Carregando...
JusBrasil - Tópicos
05 de maio de 2016
Extinção do Contrato de Trabalho

Extinção do Contrato de Trabalho

Perguntas frequentes: Extinção do contrato de trabalho - Parte 2

Por Bruna Ferreira Ramos, sócia Ferreira e Assunção Advocacia e Consultoria No momento da extinção do contrato de trabalho, surgem muitas dúvidas nos trabalhadores acerca dos seus direitos. O que

Contrato com Prazo determinado e FGTS.
Contrato com Prazo determinado e FGTS.

Matéria trazida através da coluna DIREITO do TRABALHO - ATRIBUNA. Com. Br No término do contrato a prazo determinado pode ser levantado o FGTS. O nosso ordenamento jurídico privile...

Pedido de demissão não comprovado é convertido em dispensa sem justa causa

Nos termos da Súmula 212 do TST, o ônus de provar o término do contrato de trabalho, quando negados a prestação de serviço e o despedimento, é do empregador. Isto porque o princípio da continuidade

Empresa consegue provar que demissão de trabalhador portador de HIV não foi discriminatória

Um trabalhador, portador do vírus HIV, não conseguiu reintegração ao emprego na empresa Gidion S.A. – Transporte e Turismo. Ele foi dispensado após o término do contrato por prazo determinado e

Resultados da busca JusBrasil para "Extinção do Contrato de Trabalho"

TST - RECURSO DE REVISTA RR 1111005320075020318 (TST)

Data de publicação: 31/03/2015

Ementa: APOSENTADORIA ESPONTÂNEA. EXTINÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO . O Regional adotou a tese de que a aposentadoria espontânea não implica a extinção do contrato de trabalho, motivo pelo qual considerou devida a multa de 40% sobre os depósitos do FGTS de todo o período contratual. Quanto à matéria versada nos artigos 7º , inciso XXVI , da Constituição Federal e 104 do Código Civil , observa-se que não há, no acórdão regional, fundamentos a esse respeito. Ausente o prequestionamento, nos termos da Súmula nº 297, itens I e II, do TST. Por sua vez, os arestos que defendem tese de que a concessão de aposentadoria por tempo de serviço por iniciativa do empregado é motivo de extinção do contrato de trabalho estão superados pela pacífica jurisprudência desta Corte, consubstanciada na Orientação Jurisprudencial nº 361 da SBDI-1 do TST, segundo a qual: "APOSENTADORIA ESPONTÂNEA. UNICIDADE DO CONTRATO DE TRABALHO. MULTA DE 40% DO FGTS SOBRE TODO O PERÍODO (DJ 20, 21 E 23.05.2008) A aposentadoria espontânea não é causa de extinção do contrato de trabalho se o empregado permanece prestando serviços ao empregador após a jubilação. Assim, por ocasião da sua dispensa imotivada, o empregado tem direito à multa de 40% do FGTS sobre a totalidade dos depósitos efetuados no curso do pacto laboral" . Inviável o conhecimento do recurso de revista por divergência jurisprudencial, nos termos do que preconizam a Súmula nº 333 do TST e o artigo 896 , § 7º , da CLT . Recurso de revista não conhecido. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. REQUISITOS. AUSÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SINDICAL. A jurisprudência desta Corte, sedimentada na Súmula nº 219, item I, interpretando o artigo 14 da Lei nº 5.584 /70, estabelece os requisitos para o deferimento de honorários advocatícios, nos seguintes termos: "Na Justiça do Trabalho, a condenação ao pagamento de honorários advocatícios, nunca superiores a 15% (quinze por cento), não decorre pura e simplesmente da sucumbência, devendo a parte estar assistida por sindicato da categoria profissional e comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do salário mínimo ou encontrar-se em situação econômica que não lhe permita demandar sem prejuízo do próprio sustento ou da respectiva família" . Com efeito, o Tribunal a quo, ao entender que os honorários advocatícios são devidos, mesmo na ausência de assistência do sindicato da categoria, com fundamento apenas na hipossuficiência econômica da autora, decidiu em desacordo com a jurisprudência transcrita. Recurso de revista conhecido e provido....

TST - RECURSO DE REVISTA RR 22368120125020014 (TST)

Data de publicação: 31/03/2015

Ementa: RECURSO DE REVISTA. APOSENTADORIA ESPONTÂNEA. EXTINÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO. EFEITOS. Diante do entendimento do STF, que motivou o cancelamento da Orientação Jurisprudencial n.º 177 da SBDI-1, tem-se como ultrapassada a discussão acerca da matéria, concluindo-se pela não extinção do contrato de trabalho do Reclamante após a sua aposentadoria espontânea, sendo devido o pagamento do aviso - prévio e da multa de 40% do FGTS todo o período contratual. Aplicação da Orientação Jurisprudencial n.º 361 da SBDI-1 do TST. Recurso de Revista conhecido e provido.

STF - AG.REG. NO AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 361896 SP (STF)

Data de publicação: 16/10/2013

Ementa: EMENTA Agravo regimental no agravo de instrumento. Trabalhista. Aposentadoria espontânea. Extinção do contrato de trabalho. Não ocorrência. Retorno dos autos ao Tribunal Superior do Trabalho. Precedentes. 1. A jurisprudência da Corte fixou entendimento no sentido de que a aposentadoria não implica extinção do contrato de trabalho. 2. Correta, assim, a decisão agravada, na qual se determinou o retorno dos autos ao Tribunal Superior do Trabalho para que, afastada essa premissa de que a aposentadoria espontânea implica necessariamente a extinção do contrato de trabalho, se prossiga no exame do recurso, como de direito. 3. Agravo regimental não provido.

×

ou