Página 308 da Suplementos do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 20 de Maio de 2017

Militar e Delegados Diretores e Titulares das respectivas áreas de atuação, nas atividades relacionadas abaixo:



Encontros Regionais Municípios de Guarulhos, Franco da Rocha, Santa Isabel, Mogi dasCruzes, Ibaté, São Carlos, Andradina, Cabreúva, Indaiatuba, Caçapava,Itanhaém, Sorocaba, entre outros. 
Visitas Técnicas Participação em reuniões ordinárias em diversos CONSEGs da Capital eGrande São Paulo, assim como nos municípios de Araraquara, PresidentePrudente e Araçatuba. 
  Palestras de “Conscientização sobre os perigos do uso de drogas”ministradas pelo Assistente Técnico Policial Civil da Coordenadoria, aosCONSEGs São Paulo/Ipiranga, São Paulo/Parada de Taipas, SãoPaulo/Brooklin, São Paulo/Santa Cecília, São Paulo/BelaVista/Liberdade/República, Guarulhos/Norte, Assis, Bauru, Botucatu,Sorocaba, Valinhos e Votorantim 
Cursos e Palestras Semana da Cidadania e Segurança, com palestras na AssembleiaLegislativa do Estado de São Paulo e nos CONSEGs São Paulo/Freguesiado Ó, São Paulo/Vila Brasilândia, São Paulo/Parada de Taipas, entreoutros; 
  Palestra de Qualificação e Capacitação de Líderes no Município deGuarulhos 
  Circuito Jurídico de Guarulhos 
  Palestra da Coordenadoria Estadual dos CONSEGS realizada naACADEPOL – Curso Superior de Delegado de Polícia 
  Palestras sobre segurança no município de Indaiatuba 
  Ciclo de Palestras “Cidadão Seguro” promovida pelo CONSEG-SãoPaulo/Brás/Mooca/Belenzinho 
  Palestras sobre drogas em parceria com o DENARC 

Ademais, a Coordenadoria participou de outras visitas técnicas com apoio e em conjunto com o Gabinete do Senhor Secretário Adjunto, dos desmembramentos dos seguintes projetos:



  “Conselhos Fortes, Direitos Garantidos”, para realização de CursosSemipresenciais e dois Fóruns Regionais sobre a temática de SegurançaPública; 
Projetos “Olhos das Polícias”, que objetiva a diminuição da criminalidade mediantea utilização de tecnologia e interação na área da segurança pública emparceria com a Polícia Militar; 

No âmbito de inovação, propôs a renovação e o aprimoramento da Carteira de Identificação de Membro Efetivo do CONSEG-CIMEC, sugeriu ainda a adoção de alguns critérios para implantação do CONSEG-USP, conforme se apresenta:



CIMEC Tramitação de expediente que trata da instituição do Cartão deIdentificação de Membro Efetivo dos Conselhos Comunitários deSegurança Pública de São Paulo, com maior nível de controle esegurança; 
CONSEG-USP Exame acerca da implantação do Policiamento Comunitário que visagarantir um ambiente seguro e pacífico necessário ao desenvolvimentodas atividades acadêmicas, culturais e recreativas próprias da USP 

Doravante, a Coordenadoria, através de seus Assistentes Técnicos e da Assistência Policial Civil e da Polícia Militar, envidou esforços no compartilhamento de boas práticas de mobilização comunitária e de segurança primária, buscou de sobremaneira, aperfeiçoar continuamente os mecanismos de gestão dos CONSEGs, atentando sempre para ferramentas inteligentes, como por exemplo:

Instituição da Ata Eletrônica, sistema que permite envio das atas digitais e produção de relatório gerencial;

Criação e fornecimento de e-mail funcional do CONSEG, sob o domínio “@conseg.sp.gov.br”;

Cadastro de Login e Senha para que os Presidentes, 01º Secretários e Membros Natos dos CONSEGs tenham acesso à área restrita do site www.conseg.sp.gov.br;

Acompanhamento e interação do trabalho dos CONSEGs pelas redes sociais, especialmente o ‘facebook’;

Implantação do RIC (Registro de Identificação dos CONSEGs) instituído através da Portaria SSP 002/2015.

Conclusão, muito embora se tenha alcançado avanços significativos em matéria de orientação e profilaxia, inovação e inserção de novas tecnologias, a Coordenadoria Estadual dos CONSEGs, lembra que as conquistas se efetivaram com grandes dificuldades, por não deter rubrica orçamentaria própria, dependendo de autorização expressa do Exmo. Senhor Secretário e da Chefia de Gabinete para execução do rol de suas atividades dispostas na Lei Complementar nº 974, de 21 de Setembro de 2005.

Por força da contenção de despesas, agravada pela crise acometida ao nosso País e nosso Estado, não foram poucas as adversidades enfrentadas pela Coordenadoria Estadual dos CONSEGs, como os reiterados pedidos dos CONSEGs de materiais (bandeiras, pins e folders de campanhas preventivas e/ou educativas), Carteira de Identificação de Membro Efetivo-CIMEC, requisição de cursos de capacitação, palestras e encontros regionais, sem que tais rogativas fossem atendidas.

Mas, dentre todos os problemas enfrentados, a dificuldade de representatividade desta Coordenadoria junto aos CONSEGs do interior do Estado (com cursos de qualificação, palestras e encontros regionais), ocasionados por falta de verba, bem como a demora e/ou a negativa dos pedidos efetuados pelos Conselhos Comunitários de Segurança, são problemas recorrentes que afetam substancialmente as atividades dos CONSEGs.

Ação 5004 - Reaparelhamento da Polícia Paulista

A ação tem como meta a modernização da polícia envolvendo a provisão de equipamentos de proteção individual, veículos, armas e munições e de equipamentos de informática, quer pela expansão, quer pela simples substituição em decorrência da obsolescência.

Principais realizações:

Polícia Militar. A utilização dos recursos desta Ação está direcionada à modernização da polícia, envolvendo a provisão de equipamentos de proteção individual, veículos, armas e munições e de equipamentos de informática, quer pela expansão, quer pela simples substituição em decorrência da obsolescência.

Principais Investimentos nesta Ação:

EQUIPAMENTO QUANTIDADE VALOR R$ FONTE 
COLETE BALISTICO 15.000 20.892.776,00 002002513 - FDO.DE INCENTIVO A SEGURANCAPUBLICA-FISP 
MOTOCICLETA 400 15.085.900,00 002002513 - FDO.DE INCENTIVO A SEGURANCAPUBLICA-FISP 
COLETE BALISTICO 7.830 12.375.700,00 001001001 - TESOURO-GERAL 
FUZIL 1.460 11.195.379,70 001001001 - TESOURO-GERAL 
TABLET 2.520 9.999.360,00 001001001 - TESOURO-GERAL 
VEICULO POLICIAMENTO 51 5.268.200,00 002002518 - MULT.TRANS.COMPET.MUNIC. 
ESCUDO BALISTICO 704 3.520.000,00 001001001 - TESOURO-GERAL 
CAPACETE BALISTICO 705 1.879.260,00 001001001 - TESOURO-GERAL 
LUNETA 15 853.500,00 002002513 - FDO.DE INCENTIVO A SEGURANCAPUBLICA-FISP 
ESCUDOANTITUMULTO 245 161.700,00 001001001 - TESOURO-GERAL 
BICICLETAPROFISSIONAL 41 158.330,00 001001001 - TESOURO-GERAL 
EQUINO 138.000,00 001001001 - TESOURO-GERAL 
OUTROS MATERIAIS 747 822.062,49   
TOTAL 29.726 82.350.168,19   

Corpo de Bombeiros



      Valor Unitário Valor Total 
Tipo de Material Nome Material Quantidade  R$ R$ 
  Câmeras Termográficas 70 24.984,00 1.748,880,00 
  Centrais de Telefonia diversos 838.100,00 
Investimento Viaturas Tipo Logan (ARP) 28 50.700,00 1.419.600,00 
  Viaturas Tipo L200 Ttiton(ARP) 27 166.000,00 4.482.000,00 

Superintendência da Polícia Técnico-Científica. Essa ação contempla despesas com a modernização do patrimônio da SPTC, aquisições de equipamentos laboratoriais, são alguns exemplos: cromatógrafos, balanças analíticas, capelas químicas e outros mais. No ano de 2016, além da dotação na fonte 001-Tesouro de R$ 10.476.119,13, tivemos uma dotação de R$3.114.832,00 na fonte 002 – FISP – Fundo de Incentivo a Segurança Pública.



Descrição da Aquisição Valor R$ 
Sistema de extração e analise de evidencias de aparelhos de telefonia móvel com entregaimediata 1.605.000,00 
Aquisição de sistema de cromatografia liquida acoplada a espectrometria de massas tipoquadrupolo - SPTC / IML / núcleo de toxicologia forense 740.000,00 
Processo para aquisição de mobiliários para sala de necropsia EPML americana 218.900,00 
Aquisição com instalação de sistemas de exaustão e de ar condicionado para a equipe deperícias médico-legais de praia grande - EPML de praia grande 215.000,00 
Aquisição de mobiliário para o IML - diretoria do IML 209.199,90 
Aquisição de carrinhos para o transporte de cadáveres para IML 194.243,00 
Aquisição de equipamentos médicos para o IML 97.566,70 
Aquisição e instalação de processador de tecido tipo carrossel 83.100,00 
Aquisição de mesa ginecológica com gabinete para o IML 78.360,00 
Aquisição de mobiliário de escritório 59.000,00 
Aquisição de ar condicionado com instalação para EPML de Praia Grande 48.675,00 
Aquisição com instalação da mesa de necropsia - EPML de Assis 33.600,00 

Ação 5642 - Inteligência Policial

A ação tem como meta a ampliação e atualização dos sistemas inteligentes de polícia; desenvolvimento de novos sistemas; digitalização das comunicações, centralização, no interior, dos centros de atendimento e despachos das viaturas de emergência policial.

A Segurança Pública é acionada pelo cidadão em momentos críticos: desastres, acidentes, conflitos, ocorrência de crimes, vidas em risco. Para dar o devido suporte a tais ocorrências, as Polícias Civil e Militar, além do atendimento presencial realizado nas Delegacias de Polícia, Bases Comunitárias e através de milhares de viaturas que circulam diuturnamente pelo Estado, possuem dois grandes canais de comunicação: os Centros de Emergência da Polícia Militar (Telefones 190 e 193) e a Delegacia Eletrônica da Polícia Civil.

Estes Centros de Emergência operam com base nas seguintes premissas e diretrizes:

Centros de Emergência

Atender bem a todos os chamados, observando a celeridade, a eficácia e a efetividade, visando o respeito pelo solicitante e o pronto atendimento com excelência.

Envidar esforços no sentido de atender o solicitante no primeiro toque.

Permitir acessibilidade às pessoas portadoras de necessidades especiais, assim como aquelas que se comunicam em outros idiomas*. (*O atendimento em língua estrangeira foi uma necessidade que surgiu devido à presença de grande público proveniente de outros países, que visitam a cidade durante os muitos eventos culturais, esportivos, de lazer e negócios. Policiais estão preparados para atender em língua inglesa e espanhola).

Ter como prioridade superar as expectativas do solicitante.

Apresentar-se como principal canal de comunicação entre a população e a Polícia.

Ter visão ampla da competência dos órgãos públicos para poder direcionar atendimentos que exijam tratamento diferenciado.

Comprometer-se com a verdade, atuar com profissionalismo, justiça e transparência. Entender que o interesse público está acima dos interesses próprios.

Foco nos Resultados

Atuar focado nas necessidades do solicitante (cidadão) e na missão do Atendimento Emergencial (COPOM), bem como alinhado com os objetivos do Comando, superando metas e desafios com criatividade, inovação e sempre na busca da excelência.

Estabelecer metas, administrar o tempo e chegar rápido ao local da ocorrência.

Modernização Constante

Intensificar o uso das tecnologias disponíveis, otimizando os processos do atendimento, do despacho de viaturas e alcançar a consolidação do videomonitoramento.

Acelerar e modernizar os processos de atendimento sem, contudo, substituir o tratamento preferencial dispensado ao solicitante.

Promover o debate de questões emblemáticas, envolvendo, inclusive, outros órgãos públicos e segmentos da sociedade.

Pro atividade de solução de problemas

Desenvolver a iniciativa para resolver as necessidades dos cidadãos solicitantes, com destreza, educação, qualidade, celeridade e excelência.

Aprimorar a capacidade de ouvir e de resolver problemas.

Treinamento Constante

Intensificar o treinamento, visando maximizar as boas práticas e minimizar as não conformidades.

Propiciar ao atendente/despachador/observador o conhecimento técnico necessário para operar, com rapidez, as ferramentas de trabalho, assim como desenvolver a capacidade de falar, ouvir e operar o Sistema simultaneamente.

Desenvolver o domínio das emoções, da boa comunicação e a autoconfiança.

Manter programa de orientação aos patrulheiros por meio de inserção de frases de cunho educacional e motivacional na rede de rádio.

Transmitir segurança, empatia, credibilidade e confiabilidade

Segurança: estar presente (acessível) e demonstrar conhecimento, experiência e boa vontade para ajudar prontamente.

Empatia: entender as necessidades do solicitante, saber escutar, ter consideração.

Credibilidade: atender a solicitação no menor tempo possível.

Confiabilidade: cumprir o prometido.

A regionalização dos centros de atendimentos nas circunscrições territoriais dos Comandos de Policiamento Metropolitano e do Interior implementada nos anos anteriores vem ao encontro de tais diretrizes, fazendo com que os Centros de Operações da Polícia Militar (COPOM) seja uma das maiores redes de atendimento ao cidadão do país.

Além disso, o Disque-Denúncia e a Ouvidoria das Polícias continuam ativos, garantindo o aprimoramento e o controle social da atividade policial.

Polícia Militar

A utilização dos recursos desta Ação está direcionada à ampliação e atualização dos sistemas inteligentes de polícia; desenvolvimento de novos sistemas; digitalização das comunicações, centralização, no interior, dos Centros de Atendimento e Despachos das viaturas de emergência policial.