Página 9000 da Judiciário do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de 15 de Abril de 2024

Tribunal Superior do Trabalho
mês passado

ganhos (nem benefícios) para essa categoria de trabalhadores, proporcionais ao esforço despendido pelo empregado submetido a tal regime de trabalho e b) restou comprovado nos autos que o autor laborava em atividade insalubre.

Com esses fundamentos, a Corte regional decidiu que são devidas as horas extras pleiteadas.

Ora, em suas razões recursais, a ré se limita à insurgência relativa à validade da norma coletiva que elasteceu a jornada de trabalho do autor, insistindo na aplicação dos artigos ditos violados, sem nada referir em relação ao fato de que o autor se ativava em atividade insalubre.

Figura representando 3 páginas da internet, com a principal contendo o logo do Jusbrasil

Crie uma conta para visualizar informações de diários oficiais

Criar conta

Já tem conta? Entrar