Página 39 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 1 de Fevereiro de 1954

Diário Oficial da União
há 65 anos

lavrando-se a respectiva ata no livro próprio, a qual está por todos assinada,

Rio de Janeiro, 31 de dezembro de 1953. — Amandio Marques Pinto Faca. — Walter Ferreira de Souza. — Waldemira Pereira.

(N. o 2.216 — 1-2-53 — Cr$

122,40). .

S. A. INCREMENTADORA

DE VENDAS "EROMOTION"

ALTERA ÇÃO

E TRANSFORMAÇÃO EM SOCIEDFDE

ANÓNIMA

Ivan alisslocher e José Hélio Resende, maiores de idade, domiciliados nesta Capital, únicos sócios da firma Empresa Incrementadora de Vendas "Promotion" Ltda., estabelecida á Avenida Marechal Câmara número

0

271, 10.

andar, grupo 1.003, nesta Capital, constituída pelo contrato social de 4 de agéisto de 1951, registrado e

arquivado no Departamento Nacional da Indústria e Comércio, sob o n.° 42.423, de 31 de agõsto de 1951, alterado em 16 de

outubro de 1952,

sob registro do mesmo Departamento de n.° 50.755, de 11 de novembro de 1952, e alterado ainda em 13 de agresto de 1953, sob registro desse Departamento de n.

56.423, de 25 de agósto de 1953, resolvem, pelo presente instumento, alterá-lo no seguinte:

Primeiro — O sócio Ivan Ilesslocher transfere das suas cem (100) cotas de Cr$ 1.000,00 (um mil cruzeiros) cada uma que perfazem o seu capital de Cr$ 100.000,20 (cem mil cruzeiros), 48 (quarenta e oito) dessas cotas, sendo 5 (cinco) para o senhor Edgard Clifford Crosby Jr., americano, casado, industriado, residente na Avenida Epitácio Pessoa número 356, apto. 301, nesta Capital; 21 (vinte e uma) para a Sra. Sheila Doris Kathieen asslocher, inglesa, casada, comerciária, residente na Rua Murtinho Nobre n.° 2, nesta Capital,. autorizada a comerciar conforme escritura de autorização passada por seu marido, Sr. Ivan Hasslocher, em 22 de dezembro de 1953, no Cartório do Tabelião Caio Tavares, desta Capitalj 15 (quinze) para o Sr. Roberto Luiz Lemos de Miranda, brasileiro, casado, advogado, com escritório à Avenida Graça Aranha n.° 226, salas 710-713, nesta Capital; 3 (três) para o senhor Antônio Newton Lopes brasileiro, desquitado, contador, residente na Rua Belfort Roxo ne 296, apartatemente 204, nesta Capital; e 4 (quatro) para o Sr. Odenir de Faria. Barros, brasileiro, solteiro, comerciário, residente na Rua Grajaú n. 31, casa

0

V, nesta Capital.

Segvndo — Aumentar o capital de Sociedade de Cr$ 150.000,00 (cento e cinqüenta mil cruzeiros) para Cr$ ... 500.000,00 (quinhentos mil cruzeiros), era cotas partes de Cr$ 1.000,00 (um mil crueziros), cada uma, sendo que esse aumento, em moeda corrente nacional, será subscrito pelos seguintes sócios, componentes da firma, e totalmente integralizado neste ato: Ivan Hasslocher, 121 (cento e vinte

uma) cotas de Cr$ 1.000,00 ann e

mil cruzeiros) cada urna, num total de Cr$ 121.000,0 (cento e vinte e uni mil cruzeirosg); Edgard Clifforci Crosby Jr., 10 (dez) cotas de Cr S 1.000,0 (um mil cruzeiros), cada uma. CUM total de Cr$ 10.000,00 (nez mil cruzeiros); Sheila Doris (athleen Haeslocher, 53 (cinqüenta e três) cotas de CrS 1.000,00 (um mil cruzeiros) cada uma, num total de CrS 53.000,00 (cinqüenta e três mil cruzeiros); Roberto Luiz Lemos de Miranda, 35 (trinta e cinco) cotas de Sr$ 1.000.00 (um mil cruzeiros) cada uma, num total de CrS 35.e00,00) José Hélio Resende, :28 (cento e vinte e oito (cento e cinte e oito) cotas de Cr$ 1.000,00 (um mil cruzeiros) cdda uma, num total de Cr$ 128.000,00 (cento e vinte e oito

mil cruzeiros); Antônio Newten Lopes, 2 (duas) cotas de Cr$ 1.003,00 eum mil cruzeiros) cada uma, num total de Cr$ 2,000,00 (dois mil cruzeircs), e Odenir de Faria Barros, 1 (uma) cota de Cr$ 1,000,00 (um mil cruzeiros) cada uma, num total de Cr$ 1.000,00 (um mil cruzeiros).

Terceiro — Com o aumento constante da cláusula segunda ,o capital da Sociedade, elevado a Cr$ e00.000,00 (quinhentos mil cruzeiros) e correspondente a 500 (quinhentas) cotas de Cr$ 1.000,00 (um mil cruzeiros) cada uma, cicia assim distribuído.

Cotas

José Hélio Resende 178

Ivan Hasslocher 175

Sheila Doris Kathleen Hass-

locher '74

Roberto Luiz Lemos de Miranda 50 Edgard Clifford Crosby, Jr. 15

Antônio Newton Lopes 5

5

Odenir de Faria Barroa

500

cotas, sendo a responsabilidade dos sócios limitada ao total do capital social.

Continuam em vigor as Quarto —

demais clikesulas do contrato plumitivo e suas alterações -não modificadas por este instrumento.

Quinto — Os atuais sócios, para melhor desenvolvimento e expansão dos negócios sociais, resolveram, unenimemente, transformar a Empresa Incrementadora de Vendas "Promotion" Ltda. em sociedade anônima, com o capital de CrS 1.000.000,00 (um milhão de cruzeiros), cujo aumento de Cr$ 560.000,00 (quinhentos mil cruzeiros), foi totalmente subscrito e integralizado era 20% (vinte por cento), conforme relação adiante trancrita, continuando o mesmo ramo de negócio, sendo que as cotas são transformadas em ações, recebendc

o número de ações correscada sócio

pondentes ao númeo de cotas que possuiam nia sociedade limitada e subscrevendo as demais ações resultantes do aumento do capital para Cr$ 1.000.000,00 (um milhão de cruzeiros), regendo-se a sociedade anónima pelos estatutos adiante transcritos, pelo Decreto-lei n.° 2.627, de 26 de setembro de 1940, e legislação posterior, assumindo a sociedade ora transformada o ativo e passivo da Empresa Incrementadora de Vendas "Promotion" Ltda., como sucessora.

ESTATUTOS

CAPiTua0 1

DURAÇÃO E

DE DENOMINAÇÃO, SEDE, 0E.TETO

0 Pela transformação em Art. 1.

Empresa Inda

sociedade anônima

crementadora de Vendas "Promotion" Ltda., fica constituída a Sociedade Anônima Incrementadora de Vendas "Promotion", por prazo inregerá por estes

determinado, que se

estattuos e mais disposições da legislação em vigor.

Art. 2.° A sociedade terá sua sede e fraro na cidade do Rio de Janeiro, sendo-lhe, entretanto, permitido, a critério da Diretoria, desde que convenha aos interesses saciais, abrir e maonter agências, ficheis, sucursais e outras dependências em qualquer ponto do Pais ou do estrangeiro, além da filial já existente na Praça da República n.° 64, grupo 104, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo.

Art. 3.° A Sociedade tem- por finalidade principel efetuar serviços de promoção de vendas e publicidade paria terceiros, podendo ainda estender suas atividades a outros ramos de negócios, tais como representações de vendas de artigos de procedência nacional ou estrangeira, importação e quaisquer outros que venham a ser propostos pela Diretoria e aprovados em assembléia geral, que não dependam de autorização especial dó Govêrno, •

CAPITULO II

CAPITAL socase

Da

Art. 4. 0 O capital social, que era de Ce$ 500.000,00 (quinhentos mil cruzeiros), na Empresa Incrementadera de de Vendas "Promotion" Ltda., é aumentado, na Sociedade Anônima Incrementadora de Vendas 'Promotion" para Cr$ 1.000.000,30 (um milhão de cruzeiros), em dinheiro, dividido em 1.000 (mil) ações comuns do valor nominal de CrS 1.000.00 (um

'

mil cruzeiros), cada uma, ao portador, ou nominativas, à vontade do acionista.

Art. 5.° Desse capital social já se encontra integralizada a quantia de Cr$ 600.000,00 (seiscentos mil cruzeiros), sendo Cr$ 500.000.00 (quinhentos mil cruzeiros) Que pertenciam à sociedade Empresa Incretnentadora de Vendas "Promotion" Ltda. e Cr$ 100.000,00 (cem mil cruzeiros) correspondente a 20% (vinte por cento) do aumento do capital para Cr$ .... 1.009.000,00 (um milhão cie cruzeiros). Os restantes Cr$ 400 000,00 (quatrocentos mil cruzeiros) serão integralizados e mcharnadas da Diretoda, com aviso prévio de 15 dias.

Art. 6.° As ações serão representadas por certificados assinados pelo Diretor-presidente e Diretor-superintendente, depois de preenchidas as formalidades legais, podendo ser emitidas provia:ir/emente cautelas representativas de ações em namero determinado.

0

Cada ação dará direito a Art. 7.

um voto nas deliberações sociais.

CAPITULO III

Graus

DAS ASSEMBLÉIAS

Art, 8.° Noa 4 (quatro) primeiros meses após a terminação do exercício social, reunir-se-á a Assembléia Geral Ordinária, e as extraordinárias em época e data que convier ou quando exigirem os interesses sociais, mediante convocação, em ambos os casos, em local, dia e hora previamente mencionados, com indicação da ordem do dia.

Parágrafo único. As deliberações das assembléias serão tomadas por maioria absoluta de votos, ressalvadas as exceções legais.

Art. 9.° Os acionistas presentes nas assembláias assinarão no "Livro de Presença" e designarão, por voto majorit;rio, um Presidente e uru Secretário, que formarão a mesa dirigente de cada assembléia.

CAPITULO IV

DA DIRETORIÁ

Art. 10. A sociedade será administrada por um Diretor-presidente e um Diretor-superintendente, residentes no- País, ambos eleitos pela Assembléia Geral, durando a sua gestão 3 (três) anos, sendo permitida a reeleição.

Art. 11. Os dois Diretores obrigamcaucionar 10 dez) se cada um a

ações gana garantia de suas gestões.

Art. 12. A remuneração do Diredo Diwtor-superintor-presidente e a

tendente, respectivamente, serão fixadas pela Assembléia Geral, sem

elos servip

prejuízo dias gratificações

ços prestados durante as suas gestões, concedidas pelos acionistas reunidos em assembléia, depois de desigreservas legais ou estatutánadas as

rias e as mais que se tornarem necessárias, e da distribuição do dividendo mínimo legal, aprovado em assembleia.

Art. 13. Compete ao Diretor-presidente, na sua qualidade de representante legal da Sociedade, representá-Ia em todos os atos, quer comerciais ou jurídicos, praticando es operações comerciais próprias da seu cargo e assinando todos os papeis necessários à boa marcha dos negócios da Sociedade, sendo que em cheques, escrituras e outros documentos que envolvam responsabilidade de ordem financeira juntamente com o Diretorsuperintendente ou seu procurador legal; substitui o 1t.i -t;;:er tmdente nos seus impedielentoe ocasionais.

Art. 14. Compele ao Diretor-superintendente assistir ao Diretor-presidente na administracea, iiirec:z o

e

orientação dos negócios da sociedade. assinando com o mesmo ou seu procurador legal, os documentos, checeres, escrituras e outras que envolvem responeabilidade de ordem financeira. da Sociedade; substitui o Diretor-presidente nos seus impedimentos ocasionais.

Art. 15, No caso da vaga Je

Diretor o outro Diretor continuará administrando a Sociedade até a eleição do substituto pela .Asenebleia Ceral que será convocada dentro da 30 (trinta) dias.

Art. 16, Cabe ao Diretor-presidente juntamente com o Diretor-superintendente nomear mandatários, especificando nos instrumentos do mandato os poderes outorgados.

CAPITULO' V

DO CONsZLHO FISCAL

Art. 17. O Conselho Pisca/ compor-se-á de três (3) membros efetivos e três (3) suplentes, acionistas ou não, eleitos anualmente e podendo ser reeleitos. Competirá ao Conselho Fiscal examinar as contas, livros e papéis da Sociedade, apresentando o seu parecer sôbre a marcha dos negócios à Assembléia Geral 'Jrdinária.

Art. 18. Os honorários dos membros do Conselho Fiscal serão fixados para cada exercício pela Assembleia que os eleger.

CAPITULO VI

DOS LUCROS

Art. 19. O exercício social terminará em 31 de dezembro de cada ano, quando será encerrado o balanço anual,

Art. 20. Os lucros líquidos apurados no balanço anual serão assim distribuídos: 5% (cinco por cento) para constituir a reserva legal, até que atinja 20% (vinte por cento) da capital social; 15% (quinze por ceeito) para gratificação fixa aos Diretores _ria, Sociedade, ressalvadas as disposições do art. 134 do Decretolei n.o 2.627, de 26 de setembro de 1940; e 5% (cinco por cento) para

Sogratificações aos empregados da

ciedade; o restante ficará à disposição' da Assembléia, que lhe dará 0 destino conveniente, por proposta da Diretoria e ouvido o Conselho eiscal.

Art. 21. Os dividendos poderão ser distribuídos a cri t ério da Diretoria, em duas prestações semestrais, dentro, porém, do exercício em que foi aprovado o balanço pela Arsemblela. Geral e atendendo à disponieilidade em caixa.

Art. 22. Os dividendos não reclamados após cinco (5) anos de sua distribuição, porém sem juros, prescreverão em benefício da Sociedade.

CAPITULO VII

DA LIQUIDAÇÃO

Art, 23. A Sociedade 'entrará em liquidação nos casos legais,

Parágrafo único. Compete à Ase sembaiia Geral estabelecer o modo de liquidação, eleger os liquidantes e o Conselho Fiscal que deverá funcionar no período de liquidação,

CAPITULO VIII

IMPOSIÇÕES xreversteónate•

Art. 24. De comum acôrdo foi em aclamados os Srs. Ivan Ilasslochet para o cargo de Diretor-presidente da Sociedade

e José Hélio Resende para cargo .de Diretor-superointendente, ficande estabelecido os honcrárice mensal, de Cr$ 16.000,00 (dezeseefe mil cruzeiros) para o primeiro e Cr9