Página 1319 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região (TRT-17) de 23 de Maio de 2024

conforme acima fundamentado.

Por fim, chama a atenção o fato de a 2ª reclamada nem sequer ter juntado contrato escrito entre as reclamadas para identificação do seu objeto, tendo a preposta afirmado em audiência que o contrato entre as duas empresas foi “verbal”.

De todo modo, o polo passivo não provou situação excepcional de exclusão da responsabilidade subsidiária imposta pela Lei n.º 13.429/17.

Figura representando 3 páginas da internet, com a principal contendo o logo do Jusbrasil

Crie uma conta para visualizar informações de diários oficiais

Criar conta

Já tem conta? Entrar