art. 1, inc. i da lei de segurança nacional - lei 7170/83 em Todos os Documentos

203 resultados
Ordenar Por

Lei nº 7.170 de 14 de Dezembro de 1983

Define os crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social, estabelece seu processo e julgamento e dá outras providências.

STF - RECURSO CRIMINAL RC 1452 PR (STF)

JurisprudênciaData de publicação: 31/08/1984

AÇÃO PENAL. LEI DE SEGURANÇA NACIONAL . INCITAMENTO A SUBVERSAO DA ORDEM POLÍTICO-SOCIAL (ART-36, INC-I, HOJE ART-23, INC-I, QUE CONTEMPLA O MESMO TIPO PENAL, EXCLUINDO DO TEXTO A EXPRESSAO "GUERRA").PARA A CONFIGURAÇÃO DESSE CRIME IMPÕE-SE UMA VONTADE CONSCIENTE, VISANDO UM FATO DETERMINADO (RCR N. 1.116-SP, IN RTJ 59/247). "IN CASU", A CONDUTA REPROVAVEL DO ACUSADO NÃO CARACTERIZA TAL ESPÉCIE DELITUOSA. RESTABELECIMENTO DA SENTENÇA ABSOLUTORIA, QUANTO AO CRIME DO ART-36, INC-I, DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL . EM RELAÇÃO AO CRIME DE INJURIA, ACHA-SE COMPROVADA A OFENSA DO ACUSADO AO SENTIMENTO DE DIGNIDADE DA VÍTIMA. CORRETA A QUALIFICAÇÃO JURÍDICA DO FATO DADO PELA DECISÃO DE PRIMEIRO GRAU, ANTE O ART- 33 DA LEI N. 6.620 /78. TODAVIA, COM O ADVENTO DA LEI N. 7.170 , DE 14.12.83, QUE TEM APLICAÇÃO COM EFEITO RETROATIVO AOS ATOS PRATICADOS SOB A EGIDE DA LEI ANTERIOR (ART-6., INC-III), CABE CONSIDERAR QUE A INJURIA AO PRESIDENTE DA REPUBLICA JA NÃO CONSTITUI CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL. E O QUE DEFLUI DO SEU ART-26, "IN VERBIS". "ART-26. CALUNIAR OU DIFAMAR O PRESIDENTE DA REPUBLICA, O DO SENADO FEDERAL, O DA CÂMARA DOS DEPUTADOS OU O DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, IMPUTANDO-LHES FATO DEFINIDO COMO CRIME OU FATO OFENSIVO A REPUTAÇÃO". O DELITO DE INJURIAR TORNOU-SE ATIPICO A LUZ DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL . ENTRETANTO, O ACUSADO E RECORRENTE ESTA INCURSO NO CRIME DE INJURIA DEFINIDO NO ART-22 DA LEI N. 5.250 , DE 09.02.67 ( LEI DE IMPRENSA ). PROVIMENTO DO RECURSO, PARA ABSOLVER O ACUSADO DO CRIME PREVISTO NO ART-36, INC-I, DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL ; CONDENANDO-O, POREM, A PENA DE DOIS (2) MESES E VINTE (20) DIAS DE DETENÇÃO, COMO INCURSO NO ART-22 C/C O ART-23, INC-I, DA LEI DE IMPRENSA . FINALMENTE, RECONHECIMENTO DA PRESCRIÇÃO DA PRETENSAO EXECUTORIA (ART-41, IN FINE, DA LEI DE IMPRENSA ).

Encontrado em: CPM-1969 DEL- 001001 ANO-1969 INC-00002 LET-A CÓDIGO PENAL MILITAR . LEI- 005250 ANO-1967 ART-00022 ART-00023 INC-00001 ART-00041 ART-00004 ....LEI- 006620 ANO-1978 ART- 00004 ART- 00014 ART- 00033 ART- 00036 INC-00001 INC-00003 INC-00005 ART- 00052 . LSN-1983 LEI- 007170 ANO-1983 ART- 00006 INC-00003 ART- 00026 LEI DE SEGURANÇA NACIONAL ....PRESIDENTE DA REPUBLICA, HONRA, OFENSA, LEI POSTERIOR, APLICAÇÃO, CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL, CARACTERIZAÇÃO, INEXISTÊNCIA.

STF - RECURSO CRIMINAL RC 1452 PR (STF)

JurisprudênciaData de publicação: 31/08/1984

AÇÃO PENAL. LEI DE SEGURANÇA NACIONAL . INCITAMENTO A SUBVERSAO DA ORDEM POLÍTICO-SOCIAL (ART-36, INC-I, HOJE ART-23, INC-I, QUE CONTEMPLA O MESMO TIPO PENAL, EXCLUINDO DO TEXTO A EXPRESSAO "GUERRA").PARA A CONFIGURAÇÃO DESSE CRIME IMPÕE-SE UMA VONTADE CONSCIENTE, VISANDO UM FATO DETERMINADO (RCR N. 1.116-SP, IN RTJ 59/247). "IN CASU", A CONDUTA REPROVAVEL DO ACUSADO NÃO CARACTERIZA TAL ESPÉCIE DELITUOSA. RESTABELECIMENTO DA SENTENÇA ABSOLUTORIA, QUANTO AO CRIME DO ART-36, INC-I, DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL . EM RELAÇÃO AO CRIME DE INJURIA, ACHA-SE COMPROVADA A OFENSA DO ACUSADO AO SENTIMENTO DE DIGNIDADE DA VÍTIMA. CORRETA A QUALIFICAÇÃO JURÍDICA DO FATO DADO PELA DECISÃO DE PRIMEIRO GRAU, ANTE O ART- 33 DA LEI N. 6.620 /78. TODAVIA, COM O ADVENTO DA LEI N. 7.170 , DE 14.12.83, QUE TEM APLICAÇÃO COM EFEITO RETROATIVO AOS ATOS PRATICADOS SOB A EGIDE DA LEI ANTERIOR (ART-6., INC-III), CABE CONSIDERAR QUE A INJURIA AO PRESIDENTE DA REPUBLICA JA NÃO CONSTITUI CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL. E O QUE DEFLUI DO SEU ART-26, "IN VERBIS". "ART-26. CALUNIAR OU DIFAMAR O PRESIDENTE DA REPUBLICA, O DO SENADO FEDERAL, O DA CÂMARA DOS DEPUTADOS OU O DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, IMPUTANDO-LHES FATO DEFINIDO COMO CRIME OU FATO OFENSIVO A REPUTAÇÃO". O DELITO DE INJURIAR TORNOU-SE ATIPICO A LUZ DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL . ENTRETANTO, O ACUSADO E RECORRENTE ESTA INCURSO NO CRIME DE INJURIA DEFINIDO NO ART-22 DA LEI N. 5.250 , DE 09.02.67 ( LEI DE IMPRENSA ). PROVIMENTO DO RECURSO, PARA ABSOLVER O ACUSADO DO CRIME PREVISTO NO ART-36, INC-I, DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL ; CONDENANDO-O, POREM, A PENA DE DOIS (2) MESES E VINTE (20) DIAS DE DETENÇÃO, COMO INCURSO NO ART-22 C/C O ART-23, INC-I, DA LEI DE IMPRENSA . FINALMENTE, RECONHECIMENTO DA PRESCRIÇÃO DA PRETENSAO EXECUTORIA (ART-41, IN FINE, DA LEI DE IMPRENSA ).

Encontrado em: ANO: 1984 AUD:31-08-1984 Segunda Turma DJ 31-08-1984 PP-13934 EMENT VOL-01347-01 PP-00182 RTJ VOL-00111-01 PP-00148 - 31/8/1984 LEG-FED DEL- 001001 ANO-1969 ART-00051 ART-00059 ART-00079 ART-00084 INC-...PRESIDENTE DA REPUBLICA, HONRA, OFENSA, LEI POSTERIOR, APLICAÇÃO, CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL, CARACTERIZAÇÃO, INEXISTÊNCIA....PN0210,CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL INCITAMENTO A SUBVERSAO RECURSO CRIMINAL RC 1452 PR (STF) DJACI FALCÃO

STJ - CONFLITO DE COMPETENCIA CC 156979 SP 2018/0045413-5 (STJ)

JurisprudênciaData de publicação: 16/04/2018

PROCESSUAL PENAL. CONFLITO DE COMPETÊNCIA. CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL. AUSÊNCIA DOS REQUISITOS PREVISTOS NA LEI 7.170 /83. INEXISTÊNCIA DE LESÃO REAL OU POTENCIAL AOS BENS TUTELADOS NA REFERIDA LEI. COMPETÊNCIA DO JUÍZO ESTADUAL. I - No caso em apreço, um grupo declarado "Anarquista" atuaria de forma criminosa, realizando pichações e incêndios, principalmente em estabelecimentos bancários privados. II - A lei 7.170 /83, em seus artigos 1º e 2º traz dois requisitos, um de ordem subjetiva e outro objetiva, para sua incidência: i) motivação e objetivos políticos do agente, e ii) lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à Federação ou ao Estado de Direito. III - Ausentes, no caso, os requisitos, por não haver lesão real ou potencial aos bens jurídicos tutelados pela lei, o que afasta sua incidência. Conflito de competência conhecido para declarar competente o Juízo de Direto suscitado.

Encontrado em: S3 - TERCEIRA SEÇÃO DJe 16/04/2018 - 16/4/2018 FED CFB : ANO:1988 CF-1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 ART : 00105 INC:00001 LET: D ART : 00109 INC:00004 ....FED DEL: 003689 ANO:1941 CPP-41 CÓDIGO DE PROCESSO PENAL ART : 00114 ....FED LEI: 007170 ANO:1983 LSN-83 LEI DE SEGURANÇA NACIONAL ART :00001 INC:00001 INC:00002 INC:00003 ART :00002 INC:00001 INC:00002 STF - RC 1472-MG CONFLITO DE COMPETENCIA CC 156979 SP 2018/0045413-5 (STJ

STF - RECURSO CRIME RC 1473 SP SÃO PAULO 0055225-57.2016.1.00.0000 (STF)

JurisprudênciaData de publicação: 14/11/2017

PENAL E PROCESSO PENAL. RECURSO ORDINÁRIO CRIMINAL. ART. 102 , II , “B”, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL . SABOTAGEM EM USINA HIDRELÉTRICA. ART. 15 DA LEI 7.170 /83. MOTIVAÇÃO POLÍTICA. AUSÊNCIA. INAPLICABILIDADE DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL . ABSOLVIÇÃO MANTIDA. CRIME COMUM. NÃO CONFIGURAÇÃO. CONDUTA ATÍPICA. RECURSO DESPROVIDO. 1. Crimes políticos, para os fins do artigo 102 , II , b , da Constituição Federal , são aqueles dirigidos, subjetiva e objetivamente, de modo imediato, contra o Estado como unidade orgânica das instituições políticas e sociais e, por conseguinte, definidos na Lei de Segurança Nacional , presentes as disposições gerais estabelecidas nos artigos 1º e 2º do mesmo diploma legal. 2. “Da conjugação dos arts. 1º e 2º da Lei7.170 /83, extraem-se dois requisitos, de ordem subjetiva e objetiva: i) motivação e objetivos políticos do agente, e ii) lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à Federação ou ao Estado de Direito. Precedentes” ( RC 1472 , Tribunal Pleno, Rel. Min. Dias Toffoli, Rev. Ministro Luiz Fux, unânime, j. 25/05/2016). 3. (a) In casu, a controvérsia cinge-se à configuração de crime de “atos preparatórios de sabotagem” (art. 15 , § 2º , da Lei 7.170 /83), praticado nas dependências da Usina Hidrelétrica Luiz Carlos Barretos de Carvalho (Usina de Estreito). (b) A sentença absolutória reconheceu a comprovação da materialidade do delito, “demonstrada nos relatórios de ocorrências do sistema de alarme do sistema de controle da Usina”, consignando que “As fotos de fls. 225/228 não deixam margem de dúvida de que havia sinalização ostensiva, de maneira que o réu não poderia alegar ter estado naquele local obrigatoriamente ou por acidente”. Porém, concluiu que “o quadro probatório permite a conclusão de que o réu quis, realmente, causar embaraços ao curso normal dos trabalhos da Usina, embora não fique absolutamente claro se pretendia mais do que isso”. (c) O próprio Recorrente (Ministério Público Federal) cogitou da possibilidade de o Acusado ter realizado o ato, em tese, criminoso (a manobra proibida na chave de controle do sistema da bomba de alta pressão de óleo da Unidade Geradora 05 da Usina Hidrelétrica de Estreito), por motivos egoísticos – patrimoniais, ou com fim de prestar novos serviços no local; ou por vingança; ou mesmo por curiosidade. (d) Consectariamente, por ser imprescindível, para a condenação do acusado por crime definido na Lei de Segurança Nacional a demonstração de que agiu motivado politicamente, e não por outros motivos, incabível a atração do tipo penal do art. 15 da Lei 7.170/83. (e) Na esteira da manifestação do Procurador-Geral da República, “Infere-se, portanto, do entendimento acima exposto, o ônus que recai sobre o órgão acusador de demonstrar o especial fim de agir do agente para que sua conduta possa ser enquadrada na Lei de Segurança Nacional . Ocorre que nenhuma alusão houve na denúncia em exame quanto a esse aspecto”. (f) Absolvição do crime político mantida, conforme jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. 4. A desclassificação do crime político narrado na denúncia, com seu reenquadramento como crime comum, restou de plano afastada pelo Procurador-Geral da República, que se manifestou no sentido da atipicidade da conduta narrada na inicial. 5. Ex positis, nego provimento ao Recurso Criminal e voto para que seja mantida a absolvição do recorrido, tendo em vista a atipicidade da conduta.

Encontrado em: . - Acórdão (s) citado (s): (REQUISITO, CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL) HC 78855 (1ªT), RC 1472 (TP), RC 1470 (2ª), RC 1468-segundo (TP). Número de páginas: 35. Análise: 06/04/2018, JSF....LEG-FED LEI- 007170 ANO-1983 ART-00001 INC-00001 INC-00002 INC-00003 ART-00002 INC-00001 INC-00002 ART-00015 PAR-00002 LSN-1983 LEI DE SEGURANÇA NACIONAL ....LEG-FED DEL- 002848 ANO-1940 ART- 00017 CP -1940 CÓDIGO PENAL . LEG-FED DEL- 003689 ANO-1941 ART-00383 INC-00003 ART- 00386 INC-00003 CPP -1941 CÓDIGO DE PROCESSO PENAL RECTE.

STF - HABEAS CORPUS HC 122201 BA BAHIA 9958620-44.2014.1.00.0000 (STF)

JurisprudênciaData de publicação: 31/05/2017

Decisão: Ementa: DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL. HABEAS CORPUS. CRIMES POLÍTICOS E CRIMES COMUNS. BIS IN IDEM. INOCORRÊNCIA. INÉPCIA DA DENÚNCIA NÃO EVIDENCIADA. ANISTIA QUE INICIALMENTE NÃO ALCANÇAVA OS CRIMES OBJETO DA AÇÃO PENAL. LEI SUPERVENIENTE QUE EFETIVAMENTE ESTENDEU A ANISTIA AOS CRIMES POLÍTICOS. ALTERAÇÃO DO QUADRO FÁTICO-JURÍDICO. CONCESSÃO PARCIAL DA ORDEM. 1. O Supremo Tribunal Federal é competente para julgar habeas corpus impetrado contra ato de Juiz Federal praticado nos …

STJ - Inteiro Teor. CONFLITO DE COMPETENCIA: CC 156979 SP 2018/0045413-5

JurisprudênciaData de publicação: 16/04/2018

Com efeito, a Lei n. 7.17083 dispõe que: "Art. 1º - Esta Lei prevê os crimes que lesam ou expõem a perigo de lesão: I - a integridade territorial e a soberania nacional; Il - o regime representativo.... 1º e 2º da Lei7.170⁄83)....Ausentes a motivação política, bem como a lesão a quaisquer dos bens juridicamente tutelados pela Lei de Segurança Nacional (art. 1º da Lei7.17083), a conduta do recorrente não se subsume no art.

STF - RECURSO CRIME RC 1472 MG MINAS GERAIS 9959568-83.2014.1.00.0000 (STF)

JurisprudênciaData de publicação: 25/05/2016

EMENTA Recurso Ordinário Criminal. Penal e Processual Penal. Crime político. Material militar privativo das Forças Armadas. Artigo 12 , parágrafo único , da Lei7.170 /83. Tipificação. Não ocorrência. Agente que, flagrado na posse de armas de fogo e de duas granadas de mão, pretendia roubar agência bancária. Inexistência de motivação política, bem como de lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à Federação ou ao Estado de Direito (arts. 1º e 2º da Lei7.170 /83). Necessidade de interpretação sistemática da Lei7.170 /83. Precedentes. Desclassificação da imputação, em tese, para a do art. 18 do Decreto-lei nº 3.688 /41, com fundamento no art. 383 do Código de Processo Penal . Admissibilidade. Artigo 617 do Código de Processo Penal . Aplicação ao recurso ordinário criminal (art. 102 , II , b , da CF ), dada a sua natureza de apelação. Precedente. Inviabilidade, contudo, uma vez desclassificada a imputação, de adentrar-se, desde logo, em seu mérito. Incompetência constitucional da Justiça Federal para processar e julgar a ação penal. Nulidade do processo decretada ab initio. Hipótese em que os autos deveriam ser remetidos à Justiça Comum estadual, uma vez que à Justiça Federal também falece competência para processar e julgar contravenção penal (art. 109 , IV , CF ). Recebimento da denúncia por juiz constitucionalmente incompetente, o que não interrompe o curso do prazo prescricional. Precedente. Prescrição da pretensão punitiva reconhecida. Extinção da punibilidade decretada. Recurso provido. 1. O Supremo Tribunal Federal, a partir de interpretação sistemática da Lei7.170 /83, assentou que, para a tipificação de crime contra a segurança nacional, não basta a mera adequação típica da conduta, objetivamente considerada, à figura descrita no art. 12 do referido diploma legal. 2. Da conjugação dos arts. 1º e 2º da Lei7.170 /83, extraem-se dois requisitos, de ordem subjetiva e objetiva: i) motivação e objetivos políticos do agente, e ii) lesão real ou potencial à integridade territorial, à soberania nacional, ao regime representativo e democrático, à Federação ou ao Estado de Direito. Precedentes. 3. Na espécie, o recorrente foi flagrado na posse de armas de fogo e de duas granadas de mão, material privativo das Forças Armadas, quando pretendia roubar uma agência bancária. 4. Ausentes a motivação política, bem como a lesão a quaisquer dos bens juridicamente tutelados pela Lei de Segurança Nacional (art. 1º da Lei7.170 /83), a conduta do recorrente não se subsume no art. 12 , parágrafo único , da Lei7.170 /83. 5. O art. 617 do Código de Processo Penal , que se encontra no Capítulo V, Título II, Livro III, do Código de Processo Penal , que trata “do processo e do julgamento dos recursos em sentido estrito e das apelações, nos Tribunais de Apelação”, tem inteira aplicação ao recurso ordinário criminal (art. 102 , II , b , CF ), uma vez que esse recurso tem a natureza de apelação. Precedente. 6. Por força do art. 617 do Código de Processo Penal , o tribunal poderá observar o disposto no art. 383 do mesmo diploma legal, “não podendo, porém, ser agravada a pena quando somente o réu houver apelado da sentença” 7. Nada obsta, portanto, a desclassificação da imputação para a contravenção do art. 18 do Decreto-lei nº 3.688 /41, com fundamento no art. 383 do Código de Processo Penal . 8. Considerando-se que, por se tratar de contravenção penal, a Justiça Federal era absolutamente incompetente para processar e julgar a ação penal (art. 109 , IV , CF ), descabe adentrar-se, desde logo, em seu mérito. Hipótese em que os autos deveriam ser remetidos à Justiça Comum estadual. 9. A incompetência constitucional da Justiça Federal para processar e julgar a ação penal gera a nulidade, ab initio, do processo. 10. Dessa feita, o recebimento da denúncia não tem o condão de interromper o prazo prescricional. Precedente. Extinção da punibilidade decretada. 11. Recurso provido. ( RC 1472 , Relator (a): Min. DIAS TOFFOLI, Tribunal Pleno, julgado em 25/05/2016, ACÓRDÃO ELETRÔNICO DJe-217 DIVULG 10-10-2016 PUBLIC 11-10-2016)

Encontrado em: O Tribunal, por unanimidade e nos termos do voto do Relator, deu provimento ao recurso ordinário criminal para o fim de, afastada a tipificação do art. 12 , parágrafo único , da Lei7.170 /83: i) desclassificar...Plenário, 25.05.2016. - Acórdão (s) citado (s): (REQUISITO, CRIME CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL) RE 160841 (TP), HC 73451 (1ªT), RC 1468 (TP), RC 1470 (1ªT), CJ 6707 (TP)....LEG-FED LEI- 007170 ANO-1983 ART-00001 INC-00001 INC-00002 INC-00003 ART-00002 INC-00001 INC-00002 ART-00012 PAR- ÚNICO LSN-1983 LEI DE SEGURANÇA NACIONAL .

STF - RECURSO CRIME: RC 1473 SP - SÃO PAULO 0055225-57.2016.1.00.0000

JurisprudênciaData de publicação: 14/11/2017

ART. 102 , II , B, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL . SABOTAGEM EM USINA HIDRELÉTRICA. ART. 15 DA LEI 7.170 /83. MOTIVAÇÃO POLÍTICA. AUSÊNCIA. INAPLICABILIDADE DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL....ART. 102, INCISO II, ALÍNEA B, DA CF. SABOTAGEM. LEI DE SEGURANÇA NACIONAL (LEI 7.170 /83). NÃO CONFIGURAÇÃO. PARECER PELO DESPROVIMENTO DO RECURSO. 1....ART. 102, INCISO II, ALÍNEA B, DA CF. SABOTAGEM. LEI DE SEGURANÇA NACIONAL (LEI 7.170 /83). NÃO CONFIGURAÇÃO. PARECER PELO DESPROVIMENTO DO RECURSO. 1.

O inquérito 4.781 e os crimes contra o STF

Artigos18/03/2019Jorge Assis
Já nos crimes contra a segurança nacional, a competência será da Justiça Federal, dos juízes federais de primeiro grau ( CF , art. 109 , IV )....A simples menção ao inciso I, do art. 13, do Regimento Interno – RISTF ( velar pelas prerrogativas do Tribunal ) ou, ao art. 43 e seguintes ( Art. 43...., porém, na legislação esparsa há uma disposição parecida, na Lei de Segurança Nacional , art. 23 , inc.

STJ - Inteiro Teor. CONFLITO DE COMPETENCIA: CC 164480 DF 2019/0075036-2

JurisprudênciaData de publicação: 07/05/2019

POSSÍVEL OCORRÊNCIA DE DELITOS PREVISTOS NA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL (LEI N. 7.170 ⁄1983). INQUÉRITO POLICIAL JÁ INSTAURADO. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL (ART. 109 , INCISO IV , DA CF⁄88 )....ART. 79 , I , DO CPP E ART. 102 , A, DO CPPM . 1....Na eventualidade de se comprovar a ocorrência de crimes previstos na Lei de Segurança Nacional (Lei 7.170 ⁄1983)- valendo ressaltar que já existe inquérito policial instaurado para esse fim -, nos termos

Conteúdo exclusivo para assinantes

Acesse www.jusbrasil.com.br/pro e assine agora mesmo