Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
14 de Junho de 2024

Como as Lawtechs podem impulsionar o seu escritório de advocacia?

As Lawtechs e Legaltechs, estão ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro. Confira tudo o que você precisa saber para contratar uma startup jurídica.

Publicado por Blog Digesto
há 2 anos

Assim como nos mais diversos âmbitos das nossas vidas, a tecnologia avança cada vez mais dentro do cenário jurídico nacional auxiliando não apenas os grandes players, mas também a população comum a se familiarizar com o universo jurídico.

Afinal de contas: Por que deixar uma atividade repetitiva ou super cotidiana para um humano, se temos bots, certo?

A usabilidade dessas novas tecnologias tem trazido uma redução de custos para escritórios de advocacia, para pessoas que precisam de acesso aos sistemas jurídicos e até mesmo para o próprio Poder Judiciário.

Para os escritórios de advocacia os benefícios são mais claros, quando relacionamos à possibilidade de alocar a equipe jurídica em atividades mais importantes e complexas, e menos braçais.

Partindo dessa premissa, o surgimento das chamadas Lawtechs tem chamado bastante a atenção no âmbito da realidade jurídica no Brasil.

Com soluções que são facilmente aplicadas no dia a dia dos escritórios, independentemente de seu tamanho e bolso, esses recursos têm agilizado as produções e acompanhamentos judiciais.

Em um de seus estudos a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L) apontou que nos últimos anos o Brasil apresentou um crescimento de 300% em startups deste segmento e, que em 2019 (pré-pandemia) o Brasil já contava com 150 empresas oferecendo serviços tecnológicos aos escritórios e departamentos jurídicos.

Esse ramo crescente acompanha a modernização do próprio Judiciário que, cada dia mais, apresenta soluções tecnológicas para os processos digitais.

Logo, com uma estrutura pública cada vez mais automatizada, é um movimento natural que os escritórios e departamentos jurídicos de empresas sigam o mesmo caminho.

Por que estamos falando sobre Lawtechs?

A resposta é simples, porque todos os dias nasce um novo meio de tornar sua vida mais simples e mais tecnológica, propiciando que sua equipe jurídica esteja focada no que realmente importa e gera receita para o seu escritório.

No entanto, os benefícios oferecidos pelas Lawtechs ainda provocam dúvidas na pessoa advogada.

Pensando nisso, reunimos as principais informações sobre o assunto. Confira!

O que são Lawtechs?

As Lawtechs são as empresas que fazem com que isso aconteça. Ou seja, apresentam de forma exclusiva soluções tecnológicas para facilitar a resolução dos desafios da rotina jurídica.

Dentro desse segmento a intenção é aproveitar o conhecimento do mercado jurídico para identificar quais são os principais problemas (“dores”) de seus participantes e, com isso, solucioná-los de forma rápida, normalmente, através de softwares que melhoram o fluxo de trabalho, controle de prazo, resultados de pesquisas e até mesmo organização estrutural.

Qual o impacto das Lawtechs no universo jurídico?

O movimento de automação de procedimentos corriqueiros têm transformado o cenário do judiciário nacional de acompanhamento de processos.

>>>> Clique aqui e baixe agora a Planilha de Acompanhamento Processual

Segundo o Relatório da Justiça em números 2021 redigido pelo CNJ:

  • Durante o período do COVID-19 proferiu 40,5 milhões de sentenças e acórdãos e 59,5 milhões de decisões judiciais.

Demonstrando que mesmo à distância, mesmo com os tribunais fechados e uma crise sanitária vigente, nosso sistema judiciário está pronto para essa nova fase tecnológica que apresentou respostas rápidas e substanciais mesmo frente à adversidades do dia a dia pandêmico.

Dentro do mesmo estudo, o CNJ também trata sobre o projeto " Juízo 100% Digital", um projeto que busca tornar o Judiciário 4.0 cada vez mais ativo para aqueles que dele precisam.

Promovendo uma maior tramitação de processos em meio eletrônico, aumentando a celeridade e a eficiência da prestação jurisdicional por parte do Estado, além, é claro, de facilitar aos cidadãos que não mais vão precisar comparecer presencialmente às unidades judiciárias, e muito mais benefícios.

Agora imagine só: Se o Judiciário Nacional, ligado ao governo e a toneladas de burocracias e impedimentos conseguiu se modernizar, porque seu escritório/empresa não faria o mesmo?

Quanto mais o judiciário se moderniza, mais difícil é viver sem as Lawtechs nas nossas vidas!

Qual a diferença entre Lawtech e Legaltech?

Quando pensamos em um cenário internacional a diferença entre Lawtech e Legaltech é bem relevante.

Nesse cenário: As Lawtechs atuam de forma mais focada em atender o cidadão comum, ou seja, tem um escopo mais extenso com soluções que facilitam o acesso ao Judiciário.

Já as Legaltechs, são empresas que oferecem seus serviços para os operadores do direito, ou seja, escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

Mas, quando trazemos essas expressões para o cenário nacional, praticamente não existe diferença entre os termos uma vez que englobamos tudo na mesma caixinha de “tecnologia jurídica”.

Isso fica bem perceptível, no comecinho do texto, quando falamos sobre a AB2L (Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs), que abarca os dois tipos de empresa na mesma associação.

Então, em território brasileiro, não há distinção terminológica. São dois tipos empresariais cujo foco é melhorar a dinamicidade do jurídico e do Poder Judiciário, automatizar situações cotidianas e auxiliar com máximo afinco a tornar o dia a dia dos operadores do direito, dos juízes e dos cidadãos mais fácil e organizado.

Lawtechs e Legaltechs: Como funcionam essas empresas de tecnologia na prática?

Hoje em dia, as ferramentas desenvolvidas por uma Lawtech podem ser divididas em categorias.

Cada software jurídico tem uma função específica e pode otimizar o trabalho no Direito, melhorar a gestão do escritório, analisar um banco de dados jurídicos e conectar prestadores de serviços e clientes em um único sistema.

Essas ferramentas virtuais permitem que a vida de profissionais cada vez mais atribulados seja mais produtiva e eficiente, transmitindo informações do mundo jurídico de forma organizada e rápida.

As principais opções de software jurídico no mercado são sobre:

  • Jurimetria: plataformas que compilam dados e informações essenciais dos tribunais e meio jurídico e ampliam o conteúdo em modelos estatísticos, prevendo resultados e gerando probabilidades de sucesso ou derrota em um caso.

  • Automação e gestão de documentos: a Lawtech desenvolve ferramentas para automação e gestão de petições e contratos, além de outros documentos jurídicos.

  • Gestão interna: software jurídico que realiza o monitoramento e gestão de processos e informações de colaboradores e clientes. Permitindo o acompanhamento de perto do andamento do trabalho e do relacionamento com os clientes.

  • Resolução de conflitos: a Lawtech desenvolve plataformas que são dedicadas à resolução online de conflitos, dando uma alternativa ao processo judicial.

  • Pesquisa Jurídica: software jurídico que possibilita a realização de uma pesquisa jurídica completa, podendo navegar de forma ilimitada entre mais de 100 milhões de decisões (Jurisprudência) e mais de 50 milhões de peças. Contando ainda com uma comunidade ativa na produção de artigos e notícias, você tem tudo que precisa ao seu dispor para construir desde a petição inicial à sustentação oral.

  • Análise de processos com relatório para Due Diligence e Saneamento de Base: Software que possibilita montar Due Diligence para entender cada cenário em poucas horas de análise, gerando melhor eficiência na equipe para focar no que realmente importa. Informações relevantes dos processos judiciais cadastrados com classificadores inteligentes.

  • Monitoramento de Distribuições e Andamentos de Processos: Software jurídico com a maior base de dados confiáveis do país, 300 milhões de processos. Além de acompanhamento processual centralizado desde processos estaduais até tribunais superiores, que dispensa entrar em diversos sistemas para cruzar os dados. Todos os andamentos dos processos além de poder monitorar as distribuições na mesma plataforma.

Todas essas opções são essenciais, já que permitem agilizar partes burocráticas do trabalho da pessoa advogada e ainda são uma porta aberta para desafogar o Sistema Judiciário Brasileiro.

Qual Lawtech escolher para meu escritório de advocacia?

Escolher é uma atividade altamente cansativa para o nosso cérebro. Decidir se A é mais interessante que B ou C nos sequestra energia e tempo, dois recursos nobres e cada dia mais escassos. Se as opções fossem só A, B ou C estava até que fácil!

A sensação de que nunca lemos as informações suficientes, não tomamos a melhor decisão, não analisamos todas as hipóteses, não combinamos da melhor forma, seja porque escolhemos de modo racional demais ou de menos, enfim, são todos ingredientes perfeitos para a frustração e para o elevado (e talvez ineficiente) desgaste dos recursos: tempo, energia e até dinheiro.

E quando as decisões partem para o âmbito profissional? E quando elas têm que ser tomadas às segundas-feiras dentre as suas funções e responsabilidades enquanto operador do direito ou integrante de departamento jurídico de uma empresa?

Você não tem dúvidas de que o computador é sua ferramenta vital de trabalho e de que a tecnologia, quando bem utilizada, pode duplicar, triplicar os seus resultados.

Por isso, separamos uma dica para facilitar o seu processo de decisão e escolher a Lawtech ideal para o seu escritório de advocacia.

Tenha uma visão macro. Sobrevoe as grandes áreas

Lawtechs de cuja expertise podem auxiliar na automação e gestão de documentos. Outras, por sua vez, focadas em redes de profissionais e correspondentes, educação e consultoria, ou ainda, em gestão tributária.

Antes de inclusive entender em detalhe os serviços de cada uma delas, otimize seus recursos de tempo e de energia e tente definir os principais gargalos do seu escritório ou departamento jurídico.

Gargalo é um termo usado em fluxos produtivos e que se refere ao centro/atividade de trabalho mais sobrecarregado, mais caótico. Depois de definidos os gargalos, a função da tecnologia é ajudar a resolvê-los.

Mas, qual Lawtech escolher?

Uma Lawtech que está transformando o mercado jurídico brasileiro e que pode auxiliar você e seu ambiente de trabalho, é o Digesto.

Caso o seu escritório de advocacia ou departamento jurídico tenha que lidar com muita informação, muitos dados, muitos acompanhamentos processuais, enfim, tenha que gerir um elevado número de informações e se esforçar em minimizar o erro humano, o Digesto é a empresa ideal para você.

Com foco em otimizar e trazer maior assertividade ao trabalho do advogado, o Digesto, traz diversas soluções de inteligência jurídica, provenientes da ciência da computação, para otimizar o trabalho jurídico junto à dados confiáveis: uma ferramenta única de pesquisa e acompanhamento processual para todos os tribunais do Brasil.

O Digesto possui a maior base de dados jurídicos do Brasil, mais de 200 milhões de processos cadastrados e 16 bilhões de andamentos processuais dos 59 tribunais brasileiros e 550 diários oficiais do país.

Por meio da assinatura mensal do serviço oferecido pelo Digesto, sua equipe jurídica terá acesso:

  • Monitoramento de processos;

  • Acompanhamento processual centralizado;

  • Monitoramento de distribuições;

  • Relatórios processuais para análise de cliente e possível cliente;

  • Relatórios para Due Diligence;

  • Relatório com saneamento de base.

Com o Digesto o trabalho ficará mais assertivo, seguro e otimizado. Permitindo que sua equipe jurídica tenha mais tempo para desempenhar funções relevantes e estratégicas para os clientes.

Em se tratando de gestão de elevado volume de informações e de necessidade de automatização de buscas de processos judiciais, otimize sua rotina: Entre em contato e experimente a nossa tecnologia.

  • Sobre o autorConteúdos para você atualizar ainda mais seus conhecimentos!
  • Publicações57
  • Seguidores118
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoArtigo
  • Visualizações680
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/artigos/como-as-lawtechs-podem-impulsionar-o-seu-escritorio-de-advocacia/1591868055

Informações relacionadas

Artigoshá 2 anos

Lawtech & Legaltech - Novas tecnologias

Ruth Dayane Rodrigues da Paz, Estudante de Direito
Artigoshá 2 anos

Lawtechs e Legaltechs e o futuro dos juristas brasileiros.

LEXNET Consultoria, Advogado
Artigoshá 2 anos

O Mercado da Advocacia e Sua Transformação na Pandemia

Matheus Ferraz, Advogado
Artigoshá 10 meses

Por que o advogado precisa ser menos advogado para ter sucesso?

Bernardo de Azevedo, Advogado
Artigoshá 4 anos

Ecossistema brasileiro de tecnologia jurídica cresce 300% em dois anos

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)