assassino em serie em Todos os Documentos

2.510 resultados
Ordenar Por

Análise Criminológica e Imputabilidade dos Assassinos em Série

Artigos09/06/2020Gabriella Paiva
Um ponto importante deste trabalho é a analise em relação à imputabilidade dos assassinos em série, para que, assim, possa verificar a sanção a ser aplicada, como pena ou medida de segurança e até mesmo em relação à possibilidade de ressocialização desses indivíduos. Palavras-chave: Assassinos em série. Criminologia. Imputabilidade. Pena. Medida de segurança. Ressocialização. 1 INTRODUÇÃO O referido trabalho visa tratar sobre os assassinos em série. Leva-se em consideração a atualidade e relevância deste assunto para a sociedade....O assassino em série pode ser tanto um sujeito normal mentalmente, quanto um doente mental, ou ainda um semi-inimputável, devendo ser analisado o caso concreto para que ele seja tratado corretamente, na medida de sua responsabilidade penal. Também é importante observar que nem todo psicopata é um assassino em série e nem todo assassino em série é psicopata, porém, é possível que ele seja as duas coisas ao mesmo tempo. O objetivo principal do trabalho é levantar a questão da imputabilidade dos assassinos em série....Registre-se que há um ramo da criminologia que se dedica ao estudo dos assassinos em série. Há grande importância em conhecer melhor esse tipo de criminosos, visto que estão presentes em abundância na nossa sociedade e por apresentarem alto grau de periculosidade. 4 ASSASSINOS EM SÉRIE 4.1 Definição O assassino em série é aquele que mata dentro de um lapso temporal, podendo ser dias, meses, anos. Ele pratica esses crimes em intervalos de tempo. Para que o indivíduo seja identificado como um assassino em série é necessário que ele já tenha matado algumas pessoas.

Sobre assassinos em série.

Artigos22/03/2022Rusivany Oliveira
A violência pode ser exercida de várias formas, esta pesquisa é sobre a violência psicopatológica que é o perfil de um serial killer, ou seja, um assassino em série que escolhe, planeja e mata suas vítimas de uma forma meticulosa e extremamente organizada, na maioria das vezes ele segue um modus operandi.   O que passa na cabeça de uma pessoa assim? Quais são os fatores que levam a procura insaciável de sangue e o mais importante quais experiências em sua vida em vários estágios tanto na infância, como na adolescência ou até mesmo em sua vida adulta que o leva a se tornar assim?

Por Dentro da Mente do Criminoso: assassinos em série

Artigos27/07/2019Canal Ciências Criminais
Por Verônyca Veras Por Dentro da Mente do Criminoso é uma série documental da Netflix que possui 4 episódios, analisando alguns tipos de crimes de acordo com a mente do criminoso. O primeiro episódio traz profilers para falar sobre os perfis criminais de assassinos em série e é desse episódio que vou tratar aqui. Por Dentro da Mente do Criminoso Vale avisar que o narrador, as imagens e as simulações são bastante sensacionalistas e desnecessárias, mas, quando você releva isso, o conteúdo é bastante envolvente e interessante, e vale a pena assistir pelo menos o primeiro episódio....Sobre os estudos neuropsicológicos, uma excelente indicação da série é o estudo de Adrian Raine, professor de Criminologia, que virou o livro Anatomia do Crime . O episódio fala superficialmente, mas funciona como um instigador para quem tem interesse no tema. Ele estudou as diferenças entre um cérebro comum e o cérebro de criminosos violentos, incluindo assassinos em série. Existem muitas suposições sobre como funciona o cérebro de um serial killer, mas é certo que funciona de uma forma diferente....São diversos fatores que são muito estudados sobre a infância dos assassinos em série, pois é o momento em que o temperamento dessas pessoas é definido e muito do que acontece pode influenciar em seus comportamentos no futuro, como o desprezo pelas mulheres e os desejos sexuais violentos e disfuncionais. Um dado importante colocado no episódio: de acordo com o FBI, a psicopatia é frequente em casos de assassinatos em série, pois esses criminosos frequentemente utilizam manipulação, intimidação, charme e violência para satisfazer suas vontades, características desse transtorno.

Análise Criminológica e a Imputabilidade dos Assassinos em Série

Artigos27/02/2015Guizela Oliveira
Desta forma pode-se concluir que os assassinos em serie, são combinação de genes agregada com o meio ambiente no qual foram criados, ou seja suas personalidades apresentam características tanto genética, quanto sociais (ambiente onde foram criados). Tanto que, de acordo com estudos, cerca de 60% dos assassinos em série sofreram abusos sexuais na infância. A grande maioria torturava animais, foram criados sem afeto, alguns foram abandonados pelos pais sendo criados por parentes ou mesmo adotados. O termo serial Killer é relativamente novo....cura, sendo assim os assassinos em série não possuem condições de ressocialização....A imputabilidade dos Assassinos em Série.2010 [6] VELLAZQUES, Camila Tersariol; Faculdades Integrados Antonio Eufrasio Toledo. O perfil Criminal dos Serial Killers. 2008

O perfil criminal dos assassinos em série - serial killers

Artigos05/02/2019Edson Arthur Lebre dos Santos
São considerados Serial Killers, ou assassinos em série, os indivíduos que praticam, de maneira frequente, uma série de homicídios durante um determinado período, com um intervalo de tempo entre esses homicídios. O intervalo de tempo é o que diferencia os serial killers dos assassinos em massa. Serial Killers x Assassinos em massa Embora pareçam ser a mesma coisa, são diferentes, principalmente no que diz respeito aos motivos que levaram ao crime e a finalidade a ser alcançada....Para uns, duas mortes já seriam suficientes; para outros, seriam necessárias pelo menos quatro mortes para que o assassino seja classificado como serial killer. Características dos assassinatos e do assassinato em série Assassinos em série podem ser divididos em “tipo organizado” e “tipo desorganizado”. Os do tipo organizado apresentam, por muitas vezes, um comportamento satisfatório em sociedade. Eles possuem família, emprego, estabilidade financeira e, no geral, são admirados pelas pessoas, por sua inteligência; porém, são extremamente perturbados no universo íntimo....Ocorrida a morte, o assassino sente-se relaxado e aliviado. Classificando serial killers Segundo Ilana Casoy, os assassinos em série são classificados em 4 tipos: Visionário : é completamente insano. Sofre de alucinações, escuta vozes dentro de sua cabeça e as obedece; Missionário : socialmente não demonstra ser louco, acredita que possui uma missão a ser cumprida, e que é o responsável por livrar o mundo do que julga imoral ou indigno.

Os famosos assassinos em série: serial killers

Artigos18/03/2019Canal Ciências Criminais
O serial killer é um assassino que, por um meio específico e pessoal, mata uma série de pessoas cujas características se assemelham. Serial killers, os assassinos em série A escolha da vítima geralmente é aleatória, desde que se encaixe no perfil que tem como alvo. Sempre possuem um mesmo perfil, mulheres com a mesma cor de cabelo, mendigos, idosos, crianças, entre outras características, sempre iguais, sempre com o mesmo objeto: assim que a tem e abusa dela para obter sua gratificação ou seu prazer, descartando-a ao depois, muitas vezes assassinando-a....Leia mais sobre assassinos em série: Serial killers que matam animais A punição para esse tipo de crime é a condenação por homicídio qualificado, o qual tem pena de reclusão de 12 a 30 anos, podendo ser por motivo torpe, traição, emboscada, meio cruel, entre outros, dependendo do caso. A legislação brasileira estabelece que o indivíduo condenado permaneça em cárcere por, no máximo, 30 anos....Fonte: Canal Ciências Criminais Quer estar por dentro de todos os conteúdos do Canal Ciências Criminais, incluindo novos textos sobre assassinos em série? Então, siga-nos no Facebook e no Instagram . Disponibilizamos conteúdos diários para atualizar estudantes, juristas e atores judiciários.

Morre, aos 83 anos, o assassino em série Charles Manson

Notícias20/11/2017Agência Brasil
O assassino em série Charles Manson, um dos criminosos mais famosos do século 20, morreu nesta segunda-feira (20), aos 83 anos, em um hospital da Califórnia, informou a irmã de uma de suas vítimas ao portal TMZ. Manson abalou os Estados Unidos (EUA) em agosto de 1969 com uma onda de violência, na qual ele e seus seguidores, fãs de uma seita e conhecidos como "a família Manson", mataram sete pessoas para provocar uma guerra racial. Os crimes comoveram a sociedade americana e marcaram simbolicamente um ponto na contracultura dos anos 60 e do movimento hippie....Os assassinos usaram o sangue de suas vítimas para escrever mensagens nas paredes, enquanto seguiam as instruções que acreditavam escutar na canção Helter Skelter , dos Beatles. Manson somava centenas de sanções por mau comportamento na prisão, onde também gravou uma tatuagem em forma de uma suástica....O assassino em série morreu em um hospital da cidade de Bakersfield, disse à TMZ a irmã de Sharon Tate, após receber um telefonema de oficiais de Corcoran State, a prisão onde estava Manson, condenado em 1971 pelo seu papel na organização e no planejamento dos assassinatos cometidos por seus seguidores. Manson foi condenado a morrer na câmara de gás em 1971. A pena capital foi transformada para prisão perpétua depois que os tribunais declararam inconstitucional punir com a morte os detentos no estado da Califórnia.

Livro desvenda farsa sobre assassino em série da Suécia

Notícias04/05/2014Consultor Jurídico
Tornou-se o maior assassino em série da Suécia. Em sessões de análise no hospital psiquiátrico em que estava preso, ele contou ter mutilado, estuprado e comido pedaços do corpo das vítimas. Durante reconstituições nas cenas do crime, disse à polícia que decepou uma das vítimas, um menino de 11 anos, comeu seus dedos e chutou sua cabeça como se fosse uma bola de futebol. A Suécia assistiu horrorizada às confissões e Quick foi condenado à prisão perpétua no hospital por oito assassinatos. Mas o mais incrível é que tudo isso era mentira....A história desse episódio fascinante foi transformada no livro O Caso Thomas Quick A Invenção de um Assassino em Série , de Hannes Rastam, lançado pela editora Record. A partir de suas pesquisas nos registros policiais, nos tribunais e nos relatórios médicos, Rastam chegou à conclusão de que não havia nenhuma prova material de que Bergwall tivesse cometido aqueles crimes. Só as confissões é que o incriminaram. E, muitas vezes, ele estava dopado com remédios fortíssimos quando confessou....A série de programas de Rastam em que Quick voltou atrás em suas confissões levou à anulação das oito condenações por assassinato. Bergwall, 64, está livre desde o ano passado, depois de passar 20 anos no hospital psiquiátrico. "O caso Thomas Quick" é leitura obrigatória para jornalistas, policiais e advogados. Mais do que isso, é leitura obrigatória para qualquer pessoa que não queira ver esses erros monumentais se repetirem. O CASO THOMAS QUICK AUTOR Hannes Rastam EDITORA Record TRADUÇAO Jaime Bernardes QUANTO R$ 58 (462 págs.) AVALIAÇAO bom

Livro desvenda farsa sobre assassino em série da Suécia

Notícias04/05/2014Consultor Jurídico
Tornou-se o maior assassino em série da Suécia. Em sessões de análise no hospital psiquiátrico em que estava preso, ele contou ter mutilado, estuprado e comido pedaços do corpo das vítimas. Durante reconstituições nas cenas do crime, disse à polícia que decepou uma das vítimas, um menino de 11 anos, comeu seus dedos e chutou sua cabeça como se fosse uma bola de futebol. A Suécia assistiu horrorizada às confissões e Quick foi condenado à prisão perpétua no hospital por oito assassinatos. Mas o mais incrível é que tudo isso era mentira....A história desse episódio fascinante foi transformada no livro O Caso Thomas Quick – A Invenção de um Assassino em Série , de Hannes Rastam, lançado pela editora Record. A partir de suas pesquisas nos registros policiais, nos tribunais e nos relatórios médicos, Rastam chegou à conclusão de que não havia nenhuma prova material de que Bergwall tivesse cometido aqueles crimes. Só as confissões é que o incriminaram. E, muitas vezes, ele estava dopado com remédios fortíssimos quando confessou....A série de programas de Rastam em que Quick voltou atrás em suas confissões levou à anulação das oito condenações por assassinato. Bergwall, 64, está livre desde o ano passado, depois de passar 20 anos no hospital psiquiátrico. "O caso Thomas Quick" é leitura obrigatória para jornalistas, policiais e advogados. Mais do que isso, é leitura obrigatória para qualquer pessoa que não queira ver esses erros monumentais se repetirem. O CASO THOMAS QUICK AUTOR Hannes Rastam EDITORA Record TRADUÇÃO Jaime Bernardes QUANTO R$ 58 (462 págs.) AVALIAÇÃO bom

Assassinos em série

Esse tipo de assassino gosta de matar, e o pior é que alguns deles usam estricnina. Qualquer que seja o veneno, o potencial letal contra o ser humano é muito alto. Todos sabem que os cachorros, especialmente, são os animais domesticados preferidos das crianças. Se não houver uma legislação adequada, os assassinos de animais logo se transformarão em assassinos de pessoas. Há outra faixa etária que deve ser considerada ao traçar o perfil....Os assassinos em série estão soltos e, como qualquer outro, têm um padrão de conduta que pode ser identificado. Alguns dados sobre os maus-tratos contra animais - Cerca de 21% daqueles que maltratam os animais também praticam violência doméstica. - 71% das mulheres espancadas relatam também espancamento contra seus animais. - 75% dos incidentes acontecem na frente das crianças. - 70% dos que abusam de animais cometem, mais tarde, outro episódio criminal. - 61,5% dos que abusam de animais já cometeram pelo menos um assalto. - 17% dessas pessoas também cometeram abuso sexual.
Conteúdo exclusivo para assinantes

Acesse www.jusbrasil.com.br/pro e assine agora mesmo