Página 95 da Cidade do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 14 de Maio de 2021

Diário Oficial do Estado de São Paulo
mês passado
Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

Urbana e a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo para a prestação dos estudos, pesquisas e atividades de monitoramento dos serviços indivisíveis de limpeza urbana, nos termos do ato expedido pelo Relator.

2) TC/013864/2020Retomada – Relator: Conselheiro Corregedor EDUARDO TUMA – Acompanhamento – Edital do Pregão Eletrônico 026/2020 – São Paulo Turismo S.A. – Formação de Registro de Preços, sob regime de empreitada por preço unitário, para eventual contratação de empresa para prestação de serviços de apoio operacional, compreendendo o fornecimento de diárias de Agente de Apoio Operacional para atendimento parcelado a diversos eventos por um período de 12 (doze) meses, conforme bases, condições e especificações do edital e seus anexos. Processo devolvido pelo Conselheiro Maurício Faria – Revisor, após pedido de vista na 3.134ª S.O.

Resultado: Por unanimidade, está revogada a suspensão cautelar do Pregão 026/2020, realizado pela São Paulo Turismo S.A., e autorizada a retomada do certame, com determinação à Origem para que realize nova pesquisa de mercado para a quantidade de 151.000 (cento e cinquenta uma mil) diárias, ampliando a consulta para um maior número de empresas, e corrija o equívoco na numeração do Anexo VI na nova versão do edital. É determinado, também, à Auditoria, que proceda ao acompanhamento das medidas anunciadas pela Origem, das condicionantes determinadas e da análise do contrato e sua execução, na conformidade da proposta apresentada pelo Relator.

ORDEM DO DIA

A seguir, foram discutidos e julgados os processos em pauta. O inteiro teor dos acórdãos estará disponível no sítio eletrônico do Tribunal de Contas do Município de São Paulo.

O Conselheiro Presidente solicitou que o Conselheiro Vice--Presidente Roberto Braguim assumisse a Presidência.

CONSELHEIRO PRESIDENTE JOÃO ANTONIO, na qualidade de Relator.

1) TC/000295/2001 – Recurso da Procuradoria da Fazenda Municipal interposto em face da R. Decisão de Juízo Singular de 20/12/2001 – Instituto de Previdência Municipal de São Paulo e Jupiacyr Monteiro de Rezende (RF 10.315-9) – Daercy Cassiani Monteiro de Rezende solicita revisão de cálculo do valor percebido na Pensão 18.328-8.

Resultado: Por unanimidade, é conhecido o recurso da Procuradoria da Fazenda Municipal, pois presentes os requisitos regimentais de admissibilidade. No mérito, é negado provimento, para manutenção da Decisão recorrida, por seus próprios e jurídicos fundamentos, nos termos do voto do Relator.

Reassumiu a direção dos trabalhos o Conselheiro Presidente João Antonio.

CONSELHEIRO VICE-PRESIDENTE ROBERTO BRAGUIM 1) TC/008481/2020 – SC Engenharia Ltda. – Subprefeitura Itaquera – Representação interposta em face do edital de Tomada de Preços 01/SUB-IQ/2020, cujo objeto é a contratação de empresa especializada em serviços de engenharia para reforma e adequação de campo de futebol com forração de grama sintética no CDC União do Morro, localizado na Rua Astolfo Marques 330, Cidade Líder. 2) TC/011683/2020 – RJ Empreendimentos Esportivos Ltda. – EPP – Subprefeitura Itaquera – Representação interposta em face do edital de Tomada de Preços 01/SUB-IQ/2020, cujo objeto é a contratação de empresa especializada em serviços de engenharia para reforma e adequação de campo de futebol com forração de grama sintética no CDC União do Morro, localizado na Rua Astolfo Marques 330, Cidade Líder (Tramita em conjunto com o TC/011708/2020). 3) TC/011708/2020 – Clayton Waldemar Salomão – Subprefeitura Itaquera – Representação interposta em face do edital de Tomada de Preços 01/SUB-IQ/2020, cujo objeto é a contratação de empresa especializada em serviços de engenharia para reforma e adequação de campo de futebol com forração de grama sintética no CDC União do Morro, localizado na Rua Astolfo Marques 330, Cidade Líder (Tramita em conjunto com o TC/011683/2020).

Resultado: Por unanimidade, não são conhecidas as representações: a do TC/008481/2020, por não ter sido instruída com a comprovação da existência legal da empresa, apesar de intimada à complementação, em afronta aos termos do artigo 55 do Regimento Interno desta Corte; a do TC/011683/2020, por estar em desacordo com a Portaria 06/2020 do TCMSP, uma vez que veio desacompanhada de cópia digitalizada de documento de identificação do signatário; e a do TC/011708/2020, em razão da ausência das cópias do título de eleitor e do comprovante de endereço do representante, em afronta aos termos do artigo 55 do Regimento Interno desta Corte e do artigo 113, § 1º, da Lei Federal 8.666/93, nos termos do voto do Relator.

CONSELHEIRO MAURÍCIO FARIA

A) Revisor Conselheiro Domingos Dissei

1) TC/004134/2016 – Recurso "ex officio" em face da R. Decisão de Juízo Singular de 14/08/2019 – Secretaria Municipal de Educação/Diretoria Regional de Educação de São Mateus e Cooperestrada Cooperativa de Transportes e Logística – Contrato 23/SME/2013 – Prestação de serviços de transporte com veículos, incluindo motorista e combustível.

Resultado: Por unanimidade, é conhecido o recurso "ex officio", por regimental. No mérito, é negado provimento, para manutenção da Decisão proferida, por seus próprios e jurídicos fundamentos, nos termos do voto do Relator.

2) TC/014317/2020 – Paraná Soluções Logísticas e Transportes Ltda. – Diretoria Regional de Educação São Mateus – Secretaria Municipal de Educação – Representação em face do edital do Pregão Eletrônico 04/DRE-SM/2020, cujo objeto é a contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de transporte de cargas com quilometragem livre, incluindo motorista, ajudante, combustível, seguro, manutenção e rastreamento.

Resultado: Por unanimidade, é conhecida a representação, por presentes seus requisitos de admissibilidade. No mérito, é julgada improcedente, nos termos do voto do Relator.

B) Revisor Conselheiro Corregedor Eduardo Tuma

3) TC/002232/2017 – Vereador Antonio Biagio Vespoli (Câmara Municipal de São Paulo) – Secretaria Municipal da Saúde/Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital

D.O.C.; São Paulo, 66 (92), sexta-feira, 14 de maio de 2021

Albert Einstein e Sanear Engenharia e Construção Ltda.

– Representação interposta em face do reajuste do valor

da locação do imóvel não residencial em que funciona a

Unidade Básica de Saúde – UBS Jardim Olinda.

Vista dos autos, na fase de discussão , ao Conselheiro

Corregedor Eduardo Tuma.

CONSELHEIRO DOMINGOS DISSEI

1) TC/012511/2020 – Berlin Finance Meios de Pagamentos Ltda. – Companhia de Engenharia de Tráfego – Representação interposta em face do edital do Pregão Eletrônico 43/2020,

cujo objeto é o fornecimento e a prestação de serviços de

administração dos benefícios refeição e alimentação, na forma

de cartões eletrônicos/magnéticos com chip de segurança, na

modalidade Créditos Refeição destinados aos empregados e

estagiários, bem como na modalidade Alimentação destinados

aos empregados da Companhia, para aquisição de gêneros

alimentícios em estabelecimentos comerciais credenciados no

Município e na Grande São Paulo.

Resultado: Por unanimidade, é conhecida a representação,

pelo preenchimento dos pressupostos de admissibilidade. Em

parte, é declarada prejudicada, com relação ao prazo para

apresentação da rede de estabelecimentos credenciados, e, em

parte, no mérito, é julgada improcedente, com relação à apresentação de atestados de capacidade técnica distintos para os

benefícios de vale-alimentação e vale-refeição, bem como quanto ao valor da garantia exigida, nos termos do voto do Relator.

CONSELHEIRO CORREGEDOR EDUARDO TUMA

1) TC/021693/2019 – CS Brasil Frotas Ltda. – Secretaria

Municipal da Saúde – Representação interposta em face do

edital do Pregão Eletrônico 250/2019/SMS.G, cujo objeto é a

contratação de pessoa jurídica de direito privado especializada

na prestação de serviços de locação de veículos, com sistema

de monitoramento e rastreamento, motorista, combustível

e manutenção, rádio de comunicação ou telefone móvel, de

quilometragem livre, para suprir as necessidades do Sistema

Municipal de Vigilância em Saúde.

Resultado: Por unanimidade, é conhecida a representação,

uma vez que preenchidos os requisitos de admissibilidade. No

mérito, é julgada improcedente, nos termos do voto do Relator.

2) TC/007405/2020 – Secretaria Municipal de Cultura/

Coordenação do Sistema Municipal de Bibliotecas – Acompanhamento – Verificar a regularidade do edital do Pregão Eletrônico 027-SMC-G-2020, cujo objeto é a contratação de empresa

para prestação de serviços de segurança/vigilância patrimonial

desarmada para os imóveis sob responsabilidade da Coordenação do Sistema Municipal de Bibliotecas – CSMB, quanto aos

aspectos de legalidade, formalidade e mérito.

Resultado: Por unanimidade, é julgado regular o edital do

Pregão Eletrônico 027-SMC-G-2020, da Secretaria Municipal de

Cultura, nos termos do voto do Relator.

3) TC/008010/2020 – Secretaria Municipal de Cultura

– Acompanhamento – Verificar a regularidade do edital de

Chamamento Público 23/2020/SMC/CFOC/SFA, cujo objeto é

a seleção de propostas dos interessados em participar da 36ª

Edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a

Cidade de São Paulo, quanto aos aspectos de legalidade, formalidade e mérito.

Resultado: Por unanimidade, é julgado regular o edital de

Chamamento 23/2020/SMC/CFOC/SFA, da Secretaria Municipal

de Cultura, nos termos do voto do Relator.

4) TC/008077/2020 – Secretaria Municipal de Cultura

– Acompanhamento – Verificar a regularidade do edital de

Chamamento Público 19/2020/SMC/CFOC/SPLU, relativo à

5ª Edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia de

São Paulo/2020, cujo objeto é o apoio financeiro a projetos e

ações culturais propostos por coletivos artísticos e culturais em

distritos ou bolsões com altos índices de vulnerabilidade social,

especialmente nas áreas periféricas do Município de São Paulo,

quanto aos aspectos da legalidade, formalidade e mérito.

Resultado: Por unanimidade, é julgado regular o edital de

Chamamento Público 19/2020/SMC/CFOC/SPLU, da Secretaria

Municipal de Cultura, nos termos do voto do Relator.

A seguir, foi deferido pedido dos Conselheiros ao Egrégio

Plenário, para que o prazo para devolver os processos da pauta

de reinclusão fosse adiado, nos termos do artigo 172, inciso

III, combinado com o artigo 182, ambos do Regimento Interno

desta Corte. O Conselheiro Corregedor Eduardo Tuma comunicou que devolverá, na próxima sessão, todos os processos com

pedidos de vista solicitados pelo Conselheiro Edson Simões, à

época.

Por derradeiro, o Presidente convocou os Senhores Conselheiros para a realização da Sessão Ordinária 3.142, bem como

para as Sessões Extraordinárias 3.143, destinada ao julgamento

do Balanço da Companhia São Paulo de Desenvolvimento e

Mobilização de Ativos – SPDA, exercício 2015, e 3.144, destinada ao julgamento do Balanço da São Paulo Negócios – SP

Negócios, exercício 2017, todas de julgamento presencial por

sistema eletrônico de videoconferência, a serem realizadas no

próximo dia 12 de maio de 2021, a partir das 9h30.

Nada mais havendo a tratar, às 11 horas, o Presidente

encerrou a sessão de videoconferência, da qual foi lavrada a

presente ata, subscrita, de forma eletrônica, por mim, Ricardo E.

L. O. Panato, Secretário-Geral, e assinada pelo Presidente, pelos

Conselheiros e pelo Procurador-Chefe da Fazenda.

ATA DA 3.139ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO

TRIBUNAL PLENO

Aos cinco dias do mês de maio de 2021, às 11h05, realizou-se a 3.139ª sessão (extraordinária) de julgamento presencial por sistema eletrônico de videoconferência do Tribunal de

Contas do Município de São Paulo, com fulcro na Resolução

06/2020 e respaldo no Decreto Municipal 59.283, de 16 de

março de 2020, sob a presidência do Conselheiro João Antonio,

participando os Conselheiros Roberto Braguim, Vice-Presidente,

Maurício Faria, Domingos Dissei e Eduardo Tuma, Corregedor, o

Secretário-Geral Ricardo E. L. O. Panato, a Subsecretária-Geral

Roseli de Morais Chaves e o Procurador-Chefe da Fazenda

Robinson Sakiyama Barreirinhas.

Havendo número legal, a Presidência declarou aberta a

sessão sob a proteção de Deus. Conforme publicação no Diário

Oficial da Cidade de São Paulo, de 1º de maio p.p., esta sessão

destina-se ao julgamento dos Balanços da São Paulo Negócios

S.A. – SP Negócios, referentes aos exercícios de 2015 e 2016.

ORDEM DO DIA

A seguir, foram discutidos e julgados os processos em pauta. O inteiro teor dos acórdãos estará disponível no sítio eletrônico do Tribunal de Contas do Município de São Paulo.

CONSELHEIRO MAURÍCIO FARIA

1) TC/003781/2016 – São Paulo Negócios S.A. – Balanço referente ao exercício de 2015. 2) TC/003097/2017 – São Paulo Negócios S.A. – Balanço referente ao exercício de 2016.

Resultado: Por unanimidade, são acolhidas as Contas da São Paulo Negócios S.A. relativas aos exercícios de 2015 e 2016 (atual “São Paulo Parcerias S.A.”), ressalvados os atos não apreciados e/ou pendentes de julgamento. São acolhidas as Infringências indicadas, bem como as propostas de Determinações à “São Paulo Parcerias” referentes ao exercício de 2016, direcionadas a partir de 2017, sem prejuízo da observância dos desdobramentos com o aumento do das despesas com pessoal e pró-labore, nos exercícios subsequentes. São reiteradas as determinações de exercícios anteriores. É reiterado o Alerta relacionado ao aumento e ao total de gastos com despesas com pessoal e pró-labore, posto que continuaram a crescer nos exercícios em julgamento, frente ao ano de 2014. É determinado o envio de cópias do julgado aos responsáveis e às Secretarias Municipais da Fazenda e de Desestatização e Parcerias, nos termos do relatório e voto do Relator.

Nada mais havendo a tratar, às 11h15, o Presidente encerrou a sessão de videoconferência, da qual foi lavrada a presente ata, que vai, subscrita, de forma eletrônica, por mim, Ricardo E. L. O. Panato, Secretário-Geral, e assinada pelo Presidente, pelos Conselheiros e pelo Procurador-Chefe da Fazenda.

ATA DA 3.140ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO TRIBUNAL PLENO

Aos cinco dias do mês de maio de 2021, às 11h20, realizou-se a 3.140ª sessão (extraordinária) de julgamento presencial por sistema eletrônico de videoconferência do Tribunal de Contas do Município de São Paulo, com fulcro na Resolução 06/2020 e respaldo no Decreto Municipal 59.283, de 16 de março de 2020, sob a presidência do Conselheiro João Antonio, participando os Conselheiros Roberto Braguim, Vice-Presidente, Maurício Faria, Domingos Dissei e Eduardo Tuma, Corregedor, o Secretário-Geral Ricardo E. L. O. Panato, a Subsecretária-Geral Roseli de Morais Chaves e o Procurador-Chefe da Fazenda Robinson Sakiyama Barreirinhas.

Havendo número legal, a Presidência declarou aberta a sessão sob a proteção de Deus. Conforme publicação no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, de 1º de maio p.p., esta sessão destina-se ao julgamento do Balanço da São Paulo Urbanismo – SP Urbanismo, referente ao exercício de 2018.

ORDEM DO DIA

A seguir, foi discutido e julgado o processo em pauta. O inteiro teor do acórdão estará disponível no sítio eletrônico do Tribunal de Contas do Município de São Paulo.

CONSELHEIRO DOMINGOS DISSEI

TC/008206/2019 – São Paulo Urbanismo – SP Urbanismo – Balanço referente ao exercício de 2018 (Apensados os processos TC/006062/2018, TC/011500/2018, TC/003037/2019, TC/007602/2019 e TC/009061/2019)

Resultado: Por unanimidade, são aprovadas as contas da Empresa São Paulo Urbanismo, relativas ao exercício 2018, ressalvados os atos não apreciados e/ou pendentes de julgamento. São acolhidas, como “Determinações do Exercício”, as propostas apresentadas pela auditoria constantes do item nº 5.2, peça 8, do Relatório Anual de Fiscalização. É declarado prejudicado o item 5.2.1.2, em razão de a SP-Urbanismo ter sido considerada pela PMSP como uma empresa estatal dependente. São reiteradas as 22 determinações de exercícios anteriores, não atendidas, que serão objeto de análises futuras. São expedidas recomendações à SP Urbanismo, para que adote medidas de aprimoramento visando a impedir a ocorrência de infringências, como as apuradas pela Auditoria no item 5.1 do RAF/2018. É determinado o envio de cópia do relatório e voto do Relator e do Acórdão ao: 1. Diretor Presidente da Empresa São Paulo Urbanismo, 2. Titular da Pasta da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, 3. Presidente da Empresa são Paulo Obras, 4. Chefe do Executivo, e 5. Controlador Geral do Município, nos termos do relatório e voto do Relator.

Nada mais havendo a tratar, às 11h25, o Presidente encerrou a sessão de videoconferência, da qual foi lavrada a presente ata, que vai, subscrita, de forma eletrônica, por mim, Ricardo E. L. O. Panato, Secretário-Geral, e assinada pelo Presidente, pelos Conselheiros e pelo Procurador-Chefe da Fazenda.

ATA DA 3.141ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO TRIBUNAL PLENO

Aos cinco dias do mês de maio de 2021, às 11h30, realizou-se a 3.141ª sessão (extraordinária) de julgamento presencial por sistema eletrônico de videoconferência do Tribunal de Contas do Município de São Paulo, com fulcro na Resolução 06/2020 e respaldo no Decreto Municipal 59.283, de 16 de março de 2020, sob a presidência do Conselheiro João Antonio, participando os Conselheiros Roberto Braguim, Vice-Presidente, Maurício Faria, Domingos Dissei e Eduardo Tuma, Corregedor, o Secretário-Geral Ricardo E. L. O. Panato, a Subsecretária-Geral Roseli de Morais Chaves e o Procurador-Chefe da Fazenda Robinson Sakiyama Barreirinhas.

Havendo número legal, a Presidência declarou aberta a sessão sob a proteção de Deus. Conforme publicação no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, de 1º de maio p.p., esta sessão destina-se ao julgamento do Balanço da Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo – Cohab-SP/Fundo Municipal de Habitação – FMH, referente ao exercício de 2016.

ORDEM DO DIA

A seguir, foi discutido e julgado o processo em pauta. O inteiro teor do acórdão estará disponível no sítio eletrônico do Tribunal de Contas do Município de São Paulo.

CONSELHEIRO DOMINGOS DISSEI

Designado o Conselheiro Corregedor Eduardo Tuma Revisor “ad hoc”

TC/003111/2017 – Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo – Cohab-SP/Fundo Municipal de Habitação – FMH – Balanço referente ao exercício de 2016 (Apensados os processos TC/006373/2016, TC/000626/2017, TC/000970/2017, TC/001056/2017, TC/001422/2017, TC/001785/2017, TC/002400/2017 e TC/003069/2017)

Resultado: Por unanimidade, são julgadas excepcionalmente regulares as Contas da Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo e do Fundo Municipal de Habitação, relativas ao exercício de 2016, ressalvados os atos não apreciados e/ou pendentes de julgamento. São acolhidas como “Determinações do Exercício” as propostas apresentadas pela Auditoria constantes no item 5.2 dos Relatórios Anuais de Fiscalização da Cohab-SP e FMH, ambos do exercício de 2016, à exceção dos subitens considerados superados 5.2.1-3, 5.2.2-2 e 5.2.2-5 a 5.2.2-7 da Cohab-SP, e o subitem 6.3-1 do FMH. São reiteradas as “Determinações dos Exercícios de 1998 a 2006” (subitens 6.1, 6.2, 6.3, 6.4, 6.6, 6.8, 6.9, 6.10 e 6.12), consideradas não atendidas e que deverão ser objeto de análises futuras. São ratificadas as infringências apontadas no item 5.1, pendentes de regularização. É determinado o envio de cópia do relatório e voto do Relator e do Acórdão ao: 1. Diretor Presidente da empresa Cohab-SP, à época e atual. 2. Titular da Pasta da Secretaria Municipal de Habitação – Sehab, à época e atual. 3. Chefe do Executivo. 4. e ao Controlador Geral do Município, nos termos do relatório e voto do Relator.

Declarou-se impedido o Conselheiro Maurício Faria – Revisor, sendo nomeado Revisor “ad hoc” o Conselheiro Eduardo Tuma.

Nada mais havendo a tratar, às 11h40, o Presidente encerrou a sessão de videoconferência, da qual foi lavrada a presente ata, que vai, subscrita, de forma eletrônica, por mim, Ricardo E. L. O. Panato, Secretário-Geral, e assinada pelo Presidente, pelos Conselheiros e pelo Procurador-Chefe da Fazenda.

DESPACHOS DO EXMO. SR.

CONSELHEIRO/INTIMAÇÃO

DESPACHO DO EXMO. SR. CONSELHEIRO ROBERTO BRAGUIM

TC nº 015574/2020

Assunto: Representação – Representação em face do Extrato do Termo de Permissão de Uso a Título Precário e Provisório nº 003/SUB-AF/2020, cujo objeto é a permissão de uso a título precário e provisório, do bem público correspondente a área pública localizada na Rua Angoera, s/n - Vila Formosa, encerrando um área de aproximadamente 5.394m², para obras do Empreendimento Linha 2-Verde, para instalação do seu canteiro de obras para construção da futura unidade construtiva subterrânea - estacionamento e base de manutenção - Complexo Rapadura Proc. Externo 6030.2020/0000186-3

Destinatários: Exmos. Srs. Alexandre Modonezi de Andrade-Secretaria Municipal das Subprefeituras, Rafael Dirvan Martinez Meira-Subprefeitura Aricanduva/Formosa/ Carrão, Silvani Alves Pereira-Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, Paulo Dantas de Araújo e Marta Cavalcante de Barros

À Unidade Técnica de Ofícios

Por meio do despacho prolatado no dia 01/12/2020 (DOC de 02/12/2020), determinei a suspensão do Termo de Permissão de Uso a Título Precário e Provisório nº 003/SUB-AF/2020, emitido pela Subprefeitura Aricanduva/Formosa/ Carrão, para o bem público correspondente à área pública localizada na Rua Angoera, s/n - Vila Formosa para obras do Empreendimento Linha 2-Verde, para instalação do seu canteiro de obras para construção da futura unidade construtiva subterrânea - estacionamento e base de manutenção - Complexo Rapadura.

Tal ato foi pautado na manifestação prévia da AJCE que, a partir de Representação formulada por Marta Cavalcante de Barros e Paulo Dantas de Araújo, alegando irregularidades/ilegalidades na emissão do Termo de Permissão de Uso em referência e denunciando o eminente corte de mais de 300 espécies arbóreas, concluiu pela possibilidade de concessão da liminar pretendida, fundada no poder geral de cautela e em razão da existência da fumaça do bom direito, tendo em conta inclusive os elementos que haviam motivado o MPSP a emitir a Recomendação n. 043.0482.0000259/2020 (ICP posteriormente convertido em ACP) e pelo perigo na demora, caracterizado pela situação de possível lesão ao patrimônio público.

Desde então, prosseguiu-se a instrução do feito garantindo--se a todos os envolvidos o direito ao contraditório e a ampla defesa e como forma de enriquecer o debate com a colheita de informações necessárias diante da complexidade e importância do assunto.

Contudo, a Subprefeitura Aricanduva/Formosa/Carrão, desatendendo reiterado chamamento desta Relatoria, não apresentou comprovação de que licenças/autorizações para supressão arbórea/vegetal tenham sido concedidas por autoridades competentes, de modo a demonstrar, efetivamente, que os termos do TPU foram obedecidos, nem esclareceu sobre as providencias que por ela teriam sido tomadas diante do ajuizamento da ACP n. 1063784-71.2020.8.26.0053, movida pelo Ministério Público em face do Metrô e da CETESB, para sustação dos efeitos da licença ambiental expedida para o Complexo Rapadura. Vale registrar que neste processo judicial foi determinado ao Metrô que se abstenha de realizar qualquer movimentação de terra no "Complexo Rapadura" ou mesmo o corte de árvores.

Igualmente, consta dos autos registro da Auditoria de que, durante a elaboração de seu relatório de fiscalização, solicitou informação diretamente para a Secretaria do Verde e Meio Ambiente acerca de eventual aprovação de supressão vegetal na área, que também não foi apresentada.

Isto posto, e também reconhecendo a relevância da obra, sob todos os seus aspectos, para o Município e seus cidadãos, determino que se oficie à Subprefeitura Aricanduva/Formosa/ Carrão para que em 15 dias, sob pena de responsabilidade, apresente manifestação de modo a demonstrar, efetivamente, que os termos do Termo de Permissão de Uso foram obedecidos e/ou quais providencias foram adotadas em seu âmbito ou, ainda, se permanece seu interesse na manutenção do Termo de Permissão de Uso a Título Precário e Provisório nº 003/ SUB-AF/2020.

Oficiem-se, também, a Secretaria Municipal das Subprefeituras, os Representantes e o Metrô para tomarem conhecimento. Os ofícios deverão ser acompanhados de cópia integral digital destes autos.