Página 4 do Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais (AL-MG) de 9 de Janeiro de 2019

Declaração de Posse

O presidente – Em nome da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, declaro empossado, no cargo de governador do Estado de Minas Gerais, o Exmo. Sr. Romeu Zema Neto e, no cargo de vice-governador do Estado de Minas Gerais, o Exmo. Sr. Paulo Eduardo Rocha Brant.

Entrega de Publicações

O locutor – Neste momento, a presidência passa às mãos do Exmo. Sr. Romeu Zema Neto, governador do Estado de Minas Gerais, a Constituição Federal e a Constituição Estadual, como contribuição do Poder Legislativo ao governo que ora se inicia.

– Procede-se à entrega dos exemplares das Constituições Federal e Estadual.

O locutor – Ato contínuo, a presidência passa às mãos do Exmo. Sr. Paulo Eduardo Rocha Brant, vice-governador do Estado de Minas Gerais, a Constituição Federal e a Constituição Estadual, como contribuição do Poder Legislativo ao governo que ora se inicia.

– Procede-se à entrega dos exemplares das Constituições Federal e Estadual.

Transmissão do Cargo de Governador do Estado

O locutor – Neste momento, será realizada a transmissão do cargo de governador do Estado de Minas Gerais. O Exmo. Sr. governador Fernando Damata Pimentel entregará ao Exmo. Sr. governador Romeu Zema Neto o Grande Colar da Inconfidência, símbolo da condição de Chefe do Poder Executivo do Estado de Minas Gerais.

– Procede-se à entrega do Grande Colar da Inconfidência.

O locutor – Com a palavra, para o seu pronunciamento, o Exmo. Sr. Romeu Zema Neto, governador do Estado de Minas Gerais.

Palavras do Governador

Bom dia a todos, mais uma vez. Cumprimento os Exmos. Srs. Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, deputado Adalclever Lopes; Paulo Eduardo Rocha Brant, vice-governador do Estado de Minas Gerais; desembargador Nelson Missias de Morais, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais; Antônio Sérgio Tonet, procurador-geral de justiça do Estado de Minas Gerais; Gério Patrocínio Soares, defensor público-geral do Estado de Minas Gerais; Paulo Lamac, prefeito de Belo Horizonte em exercício; Gen. Henrique Martins Nolasco Sobrinho, general de divisão e comandante da 4ª Região Militar do Exército; vereadora Nely Aquino, presidente eleita da Câmara Municipal de Belo Horizonte; conselheiro Cláudio Couto Terrão, presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais; deputado Arlen Santiago, 3º-secretário da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais; minha mãe Maria Lúcia e meu pai Ricardo Zema.

Cumprimento todos os representantes de entidades, amigas, amigos e familiares presentes neste momento tão importante. Senhoras e senhores, o resultado das últimas eleições significou, para alguns, uma surpresa, mas quero afirmar que o eleitor não dá recados, decide. E assim decidiram, nas urnas, realizar uma reforma política que, há tempos, as ruas pedem e que, até então, não havia sido colocada em prática. Foi por meio do voto livre que o eleitor mineiro escolheu as pessoas que o representarão nos próximos quatro anos que ora se iniciam. Da mesma forma, também demonstraram que deixarão para trás aqueles que insistirem nas práticas do passado.

Senhoras e senhores, esse voto significa a escolha por um novo modelo de exercício da política, uma atividade que é nobre por natureza, na medida em que expressa a defesa de interesses coletivos e difusos. Essa é a política do bem, a política que deve ser exaltada e levada adiante para que possamos enfrentar as dificuldades que a atual conjuntura representa.