Página 121 da Executivo - Caderno 1 do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 23 de Março de 2019

Dia 12: Sergio Acayaba de Toledo

Dia 15: Rodolfo Strazzi Arcangelo Pereira

Dia 16: Ana Beatriz Pranuvi Costa Silveira

Dia 17: Dosmar Sandro Valerio

Dia 22: 10º PJ SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

Dia 23: Fabio Jose Mattoso Miskulin

Dia 24: Marcos Antonio Lelis Moreira

Dia 25: Andre Luis de Souza

Dia 26: Jose Heitor dos Santos

Dia 29: Renata Sanches Fernandes Guerzoni

Dia 30: Jose Marcio Rossetto Leite

19ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – SOROCABA Dia 1: Suzana Peyrer Laino Ficker

Dia 2: Wilson Velasco Junior

Dia 3: Washington Luiz Rodrigues Alves

Dia 4: Welington dos Santos Veloso

Dia 5: Ricardo Hildebrand Garcia

Dia 8: Wilson Velasco Junior

Dia 9: Wilson Velasco Junior

Dia 10: Renato Augusto Valadao

Dia 11: Renato Augusto Valadao

Dia 12: Patricia Manzella Trita

Dia 15: Maria Paula Pereira da Rocha

Dia 16: Gustavo dos Reis Gazzola

Dia 17: Luciana Amorim de Camargo

Dia 22: Jose Augusto de Barros Faro

Dia 23: Antonio Domingues Farto Neto

Dia 24: Antonio Domingues Farto Neto

Dia 25: 9º PJ SOROCABA

Dia 26: Carlos Alberto Scaranci Fernandes

Dia 29: Marilia Gesualdi Xavier de Freitas

Dia 30: Jose Julio Lozano Junior

22ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – ITAPETININGA Dia 1: Augusto Sergio Costa Vianna

Dia 2: Leandro Conte de Benedicto

Dia 3: Celio Silva Castro Sobrinho

Dia 4: Carlos Eduardo Pozzi

Dia 5: Joao Jose Rodrigues Neto

Dia 8: Jacques Marcel Abramovitch

Dia 9: PJ SÃO MIGUEL ARCANJO

Dia 10: PJ ANGATUBA

Dia 11: Carlos Renato Ferreira Zanini

Dia 12: Joao Jose Rodrigues Neto

Dia 15: Augusto Sergio Costa Vianna

Dia 16: Leandro Conte de Benedicto

Dia 17: Celio Silva Castro Sobrinho

Dia 22: Carlos Eduardo Pozzi

Dia 23: Joao Jose Rodrigues Neto

Dia 24: Jacques Marcel Abramovitch

Dia 25: PJ SÃO MIGUEL ARCANJO

Dia 26: PJ ANGATUBA

Dia 29: Carlos Renato Ferreira Zanini

Dia 30: Joao Jose Rodrigues Neto

27ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA

– PRESIDENTE PRUDENTE

Dia 1: Andre Luis Felicio

Dia 2: Pedro Romao Neto

Dia 3: Gabriel Lino de Paula Pires

Dia 4: Vanessa Zorzan

Dia 5: 2º PJ PIRAPOZINHO

Dia 8: Daniel Tadeu dos Santos Mano

Dia 9: Helio Perdomo Junior

Dia 10: Marcos Akira Mizusaki

Dia 11: Gilson Sidney Amancio de Souza

Dia 12: 6º PJ PRESIDENTE PRUDENTE

Dia 15: Gustavo Silva Tamaoki

Dia 16: 1º PJ PIRAPOZINHO

Dia 17: 9º PJ PRESIDENTE PRUDENTE

Dia 22: Marcio Kuhne Prado Junior

Dia 23: Andre Luis Felicio

Dia 24: Pedro Romao Neto

Dia 25: Gabriel Lino de Paula Pires

Dia 26: Vanessa Zorzan

Dia 29: 2º PJ PIRAPOZINHO

Dia 30: Daniel Tadeu dos Santos Mano

32ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – BAURU

Dia 1: Aloisio Garmes Junior

Dia 2: Debora Orsi Dutra

Dia 3: Neander Antonio sanches

Dia 4: Flavia Maria Jose Bovolin

Dia 5: Joao Henrique Ferreira

Dia 8: Alex Ravanini Gomes

Dia 9: Djalma Marinho Cunha Filho

Dia 10: Paulo Sergio Foganholi

Dia 11: Hercules Sormani Neto

Dia 12: 13º PJ BAURU

Dia 15: Julio Cesar Rocha Palhares

Dia 16: Ricardo Takashima Kakuta

Dia 17: Luis Claudio Davansso

Dia 22: Andre Gandara Orlando

Dia 23: Daniel Passanezi Pegoraro

Dia 24: Guilherme Sampaio Sevilha Martins

Dia 25: Guilherme Onofri Azevedo Figueiredo

Dia 26: 2º PJ AGUDOS

Dia 29: Thiago Alves de Oliveira

Dia 30: Aloisio Garmes Junior

34ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – PIRACICABA Dia 1: Paulo Kishi

Dia 2: Paulo Kishi

Dia 3: Jose Eduardo de Souza Pimentel

Dia 4: Joao Carlos de Azevedo Camargo

Dia 5: Joao Francisco de Sampaio Moreira

Dia 8: Luiz Sergio Hulle Catani

Dia 9: Fernanda Guimaraes Rolim Berreta

Dia 10: Claudio Jose Baptista Morelli

Dia 11: Paulo Kishi

Dia 12: Ivan Carneiro Castanheiro

Dia 15: Jose Joel Domingos

Dia 16: 2º PJ CAPIVARI

Dia 17: 1º PJ SÃO PEDRO

Dia 22: PJ RIO DAS PEDRAS

Dia 23: Daniele Volpato Sordi de Carvalho Campos Dia 24: 15º PJ PIRACICABA

Dia 25: Sandra Regina Ferreira da Costa

Dia 26: 2º PJ PIRACICABA

Dia 29: Milene Telezzi Habice

Dia 30: Roberto Pinto dos Santos

36ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – ARAÇATUBA Dia 1: Mauricio Carlos Fagnani Zuanaze

Dia 2: Alvaro Roberto Ruas Teixeira

Dia 3: 1º PJ BIRIGUI

Dia 4: Adelmo Pinho

Dia 5: Pierre Pena Rocha

Dia 8: Diana Maria Silva Braus

Dia 9: Maria Cristina Lenotti Neira

Dia 10: Dorio Sampaio Dias

Dia 11: 1º PJ AUX ARAÇATUBA

Dia 12: Adelmo Pinho

Dia 15: Joao Paulo Robortella

Dia 16: Claudia Maria Bussolin Curtolo

Dia 17: 1º PJ BURITAMA

Dia 22: Paulo Sergio Ribeiro da Silva

Dia 23: Adelmo Pinho

Dia 24: Maria Cristina Lenotti Neira

Dia 25: Rodrigo Mazzilli Marcondes

Dia 26: Flavio Hernandez Jose

Dia 29: Francisco Carlos Britto

Dia 30: Mauricio Carlos Fagnani Zuanaze

41ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – RIBEIRÃO PRETO Dia 1: Wanderley Baptista da Trindade Junior

Dia 2: Claudia Maria Lico Habib Tofano

Dia 3: Luiz Henrique Pacini Costa

Dia 4: Hamilton Fernando Lisi

Dia 5: Aroldo Costa Filho

Dia 8: Hamilton Fernando Lisi

Dia 9: Eliseu Jose Berardo Gonçalves

Dia 10: Paulo Cesar Souza Assef

Dia 11: Manoel Jose Berça

Dia 12: Elcio Neto

Dia 15: Mauricio Lins Ferraz

Dia 16: Reinaldo Lucas de Melo

Dia 17: Claudia Maria Lico Habib Tofano

Dia 22: Marcus Tulio Alves Nicolino

Dia 23: Paulo Cesar Souza Assef

Dia 24: Ramon Lopes Neto

Dia 25: 1º PJ CRAVINHOS

Dia 26: Raquel Eli Stein Matheus

Dia 29: Ana Carla Froes Ribeiro Tosta

Dia 30: 2º PJ JARDINÓPOLIS

44ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – GUARULHOS

Dia 1: Carol Reis Lucas Vieira da Ros

Dia 2: Lorena Gentil Ciampone

Dia 3: 16º PJ GUARULHOS

Dia 4: Fernando Vernice dos Anjos

Dia 5: Carol Reis Lucas Vieira da Ros

Dia 8: Carol Reis Lucas Vieira da Ros

Dia 9: Carol Reis Lucas Vieira da Ros

Dia 10: Carlos Eduardo Brechani

Dia 11: Vania Caceres Stefanoni

Dia 12: 30º PJ GUARULHOS

Dia 15: Carol Reis Lucas Vieira da Ros

Dia 16: Lorena Gentil Ciampone

Dia 17: 2º PJ SANTA ISABEL

Dia 22: 1º PJ ARUJÁ

Dia 23: Carol Reis Lucas Vieira da Ros

Dia 24: 3º PJ ARUJÁ

Dia 25: 1º PJ MAIRIPORÃ

Dia 26: 2º PJ MAIRIPORÃ

Dia 29: Werner Dias de Magalhaes

Dia 30: Rodrigo Merli Antunes

45ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA - MOGI DAS CRUZES

Dia 1: Clovis de Castro Humes

Dia 2: Marcio Rogerio Fracassi

Dia 3: Leandro Lippi Guimaraes

Dia 4: Guilherme Castanho Augusto

Dia 5: Clovis de Castro Humes

Dia 8: Leandro Lippi Guimaraes

Dia 9: Marcio Rogerio Fracassi

Dia 10: Carla Borges Honorio

Dia 11: Thiago Alcocer Marin

Dia 12: Clovis de Castro Humes

Dia 15: Kleber Henrique Basso

Dia 16: Marcio Rogerio Fracassi

Dia 17: Leandro Lippi Guimaraes

Dia 22: Leandro Lippi Guimaraes

Dia 23: Marcio Rogerio Fracassi

Dia 24: Carla Borges Honorio

Dia 25: Thiago Alcocer Marin

Dia 26: Leandro Bakowski

Dia 29: Kleber Henrique Basso

Dia 30: Marcio Rogerio Fracassi

46ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA

– SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Dia 1: Fabio Antonio Xavier de Moraes

Dia 2: Carlos Augusto Roseiro

Dia 3: Joao Carlos de Camargo Maia

Dia 4: Sidney Alves de Mattos

Dia 5: Ricardo Framil

Dia 8: Fabio Rodrigues Franco Lima

Dia 9: Thaisa Seto Vasconcelos e Souza

Dia 10: Luiz Fernando Guedes Ambrogi

Dia 11: Fernando Cezar Bourgogne de Almeida

Dia 12: Vanessa Yoko Hatamoto Medici

Dia 15: Carlos Henrique Fontanelli Pereira

Dia 16: Debora Bezerra de Menezes

Dia 17: Renata Bertoni Vita

Dia 22: Luiz Claudio Florenzano Vidal Gonçalves

Dia 23: Marco Antonio Rocha Cavalcante

Dia 24: 4º PJ SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Dia 25: Flavio Boechat Albernaz

Dia 26: Fabio Antonio Xavier de Moraes

Dia 29: Carlos Augusto Roseiro

Dia 30: Joao Carlos de Camargo Maia

47ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – TAUBATÉ

Dia 1: 2º PJ CAÇAPAVA

Dia 2: 1º PJ CAMPOS DO JORDÃO

Dia 3: Jamil Luiz Simon

Dia 4: PJ SÃO LUIZ DO PARAITINGA

Dia 5: Celestiany Villar da Silva

Dia 8: Daniela Rangel Cunha Amadei

Dia 9: Alexandre Affonso Castilho

Dia 10: Luis Fernando Scavone de Macedo

Dia 11: Catia Aparecida de Sousa Modolo

Dia 12: Leonardo Rezek Pereira

Dia 15: Luiz Marcelo Negrini de Oliveira Mattos

Dia 16: Mauricio Bressane de Paula Barbosa

Dia 17: Alexandre Mourao Mafetano

Dia 23: Frederico Augusto Neves Araujo

Dia 24: Osvaldo de Oliveira Coelho

Dia 25: Joao Marcos Cervantes

Dia 26: Paulo Jose de Palma

Dia 29: Alexandre Mourao Mafetano

Dia 30: Manoel Sergio da Rocha Monteiro

48ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA – GUARATINGUETÁ

Dia 1: Paloma Sanguine Guimaraes

Dia 2: Luis Dias Fernandes

Dia 3: Raphael Barbosa Braga

Dia 4: Marcela Agostinho Gomes de Oliveira

Dia 5: 1º PJ CRUZEIRO

Dia 8: Gianfranco Silva Caruso

Dia 9: Celso Augusto Werneck de Rezende

Dia 10: 4º PJ CRUZEIRO

Dia 11: Gabriel Tadeu Kfouri Neto

Dia 12: Ricardo Reis Simili

Dia 15: Jose Benedito Moreira

Dia 16: Anna Claudia Campos da Costa Galvao

Dia 17: Rui Antunes Horta

Dia 23: Gianfranco Silva Caruso

Dia 24: Virginia Silveira Martins Neves Roma

Dia 25: Cassiano Antonio de Oliveira

Dia 26: 3º PJ LORENA

Dia 29: Renata Galhardo Cheuen Zaros

Dia 30: Lister Caldas Braga Filho

52ª CIRCUNSCRIÇÃO JUDICÁRIA

- ITAPECERICA DA SERRA

Dia 1: Carla Murcia Santos

Dia 2: Carla Murcia Santos

Dia 3: Guilherme Silva de Deus

Dia 4: Alexandre Nunes de Vincenti

Dia 5: Rodrigo Otavio Frank de Araujo

Dia 8: Persio Ricardo Perrella Scarabel

Dia 9: Alexandre Acerbi

Dia 10: Guilherme Silva de Deus

Dia 11: Carla Murcia Santos

Dia 12: Rodrigo Otavio Frank de Araujo

Dia 15: 3º PJ ITAPECERICA DA SERRA

Dia 16: Alexandre Acerbi

Dia 17: Guilherme Silva de Deus

Dia 18: Alexandre Nunes de Vincenti

Dia 22: Persio Ricardo Perrella Scarabel

Dia 23: Alexandre Acerbi

Dia 24: Guilherme Silva de Deus

Dia 25: 3º PJ EMBU DAS ARTES

Dia 26: Rodrigo Otavio Frank de Araujo

Dia 29: 3º PJ ITAPECERICA DA SERRA

Dia 30: Alexandre Acerbi

nº 102/2019-PGJ

(Protocolado 23.989/2013)

O Procurador-Geral de Justiça, no uso de suas atribuições normais, AVISA, aos membros do Ministério Público que foram aprovados os enunciados nºs 82, 83, 84, 85,86 e 87 de entendimento nas áreas de atuação originária da Procuradoria-Geral de Justiça:

Enunciado 82: “RECUSA DE INTERVENÇÃO. BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO. IDOSO. SITUAÇÃO DE RISCO. A intervenção do Ministério Público em ação individual para obtenção de benefício a idoso, previsto na Lei Orgânica da Assistência Social (art. 20, Lei n. 8.742/93), é impositiva à luz das finalidades e funções institucionais gizadas na Constituição (arts. 127, caput e 129, II e III) por se tratar de situação envolvendo direito fundamental do idoso, que deve ser compreendida como situação de risco (art. 74, II, Lei n. 10.741/03)à vista das peculiaridades do caso concreto”.

Enunciado 83: “RECUSA DE INTERVENÇÃO. PROCEDIMENTO DE DÚVIDA OU RETIFICAÇÃO. O Ministério Público deve intervir em procedimento de dúvida, envolvendo matéria alusiva a registros públicos (art. 200, Lei n. 6.015/73)”.

Enunciado 84: “RECUSA DE INTERVENÇÃO. PROCESSO CIVIL. EMBARGOS À EXECUÇÃO FISCAL. INTERESSE PÚBLICO SECUNDÁRIO. Não bastasse o entendimento do Superior Tribunal de Justiça enunciando que “é desnecessária a intervenção do Ministério Público nas execuções fiscais” (Súmula 189), ausente interesse público primário a justificar a intervenção do Ministério Público em embargos à execução fiscal de pessoa jurídica de direito privado que é corré em ação civil pública ambiental, pois, não se verifica influência ou repercussão entre essas demandas”.

Enunciado 85: “RECUSA DE INTERVENÇÃO. PROCESSO CIVIL. DECLARAÇÃO DE AUSÊNCIA. A declaração de ausência de pessoa equivale à sua morte ficta ou presumida, retratando delicada, sensível e grave questão de estado (gerando reflexos patrimoniais com transmissão de bens e direitos), não sendo heresia afirmar que o direito a ser reconhecido vivo e só ter sua morte excepcionalmente declarada segundo o due process of law encarna-se nos direitos da personalidade (que são, por índole, irrenunciáveis e intransmissíveis), e, por isso, justifica--se a intervenção processual do Ministério Público, dado que a estatura e o contorno desse direito significam emanação do princípio da dignidade da pessoa humana, sendo elementar sua conotação como interesse individual indisponível”.

Enunciado 86: “RECUSA DE INTERVENÇÃO. INVENTÁRIO. PARTES MAIORES E CAPAZES. É facultativa a intervenção do Ministério Público em inventário ou arrolamento envolvendo direitos de pessoas maiores e capazes”.

Enunciado 87: “RECUSA DE INTERVENÇÃO. PROCESSO CIVIL. MANDADO DE SEGURANÇA. CONTROLE DA LEGALIDADE DOS ATOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. DIREITO DE INFORMAÇÃO. LIBERDADE SINDICAL. DIREITOS FUNDAMENTAIS. É obrigatória a intervenção do Ministério Público no mandado de segurança (um dos principais remédios de natureza constitucional vocacionado especificamente à tutela dos direitos fundamentais no controle da legitimidade de ações e omissões da Administração Pública) – que agita temas republicanos fundamentais como o interesse à informação e à liberdade de organização sindical - que constituem direitos de estatura social e individual indisponível, para além da defesa da ordem jurídica”.

Avisa, ainda, que os enunciados de entendimento da Procuradoria-Geral de Justiça encontram-se disponíveis no Portal da Instituição, no sítio Subprocuradoria-Geral de Justiça Jurídica: \.

V - COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA

A - CRIMINAIS

V - Competência Originária

A – Criminais

Protocolado: 011.355/2019 - PGJ

Representante: Fabiana dos Santos Medeiros

Representado: Juízo da 3ª Vara Cível Regional de Itaquera

Decisão: Promovido o arquivamento do procedimento

Protocolado: 014.421/2019 - PGJ

Interessado: Carlos Henrique Facesi Sampaio (Deputado federal, licenciado do exercício das funções de Procurador de Justiça do Estado de São paulo)

Decisão: Promovido o arquivamento do procedimento

Representação Criminal: 2035023-12.2019.8.26.0000 - TJSP Representante: José Claudio Martarelli

Representado: Mauro Civolani Forlin (Juiz de Direito)

Decisão: Promovido o arquivamento do procedimento

VI - CONFLITOS DE ATRIBUIÇÃO

A – SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA DE POLÍTICAS CRIMINAIS E INSTITUCIONAIS

VI – CONFLITO NEGATIVO DE ATRIBUIÇÃO

B – CRIMINAL

Protocolado 19.581/19

Autos 0048608-88.2014.8.26.0050 – MM. Juízo responsável pelo Setor de Atendimento de Crimes da Violência contra Infante, Idoso, Pessoa com Deficiência e Vítima de Tráfico Interno de Pessoas (SANCTVS)

Suscitante: 41.º Promotor de Justiça da Capital (SANCTVS) Suscitado: 8.º Promotor de Justiça de Enfrentamento à Violência Doméstica

Assunto: subsunção dos fatos ao conceito de violência doméstica ou familiar contra a mulher

EMENTA: Inquérito policial destinado a apurar crimes de estupro e de atentado violento ao pudor, ambos com violência presumida (arts. 213 e 214, com a causa de aumento do art. 226, II, vigentes no Código Penal na época dos fatos, ocorridos até o ano de 2009), cometidos reiteradamente pelo pai contra as filhas, vítimas do sexo feminino, menores de catorze anos de idade ao tempo dos fatos. Promotor de Justiça que atua perante o GEVID requer a remessa dos autos ao SANCTVS, com base na Resolução 780/2017, que em seu art. 2º previu a competência deste setor para julgar o crime do art. 217-A do CP. Promotora de Justiça recipiente, que atua perante o SANCTVS, discorda da remessa e suscita conflito negativo de atribuição, sustentando que a aplicação conjunta da Lei 11.340/06 e da Resolução 780/2017, do E. TJSP, impõe que os crimes contra a dignidade sexual praticados em situação de violência doméstica e familiar contra a mulher devem ser julgados perante a vara de violência doméstica e familiar contra a mulher. Pondera, ainda, que a resolução que criou o SANCTVS, em seu art. 8º, parágrafo 2º, de forma expressa manteve inalterada a competência da vara de violência doméstica e familiar contra a mulher, da Comarca da Capital. SOLUÇÃO: conflito negativo de atribuição, entre Promotores de Justiça, conhecido e dirimido no sentido de que a atribuição incumbe ao Ilustre Promotor de Justiça que atua perante o GEVID, suscitado, uma vez que estamos diante de caso de violência de gênero, em que o pai, para cometer os crimes, prevaleceu-se não somente da idade das vítimas, mas principalmente da pretensa superioridade que a condição de pessoa do sexo masculino lhe assegurava diante das ofendidas, duplamente vulneráveis, seja pela idade, seja por serem pessoas do sexo feminino, nas circunstâncias em que se deram os delitos. Aplicação conjunta da Lei 11.340/06 e da Resolução 780/2017, do E. TJSP, além do que, como bem observado pela Digna Suscitante, a competência da vara de violência doméstica e familiar contra a mulher, da Capital, apesar da Resolução mencionada, manteve-se inalterada (art. 8º, caput, e seu parágrafo 2º). Não se identifica necessidade de designação de outro Promotor de Justiça para intervir em lugar do Ilustre suscitado, pois a controvérsia limita-se à questão da atribuição e da competência, não envolve adequação das condutas à norma penal incriminadora.

VI – CONFLITO NEGATIVO DE ATRIBUIÇÃO

B – CRIMINAL

Protocolado 19.583/19

Autos 0009377-15.2018.8.26.0050 – MM. Juízo responsável pelo Setor de Atendimento de Crimes da Violência contra Infante, Idoso, Pessoa com Deficiência e Vítima de Tráfico Interno de Pessoas (SANCTVS)

Suscitante: 41.º Promotor de Justiça da Capital (SANCTVS) Suscitado: 70.º Promotor de Justiça da Capital (6.ª Promotoria de Justiça Criminal da Capital)

Assunto: divergência sobre o enquadramento típico dos fatos com reflexo na atribuição funcional

EMENTA: Inquérito policial instaurado visando apurar o crime de furto qualificado pela fraude (CP, art. 155, § 4º, II), praticado pelo neto em prejuízo da avó, pessoa maior de 60 anos de idade, por ter o investigado se apropriado do cartão bancário da vítima, com conhecimento prévio da senha, retirando então os recursos de que a vítima dispunha junto ao banco. Promotor de Justiça atuante perante o juízo criminal comum entende tipificado o delito do art. 102, do Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03) e requer a remessa dos autos ao SANCTVS, deferida pelo E. Juízo da vara criminal. A Digna Promotora de Justiça recipiente, que atua perante o SANCTVS, porém, discorda da remessa e suscita conflito negativo de atribuição. Sustenta que o crime a considerar é o de furto qualificado, nos termos do art. 155, § 4º, II, do CP, não o delito do Estatuto do Idoso. SOLUÇÃO: Conflito conhecido e dirimido no sentido de que a atribuição é do Digno Promotor de Justiça Suscitado, que oficia perante o juízo criminal comum, uma vez que a conduta tipifica o crime de furto qualificado pela fraude, pelo uso ilegítimo do cartão bancário e respectiva senha, patente o ânimo de assenhorear-se o investigado de coisa alheia móvel, além do que o crime do art. 102, do Estatuto do Idoso, exige fim especial, no sentido de que o desvio de bens do idoso lhes dê aplicação diversa de sua finalidade. Muito embora o delito do art. 102 do Estatuto do Idoso se insira no rol daqueles de competência do SANCTVS, no caso concreto não é este o delito que se perfez, mas sim o crime de furto qualificado pela fraude. Designação de outro Promotor de Justiça para intervir em lugar da Suscitado, ante a divergência entre sua opinião delitiva e o conteúdo desta decisão, facultada ao ilustre Promotor de Justiça designado a compensação prevista nos Atos normativos 302/03 e 488/06.

VII - ARTIGO 28 DO CPP

A – SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA DE POLÍTICAS CRIMINAIS E INSTITUCIONAIS

VII – CPP, art. 28

B – CRIMINAL

Protocolado 19.937/19

Inquérito Policial 0068908-32.2018.8.26.0050 – MM. Juízo da Vara Criminal do DIPO 4 (Foro Central Criminal da Barra Funda, Comarca da Capital)

Assunto: revisão de promoção de arquivamento de inquérito policial (CP, art. 203)

EMENTA: Inquérito policial instaurado visando à apuração do delito do art. 203, do CP, na conduta de empregadora, que além de não ter pago as verbas trabalhistas a que se comprometeu em acordo celebrado no âmbito da Justiça do Trabalho, também deixou de restituir a CTPS do ofendido, que havia retido ilegalmente. O documento não foi restituído nem mesmo com a expedição de mandado de busca pela Justiça do Trabalho. Notícia de fato que primeiro tramitou no âmbito da Justiça Federal, tendo o MPF declinado da atribuição e pugnado pela remessa do expediente à Justiça comum estadual, perante a qual a Digna Promotora de Justiça pugnou pela instauração de inquérito policial para apurar o delito acima mencionado. Promoção de arquivamento baseada no argumento de que houve a prescrição da pretensão punitiva do Estado, nos termos do art. 107, VI, c.c. art. 109, do CP. Discordância judicial, com aplicação do art. 28, do CPP, embasada no argumento de que o delito, nas circunstâncias em que ocorreu, assumiu a feição de crime permanente, aplicando-se então a regra do art. 111, III, do CP, no sentido de que a prescrição somente começa a correr do dia em que cessa a atividade criminosa, o que não se verificou no caso concreto. SOLUÇÃO: Assiste razão, em parte, à Magistrada, pois há indícios de autoria e de materialidade, assim como justa causa para a persecução criminal em juízo, mas não pelo crime do art. 203, do CP, e sim pelo delito de supressão de documento (CP, art. 305), que na modalidade de ocultar tem a natureza de crime permanente, aplicando-se, então, a regra relativa à prescrição do art. 111, III, do CP, não verificada a cessação da atividade criminosa, pois o documento não foi restituído ao ofendido. Designação de outro Promotor de Justiça para oferecer denúncia e prosseguir nos demais termos da ação penal, até final decisão, facultada ao ilustre Promotor de Justiça designado a compensação prevista nos atos normativos 306/03 e 488/06.

IX - ATOS ADMINISTRATIVOS DO PGJ

IX Atos Administrativos do PGJ

Portarias do Procurador-Geral de Justiça de 22-3-2019

Concedendo Aposentadoria, com fundamento no art. 19, V, alínea c da L.C. 734/93 e com fundamento no art. , I, II, III e parágrafo único da E.C. 47/2005, a Carlos Roberto Marangoni Talarico, RG. 8.072.932-0, PIS-PASEP: 10.859.479.789, 154º Procurador de Justiça da Procuradoria de Justiça Criminal, da PP-QMP, fazendo jus aos proventos mensais integrais e com paridade aos membros da ativa, nos termos do art. da E.C. 41/2003, do padrão do seu cargo, correspondentes a: subsídio nos termos do art. da L.C. 1032/2007 e parcela de irredutibilidade, conforme consta do Processo CRH/MP - 667/91;

Concedendo Aposentadoria, com fundamento no art. 19, V, alínea c da L.C. 734/93 e com fundamento no art. 3º, I, II, III e parágrafo único da E.C. 47/2005, c.c. o art. 201, § 9º da Constituição Federal de 1988 e L.C. 269/81, a Ludgero Henrique Perdizes, RG. 11.722.086-3, PIS-PASEP: 1.807.268.418-9, 101º Procurador de Justiça da Procuradoria de Justiça Criminal, da PP-QMP, fazendo jus aos proventos mensais integrais e com paridade aos membros da ativa, nos termos do art. da E.C. 41/2003, do padrão do seu cargo correspondentes a: subsídio nos termos do art. da L.C. 1032/2007 e parcela de irredutibilidade, conforme consta do Processo CRH/MP - 464/89;

Fixando, de acordo com o art. 19, V, alínea o, da L.C. 734/93, alterado pela L.C. 1083/2008 e nos termos do Anexo I, do Ato (N) PGJ 693/2011, com redação alterada pelo Ato 872/2015, a partir de 1/2/2019, a Marcia Lourenço Monassi, Promotor de Justiça, designada para exercer as funções de Assessor do Gabinete do Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público, a gratificação mensal a título de representação, calculada mediante a aplicação de coeficiente, sobre o valor da Unidade Básica de Valor - UBV, instituída pelo art. 33, da L.C. 1080/2008, alterado pelo art. da L.C. 1317/2018;

Fixando, de acordo com o art. 19, V, alínea o, da L.C. 734/93, alterado pela L.C. 1083/2008 e nos termos do Anexo I, do Ato (N) PGJ 693/2011, com a redação alterada pelo Ato 872/2015, a partir de 1/3/2019, a Regina Célia Damasceno, Promotor de Justiça, designada para exercer as funções de Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Meio Ambiente e Habitação e Urbanismo, a gratificação mensal a título de representação, calculada mediante a aplicação de coeficiente, sobre o valor da Unidade Básica de Valor - UBV, instituída pelo art. 33, da L.C. 1080/2008, alterado pelo art. da L.C. 1.317/2018, ficando cessados os efeitos da portaria publicada no D.O. de 21/7/2018, que fixou a gratificação correspondente para prestar serviços junto ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Cíveis e de Tutela Coletiva.