Página 10215 da Seção I do Diário de Justiça do Estado de Goiás (DJGO) de 7 de Novembro de 2023

porque neste caso nem mesmo há evidências seguras de que aquele documento exprimiria a última e espontânea vontade da testadora civilmente capaz. (…).

Outrossim, para a aplicação dos artigos 1.878 e 1.879 do Código Civil, que passaram a admitir a possibilidade, repita-se, excepcional, de confirmação do testamento particular de próprio punho em hipóteses em que ausentes as testemunhas, exige-se que o termo seja assinado pelo testador, verbis:

Art. 1.878. Se as testemunhas forem contestes sobre o fato da disposição, ou, ao menos, sobre a sua leitura perante elas, e se reconhecerem as próprias assinaturas, assim como a do testador, o testamento será confirmado.

Figura representando 3 páginas da internet, com a principal contendo o logo do Jusbrasil

Crie uma conta para visualizar informações de diários oficiais

Criar conta

Já tem conta? Entrar