Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
17 de Abril de 2024

O que a empresa pode fazer quando o empregado se nega a receber as verbas rescisórias?

há 8 anos

Ao contrário do que se imagina, é comum empresas que concedem o aviso prévio encontrarem dificuldades para pagar os valores referentes ao término contratual.

A maior parte das justificativas para esse obstáculo ocorre quando há o abandono de emprego por parte do empregado, falecimento do trabalhador ou negativa de assinar a rescisão e/ou receber valores por discordância com alguma prática do empregador.

O atraso na quitação das verbas decorrentes da ruptura contratual enseja a aplicação da multa do art. 477 da CLT.[1]

Nos casos em que o empregado possui mais de um ano na mesma empresa, o pedido de homologação judicial do Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho é realizado perante o sindicato profissional ou à autoridade do Ministério do Trabalho e Previdência Social. Se, após ser informado o empregado não comparece no local, dia e horário marcado é indevida da multa do art. 477, pois esse que deu causa à mora, nesse sentido:

(...) Indevida a multa prevista no art.4777,§ 8ºº daCLTT, pois o reclamante tinha ciência da data e horário para comparecer ao sindicato, com vistas à homologação do Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho e não o fez, dando ensejo a mora. (TRT 7ª R.; RO 0001437-75.2013.5.07.0010; Primeira Turma; Relª Desª Dulcina de Holanda Palhano; Julg. 03/02/2016; DEJTCE 11/02/2016; Pág. 405)

Já nas situações em que a empresa deseja dar quitação às verbas que entende devida, mas não consegue, para evitar a incidência dessa multa, a ação de consignação em pagamento com o conseqüente depósito judicial da quantia devida é o meio hábil para adimplir com qualquer obrigação que o empregador possua e que encontre dificuldades para sanar.

Ressalta-se a importância dessa ação ser ajuizada com rapidez e agilidade. O ideal é ajuizá-la dentro do prazo para a quitação das verbas rescisórias, ou seja, a) até o primeiro dia útil imediato ao término do contrato; ou, b) até o décimo dia, contado da data da notificação da demissão, quando da ausência do aviso prévio, indenização do mesmo ou dispensa de seu cumprimento (art. 477, § 6º da CLT).

No entanto, entendemos que por inexistir norma específica trabalhista que estipule o prazo para o ajuizamento dessa ação, podemos importar a norma do art. 890, § 3º do Código de Processo Civil que prevê o prazo de 30 dias para o ajuizamento da ação de consignação em pagamento a contar da recusa do recebimento, para evitar a aplicação de multa.

Quando realizada após, há o risco do empregador também ser condenado a pagar a multa do art. 477 da CLT, caso exemplificado no julgado adiante exposto:

(...) Ação de consignação. Multa do artigo 477 da CLT. O atraso na quitação das verbas rescisórias enseja a aplicação da multa do artigo 477 da CLT, também na hipótese de extinção do contrato de trabalho em razão do falecimento do trabalhador. Ajuizada a consignação em pagamento somente após três meses do infortúnio, fica caracterizado o direito do espólio à multa por atraso na quitação. (TRT 10ª R.; RO 0001207-06.2014.5.10.0013; Primeira Turma; Rel. Des. Dorival Borges de Souza Neto; Julg. 27/01/2016; DEJTDF 05/02/2016; Pág. 103)


[1] Art. 477 - É assegurado a todo empregado, não existindo prazo estipulado para a terminação do respectivo contrato, e quando não haja ele dado motivo para cessação das relações de trabalho, o direto de haver do empregador uma indenização, paga na base da maior remuneração que tenha percebido na mesma empresa.

§ 8º - A inobservância do disposto no § 6º deste artigo sujeitará o infrator à multa de 160 BTN, por trabalhador, bem assim ao pagamento da multa a favor do empregado, em valor equivalente ao seu salário, devidamente corrigido pelo índice de variação do BTN, salvo quando, comprovadamente, o trabalhador der causa à mora. (Incluído pela Lei nº 7.855, de 24.10.1989)

  • Publicações87
  • Seguidores709
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoArtigo
  • Visualizações61959
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/artigos/o-que-a-empresa-pode-fazer-quando-o-empregado-se-nega-a-receber-as-verbas-rescisorias/307854611

Informações relacionadas

Direito Diário, Estudante de Direito
Artigoshá 7 anos

Recusa do empregado em receber verba rescisória

[Modelo] Ação de Consignação em Pagamento Trabalhista

Ação de Consignação em Pagamento trabalhista

Fernanda Kurita, Advogado
Artigoshá 6 anos

O meu funcionário se recusa a utilizar o EPI, o que devo fazer?

Leandro Teixeira Barbosa Rocha, Advogado
Modeloshá 3 anos

Modelo petição inicial trabalhista

9 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

a questão é, foi depositada a rescisão em conta do funcionário que NÃO apareceu para assinar a documentação/quitação, qual a medida a ser tomada contra esse funcionário, mesmo sabendo do dia e horários para comparecer? como isentar o empregador de quaisquer problemas ? continuar lendo

Boa solução a aplicação do CPC quanto ao prazo de 30 dias (um mês, no NCPC). Resta delinear como a empresa fará prova da recusa. O que acha? continuar lendo

Boa noite.

Ha outras situações por exemplo em que o funcionário é dispensado, ainda no primeiro do contrato de experiência, o empregador faz o depósito por ordem de pagamento e o funcionário não volta para assinar a rescisão e dar baixa na carteira.
Engraçado que rezam os direito apenas para o trabalhador, mas e a insegurança que o empregador ficar, não teria que haver algum dispositivo legal para exigir que se o funcionário recebeu a indenização, pelos correiros (ordem de pagamento) conforme acima ele seja obrigado a no mínimo prestar contas ao empregador de que recebeu os valores e dar quitação de recebimento? Obrigada. continuar lendo

Patão marcou dia para mim ir assinar a rescisão e chegando lá ele não estava, sou obrigado e ir quando ele quer? continuar lendo