição na modalidade retroativa, devendo ser declarada extinta a punibilidade do apelante. Da mesma forma ocorre entre a data do recebimento da denúncia e a publicação da sentença.

Encontrado em: por unanimidade de votos e ex officio, declarar extinta a punibilidade do apelante, em face da prescrição,

TJ-PR - 8754418 PR 875441-8 (Acórdão) (TJ-PR)

Data de publicação: 26/04/2012

Ementa: APELANTE: EMERSON MÁRCIO FERREIRA PONTES OPICZH.APELADO: MINISTÉRIO PÚBLICO.RELATOR: DES. LIDIO J. R. DE MACEDO.APELAÇÃO CRIMINAL. ­ PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO (ART. 14 , DA LEI 10.826 /03). ­ PRELIMINAR. ­ ROGATIVA DE RECONHECIMENTO DA PRESCRIÇÃO DA PRETENSÃO PUNITIVA NA MODALIDADE RETROATIVA. ­ IMPOSSIBILIDADE. ­LAPSO TEMPORAL NECESSÁRIO A PRESCRIÇÃO NÃO VERIFICADO. ­ MÉRITO. ­ PLEITO ABSOLUTÓRIO. ­ ALEGADA POSSIBILIDADE DE ENTREGA DA ARMA DE FOGO A QUALQUER TEMPO. ­ CONDUTA PERPETRADA QUE DEMONSTROU O DOLO EM MANTER O PORTE DA ARMA DE FOGO. ­ CRIME DE MERA CONDUTA. ­ RECURSO NÃO PROVIDO. I. O reconhecimento da prescrição da pretensão punitiva, somente pode dar lugar quando verificado o transcurso do lapso temporal previsto em lei. II. O delito de porte ilegal de arma de fogo é crime de mera conduta, bastando para sua caracterização o porte da arma de fogo sem autorização e em desacordo com determinação legal ou regulamentar, estando ao caso inconteste o porte da arma de fogo pelo ora apelante.

TJ-RS - Apelação Crime ACR 70030119580 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 10/08/2011

Ementa: APELAÇÃO DEFENSIVA. PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO. RÉU MENOR DE 21 ANOS. PRESCRIÇÃO SUPERVENIENTE RECONHECIDA DE OFÍCIO. DECLARADA EXTINTA A PUNIBILIDADE DO APELANTE, EM DECISÃO MONOCRÁTICA. EXAME DO MÉRITO: PREJUDICADO. (Apelação Crime Nº 70030119580, Segunda Câmara Criminal, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Março Aurélio de Oliveira Canosa, Julgado em 07/07/2011)

Encontrado em: Segunda Câmara Criminal Diário da Justiça do dia 10/08/2011 - 10/8/2011 Apelação Crime ACR 70030119580 RS (TJ-RS) Marco Aurélio de Oliveira Canosa

TJ-BA - APELAÇÃO APL 46012010 BA 0000460-1/2010 (TJ-BA)

Data de publicação: 21/09/2010

Ementa: APELAÇAO CRIMINAL. CRIMES DE AMEAÇA E PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO. ARTIGOS 147 DO CÓDIGO PENAL E 14 DA LEI Nº 10.826 /2003. FATOS OCORRIDOS EM 25.03.2005. RECURSO DISTRIBUÍDO EM 07.06.2010 E CONCLUSO PARA JULGAMENTO EM 07.07.2010. APELANTE QUE RESPONDEU AO PROCESSO EM LIBERDADE. ALVARÁ DE SOLTURA EXPEDIDO EM 07.04.2005. CONDENAÇAO À PENA DE 02 [DOIS] MESES DE DETENÇAO, PELO CRIME DE AMEAÇA, E 02 [DOIS] ANOS DE RECLUSAO, PELO DELITO DE PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO, TOTALIZANDO 02 [DOIS] ANOS E 02 [DOIS] MESES DE RECLUSAO, EM REGIME ABERTO. RECONHECIMENTO, DE OFÍCIO, DA PRESCRIÇAO RETROATIVA COM RELAÇAO AO CRIME DE AMEAÇA. MÉRITO: DELITO DE PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO. RAZÕES DO RECURSO: 1. APLICAÇAO DA ATENUANTE DA CONFISSAO ESPONTÂNEA. IN

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi. O JusBrasil pode te conectar com Advogados em qualquer cidade caso precise de alguma orientação ou correspondência jurídica.

Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/topicos/3166526/reconhecimento-da-prescricao-do-crime-de-porte-ilegal-de-arma