covid 19 em Todos os Documentos

Mais de 10.000 resultados
Ordenar Por

TRT-2 - 10011190920165020431 SP (TRT-2)

JurisprudênciaData de publicação: 15/04/2021

COVID-19. Execução. Atraso no cumprimento de acordo. Incidência de multa. Não demonstrada de forma convincente a dificuldade para honrar o pagamento de parcelas de acordo judicial, em decorrência da pandemia da COVID-19, não há como afastar a incidência da multa convencionada para a hipótese de mora ou inadimplemento.Agravo de Petição a que se nega provimento.

TJ-DF - 07395526120208070000 DF 0739552-61.2020.8.07.0000 (TJ-DF)

JurisprudênciaData de publicação: 06/11/2020

AGRAVO EM EXECUÇÃO PENAL. PRISÃO DOMICILIAR. PANDEMIA. COVID-19. CONDENADO JÁ ACOMETIDO E CURADO DA COVID-19. RECURSO DESPROVIDO. 1. O alegado de que o interno estaria exposto a um risco maior no âmbito do sistema prisional, em relação aos cuidados devidos com a saúde por conta da pandemia do coronavírus, não se mostra o suficiente e nem ao amparo da concessão da prisão domiciliar, mesmo que humanitária, eis que igual tratamento é dispensado a todos os internos, indistintamente. Tanto isso é verdade, que o interno contraiu a COVID-19, foi tratado no Sistema Prisional e encontra-se recuperado. 2. Negado provimento ao recurso.

TRT-2 - 10015811520195020607 SP (TRT-2)

JurisprudênciaData de publicação: 19/04/2021

ACORDO. NOVAÇÃO. COVID-19. Não se ignora a notória e excepcional situação enfrentada no Brasil e no mundo decorrente da pandemia de COVID-19 e seus efeitos no regular funcionamento dos estabelecimentos comerciais. Por outro lado, inegável que a situação de calamidade coloca o trabalhador em situação de vulnerabilidade, inclusive financeira. Destaca-se que o acordo homologado judicialmente faz coisa julgada material e vale como decisão irrecorrível e seus termos foram firmados em meio à pandemia, razão pela qual as empresas já estavam cientes do quadro econômico atual.

Encontrado em: 17ª Turma - Cadeira 5 19/04/2021 - 19/4/2021 10015811520195020607 SP (TRT-2) MARIA DE FATIMA DA SILVA

TRT-2 - 10010650720195020021 SP (TRT-2)

JurisprudênciaData de publicação: 09/10/2020

EXECUÇÃO DE ACORDO NÃO CUMPRIDO. CLÁUSULA PENAL. PANDEMIA. COVID-19. Não se nega que a Pandemia do Covid-19 trouxe enormes impactos sociais e financeiros, não só às empresas, mas também, a toda a sociedade, aí, também, incluído o exequente. Agravo de Petição que se nega provimento.

TRT-4 - Agravo De Petição AP 00101153520115040333 (TRT-4)

JurisprudênciaData de publicação: 17/11/2020

AGRAVO DE PETIÇÃO DO EXEQUENTE. SUSPENSÃO DO PARCELAMENTO. PANDEMIA. COVID-19. Caso em que o exequente recorreu da decisão que deferiu a suspensão do pagamento do parcelamento da dívida, deferido com base no art. 916 do CPC , em razão dos efeitos da pandemia da COVID-19 sobre a economia brasileira. In casu, todavia, a inadimplência do parcelamento é anterior aos efeitos da pandemia da COVID-19 no Brasil, razão pela qual não há amparo a suspensão requerida pela executada. Agravo de petição do exequente a que se dá provimento.

TJ-MG - Habeas Corpus Criminal HC 10000200812477000 MG (TJ-MG)

JurisprudênciaData de publicação: 10/07/2020

EMENTA: HABEAS CORPUS. CRIMES DE HOMICÍDIO TENTADOS. PRISÃO DOMICILIAR DIANTE DA PANDEMIA CAUSADA PELO CORONAVÍRUS (COVID-19). CABIMENTO. PACIENTE QUE APRESENTOU RESULTADO POSITIVO PARA COVID-19 E INTEGRA O GRUPO DE RISCO. CONSTRANGIMENTO ILEGAL. OCORRÊNCIA. ORDEM CONCEDIDA. Havendo a comprovação de que o paciente testou positivo para COVID-19 e integra o grupo de risco, mostra-se prudente e razoável a concessão de prisão domiciliar, de modo a garantir-lhe o direito constitucional à saúde. Ordem concedida.

TJ-MG - Habeas Corpus Criminal HC 10000200812477000 MG (TJ-MG)

JurisprudênciaData de publicação: 10/07/2020

EMENTA: HABEAS CORPUS. CRIMES DE HOMICÍDIO TENTADOS. PRISÃO DOMICILIAR DIANTE DA PANDEMIA CAUSADA PELO CORONAVÍRUS (COVID-19). CABIMENTO. PACIENTE QUE APRESENTOU RESULTADO POSITIVO PARA COVID-19 E INTEGRA O GRUPO DE RISCO. CONSTRANGIMENTO ILEGAL. OCORRÊNCIA. ORDEM CONCEDIDA. Havendo a comprovação de que o paciente testou positivo para COVID-19 e integra o grupo de risco, mostra-se prudente e razoável a concessão de prisão domiciliar, de modo a garantir-lhe o direito constitucional à saúde. Ordem concedida.

TRT-4 - Recurso Ordinário Trabalhista ROT 00203797920205040371 (TRT-4)

JurisprudênciaData de publicação: 30/11/2020

LIBERAÇÃO DO FGTS. COVID-19. Considerando o estado de calamidade pública reconhecido em razão da pandemia do COVID-19, é cabível a liberação dos valores depositados em conta vinculada do trabalhador, limitado ao montante estabelecido pela Medida Provisória 946 /2020.

TRT-4 - Recurso Ordinário Trabalhista ROT 00202281720205040015 (TRT-4)

JurisprudênciaData de publicação: 04/03/2021

RECURSO ORDINÁRIO DA RECLAMADA. INSTITUIÇÃO DE SAÚDE. AFASTAMENTO DE TRABALHADOR INTEGRANTE DE GRUPO DE RISCO. COVID-19. A Turma julgadora, por maioria, vencida a Relatora, entendeu que o afastamento dos empregados integrantes de grupo de risco somente abrange aqueles que trabalham na chamada "linha de frente" do combate à pandemia COVID-19, o que não abrange a parte autora, médico plantonista no setor clínico que não atua atendendo pacientes com suspeita ou portadores de COVID-19.

Encontrado em: ORDINÁRIO DA RECLAMADA HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEICAO S.A. para: (a) determinar o retorno imediato da parte autora ao trabalho, vedada a sua utilização na chamada "linha de frente" do combate à pandemia COVID...-19; e (b) afastar do comando da sentença o deferimento do benefício da justiça gratuita ao reclamante.

TRT-4 - Recurso Ordinário Trabalhista ROT 00202021220205040664 (TRT-4)

JurisprudênciaData de publicação: 07/04/2021

PANDEMIA DE COVID-19. OBRIGAÇÃO DE NÃO FAZER. Não se justifica a ordem para abstenção da empresa de exigir trabalho de seus funcionários durante o período de quarentena decretado pelas autoridades estadual e municipal em razão da pandemia de Covid-19, por ausência de fundamento legal e pela comprovação da adoção de medidas de preservação da saúde dos trabalhadores.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Acesse www.jusbrasil.com.br/pro e assine agora mesmo