Página 20254 da Suplemento - Seção III do Diário de Justiça do Estado de Goiás (DJGO) de 13 de Setembro de 2021

Diário de Justiça do Estado de Goiás
há 11 meses
Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

2 – Quais as justificativas para essa conclusão, considerando as condições pessoais (idade, qualificação, profissional, etc) e profissionais (características das atividades exercidas)?

3 – Caso afirmativo, qual o estado mórbido incapacitante?

4 – A doença do (a) requerente pode ser considerada como uma doença profissional ou do trabalho?

5 – Qual o CID da doença? A doença está incluída na lista da Portaria Interministerial MPAS/MS n. 2.998/2001?

6 – O (a) autora pode, atualmente, trabalhar e executar tarefas sem que haja piora em seu estado de saúde?

7 – Há cura para a enfermidade que o (a) requerente está acometido?

8 – Em caso de possível cura, bem como de invalidez temporária, qual o prazo estimulado por essa junta médica para que o (a) requerente desenvolva normalmente as atividades sociais?

Faculto aos litigantes a apresentação de quesitos e nomeação de assistente técnico, também no prazo comum de 15 (quinze) dias (CPC, art. 465, § 1º, incisos II e III).

Considerando o Despacho n. 162/2016, da Presidência do Tribunal de Justiça de Goiás, postergo a audiência de conciliação para o dia da audiência de instrução e julgamento.

Cite-se o requerido para integrar a relação processual, apresentando, no prazo legal, contestação, sob pena de serem tidos como verdadeiros os fatos alegados na inicial.

Defiro o benefício da assistência judiciária gratuita.

Intimem-se.

Cumpra-se.

Santo Antônio do Descoberto/GO, 10 de setembro de 2021.

PATRICIA DE MORAIS COSTA VELASCO

Juíza de Direito

(assinado digitalmente)