sociologia em Todos os Documentos

Mais de 10.000 resultados
Ordenar Por

Algumas reflexões sobre a Sociologia

Artigos27/04/2021Adelmo Santiago Sabino
Esta ciência era a Sociologia. A Sociologia é o estudo da vida social humana, grupos humanos e sociedades humanas....In: O que é sociologia. 38.ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. [2] GIDDENS, Anthony. O que é a Sociologia? In: Sociologia. 6.ed....PREMISSAS DE SOCIOLOGIA JURÍDICA. In: Sociologia Jurídica. 3.ed. Rio de Janeiro: Campus - Elsevier, 2012.

Sociologia da Dominação

Artigos24/03/2020Samantha Yamamoto
Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Vol. 1. Brasília: Editora Universidade Brasília: São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1999.

Fichamento de Sociologia do Direito

Artigos23/06/2020Claudio Antonio Klaus Junior
Texto: Capítulo 3 - Breve História Crítica da Sociologia do Direito Argumento do texto: Dois aspectos são salientados na introdução - hostilidade e abandono quer da parte sociólogos, quer da parte juristas...Critica-se os diferentes períodos da história sociologia e sua relação de amor e raiva com o direito, desde a seu desdém por Saint-Simon que considerava o direito um mesquinho fruto legal-metafísico e...Considerações sobre Durkheim e sua adoção como pai da sociologia do direito e os autores que o sucederam.

A Sociologia e a Mediação

Artigos15/07/2020Luiza Helena Advogada
É um processo multidisciplinar, recorrendo as diversas áreas, tais como: Sociologia, Filosofia, Psicologia, Direito, entre outras.

Sociologia; seus fundadores e a sua presença em nosso cotidiano

Artigos30/10/2020Taline Cristina Andreis Augusto
Outro exemplo da presença da Sociologia em nosso cotidiano, pode ser representado pelo uso da "imaginação sociológica" durante a leitura de um breve artigo científico....Após esse cenário, começaram a surgir os pensadores clássicos da Sociologia, com destaque ao francês Auguste Comte (1798-1857), o inventor da palavra "Sociologia", sendo hoje considerado o "Pai da Sociologia...Outra personalidade fundadora da Sociologia, que tem sido negligenciada pela História, é a britânica Harriet Martineau [3] (1802-1876), a "primeira mulher socióloga".

Sociologia do Direito: por qual razão a mantemos tão distante?

Artigos09/04/2021Caroline Bauer
defende uma visão global de distintas áreas, como a política, a sociologia, a economia e o Direito....Tenhamos a sociologia por perto. Referências: ¹ HOMMERDING, Adalberto Narciso. Sociologia do Direito: da ilustração ao funcionalismo parsoniano – 1. Ed. – São Paulo, Tirant Io Blanch, 2020....Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Traducao de Regis Barbosa e Karen Elsabe Barbosa. Universidade de Brasília, 1999.

Criminologia e Sociologia Jurídica Penal

Artigos01/03/2020Jorge Paiva
(MOLINA, 1997, p. 46). 3.2 Sociologia criminal e política criminal Tanto a Sociologia Criminal como a Política Criminal são muito próximas e complementares à Criminologia....Ferri lançou, inclusive, no ano de 1914, o livro Sociologia Criminal....Estuda-se, através da Sociologia Criminal, a criminalidade e a defesa social contra esta.

Antropologia e Sociologia Jurídica

Artigos08/05/2019Rodrigo Zovka
A Antropologia surgiu na Europa, no século XI, e foi motivo de várias comparações com a Sociologia, já que iniciaram da mesma forma devido aos contextos sociais intelectuais, econômicos, políticos e culturais...O Positivismo era levado para um lado mais racional dos pensamentos ainda que com a ajuda dos meios naturais, nascendo a Sociologia positivista através de Auguste Comte.

Sociologia/Filosofia Marxista.

Artigos06/10/2019Leonardo Dias
Material completo sobre o Marxismo. KARL MARX Obras de Marx: O Capital, é o livro onde o Marx faz uma crítica a teoria econômica. O capítulo a mercadoria é muito importante. Mercadoria é tudo aquilo que tem valor de troca e de uso. A ideologia alemã, fala sobre o ser sensível e o ser inteligível O manifesto do partido comunista O 18 Brumário A questão judaica Pressuposto Teórico: A estrutura econômica determina as relações sociais. Marx diz que a estrutura econômica determina as relações sociais, ou seja, o conjunto de conceitos que formam a estrutura econômica, a base material da sociedade que é formada por: terra, matéria prima, capital, instrumento, tecnologia e força de trabalho. Conceitos fundamentais: Relações de produção: São as relações (sociais) que os indivíduos estabelecem para produzir seus meios de vida. -Cooperação: Uns ajudam os outros. -Exploração: Uns exploram o trabalho de outros. -Meios de produção: Capital, terra, matéria prima e maquinário/tecnologias. -Forças produtivas: Meios de produção + força de trabalho. -Sistema de Produção: Produção, Circulação e consumo de mercadoria. -Mercadoria: Valor de uso e de troca. Método: Materialismo histórico/ Dialético. Para construção do Materialismo Histórico, Marx usou a Dialética da Filosofia, no entanto esta dialética está no plano das ideias, mas ele aplica no campo da produção. Para ter sociedade os seres-humanos precisam estar vivos. Para Marx, as necessidades básicas precisam ser supridas, para Marx o homem deveria caçar de manhã, comer a tarde e ler filosofia à noite. Dialética: Tese, Antítese, Síntese Na tese: Tudo se relaciona Na Antítese: Tudo tem em si sua própria negação Na Síntese: Tudo se transforma Produção e reprodução: 1- Ato histórico: a produção (a produção dos meios que permitam satisfazer as necessidades humanas) 2- Ato histórico: a reprodução (os homens renovam sua própria vida e começam a criar outros homens, a procriar) 3- Ato histórico: a divisão do trabalho (com o aumento populacional – segundo ato histórico – um só indivíduo é incapaz de suprir todas as necessidades que surgirá, então eles começam a intercambiar bens, gera a divisão do trabalho 4- Ato histórico: o intercâmbio (é um produto social; o homem ao desenvolver seus meios de vida, sua produção material e ao estabelecer intercâmbios, expõe-se também ao desenvolvimento dos reflexos ideológicos e dos ecos desse processo da vida real, determinando sua consciência) 5- Ato histórico: a consciência Relações estruturais Infraestrutura: base econômica. Eles trabalham por cooperação. Superestrutura: mundo das ideias políticas, jurídicas, religiosas, etc. Ex: Sociedade indígena. A infraestrutura econômica determina as relações sociais, Para Marx, há os velhos Hegelianos (Conservadores das ideias) e os jovens Hegelianos (São discípulos que fazem críticas), nos quais, está o jovem Feuerbach. Para Marx, tanto os velhos quanto os jovens Hegelianos partem da ideia de que a Superestrutura influencia a infraestrutura, os jovens apenas fazem críticas, mas não revolucionam. Marx, ao longo da Obra Ideologia Alemã, contesta e prova por qual razão a Infraestrutura influencia a superestrutura, ele vai desde o comunismo tribal até sua evolução histórica. Teoria Das Classes: Para Marx, há apenas duas Classes. Burgueses; que detém os meios de produção, que se caracteriza pela propriedade dos meios de produção. E o Proletariado, os donos da força de trabalho, ou seja, os donos da força de trabalho. Para Marx também há o Lumpemproletariado, que são indivíduos que vivem à margem da relação capital de trabalho, ou seja, vivem por conta. ‘’a história da sociedade, sempre foi a história da luta de classes’’. Classe em si: fluxos de indivíduos que compartilham as mesmas condições objetivas no que se refere à propriedade dos meios de produção. O proletários também são classes, mas não detém os meios de produção. Classe para si: Grupos de indivíduos que se organizam politicamente de maneira consciente para a defesa dos seus interesses. Os proletários não são classes para si. Teoria da mais valia: TTSN- Tempo de trabalho socialmente necessário, TTE- Tempo de trabalho excedente, - Mais-valia absoluta: Jornada de trabalho, -Mais-valia relativa inovação técnica. Alienação: desprender-se, distanciar-se perda da essência humana. ALIENAÇÃO-No ato da vinda da força de trabalho: O que diferencia o homem do animal é o trabalho. Alienação não pode ser confundido com irracionalidade. A alienação é o ter suprimindo o ser, alienação é quando eu vendo o que é meu para os outros, a minha força de trabalho não me pertence, e este é o primeiro ato da alienação. -Durante o processo de trabalho: eu perco a consciência do ser, eu me ‘’coisifico’’, eu me torno um pedaço da máquina, eu me torno o apêndice da máquina. Ou seja, sou descartável. Para os donos do meio de produção é mais fácil trocar de trabalhador do que de máquinas. -Em relação ao produto final: O produto não pertence ao operário, mas sim ao burguês. Mudança social: o caráter efêmero (transitório) do capitalismo. A alienação é parte de um movimento histórico, e ela só funciona no capitalismo, ao surgir o Socialismo isto se rompe. Comunismo tribal: feudalismo-/ capitalismo- (Eu preciso viver e vendo o meu trabalho)/ socialismo-/ comunismo. O Feudalismo durou doze séculos, o Capitalismo tem aproximadamente dois séculos, o que caracteriza o Capitalismo é que a propriedade dos meios de produção são privadas, o Socialismo é público. o Capitalismo é a tese, o socialismo é a antítese e o comunismo é a síntese. O capitalismo traz resquícios do Feudalismo e o Socialismo traz resquícios do Capitalismo. Forças produtivas são: Meios de produção + Força de trabalho. As relações de produção são de duas naturezas, por cooperação ou exploração. Para Marx, quando ocorre um choque entre as forças produtivas novas com as antigas, se tem a mudança social. Dentro do feudalismo a burguesia revolucionou os meios de produção. Quando ela cria novos meios de produção, ela cria novos tipos de trabalhadores, que iriam precisar se adequar aos tipos de trabalhos. Após isto há um choque e um novo tipo de produção surge, daí surge o capitalismo. Para Marx, a burguesia é uma classe revolucionária, pois ela revoluciona os meios de produção. Com as evoluções tecnológicas cria-se um exército (industrial) de mão de obra reserva, pois as máquinas substituem os trabalhos humanos. ANARQUIA DE PRODUÇÃO é o processo que o capitalismo cria, com o avanço tecnológico e o desemprego, com isso não há consumo. O Marx acredita que o capitalismo cria sua própria negação, daí surge o socialismo, para ele o trabalhador fará uma revolução. O Socialismo é o resultado da tomada de consciência de classe do trabalhador. Quando surge o Socialismo os meios de produção irão pertencer ao Estado, que por sua vez, será devolvido aos trabalhadores, o Estado assume os meios de produção a propriedade privada passa a ser pública e pertencer a todos, mas não há liberdade.

Bauman - Filosofia , Sociologia e Direito

Artigos06/12/2019Renan Gerbi
Em Seu livro Sociologia do Cotidiano, mostrava a visão dos poloneses, uma sociologia real, empírica e concreta, em 1997, ele faz a releitura de Freud e escreve sua principal obra, criticando a civilização
Conteúdo exclusivo para assinantes

Acesse www.jusbrasil.com.br/pro e assine agora mesmo