Página 111 da Seção 3 do Diário Oficial da União (DOU) de 7 de Outubro de 1994

Diário Oficial da União
há 24 anos

DIÁRIO OFICIAL SEÇÃO 3 19871

CGC 39.542.436/0001.46

DEMONSTRAÇÕES DAS ORIGENS E APLIC. DE REC. 30/06/1994 (CRSIA)

30/06/93

30106/94 • 30/06/93

348

Origens de Recursos

1.785.728.110 7.354

Lucro Liquido Ajustado do Período

359634 7.006

• Recursos de Acionistas

138600

348 Integralização de Capitai Social

138.600

348

Recursos de Terceiros Originários de

1.785.229 878 348

Aumento dos Subgrupos do Passivo 1.785.229.878

348

8.868 •

Obrigações a/Operações Compromissada 1.765.203 004

1 880 • Outras Obrigações

26 872

348

8 485

Aplicação dos Recursos

1.785.728.188

9.214

521

Inversões em

3 770

9 214

• Investimentos 3 770

Aumento dos Subgrupos do Amo Circulante e Realizável

a Longo Prazo

1.785.722.418

9.214

• Aplicações Interfinan. de Liquidez 1.785.713.487

• Titulos e Valores Mobiliários

30/06/93 5.392 .214

833 - Outros Créditos 3.537

Aumento/Redução das Disponibilidades

833 • (78) , (1.880)

Modificações na Posição Financeira Inicio do Penado Fim do Pedodo

Aumento bu Redução

• Disponibilidades 1º Sem/94

380 304

(78)

1º Sem/93

833 1 860 (1.880)

DEMONSTRAÇOES

6.521 DAS MUT. DO PATROA. LIQUIDO 3010611994 (CR$M)

Eventos

Cor. Moia, Luc. ou Totais

Realiz. do Cap. Realiz. Prej, Acum.

1º Sem. 94Sem. 93

Sal. no laia. do Per.-01/94

8 521 1.860 45.982 3 241 51 083

1.880

Aumento de Capital 182.140

(45.540) 138 800

7.354

Correção Monetária

427.287 21.917 449.184 8.488

Lucro Lb. (Preju) Per. • (41.475) (41.475)

(8.488) 521

S.M. no Fim do Per.-08194

184.000 427.709 (16.317) 595.392 8.888

888

SEÇÃO 3 19871

DEMONSTRAÇÕES DAS ORIGENS E APLIC. DE REC. 30/06/1994 (CRSIA)

30106/94 • 30/06/93

Origens de Recursos

1.785.728.110 7.354

Lucro Liquido Ajustado do Período

359634 7.006

Recursos de Acionistas

138600

Integralização de Capitai Social

138.600

Recursos de Terceiros Originários de

1.785.229 878 348

Aumento dos Subgrupos do Passivo 1.785.229.878

348

Obrigações a/Operações Compromissada 1.765.203 004

• Outras Obrigações

26 872

348

Aplicação dos Recursos

1.785.728.188

9.214

Inversões em

3 770

• Investimentos 3 770

Aumento dos Subgrupos do Amo Circulante e Realizável

a Longo Prazo

1.785.722.418

9.214

• Aplicações Interfinan. de Liquidez 1.785.713.487

• Titulos e Valores Mobiliários

5.392 .214

- Outros Créditos 3.537

Aumento/Redução das Disponibilidades

• (78) , (1.880)

Modificações na Posição Financeira Inicio do Penado Fim do Pedodo

Aumento bu Redução

• Disponibilidades 1º Sem/94

380 304

(78)

1º Sem/93

1 860 (1.880)

DEMONSTRAÇOES

DAS MUT. DO PATROA. LIQUIDO 3010611994 (CR$M)

Eventos

Cor. Moia, Luc. ou Totais

Realiz. do Cap. Realiz. Prej, Acum.

1º Sem. 94Sem. 93

Sal. no laia. do Per.-01/94

1.860 45.982 3 241 51 083

1.880

Aumento de Capital 182.140

(45.540) 138 800

Correção Monetária

427.287 21.917 449.184 8.488

Lucro Lb. (Preju) Per. • (41.475) (41.475)

521

S.M. no Fim do Per.-08194

184.000 427.709 (16.317) 595.392 8.888

PAULO BOTELHO PEIXOTO DIRETOR ÁLVARO LUIZ

L. B. SOARES - DIRETOR

SCAM SERVIÇOS CONTÁBEIS LTDA • MARILDA DAS GRS. DE

ARAUJO MONTEIRO. TCRJ Nº 63.088 CIC N 778.268 807-15

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

1. Examinamos o Balanço Patnmonial da LAB DISTRIBUIDORA DE TITULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

levantado em 30 de junhode 1994 as demonstrações do mudado. das mutações do património liquido &das origens

e aplicações de recursos correspondentes ao semestre findo nesta data, elaboradas sob a responsabilidade de sua

Administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis. 2.

Nossos exames foram efetuados de acordo com as normas de auditoria e compreenderam, entre outros: a) o

planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume de transações e o sistema contábil e

de controles atemos da Empresa. bl a constatação com base em testes. das evidências e dos registros que suportam

os valores e as informações contábeis divulgadas, e c) a avaliação das práticas e das estimativas contábeis mais

representativas adotadas pela Administração da Empresa, bem como da apresentação das demonstrações

contábeis tomadas em conjunto 3. Em nossa opinião, as demonstrações contábeis referidas no parágrafo 1

representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da UB

DISTRIBUIDORA DE TiTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA., em 30 de junho de 1994, os resultados de suas

operações, as mutações do seu património líquido e as origens e aplicações de seus recursos no semestre findo

nessa data, de acordo com os principais de contabilidade emanados da legislação sockaáris Rio de Janeiro, 18 de

setembro de 1994. FRANZONI • Auditores Independentes S/C CGC 33019.332/0001-77 CRC RJ 004 - JOÃO

PAULO ANTONIO POMPEO CONTI Contador CRC SP 57611 S RJ.

atuando à

frente do Consórcio Nacional Tradição S/C. Uda., desde 19 de/unho de 1989. Cargo: Sócio-Gerente; Nome:

Luiz Carbs Amarai Manos, Qualificação: Corneicim1e,EJç,eflênciana4readeCons4rclo:AdminateedordeConaÕrdo,

cuidando da área comerciai do Consórcio Nacional Tradição

S. Ltda., desde 04 de março de 1991, Cargo: SacioGerente; Nome: José Eduardo Amoral Mattos, Oudificaçáo. Economista, Experiência na área de ConscSicra

desenvolvidos junto ao Consórcio Nacional Embracon S/C. lida. sendo 01 (um) mÕsnaáreadevendas,ondepastleou

de treinamento a vendedores, além de acompanhar os mesmos no trabalho de meada plantões de vendas; outros 02

(dois) Meca na área administrativa, deseswolvendo

atividades nos setores de registro, informática. financeiro,

contabilidade. relações publicas. cobrança *compras. Há 01 (um) ~atua gerenciando mira administrativa e financeira

do Consórcio Nacional Tradição S/C. Ltda., Cargo: Sócio-Gerente. Que não possuem quaisquer restrições cadastrais

e desfrutam de repte:açaº Ciada e, ainda. Mofaram nernestão sendo responsabilizados em ação judicial ou processo

adminarathm /unto ao poder capaz de inumai-los de dar curso

g omem:ema anareeniiimento. ESCLARECEM que. nos termos da regulamentação em vigor, as eventuais objeções à presente declaração, por parte de quaisquer

~asado*, deverão ser encammhadas diretamente ao Banco Central do Brasil. no endereço abaixo, devidamente identificadas. juntamentecomtodaa documentaçãocomprobatória, noprazodeaté30 (trinta)

diasapósestapubliati

esclarecido que os postulantes terão, na forma da legislação vigente,dire g

ode vistas ao respectivo processo

CENTRAL DO BRASIL Delegacia Regional em São Paulo, Av. Paulista, 1804- Protocolo Central -Térreo. Protocolo

tf 9400378218. São Paulo, 31 de agosto de 1994.

(139 29.440 - 22/9/94 - Rã 226,80)

(DIAS: 23, 30/9 e 7/10/94)

Crefisa S/A Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários

CGC. 49. 702 .n37/0001-38

EXTRATO DA ATA DA A . G .0 . E .

REALIZADA EM 30 DE; JEIN) 10 DE 1q92

acimadas representando

,LOCAL,: Na sede soda PRESENÇA: "

Mesa; Amadeu Gerido

do Capital Social. MESA DIRETORA: João Batista de Serras- Presidente da

a totalidade

aprovado o Balanço, Dtmonstrações Farinadas e Peruar doe

A)

Piorara • Secretário da Mesa. DELIBERAÇÃO:

no Jornal Diário de Notícias de São Paulo em

30.04.92

Auditores do exercido findo em 31.12.91 publicados em

30.04.92, e Dado Oficiai da União de 20.05.92; B) A corre* monetária do Capitai alcançou em 31.12.91 - CRI

elterase

1.255.345.226,61, devendo ser incorporada ao Capital Social CR$ 1 255.345.228,00. Consequentemente

0 Capitai Social é de CR$ 1.374.180.069,00 dividido em 1.374180.069

9=

o artigo fados Estatutos Sociais: Mago 8

ações ordinárias nominativas no valor de CR$ 1,00 cada uma. C) Aprovada a extinção da Resma Legai no valor

restada deste, no valor de CRI

preluízos acumulados, o

de CRI 5.745.072,00 para absorver parta doa

.00 Pata CRI

absorvido mediante redução do Capital Soda de CRI 1.374 1 80-069

203.816.528,00 6

Amo ti : O Capitai Social é de CRI

1.170463 541,00. Atira-se o Artigo 6º dos Estatutos Socais para:

as

1.170.583.541.00 dividido em 1.170.583.541 ações ordinárias tombadas no valor da CR$ 1.00 cada. Todas

propostas foram aprovados por unanimidade: ENCERRAMENTO: Nada mais havendo foi lavrada Ata que lide

aprovada foi por todos assinada. São Pauto, 30 de Junho de 1992. a) João Beta te de Souza - Presidente da

Croft:ar Par:Mimaras a Empreendimento& Ltda.

mesa; Amadeu Geralº Paroni • secretário da mesa • Acionistas:

a) Jarina Rabada Lotas - Soe. Gere.

2 67.8093-2 em 03 06.93.

J1.1~adietido n

EXTRATO VA ATA DA A.G.O.

DE ABRIL DE 193

REALIZADA EM _39

LDCaL Sede Social. PRESENÇA: adonatas reprireentande . s

totalidade do Capitai Social. MESA DIRETORA: João Batista de Souza -presidente da mesa; Amadeu Gersio Fama

secretário A/ Aprovado o Balanço Patrimonial, Demonstrações Financeiras e Parada

da mesa: DELIBERAÇÃO:19871

30/06/93

7.354

7.006

348

348

348

9.214

9.214

.214

BALANÇO PATRIMONIAL EM 30106194

Ativo 30/06/94

Cera. e Real. a L. Prazo 1 843 458 230

Dapombilidades 304

Adia Inter/. de Liquidez 1.843 448.997

Aplic. em Op. Cornar. 1 843 448.997

Titulose Valores Mob. 5.392

Lemes

Outros Créditos 3.537

Negoc. e interm. de Valores 3.537

Permanente 58.397

Investimentos 7.855

45.841

Imobilizado de Uso

Diferido 4.701

Total do Ativo 1.843.514 827

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO SEMESTRE 30/064994 (CRUA) 3W06/93 PASSIVO 30/06/94

9 214 Circ. e Eido. a L. Prazo 1.842.919 235

Obrig. p/Op Coup. 1.842.886.997 Carteira de Terceiros

1.842.888.997 • Outras Obrigações 32.238 9 214 Fiscais e Previdenciárias 15.964

9214, Diversas 18.274

Património Liquido

595.392

Capital . De Doinic. no País 184 000 Correção Monetária do Cap. 427.709 Lucros ou Prejuizos Acum. (18.317) Total do Passivo 1.843 514 827

9.214

30/06/94

1.487 935.439

1.487.935.439

1 487 381.187

1.487.381.187

574 251

(209.177)

(51.237)

(148643)

(8.297)

385.075

(1384)

(391.127)

(27.436)

CGC 39.542.436/0001.46

30/06/93

348

348

348

8.868

1 880

8 485

521

9 214

30/06/93

833

833

833

6.521

8 521

7.354

(8.488)

888

(185)

(162)

521

Ent idades

917.308

DEMONSTRAÇÕES DAS ORIGENS E APLIC. DE REC. 30/06/1994 (CRSIA)

30106/94 •

Origens de Recursos

1.785.728.110

Lucro Liquido Ajustado do Período

359634

Recursos de Acionistas

138600

Integralização de Capitai Social

138.600

Recursos de Terceiros Originários de

1.785.229 878

Aumento dos Subgrupos do Passivo 1.785.229.878

Obrigações a/Operações Compromissada 1.765.203 004

• Outras Obrigações

26 872

Aplicação dos Recursos

1.785.728.188

Inversões em

3 770

• Investimentos 3 770

Aumento dos Subgrupos do Amo Circulante e Realizável

a Longo Prazo

1.785.722.418

• Aplicações Interfinan. de Liquidez 1.785.713.487

• Titulos e Valores Mobiliários

5.392

Receitas da Intermediaçáo Financeira

Resultado de Til e Val Mobiliários

Despesas da intennediação Financeira Captação no Mercado

Raul. Bruto da inter. Financeira

Outras Receitas/Despesas Operacionais Despesas de Pessoal

Outras Despesas Administrativas

Outras Receitas/Despesas Oper.

Resultado Operacional

Resultado Não Operacional

Resultado da Corr. Monet. de Balanço

Result. Antes da Trilai. do Lucro e Parira