Página 15219 da Suplemento - Seção II do Diário de Justiça do Estado de Goiás (DJGO) de 25 de Maio de 2022

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

Poder Judiciário do Estado de Goiás

Comarca de Goiânia

4º Juízo do Núcleo da Justiça 4.0

Especializado em Matéria de Juizado Especial da Fazenda Pública

SENTENÇA

Processo nº : 516XXXX-02.2022.8.09.0051

: PROCESSO CÍVEL E DO TRABALHO -> Processo de

Classe processual Conhecimento -> Procedimento de Conhecimento ->

Procedimento do Juizado Especial da Fazenda Pública

Requerente (s) : Antonio Paulo De Carvalho

Requerido (s) : Estado De Goiás

EMENTA: CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. Militares estaduais inativos e pensionistas. Emenda Constitucional nº 103/2019. Lei Federal nº 13.954/2019. De acordo com a referida norma (Lei Federal nº 13.954/2019), todos os Militares estaduais inativos e pensionistas arcarão com nova alíquota de contribuição para custeio do Sistema, a incidir sobre a totalidade da remuneração, e não mais no percentual de 14,25% incidente sobre o valor da parcela dos seus proventos que supere o limite máximo estabelecido para os benefícios do regime geral de previdência social.

Dispensado o relatório nos termos do artigo 38 da Lei nº 9.099/95, passo a fundamentar e decidir.

A ação desenvolveu-se com base nos ditames da Lei de Regência nº 12.153/2009, bem como nas Leis nº 10.259/01 e 9.099/95, além do Código de Processo Civil.

Inicialmente, é preciso ressaltar que julgo antecipadamente o feito, nos termos do artigo 355, inciso I, do Código de Processo Civil, pois as partes não solicitaram a produção de qualquer outra prova, bem ainda porque a prova documental produzida nos autos se revela suficiente ao convencimento desta magistrada.

Os pressupostos processuais de constituição e de desenvolvimento válido e regular do processo se fazem presentes, estando as partes devidamente representadas, não havendo irregularidades ou vícios capazes de invalidar a presente demanda. As preliminares deduzidas confundem-se inteiramente com o mérito, o qual passo à análise.

Visam os autores a suspensão dos descontos da contribuição previdenciária dos seus proventos de inatividade em observância a Lei Complementar 77/2010, bem como que seja aplicado a alíquota de 9,5% (nove e meio por cento) e/ou 10,5% (dez e meio por cento) apenas sobre a parcela que supere o limite máximo estabelecido.

De saída, não se olvida que, com o advento da EC 41/2003 em nossa Carta de 88, o