Página 334 do Associação dos Municípios do Paraná (AMP) de 8 de Novembro de 2018

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

- Executar trabalhos em alvenaria, concretos e outros materiais para construção e reconstrução de obras e edifícios públicos.

- Fiscalizar o prumo e nivelamento das mesmas, para torná-las aptas a outros tipos de revestimento;

- Misturar areia, cimento e água, dosando esses materiais nas quantidades, distribuindo a massa nas camadas sobrepostas, formando fileiras horizontais ou de outras formas, unindo os com argamassa espalhada em cada camada com o auxilio de uma colher de pedreiro arrematando a operação com golpes de martelo ou com o cabo da colher sobre os tijolos, para levantar paredes, murros e outra edificações;

- Orienta e executa a demolição de edificações.

- Orientar a mistura cimento, areia e água, dosando as quantidades de forma adequada, para obter a argamassa a ser empregada no assentamento de alvenaria, tijolos, ladrilhos e materiais afins;

- Proceder à aplicação de camadas de cimento ou ao assentamento de ladrilhos ou material similar, utilizando processos apropriados, para revestir pisos e paredes;

- Realizar trabalhos de manutenção corretiva de prédios, calçadas e estruturas semelhantes, reparando paredes e pisos, trocando telhas, aparelhos sanitários, manilhas e outras peças e chumbando bases danificadas, para reconstituis essas estruturas.

- Rebocar as estruturas construídas, empregando argamassa de cal ou cimento e areia e atentando para o prumo e nivelamento das mesmas, para torná-las aptas a outros tipos de revestimento;

- Recobrir as juntas entre tijolos e pedras, preenchendo as com argamassa e retocando as com a colher de pedreiro para nivela-las;

- Supervisionar e assenta tijolos, ladrilhos ou pedras;

- Verificar as características da obra, examinando a planta e especificações, para orientar-se na escolha do material apropriado e na melhor forma de execução do trabalho;

- Verificar a horizontalidade e verticalidade do trabalho, controlando o com nível e primo para assegura-se da correção do trabalho;

- Executar outras atividades necessárias à consecução dos serviços práticos inerentes a sua função.

1. CARGO PSICÓLOGO:

CBO: 2515-10




Cargo: Psicólogo 

Formação: Curso Superior de Graduação na área de Psicologia, registro na entidade de classe. 

Grupo de Ensino Superior - GSU. 

Ingresso: Concurso Público 

Carga horária: 20 / 40 horas semanais 

Regime Jurídico: Estatutário 
  
Tabela Salarial – ANEXO II - C – GSU – T – I – 01 (40 horas) 
  

Grupo - GSU 

Tabela Salarial - ANEXO II - C – GSU – S – I – 01 (20 horas) 

REF. Salarial Inicial - Piso 

2. PSCÓLOGO:

Cursos e treinamentos para promoção vertical na área de: psicologia, educação e gestão em saúde mental.

Pós-graduação – promoção horizontal na área de: psicologia, psicopedagogia.

NORMA REGULAMENTADORA:

- Lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1962 - Dispõe sobre os cursos de formação em psicologia e regulamenta a profissão de psicólogo.

- Decreto-Lei nº 706, de 25 de julho de 1969 - Estende aos portadores de certificado de curso de pós-graduação em psicologia e psicologia educacional, o direito assegurado pelo art. 19 da Lei nº 4.119/62.

- Lei nº 5.766, de 20 de dezembro de 1971 - Cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências.

- Decreto nº 79.822, de 17 de junho de 1977 - Regulamenta a Lei nº 5.766/71.

3. DESCRIÇÃO SINTÉTICA:

- Reunir, interpretar, investigar e aplicar conhecimentos científicos relativos ao comportamento humano nas áreas de educação, trabalho, saúde mental e institucional, planejando e avaliando intervenções no campo profissional.

4. DESCRIÇÃO ANALÍTICA:

- Proceder estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano;

- Elaborar e aplicar técnicas psicológicas;

- Analisar a influenciados fatores hereditários, ambientais e de outra espécie que atuam sobre o indivíduo, e para tanto entrevistar o paciente, consultar sua ficha de atendimento, aplicar testes, elaborar psicodiagnóstico e outros métodos de verificação, a fim de se orientar no diagnóstico e tratamento psicológico de certos distúrbios emocionais e de personalidade;

- Promover a correção de distúrbios psíquicos;

- Estudar características individuais e aplicar técnicas adequadas, para restabelecer os padrões normais de comportamento e relacionamento humano; - Elaborar e aplicar testes, e utilizar seu conhecimento e prática dos métodos psicológicos, a fim de determinar o nível de inteligência, faculdades, aptidões, traços de personalidade e outras características pessoais, possíveis desajustamentos ao meio social ou de trabalho ou outros problemas de ordem psíquica, para recomendar a terapia adequada;

- Ações de saúde mental ações de combate ao sofrimento subjetivo associado a toda e qualquer doença;

- Desenvolver ações de enfrentamento de agravos vinculados ao uso abusivo de álcool e drogas;

- Identificar em conjunto com a comunidade as atividades, as ações e as práticas a serem adotadas;

- Acolher os usuários e humanizar a atenção;

- Desenvolver coletivamente com vistas a intersetorialidade, ações que se integram a outras políticas sociais: como educação, cultura, etc;

- Promover a gestão integrada e a participação dos usuários nas decisões, por meio de organização participativa com conselhos locais;

- Elaborar projetos terapêuticos individuais, realizando ações multiprofissionais e transdisciplinares, desenvolvendo responsabilidade compartilhada, ampliar o vínculo com as famílias;

- Participar de reuniões de matricialmente e clínica ampliada.

- Proceder estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano; aplicar técnicas psicológicas;

- Analisar a influência dos fatores hereditários, ambientais e de outra espécie que atuam sobre o indivíduo, e para tanto entrevistar o paciente, consultar sua ficha de atendimento, aplicar testes, elaborar psicodiagnóstico e outros métodos de verificação, a fim de se orientar no diagnóstico e tratamento psicológico de certos distúrbios emocionais e de personalidade;

- Estudar características individuais e aplicar técnicas adequadas, para restabelecer os padrões normais de comportamento e relacionamento humano; - Aplicar testes, e utilizar seu conhecimento e prática dos métodos psicológicos, a fim de avaliar o nível de inteligência, faculdades, aptidões, traços de personalidade e outras características pessoais, possíveis desajustamentos ao meio social ou de trabalho ou outros problemas de ordem psíquica, para recomendar a terapia adequada;

- Ações de saúde mental ações de combate ao sofrimento subjetivo associado a toda e qualquer doença;

- Desenvolver ações de enfrentamento de agravos vinculados ao uso abusivo de álcool e drogas;

- Identificar em conjunto com a comunidade as atividades, as ações e as práticas a serem adotadas;

- Acolher os usuários e humanizar a atenção;

- Desenvolver coletivamente com vistas a intersetorialidade, ações que se integram a outras políticas sociais: como educação, cultura, etc;