Página 8508 da Seção I do Diário de Justiça do Estado de Goiás (DJGO) de 8 de Fevereiro de 2021

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

2 – Ou o deferimento da Tutela da Evidência ao teor do mérito do ponto jurídico I, II, III, IV, V, das provas no (evento 1 – Doc. 1 a 10) constantes dos autos, dos artigos , caput, , , , , 16, 311 IV, 371, 489 II, § 1º, IV, VI, 497 parágrafo único, 927 I, III, IV, 932 II, V a e b, 987 § 2º, 1.019 I e 1.040 II do CPC/15; dos artigos III, caput, II, XXXV, XXXVI, LIV, LV, LXXVIII, § 1º, X, 37 XV, 39 § 3º, 60 § 4º, III, IV, 102 § 2º e 144 § 8º da CF/88; do art. § 2º do Decreto-Lei 4.657/42; dos artigos , e 15 § 3º da Lei Federal 13.022/2014; dos artigos 7º parágrafo único, 9º, 11, 17 § 2º, I, II, III, IV, V, VI, 19 I, 20 I, II, § 3º, 44, 46 § 2º, 51, 53, 56, 58, 59 parágrafo único, 64, 67, 70, 71, 72 e 73 da Lei Municipal 641/2012; do art. 138 § 1º, § 2º da Lei Municipal 143/91; das decisões vinculantes de repercussão geral reconhecida do RE 730.462, do RE 563.708 e do ARE 660.010 do STF; da decisão vinculante da ADI 293, da ADI 2105 e da ADI 2075 MC do STF; da Súmula 654 do STF; da Súmula 568 do STJ e da jurisprudência dominante dos Tribunais Pátrios que garante o deferimento da tutela da evidência do art. 311 IV do CPC, que é insuscetível de ser indeferida pelo ínclito relator diante do avocado e estabelecido pelo legislador, decisões vinculantes e direitos adquirido avocado e provado em absoluto;

Determinando ao agravado a imediata progressão do agravante para o cargo de GM INSPETOR 3ª Classe na letra A, com o pagamento do seu salário atualizado conforme a Tabela salarial de 2020 constante dos autos, por se tratar de direito adquirido automático, por ser defeso permitir a continuidade dos ilícitos praticados pelo agravado desde 2013 e a redução salarial dos seus direitos adquiridos o que é constitucionalmente vedado.

Com aplicação de multa diária no valor de R$ 2.000,00 mil reais no caso de descumprimento da ordem judicial até o limite de R$ 100.000,00 mil reais e sob pena de responder pelos crimes de desobediência; de responsabilidade e de abuso de autoridade nos termos da constituição e da lei.

3 – Que na apreciação e julgamento dos pedidos liminares e no mérito do recurso não seja aplicado o art. 995 parágrafo único e da primeira parte do inciso I do art. 1.019 do CPC/15, que tratam de efeito suspensivo da decisão agravada por não ser a pretensão recursal pedida pelo agravante, conforme provado em absoluto nos pontos jurídicos I, II, III, IV, V deste recurso.

4 – Que não seja aplicado no julgamento deste recurso e dos pedidos formulados nenhum dos dispositivos legais de vedação de deferimento de liminar contra a fazenda pública estabelecida no art. 1.059 do CPC/15; nos artigos § 3º, § 5º da Lei 8.437/92; no art. da Lei 9.494/97 e no art. § 2º da Lei 12.016/09, por serem todos inaplicáveis nas liminares de tutela da evidência e tutela especifica conforme provado em absoluto pelo agravante em que estas vedações são infirmadas em absoluto pelo mérito dos pontos jurídicos II, III, IV, V, deste recurso e porque os pedidos liminares formulados são insuscetíveis de serem afastados, omitidos ou alterados o deferimento de um destes pelo ínclito relator juridicamente.