Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
19 de Julho de 2024

A Faculdade Não Te Ensinará a Advogar

A faculdade é apenas uma ponte que te leva a colocações melhores no mercado de trabalho. Para se sobressair como profissional consolidado, é necessário muito mais do que aprender somente teoria.

Publicado por Sanmatta Raryne Souza
há 2 anos

Quando nos deparamos com o final do ensino médio, temos uma decisão importante a tomar sobre qual profissão queremos seguir e com toda certeza, não é uma escolha fácil, assim como diversas pessoas, esse meu processo também não foi diferente.

No meu caso, eu caí de paraquedas no curso de direito pelos motivos que são comuns a todo estudante brasileiro de classe média baixa, cujo principal é não ter dinheiro para custear o sonho de ser "médico". Podemos dizer que essa profissão é a primeira escolha do ranking.

De fato, minha escolha não era diferente da maioria, sonhando com a medicina, fui fazer direito, que era a opção mais viável a exatos 10 anos. Hoje posso dizer que fiz a escolha certa, me encontrei nessa profissão que não sabia no início o que significava, porque temos uma visão muito abstrata do que é a profissão de advogado, e confesso que visualizei o ofício de forma realista dois anos depois de passar no exame da ordem, em 2015.

Por isso, vou compartilhar com vocês na minha newsletter Advocacia Na Prática ( https://www.linkedin.com/newsletters/advocacia-na-pr%C3%A1tica-6896505750059839488/) tudo sobre a prática jurídica, a partir de hoje, uma vez na semana, com o objetivo de ser referencia para outros que se sentem inseguros no caminho da advocacia, bem como desmistificar a ilusão de que advocacia é somente flores. Vamos lá?

Eu sempre gostei de me aventurar na seara das palavras, seja lendo e escrevendo, e vejo muitos colegas não se interessarem pela leitura e escrita, pelo aperfeiçoamento nessa técnica, que afirmo, faz a diferença na sua atuação advocatícia. Já trabalhei com diversos advogados no decorrer da minha carreira, e observei que eles possuem experiência pelo lapso de tempo que advogam, mas muitos pararam no tempo, não entendem de tecnologia, de certificado digital e tampouco de relacionamento com o cliente, que acredito serem essas as aptidões básicas para um advogado ser considerado bom. Comece já a se movimentar, busque aprender sobre esses temas.

O ofício da advocacia não é fácil, você trabalha praticamente o tempo todo que esteja acordado, isto porque, a rotina do advogado se resume em prazos, atendimentos, pedidos, leitura, controle de fluxo de caixa, e responder mensagens instantâneas o tempo todo, seja de cliente ou parente que solicita você para socorrê-lo. Não ignore isso, o 'parente' pode se tornar um cliente em potencial, ou a verdade: será um dos seus primeiros clientes!

Posso dizer que hoje amo meu trabalho, gosto muito dessa rotina, mas tive que aprender a selecionar e priorizar as tarefas, tem dias que você estará mais cansado do que o normal, mas em outros você terá tempo para cuidar de você, tirar uma folga, uma dica importante: nunca deixe trabalho acumulado!

Os prazos acumulados podem se tornar um caos na sua rotina diária, devido a sobrecarga de trabalho somados a ansiedade, podem te consumir. Infelizmente, uma das partes chatas da prática é que você, advogado é escravo de prazos, todos os dias pensará neles, e as vezes sonhará com eles também (rsrs), daí a importância de organização para conseguir cumprir todos. Já vivenciei situações que um dos meus mentores, na época do estágio, que perdeu um prazo importante, e isso lhe custou a reputação. Cuidado com os prazos processuais, na maioria das vezes, podem ser fatais.

Claro que essa introdução inicial e o resumo de anos de trabalho e experiência adquirida, ninguém me explicou, são coisas simples que fazer a diferença na prática jurídica. Meus mentores não eram pessoas dadas ao ensino, e tive que "me virar" para poder dar conta do trabalho. O mais importante: a faculdade não te ensinará a advogar. É isso mesmo, você pode ser o aluno que tirava somente nota 10, e parabéns por isso, passou no exame da ordem antes de terminar o curso, ou passou de forma mais tranquila, fato é que isso não te ajudará em nada quando estiver na arena, ou seja, exercendo a prática jurídica.

Os cursos de Direito possuem muita teoria e pouca prática, essa, por sua vez, deixa a desejar porque não há tempo para praticar. Se as pessoas soubessem a diferença que faz o estágio, ou começar a trabalhar em escritórios de advocacia o quanto antes possível, já estariam muito à frente do seu tempo. De toda forma, não importa onde você esteja nessa caminhada, comece a desenvolver o habito da leitura e escrita, sendo esse o ponto fundamental para ser um advogado considerado bom. Focando nisso, você irá discursar melhor, tema esse que será tratado mais a frente.

Veja bem, o advogado deve treinar o seu cérebro a pensar de forma mais assertiva e criativa, isso propiciará desenvolver uma linha de defesa mais eficiente e resolutiva, menos cansativa ao leitor (juiz, promotor, servidor e advogado contrário), e consequentemente, vai otimizar os seus esforços na busca do deferimento meritório em favor do seu cliente.


Quer ficar atualizado com a prática jurídica eficiente?

  1. Assine a Newsletter no Linkedin e Clique no botão "assinar" (inicio da tela, á direita) para receber toda semana conteúdos de qualidade e que vão fazer a diferença na sua rotina de trabalho.
  2. Me dê seu feedback nos comentários, se tiver dúvidas também.
  3. Recomende esse post a fim de que possa alcançar mais pessoas.
  4. Me siga no Instagram: @teajudoadvogar, para mentoria e cursos em breve.

Até breve!

  • Sobre o autorAdvogada e Professora com Expertise Multidisciplinar
  • Publicações104
  • Seguidores104
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoArtigo
  • Visualizações82
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/artigos/a-faculdade-nao-te-ensinara-a-advogar/1372880328

Informações relacionadas

Sanmatta Raryne Souza, Advogado
Artigoshá 4 anos

Seja uma ‘Diane Lockhart’ quando for provocado pelos reveses da vida

Sanmatta Raryne Souza, Advogado
Artigoshá 3 anos

Das lições do filme Marshall: Igualdade e Justiça para a Advocacia [Lição 1]

Sanmatta Raryne Souza, Advogado
Artigoshá 4 anos

A cooperação processual trouxe mais trabalho ao Advogado?

Sanmatta Raryne Souza, Advogado
Modeloshá 4 anos

Impugnação á Litigância de Má-fé do Cálculo das Custas Iniciais Paga c/c Pedido de Parcelamento

Sanmatta Raryne Souza, Advogado
Artigoshá 4 anos

Advogado amigo ou advogado adversário?

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)