Página 2 da JUCESP do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 30 de Julho de 2019

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

instaurado em razão da ausência do original da Jucesp, vez que a via do registro se encontra encartada nos autos do Replen. Parecer CJ Jucesp nº 2280/2017: “A Systemakers Informática LTDA recorreu ao Plenário contra a decisão da Presidência que determinou a aposição de notícia de pendência administrativa no rosto da ficha cadastral da empresa, a fim de que qualquer alteração no quadro social da recorrente fosse previamente autorizado pelo Juízo do Inventário perante o qual se pugnava sobrepartilha. Tal pendência se originou a partir do requerimento formulado, no qual informa o falecimento de Rildo Croche Peres e solicita a correção da ficha cadastral para que conste junto ao arquivamento 23.983/01-2 o falecimento do referido sócio ao invés da sua retirada da sociedade. Faz referência à existência do processo de sobrepartilha. (...). Tendo em vista a decadência administrativa para a revisão de ofício do ato e a necessidade de ordem judicial a solucionar a questão posta pela interessada, esta Procuradoria opinou pelo indeferimento do pedido formulado, com o arquivamento do requerimento, tão somente como documento de interesse da empresa, com a aposição de pendência administrativa no rosto da ficha cadastral, a fim de que nenhuma alteração do quadro social fosse promovida sem autorização judicial até finalização definitiva da lide em Juízo. O recurso ora interposto postula tão e somente a baixa da pendência administrativa. Entendo que houve perda de objeto do recurso. Com efeito, a pendência administrativa determinada pela decisão recorrida deveria prevalecer tão somente pelo período de tempo em que a ação judicial estivesse em curso. Tal ação já foi julgada definitivamente, tendo transitado em julgado a decisão de segundo grau que confirmou a sentença terminativa. Com isso, recomendo sejam elevados os autos à Presidência para determinar a retirada da pendência administrativa do rosto da ficha cadastral da sociedade interessada (...). Com isso, sem objeto o presente recurso, deverá ser tal circunstância levada em conta pela D. Relatoria, sugerindo-se que esta, reconhecendo a perda do objeto recursal, vote pelo arquivamento definitivo do Replen. Decisão do Presidente (20/08/2018): “Por fim, no que tange à recomendação contida no item 16, do Parecer CJ/Jucesp 2280/2017, de lavra da d. Procuradoria desta Casa, homologo a retirada da expressão pendência administrativa da folha de rosto da ficha cadastral, tendo em vista o trânsito em julgado do processo de inventário nº 7473-97.2001.8.26.0100. ” Voto da Vogal Relatora em 24/06/2019: “A pendência administrativa determinada pela decisão recorrida, só deveria prevalecer enquanto a ação judicial estivesse em curso. Tal ação já foi julgada definitivamente. A empresa recorrente Systemakers Informática LTDA foi dissolvida conforme distrato em 21/01/2018, o que evidencia a perda do objeto do presente Replen 990.167/14-8. Assim sendo, voto pelo indeferimento por perda de objeto”. Voto do Vogal Revisor em 01/07/2019: “Evidentemente, extinta a decisão judicial que motivou a pendência administrativa em pauta, deixará de existir a razão para a manutenção da mesma. Entretanto, a decisão extinta somente operará seus efeitos em sua plenitude por ocasião do seu trânsito em julgado. Concluo: houve trânsito em julgado? Sim. Todas as diligências foram feitas expecionadas? Sim. Decisão/Análise. A empresa Systemaker Informática LTDA foi dissolvida conforme consta nos autos (anexo o distrato) em 21/01/2018, prova esta, que evidencia perda de objeto do presente Replen supracitado. Do voto. Meu voto segue a decisão da Colega Dra. Arlette Cângero de Paula Campos, Vogal Relatora “indeferimento por perda de objeto”. Deliberação: O E. Plenário por unanimidade, deliberou pelo indeferimento do recurso, diante da perda do objeto, conforme os votos dos i. Vogais Relatora e Revisor, ambos em conformidade com o posicionamento da D. Procuradoria. Ciência do E. Plenário: 2.1) Suspensão de efeitos de registros Protocolos: 1132670/17-2 e 1182673/17-0 - Requerente: Erick Afonso Silva de Almeida - Empresas: New Word Consultoria Empresarial LTDA e Comercial Lewis Alimentos EIRELI -NIRES: 35227959760 e 35601667769 - Matéria: Alegação de fraude de terceiro. Inexistência de impugnação. Aplicação do Poder Geral de Cautela no âmbito registrário. (I) Decisão suspensiva dos efeitos do arquivamento nº 112.792/14-5, sessão 01/04/2014, com arrastamento aos registros nºs 329.617/14-0, sessão 22/08/2014, 171.595/15-4, sessão 29/04/2015, da empresa New Word Consultoria Empresarial LTDA. Nire 35227959760; (II) decisão suspensiva dos efeitos do registro nº 286.578/17-7, sessão 04/07/2017, da empresa Comercial Lewis Alimentos EIRELI Nire 35601667769. Decisão do Presidente: “Isto posto, diante da inexistência de impugnação ao pedido suspensivo, além da aplicação do Poder Geral de Cautela no âmbito registrário, e, até o momento, à vista da presunção relativa de boa-fé concernente à afirmação do requerente Erick Afonso Silva de Almeida que teria sido vítima de fraude de terceiro (falsidade ideológica), com fundamento no artigo 40, § 1º, do Decreto nº 1.800/96,determino a imediata suspensão dos efeitos do arquivamento nº 112.792/14-5, sessão 01/04/2014, 171.595/15-4, sessão 29/04/2015, da empresa New Word Consultoria Empresarial LTDA. NIRE 35227959760, assim como a suspensão dos efeitos do registro nº 2896.578/17-7, sessão 04/07/2017, da empresa Comercial Lewis Alimentos EIRELI NIRE 35601667769 sessão 04/07/2017, da empresa Comercial Lewis Alimentos EIRELI NIRE 35601667769.” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou a imediata suspensão dos efeitos do arquivamento nº 112.792/14-5, sessão 01/04/2014, 171.595/15-4, sessão 29/04/2015, da empresa New Word Consultoria Empresarial LTDA. NIRE 35227959760, assim como a suspensão dos efeitos do registro nº 2896.578/17-7, sessão 04/07/2017, da empresa Comercial Lewis Alimentos EIRELI NIRE 35601667769 sessão 04/07/2017, da empresa Comercial Lewis Alimentos EIRELI NIRE 35601667769. 2.2) Convalidação - Protocolo: 1081842/18-0 - B.A. (boletim Administrativo): 3200211/18-0 -Sociedade: Espaço Fashion Eyewear Consultoria e Assessoria em Eventos LTDA. NIRE: 35219314585 - Assunto: Decisão de convalidação; recomposição do acervo com a via fornecida pelo usuário. Decisão do Presidente: “Diante de todas as diligências realizadas e considerando que não foi identificada irregularidade de ordem técnica no arquivamento nº 114.392/10-9, é possível a recomposição do acervo desta junta Comercial, mediante a retenção da via original fornecida pela sociedade Espaço Fashion Ewewear Consultoria e Assessoria em Eventos LTDA. (...) Considerando as razões fáticas e de direito explanadas acima, determino a convalidação do arquivamento nº 114.392/10-9 da sociedade Espaço Fashion Eywear Consultoria e Assessoria em Eventos LTDA Nire 35219314585, mediante a recomposição do acervo desta Jucesp com a via original apresentada pela interessada.” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou a convalidação do arquivamento nº 114.392/10-9 da sociedade Espaço Fashion Eywear Consultoria e Assessoria em Eventos LTDA Nire 35219314585, mediante a recomposição do acervo desta Jucesp com a via original apresentada pela interessada. 2.3) Cancelamento de autenticação – livro - Protocolos: 1069547/19-0 e 1069546/19-7 - Sociedade: Brasmaq Comércio de Máquinas LTDA. NIRE: 35204435161 - Assunto: Pedido de cancelamento de autenticação; natureza incorreta. Cancelamento. Decisão da Diretora de Serviços Auxiliares ao Comércio: “Compulsando os autos e observando a autenticação do Livro que acompanha o presente requerimento, nota-se que de fato houve erro na análise do livro em tela. Desta forma, independentemente de abertura de revisão de ofício, consoante fixado no Parecer CJ/Jucesp nº 474/2011, determino o cancelamento da autenticação nº 302.997. ” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão da Diretora de Serviços Auxiliares ao Comércio que determinou o cancelamento da autenticação nº 302.997. 2.4) Cancelamento de registro - Protocolos: 1055380/17-6 e 1056620/17-1 - Falecido: Raildo Bispo da Cruz - Empresa: Raildo Bispo da Cruz Cameras - NIRE: 35120664967 - Assunto: Cancelamento do Nire 35120664967. Ofício nº 61/2016ECD/SRRF08/RFB/MF-SP. Comunicação de inclusão de pessoa falecida em empresa registrada nesta Jucesp -Decisão do Presidente: “Tendo em vista a informação do óbito de Raildo Bispo da Cruz, em data pretérita a do instrumento de constituição da empresa supracitada, conforme os termos do requerimento inicial, bem como que não houve apresentação de defesa dentro do prazo legal, entendo presentes elementos aptos a ensejar o cancelamento do ato constitutivo. Diante dos argumentos sopesados, cabe à Administração Pública, ex officio, anular referido registro por evidente infração à lei, conforme disposto no artigo 53 da Lei Federal 9.784/99 e da Lei Estadual nº 10.177/98, conforme se verifica abaixo (...). Considerando as razões fáticas e de direito acima expostas, determino o cancelamento do ato constitutivo da empresa Raildo Bispo da Cruz Cameras Nire 35120664967. ” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou o cancelamento do ato constitutivo da empresa Raildo Bispo da Cruz Cameras Nire 35120664967. 2.5) Cancelamento de Registro - Protocolos: 1115300/17-9, 1192136/17-2 e 1192193/17-9 - Falecidos: Sérgio Teixeira e Eduard Batzli - Empresa: Batzli Swiss Holding EIRELI -NIRE: 35600816914 - Assunto: Cancelamento do Nire 35600816914 e do ato subsequente. Ofício RFB 94/2017/ECD/ DIVIC/SRRF08/RFB/MF-SP-jc. Comunicação de inclusão de pessoa falecida no quadro de empresas registradas na Jucesp. Decisão do Presidente: “Tendo em vista a informação dos óbitos de Sergio Teixeira e de Eduard Batzli, em datas preteridas a do instrumento de constituição da empresa supracitada, conforme os termos do requerimento inicial, bem como que não houve apresentação de defesa, entendo presentes elementos aptos a ensejar o cancelamento do ato em tela e seus registros subsequentes. Diante dos argumentos sopesados, cabe à Administração Pública, ex officio, anular os referidos registros por evidente infração à lei, conforme disposto no artigo 53 da Lei Federal 9.784/99 e da lei Estadual 10.177/98, conforme se verifica abaixo: (...). Considerando as razões fáticas e de direito acima expostas, determino o cancelamento do ato constitutivo e do arquivamento subsequente da empresa Batzli Swiss Holding EIRELI Nire 35600816914. ” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou o cancelamento do ato constitutivo e do arquivamento subsequente da empresa Batzli Swiss Holding EIRELI Nire 35600816914. 2.6) Arquivamento de REVEX (revisão Ex officio) – perda de objeto - REVEX: 997.035/17-1 - Protocolos: 1130920/17-3 e 1119645/17-7 - Recorrente: AMD Serviços Médicos LTDA. NIRE: 35226952389 - Recorrida: AMD Serviços Médicos LTDA NIRE: 35230033198 - Assunto: Arquivamento de Revex. Registrado instrumento de alteração de nome empresarial da recorrida. Impossibilidade de devolução de emolumentos. Decisão do Presidente: “ Como se observa dos autos, após a notificação, a sociedade recorrida informou que promoveu arquivamento de instrumento de alteração da razão social, registrado sob nº 5.187/18-7, em sessão de 12/01/2018, encontra-se, neste momento, com a denominação de AMD Anestesia e Controle da Dor Serviços Médicos LTDA, sendo flagrante a perda do objeto do presente expediente. No que tange a solicitação de devolução de emolumentos formulada pela Requerente, acerta a D. procuradoria ao afirmar que”...os emolumentos cobrados são decorrência do procedimento que, depois de encerrado, resultou na obrigação da recorrida alterar a sua denominação, o que se consumou sob estrito comando legal”. Por fim, concluindo que “...não há que se falar em devolução de emolumentos, quando são devidos justamente para obter o resultado que se previa, na forma da lei e regulamentos em vigor”. Desta forma, em observância ao aventado pela d. Procuradoria em seus Pareceres, indefiro a solicitação de devolução de emolumentos e determino o arquivamento do presente expediente, tendo em vista a perda do objeto do REVEX.” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que indeferiu a solicitação de devolução de emolumentos e determinou o arquivamento do expediente nº 997.035/17-1, tendo em vista a perda do objeto do REVEX. 2.7) Pedido Suspensivo – perda do objeto - Protocolos: 1139837/18-7 e 1129787/18-7 - Requerente: Anatec Produtos Metalúrgicos LTDA. NIRE: 35208105858 - Sócios: Annunciato Thomeu Junior e Annunciato Thomeu Neto - Assunto: Alegação dos sócios que teriam sido vítimas de falsidade de suas assinaturas. Processo nº 0011783-96.2011.8.26.0068 da 1ª Vara Cível de Barueri/SP. Ação movida pelos requerentes sendo julgada procedente para declarar nula a escritura de compra e venda do imóvel negociado a partir do registro da alteração contratual nº 406.038/10-7, sessão de 17/11/2010. Posterior registro de ofício judicial expedido naquele processo contendo ordem específica de cancelamento da referida alteração (artigo 40, § 2º, Decreto nº 1.800/96). Consulta de andamento processual onde consta notícia de trânsito em julgado. Perda do objeto do pedido suspensivo ante a prevalência do pronunciamento judicial em caráter definitivo. Decisão do Presidente: “Consoante se lê do arquivamento nº 873.885/18-1, sessão 21.11.2018 da ficha cadastral societária atualizada de Anatec Produtos Metalúrgicos LTDA Nire 35208105858 foi recepcionada ordem judicial proferida nos autos nº 0011783-96.2011.8.26.0068 da 1ª Vara Cível de Barueri/SP, que determinou o cancelamento da alteração nº 406.038/10-7, sessão de 17.11.2010.Houve trânsito em julgado certificado inclusive no extrato processual de segunda instância. Referida situação processual é suficiente para reconhecer a definitividade do cancelamento determinado na esfera judicial, tanto que a esse respeito, diga-se de passagem, há entendimento externado no Parecer nº 00540/2018/CONJUR-MDIC/CGU/AGU exarado no processo nº 52700.102583/2018-56 e Processo Jucesp n? 995.307/18-0 (Remin), à frente reproduzido. (...). isto posto, tendo havido no curso do processamento do pedido suspensivo recebimento de ofício judicial (arquivado sob nº 873.885/18-1, sessão 21.11.2018) expedido no processo nº 001783-96.2011.8.26.0068 da 1ª Vara Cível de Barueri/SP contendo expressa determinação de cancelamento do registro nº 406.038/10-7, sessão 17.11.2010, inclusive com trânsito em julgado, há perda do objeto do pedido suspensivo posto prevalecente a referida ordem de cancelamento relacionada a mesma alteração, incidindo a regra do artigo 40, § 2º, do Decreto nº 1.800/96.” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou a perda do objeto do pedido suspensivo por ter havido no curso do processamento do pedido suspensivo recebimento de ofício judicial (arquivado sob nº 873.885/18-1, sessão 21.11.2018) expedido no processo nº 001783-96.2011.8.26.0068 da 1ª Vara Cível de Barueri/SP contendo expressa determinação de cancelamento do registro nº 406.038/10-7, sessão 17.11.2010, inclusive com trânsito em julgado, portanto houve perda do objeto do pedido suspensivo posto prevalecente a referida ordem de cancelamento relacionada a mesma alteração, incidindo a regra do artigo 40, § 2º, do Decreto nº 1.800/96. 2.8) Decisão de Suspensão de efeitos de registros - Protocolos: 1106429/18-7 e 1125835/18-7 - Requerente: Moizéis Selestino da Silva - Empresas: Messias & Moizeis Eletrônicos LTDA. NIRE: 35227548093 - Assunto: Pedido de declaração de nulidade. Alegação de fraude – Portaria Jucesp nº 53/2013. Cancelamento dos atos, somente mediante ordem judicial (nos termos do artigo 40, § 2º, do Decreto nº 1.800/96). Inautenticidade de selo. Divergência RG apresentado quando do registro da constituição. Inexistência de Impugnação. Decisão Suspensiva dos efeitos do registro de constituição da empresa Messias & Moizeis Eletrônicos LTDA Nire 35227548093 e arrastamento aos registros subsequentes nº 758.564/13-2, sessão de 13/05/2013 e nº 386.118/13-9, sessão de 04/10/2013. Decisão do Presidente: “As circunstâncias referidas no relatório, ausência de impugnação, declaração do requerente, inconsistência do selo de reconhecimento ode firma no formulário de constituição e divergência dos dados do RG, nesse momento, induzem presunção (relativa) de boa-fé, sendo, ao menos nesse momento, presumivelmente de boa-fé a afirmação do requerente, presunção relativa que o Órgão da Administração também espera dos cidadãos-administrados, porquanto haveria abuso desse direito se posteriormente fosse apurada a inveracidade das informações ou conluio de pessoa (s) interposta (s). Assim, acolho o pedido suspensivo de Moizeis Selestino da Silva, com fundamento no artigo 40, § 1º, do Decreto nº 1.800/96, e determino a imediata suspensão do registro de constituição da empresa Messias & Moizeis Eletrônicos LTDA Nire 35227548093 com arrastamento aos registros subsequentes nº 758.564/13-2, sessão de 13/05/2013 e nº 386.118/13-9, sessão de 04/10/2013. ” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou a imediata suspensão do registro de constituição da empresa Messias & Moizeis Eletrônicos LTDA Nire 35227548093 com arrastamento aos registros subsequentes nº 758.564/13-2, sessão de 13/05/2013 e nº 386.118/13-9, sessão de 04/10/2013. 2.9) Convalidação - Protocolos: 1170016/18-2 e 2138587/18-6 -B.A. (boletim administrativo): 3200073/16-0 - Sociedade: Nehemy & Valim Empreendimentos Imobiliários LTDA. NIRE: 35206192869 - Assunto: Decisão de recomposição do registro 353.153 com via fornecida pelo usuário. Decisão do Presidente: “Considerando todas as diligências realizadas pelos setores competentes e a apresentação da via original do registro nº 353.153, é possível a recomposição do acervo desta junta Comerical, mediante a retenção do instrumento original fornecido pela sociedade em epígrafe. Considerando, por fim, que este Órgão de Registro Mercantil tem adotado o procedimento ode restauração de documentos extraviados ou que apresentam deficiente formação, de sorte a restabelecer suas eficácias jurídicas, conforme estabelecido nos arts. 11, da lei Estadual 10.177/98, e art. 55, da lei Federal 9.784/99, determino a convalidação do registro 353.153, de 22/12/1964, da sociedade Nehemy & Valim Empreendimentos Imobiliários LTDA Nire 35206192869, mediante a retenção da certidão de inteiro teor apresentada pela interessada, para a recomposição do acervo desta Jucesp. O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou a convalidação do registro 353.153, de 22/12/1964, da sociedade Nehemy & Valim Empreendimentos Imobiliários LTDA. Nire 35206192869, mediante a retenção da certidão de inteiro teor apresentada pela interessada, para a recomposição do acervo desta Jucesp.2.10) Convalidação - Protocolos: 1.149.605/18-2 e 1.158.224/18-7 - B.A.: 3.201.141/18-5 - Sociedade: Eucatex SA Indústria e Comércio - NIRE: 35300028015 - Assunto: Decisão de recomposição do registro nº 558.745/00-0 com a via fornecida pelo usuário. Decisão do Presidente: “ Considerando, por fim, que este Órgão de Registro Mercantil tem adotado o procedimento de restauração de documentos extraviados ou que apresentam deficiente formação, de sorte a restabelecer suas eficácias jurídicas, conforme estabelecido nos art. 11, da Lei Estadual 10.177/98, e art. 55, da Lei Federal 9.784/99, determino a convalidação do registro 558.745/00-0, de 15/05/1988, da sociedade Eucatex SA Indústria e Comércio. (Nire 35300028015), mediante a retenção da via apresentada pela interessada às fls. 02/03, para recomposição do acervo desta Jucesp. ” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que determinou a convalidação do registro 558.745/00-0, de 15/05/1988, da sociedade Eucatex SA Indústria e Comércio. (Nire 35300028015). 2.11) Cadastro de Microempreendedor – Alegação de Fraude de Terceiro – Decisão de não conhecimento - Protocolo: 1.067.812/19-2 - Requerente: Roseany Lina Santos - Cadastro de Microempreendedor: Roseany Lina Santos 36574642809-ME -NIRE: 35815891539 - Assunto: Alegação de fraude de terceiro na constituição do cadastro de microempreendedor. Registro Público de Empresas Mercantis. Cadastro Informativo de Microempreendedor – Incompetência da Junta Comercial para tratar do registro e demais informações cadastrais provenientes de microempreendedor individual – Competência da União, por meio do Portal do Empreendedor, que possui gestão eletrônica do sistema – Cancelamento que segue o previsto no art. , § 6º, da Lei Complementar nº 155/2016 (que alterou a Lei complementar nº 123/2006)– Anotação, por cautela, do cadastro informativo, competindo ao interessado adotar as providências disciplinadas na Lei nº 155/2016, já mencionada. Decisão do Presidente: “Diante de tais circunstâncias, recebido o pedido apresentado pela requerente, deixo de conhecê-lo em decorrência da limitação de atribuição da Junta Comercial do Estado de São Paulo para impor a suspensão ou cancelamento administrativo do cadastro de microempreendedor gerado exclusivamente pelo Portal do Empreendedor – Governo Federal, a quem inclusive possui o único domínio de sua gestão eletrônica “ http://www.portaldoempreendedor.gov.br”, sob a égide da União. ” O E. Plenário tomou ciência da r. decisão do Sr. Presidente que deixou de conhecer o pedido em decorrência da limitação de atribuição da Junta Comercial do Estado de São Paulo para impor a suspensão ou cancelamento administrativo do cadastro de microempreendedor gerado exclusivamente pelo Portal do Empreendedor – Governo Federal, a quem inclusive possui o único domínio de sua gestão eletrônica “ http://www.portaldoempreendedor.gov.br”, sob a égide da União. 2.12) Livros – Cancelamento de Autenticação - Protocolo: 1.069.587/19-9 - Socie-

Sumário

Esta edição, de 214 páginas, circula encartada diariamente no Caderno Empresarial

ERRATAS ..........................................................................................................................................1

PORTARIA ........................................................................................................................................1

ATAS DAS SESSÕES PLENÁRIAS.......................................................................................................1

RECURSOS - NOTIFICAÇÕES/DECISÕES............................................................................................3

ALTERAÇÕES EMPRESÁRIOS............................................................................................................4

ALTERAÇÕES SOCIEDADES LIMITADAS ..........................................................................................58

ALTERAÇÕES SOCIEDADES POR AÇÕES .......................................................................................144

ALTERAÇÕES COOPERATIVAS ......................................................................................................158

ALTERAÇÕES CONSÓRCIOS..........................................................................................................159

ALTERAÇÕES EIRELI .....................................................................................................................160

ALTERAÇÕES EMPRESAS ESTRANGEIRAS ....................................................................................181

CONSTITUIÇÕES EMPRESÁRIOS...................................................................................................182

CONSTITUIÇÕES SOCIEDADES LIMITADAS...................................................................................194

CONSTITUIÇÕES SOCIEDADES POR AÇÕES..................................................................................205

CONSTITUIÇÕES COOPERATIVAS .................................................................................................205

CONSTITUIÇÕES CONSÓRCIOS ....................................................................................................205

CONSTITUIÇÕES EIRELI................................................................................................................205

Diretor-Presidente Nourival Pantano Júnior

Diretor Vice-Presidente Jorge Águedo de Jesus Peres de Oliveira Filho Diretora Administrativa e Financeira Izabel Camargo Lopes Monteiro

Diretor Industrial Domingos Sávio de Lima

Diretor de Gestão de Negócios Fuad Miguel Pachá Neto

Jornalista Responsável Antonio Euclides Teixeira (MTb 8186)

Secretaria de Desenvolvimento Econômico Diário Oficial

Estado de São Paulo

Presidente Walter IIhoshi

Secretária-Geral Gisela Simiema Ceschin

CADERNO JUNTA COMERCIAL

Imprensa Oficial do Estado SA - Imesp

CNPJ 48.066.047/0001-84

I.E. 109.675.410.118

Sede e administração

Rua da Mooca 1921 São Paulo SP

CEP 03103-902

t 11 2799.9800 Capital

XV de Novembro t 11 3105.6781 / 11 3101.6473

Rua XV de Novembro 318 Centro www.imprensaoficial.com.br

São Paulo SP CEP 01013-000 SAC 0800 01234 01

Junta Comercial do Estado de São Paulo

Rua Barra Funda 836 São Paulo SP

CEP 01152-000 t 3826.7599

www.jucesp.com.br