Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
28 de Maio de 2024

INSS: como pagar a contribuição mensal pela internet

Publicado por Maxine Santos
há 4 anos

São novos tempos. Para quase tudo, nós utilizamos algum serviço online, e cada vez menos precisamos necessariamente recorrer ao atendimento presencial. Quase tudo pode ser feito online, desde resolver um problema com a conta corrente via internet banking, matar a saudade do crushy via videoconferência, e até fazer as compras da semana no supermercado, sem precisar por o pé para fora de casa.

Isso também vale para o INSS!

Pode parecer impossível, principalmente para quem tem mais idade e está habituado à ter de encarar a via crucis de ir até a uma agência do INSS, com suas perrengues no atendimento (cujo adjetivo “precário” é elogio). Mas agora, existe a possibilidade de fazer diversos pedidos administrativos de casa, sem a necessidade de ir às famigeradas agencias do INSS.

O portal Meu INSS, inaugurado em , reúne os principais serviços da autarquia federal em um único site, que pode ser acessado pelo computador, ou pelo smartphone, através dos apps. Um desses serviços, um dos mais importantes para quem contribui para a Previdência, é a emissão da Guia da Previdência Social, a famosa GPS.

É muito simples fazer a emissão online dessa guia. Primeiramente, acessar o Meu INSS (link aqui) e, no rodapé, clicar em “Emitir Guia de Pagamento (GPS)”. Nesse caso, não é necessário fazer o login, pois ao clicar, o usuário é redirecionado para outro site, o SAL (Sistema de Acréscimos Legais).

Ao carregar a página, o usuário deve preencher o NIT (ou NIS ou PASEP), escolher qual tipo de contribuinte (individual/facultativo/doméstico/especial) e resolver o bendito captcha. Preenchendo corretamente, aparecerá as informações, onde deve se clicar em “Confirmar”.

Em seguida, aparecerá a tela onde se preencherá o valor e a competência da contribuição. Competência, em resumo, é o mês a que se refere a contribuição; logo, comumente se paga o valor referente ao mês anterior, este chamado de “competência”. Existe a possibilidade de realizar o pagamento de períodos anteriores, assim como realizar a contribuição incidente sobre o 13º salário (digitando 13/2019, por exemplo).

Por fim, basta escolher o código referente ao seu tipo de contribuinte (rural, individual, ou de baixa renda, por exemplo), a data de gerar o pagamento, e confirmar.

Por fim, terá a tela de confirmação dos valores a serem pagos, onde o usuário pode realizar o pagamento da GPS, como um boleto bancário, mesmo, este que pode ser feito sem sair de casa, través do app do banco. Bem simples, mesmo!

Devemos, logo, atentar-se a algumas regras a respeito desse método de pagamento:

  • O recolhimento, isto é, o pagamento da contribuição, deve ser feito até o dia 15 do mês seguinte do mês de competência; caso pagar após o dia 15, correrão juros e correção monetária, que terão de ser quitados posteriormente.
  • A GPS emitida terá como vencimento o dia 15 do mês seguinte da competência. Como pode ver na imagem, a guia emitida é idêntica a convencional de talão, só que já devidamente preenchida pelo sistema.
  • Para acessar o SAL, o sistema que emite a guia, não é necessário fazer login no Portal Meu INSS, ou através deste link.
  • O pagamento precisa ser feita mensalmente e de forma contínua, para garantir que esteja na qualidade de segurado (período de carência), ou, pelo menos, tenha direito ao chamado período de graça, quando se tem o direito a requerer auxílio previdenciário mesmo sem contribuir.
  • O período de carência, ou seja, o tempo necessário de contribuição, varia de benefício para benefício; por exemplo, o auxílio-doença requer 12 meses; aposentadoria por idade, o mínimo de 180 meses. Alguns benefícios não precisam de um úmero mínimo de contribuições, como a pensão por morte, o salário-família e o auxílio-acidente.
  • Tal contribuição é destinada a trabalhadores autônomos, profissionais liberais, empregados domésticos, estudantes, donas de casa e trabalhadores rurais. Aqueles que estão empregados, o recolhimento das parcelas do INSS é responsabilidade da empresa empregadora, debitando na folha de pagamento, sem a necessidade do empregado realizar contribuições adicionais via GPS.
  • Publicações17
  • Seguidores2
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoArtigo
  • Visualizações37564
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/artigos/inss-como-pagar-a-contribuicao-mensal-pela-internet/862941927

Informações relacionadas

Rafaella Fachini, Advogado
Artigoshá 10 meses

Qual a maneira correta de pagar o INSS como Dona de casa baixa renda

Danielle Bezerra, Advogado
Artigoshá 4 anos

O que é NIT? Veja como consultar o Número de Inscrição do Trabalhador

Kemil Aby Faraj, Advogado
Artigoshá 5 meses

INSS 2024: Entenda as Novas Regras para Contribuição dos Autônomos

Luciana Vargas, Bacharel em Direito
Artigoshá 6 anos

Como gerar a guia de pagamento do INSS pela internet

Otávio Cristiano Tadeu Mocarzel, Advogado
Artigoshá 4 anos

Cuidado! A contribuição previdenciária como MEI pode ser uma cilada

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Vc pode escolher o valor a pagar continuar lendo

Bom dia

Eu posso fazer o recolhimento na gps retroativo até quantos meses continuar lendo