Aproximadamente 227.096 resultados
Ordernar por:Relevância|Data
Tópico • 1 seguidor
Princípio da ofensividade. Princípio segundo o qual só há crime havendo dano (nullum crimen sine iniuria).

TJ-RJ - APELAÇÃO APL 00949730320048190001 RIO DE JANEIRO CAPITAL 27 VARA CRIMINAL (TJ-RJ)

JurisprudênciaData de publicação: 28/09/2005
EMENTA

USO DE SUBSTÂNCIA ENTORPECENTEABSOLVIÇÃO.PRINCIPIO DA LESIVIDADE- REDUÇÃO DA PENA BASE-SUBSTITUIÇÃO, NOS. TERMOS DO ARTIGO 44 , DO CÓDIGO PENAL USO DE SUBSTÂNCIA ENTORPECENTEABSOLVIÇÃO.PRINCIPIO DA LESIVIDADE- REDUÇÃO DA PENA BASE-SUBSTITUIÇÃO, NOS. TERMOS DO ARTIGO 44 , DO CÓDIGO PENAL USO DE SUBSTÂNCIA ENTORPECENTEABSOLVIÇÃO.PRINCIPIO DA LESIVIDADE- REDUÇÃO DA PENA BASE-SUBSTITUIÇÃO, NOS. TERMOS DO ARTIGO 44 , DO CÓDIGO PENAL USO DE SUBSTÂNCIA ENTORPECENTEABSOLVIÇÃO.-PRINCIPIO DA LESIVIDADE- REDUÇÃO DA PENA BASE-SUBSTITUIÇÃO, NOS. TERMOS DO ARTIGO 44 , DO CÓDIGO PENAL - Nos delitos de uso de substânda entorpecente o bem jurídico tutelado é a saúde pública, exposta a perigo abstrato pela disseminação das drogas- O princípio da lesividade não está presente em nosso ordenamento jurídico, razão porque não merece qualquer acolhimento.Merece ser mantida a dosimetria da pena, de vez que o juiz monocrático vistoriou corretamente as circunstâncias judiciais do artigo 59 , do Código Pena observando, inclusive a reincidência que impede a substituição da pena privativa de liberdade por restritiva de direitos

TRE-RJ - NOTICIA CRIME NOTCRI 25 RJ (TRE-RJ)

JurisprudênciaData de publicação: 13/07/2005
EMENTA

PRINCÍPIO DA LESIVIDADE E DA SUBSIDIARIEDADE. ART. 40 DA LEI 9.504 /97. INEXISTÊNCIA DE TIPICIDADE MATERIAL. NOTÍCIA-CRIME. ARQUIVADA.

TJ-MG - Apelação Criminal APR 10433150328410001 MG (TJ-MG)

JurisprudênciaData de publicação: 25/02/2019
EMENTA

EMENTA: APELAÇÃO CRIMINAL - ART. 16 DA LEI 10.826 /03 - POSSE OU PORTE DE MUNIÇÃO - PRINCÍPIO DA LESIVIDADE - INAPLICABILIDADE - CRIME DE PERIGO ABSTRATO - CONDENAÇÃO CONFIRMADA. - É inaplicável o princípio da lesividade aos crimes de porte de munição, em razão de se tratar de delito de perigo abstrato, consumando-se com o simples ato de alguém portar munição em desacordo com determinação legal ou regulamentar.

TJ-MG - Apelação Criminal APR 10016090954179001 MG (TJ-MG)

JurisprudênciaData de publicação: 11/01/2013
EMENTA

PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA. INAPLICABILIDADE. CONTRARIEDADE AO PRINCÍPIO DA LESIVIDADE. INOCORRÊNCIA. NEGADO PROVIMENTO AO RECURSO. 1. Em se tratando de crimes que envolvam substâncias entorpecentes é inaplicável o princípio da insignificância, uma vez que há lesão ao bem jurídico tutelado, ainda que seja pequena a quantidade de droga apreendida. 2. Não há que se falar em contrariedade ao Princípio da Lesividade pela intervenção do Direito Penal aos crime de porte de drogas para consumo pessoal, uma vez que o bem jurídico tutelado é a saúde pública. 3. Negado provimento ao recurso.

Princípio da Lesividade

Artigos05/10/2016Wedsley Ferreira de Paula
O princípio da lesividade esclarece quais são as condutas que poderão ser incriminadas pela lei penal...O princípio da lesividade possui quatro principais funções: a) proibir a incriminação de uma atitude...E por fim, a quarta função do princípio da lesividade busca afastar da incidência de aplicação da lei...

TJ-MS - 00032000320138120017 MS 0003200-03.2013.8.12.0017 (TJ-MS)

JurisprudênciaData de publicação: 11/04/2017
EMENTA

E M E N T A – APELAÇÃO CRIMINAL- POSSE IRREGULAR DE ARMA DE OGÓ ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO –PRINCÍPIO DA LESIVIDADEPRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA – INAPLICABILIDADE - CRIME DE PERIGO ABSTRATO - RECURSO IMPROVIDO A posse de munição é crime de perigo abstrato, o qual coloca em risco a segurança pública e a paz social, sendo desnecessária para a sua consumação prova de perigo concreto, razão por que não se lhe incide o princípio da lesividade. A quantidade da munição é despicienda para a caracterização da tipicidade material do crime do art. 12 do Estatuto do Desarmamento , sendo-lhe, pois, inaplicável o princípio da insignificância.

STM - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EMBDEC 192420117100010 CE 0000019-24.2011.7.10.0010 (STM)

JurisprudênciaData de publicação: 23/10/2012
EMENTA

PRINCÍPIO DA LESIVIDADE. RESSARCIMENTO AO ERÁRIO. EXCLUSÃO DE CULPABILIDADE OU ISENÇÃO DE PENA. SEM PREVISÃO. REJEIÇÃO DOS EMBARGOS DECLARATÓRIOS. I - Rejeitam-se os embargos declaratórios manejados sob alegação de contradição em acórdão confirmatório de condenação, acerca de crime de estelionato, sob o argumento de que houve infringência ao princípio da lesividade, uma vez que operado oressarcimento ao erário no curso da instrução criminal. II - A conduta delitiva foi perpetrada em sua inteireza, havendo o locupletamento ilícito, mediante ardil, em prejuízo da administração militar. O desvalor da conduta delitiva não pode ser afastado de modo a isentar de pena a Ré ou excluir suaculpabilidade, sob pena de malferir a sistemática do direito penal militar. III - No crime patrimonial, a recomposição de valores ao erário, apenas se procedida até a instauração da ação penal, terá o condão, tão somente, de fazer incidir a causa especial de diminuição de pena prevista no art. 240, § 2º, do CPM, observada aprimariedade do agente. IV - Inadequado rediscutir em sede de embargos aclaratórios temas já enfrentados na apelação relativos à culpabilidade da agente e aos princípios da lesividade e da insignificância.

Encontrado em: ABSOLVIÇÃO, PRINCÍPIOS, LESIVIDADE, INSIGNIFICÂNCIA.

STM - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EMBDEC 192420117100010 CE 0000019-24.2011.7.10.0010 (STM)

JurisprudênciaData de publicação: 09/10/2012
EMENTA

PRINCÍPIO DA LESIVIDADE. RESSARCIMENTO AO ERÁRIO. EXCLUSÃO DE CULPABILIDADE OU ISENÇÃO DE PENA. SEM PREVISÃO. REJEIÇÃO DOS EMBARGOS DECLARATÓRIOS. I - Rejeitam-se os embargos declaratórios manejados sob alegação de contradição em acórdão confirmatório de condenação, acerca de crime de estelionato, sob o argumento de que houve infringência ao princípio da lesividade, uma vez que operado oressarcimento ao erário no curso da instrução criminal. II - A conduta delitiva foi perpetrada em sua inteireza, havendo o locupletamento ilícito, mediante ardil, em prejuízo da administração militar. O desvalor da conduta delitiva não pode ser afastado de modo a isentar de pena a Ré ou excluir suaculpabilidade, sob pena de malferir a sistemática do direito penal militar. III - No crime patrimonial, a recomposição de valores ao erário, apenas se procedida até a instauração da ação penal, terá o condão, tão somente, de fazer incidir a causa especial de diminuição de pena prevista no art. 240, § 2º, do CPM, observada aprimariedade do agente. IV - Inadequado rediscutir em sede de embargos aclaratórios temas já enfrentados na apelação relativos à culpabilidade da agente e aos princípios da lesividade e da insignificância.

Encontrado em: ABSOLVIÇÃO, PRINCÍPIOS, LESIVIDADE, INSIGNIFICÂNCIA.

Princípio da Lesividade

Modelos e Peças07/08/2018Samile Chagas
O Princípio da Lesividade, ou Princípio da Ofensividade como ele também é conhecido, parte do preceito...Essa é a ideia do Princípio da Lesividade. O Princípio da Lesividade não limita porém simplesmente a criminalização de autolesões, ele limita também...

TJ-MG - Apelação Criminal APR 10512150025611001 MG (TJ-MG)

JurisprudênciaData de publicação: 22/03/2019
EMENTA

EMENTA: APELAÇÃO CRIMINAL - POSSE DE ARMA DE FOGO - PRINCÍPIO DA LESIVIDADE - INAPLICABILIDADE - CRIME DE PERIGO ABSTRATO - CONDENAÇÃO CONFIRMADA. - O fato de a arma de fogo estar guardada na residência do agente não exclui sua lesividade, portanto não elide sua responsabilização e consequente condenação pela prática do crime previsto no artigo 12 da Lei 10.826 /03.