Página 2966 da Seção I do Diário de Justiça do Estado de Goiás (DJGO) de 30 de Julho de 2021

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

PODER JUDICIÁRIO

Tribunal de Justiça do Estado de Goiás

Gabinete do Desembargador Carlos Escher

________________________________________

AGRAVO DE INSTRUMENTO 5280159-97.2021.8.09.0000

AGRAVANTE: BANCO BRADESCO S/A

AGRAVADOS: BALTAZAR JUSTINO DA CRUZ

MARLI DA SILVA JUSTINO

RELATOR: DESEMBARGADOR CARLOS ESCHER

CÂMARA: 4ª CÍVEL

VOTO

Presentes os pressupostos de admissibilidade, conheço do agravo de instrumento.

Conforme relatado, trata-se de recurso de agravo de instrumento, sem pedido liminar, interposto pelo BANCO BRADESCO S/A, qualificado e representado, contra a decisão do evento 69 dos autos 5406046-22, proferida pela Drª. Roberta Wolpp Gonçalves, MMª. Juíza de Direito da comarca de Uruana, na ação de execução movida em desfavor de BALTAZAR JUSTINO DA CRUZ e MARLI DA SILVA JUSTINO, pela qual foi reconhecida a impenhorabilidade do imóvel de matrícula 06127 do CRI de Uruana-GO.

Em suas razões recursais (evento 1), o banco agravante sustentou que somente a pequena propriedade rural trabalhada pela família é impenhorável, nos termos do art. 833, VIII, do Código de Processo Civil c/c o art. , II, da Lei 8.629/1993.