Página 102 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 2 de Abril de 1956

Diário Oficial da União
há 63 anos

'Castro convidou os senhores acionistas a elegerem o presidente da As: eembléia. Por aclamação fel eleito o acionista Sr. Francisco Elysio Pinheiro Guimarães, que para secretário convidou o acionista Sr, Mário Carneiro de Sousa Saraiva. Constittuda, assim a mesa, o presidente declarou instalada a Assembléia Geral Ordie connária, o qual fôra regularment

vecada por amineios publicados no

Oficial dos dias 27, 28 e 29 Diário

de janeiro findo e no "Jornal do Comércio" dos dias 17, 19 e 20 de janeiro findo. Disse, ainda o presidente que as publicações a que se refere o artigo 99 da lei haviam sido feitas dentro dos prazos regidamentares. Deter- que fiz como .

minou-me, erre seguida; o

arretarás a leitura do relatório, bae

e perdas

lanço, conta de lucros

parecer do Conselho Fiscal. Findo leitura, o presidente submeteu esses

, .e, como Mn. f

documentos à discUssee

guém quisesse usar da palovra, nesta-A em votação, verificou-se terent eido os mesmos aprovados por ananis/In nade, tendo-se abstido de votar os membros da Diretoria e do Conselho Fiscal. Procedeu-se em seguida a dei: ça,o dos membros do Conselho Fiscal

suplentes. Colhidas as cédulas e seus

apurados os votos, verificou-se terem e

sido reeleitos para o Conselho loscol as seguintes pessoas: efetivos — seshores_ Gustavo Monteiro Salvini. Angelo Fernandes e o General Jace, Guimarães e para suplentes os senho- Amaral,

res — Miguel Barroso do

Enoch Pereira do Silva e Mário Carneiro de Sousa Saraiva, todos residentes nesta capital. Por proposta cia acionista, Sr. D. Constança Pereira Fontainha, a Assembléia apro-, a remunerede

vou, por unanimid

ção dos membros eeftivos do Conselho Fiscal, que foi fixada em Cr$ 1.000:00

(um mil cruzeiros), por ano, para cada um deles. Pár proposta do mesmo

sta, a Assembléia também -nen). ecioni

vou por unanimidade a remuneraçao •

eia Diretora), para o corrente exercício, que foi fixada era Cr$ 5:000.00

(eine() mil cruzeiros) Mensais para cada u lindos direotres. Nada mais

tratar, a sessão foi sushavendo a

pensa pelo tempo 'necessário a laVratura desta ata, no Livro Própria. por mim secretário: e, reaberta a sessão,

Mesma ata lida, em voz alta, foi a'

aprovad ae vai assinada por todos Os acionistas presenes. Riot de Janeiro,

Francisco

29 de fevereiro de 1956. —

Pinheirn Guimarães, — Mário •

Saramae -- Serio iro de Sonsa

Carne

Coita de Alnzeida Gama, — Gustavo

Pedro José Neli() Sa/eini. —

Monteiro

rastro,

Teixeira. — Evaristo Freitas

Roberto de Freitas Castro. — Coas-—

Didur de

Pereira Fontein/ia, —

?anca

Erich Rtuinzeier.

Frei/ar Castro.. —

Autorizamos a pubacação — Evaristo

Erich

Diretor. —

Freitas Castro,

Diretor.

Pv u zneier,

(Na 7751 — 16-3-56 — Cr$ 224,40/

SA0

TENDA ESPIRITA

ALMAS

MIGUEL DAS .

EXTRATO DE ESTÁTUTO

e a

Fundada nesla. Cidade, onde tem

e tara," por tempo indeteretia sede

Jonsminado com seu fundo social a

e com ilimitada número de tituir,se

rócios, que náo resta-ilidem iubsIdiarntmente pelas obrigações sociais, a

e At-'lenda Espirite São Miguel da

roes tem por fim o estudo do Es. vIritismo e a propaganda de seus enediamenars, por todos ()a meios que oferece a palavra escrita, falada e exemplicicleda. A Tenda Será admi.

COIII2OstS

insira:1a por unia Diretoria

presidente um vice._presidente, • um

primeiro e segundo secretários e nrimelro e, segundo tesoureiros. Os Esr elteredos, enain

- (netos pnderão se

ficados ou "gretormatios, a _malquer teme" por sua Assembléia Geral, Capital. Nada mais havendo a tratar ciosa expansão de nossas operaçõe$1. menos quanto aos parágrafos do artigo 1,0 . Os sócios fundadores e a Diretoria atual constam em apenso ao Estatuto. Assim, eu, Pedro Botelho, 1.0 Secretário, tirei o presente

verextrato dos Estatutos, o qual é

dadeiro, pelo que subscrevo. Rio de Janeiro, 13 de março de 1956. — Francisco Boderone, Secretário. — Alberto Ribeiro Zambelli, Presidente. (N.° 7.757 — 16-3-56 — Cr$ 86,70)

COMPANHIA INDUSTRIAL DE

CONSERVAS DELRIO

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, REALIZADA NO DIA 16 DE DEZEMBRO Dr 1955.

Aos dezesseis dias do mês de dezembro do ano de mil novecentos e cinqüenta e cinco, às 10 horas, na sede social da Companhia Industrial de Conservas Derrio, à Praça Mauá n" 7 — 18a andar, nesta Capital, reuniram-se os Senhores Acionistas da Companhia, representando a maioria do capital social, conforme se verifica dó Livo de Presença, onde os mesdlos apuseram as respectivas assinaturas. Assumiu a presidência da Assembléia, de conformidade com as disposições estatutárias, o Diretor da sociedade, Sr. Alberto Cocozza, o qual convidou

Diretor Dr. António Eduardo Canele para secretariar, os trabalhos da sessão. Assim constituída a Mesa, o Senhor Presidente sol/citou ao Sr. Secretário que procedesse à leitura dos documentos relativos à reunião, o que foi feito na seguinte ordem: a) Aviso de caie trata o art. 99 do Decretolei n.° 2.627, de 26 de setembro de 1940, publica& no

Diário Oficial dos

dias 9, 10 e 11 de fevereiro de 1955 e

no "Jornal do Comércio"

. das dias

8, O e 10 também

de fevereiro de

1955; b) Edital de segunda convocação para a presente Assembléia, publicado no Diário Oficial

dos dias 9,

10 e 12 de dezembro de 1955 e no "Jornal do, Comércio" dos dias 8, 9 e 16 também de dezembro de 1955; c) Relatório da Diretoria, Balanço Geral, demonstração da conta de Lucros e

Perdas e Parecer do Conselho Fiscal referentes ao exercício social finao em 31 de deeembro de 1954, publicados no Diário Oficial

do dia 6 de outubro de 1955 e no "Jornal do comércio" do dia 30 de setembro de 1955. Finda a leitura desses documentos, o Sr.

Presidente declarou que, competia à Assembléia apreciar e de-Lberar sôbre as mesmos, bem corno sinere as

demais contas da Diretoria. Após terem sido examinados e discutidas tais ,sido e contas, na votação, verilic e

u-se a aprovação

unânime

por parte dos senhores acionistas esre-s_ntes, excetuados os legalmente .mpediaos, ficando ainda decidido que, após_ a dedução de 5% (cinco por cento, para o Fundo de Reserva negai, o saldo da conta de Lucros e Perdas ser s transferido para o Fundo de Reserva Geral. Novamente com a palavra, o Sr.

p

residente informou

que competie a Assembléia proceder à .eleição dos

m

embros efetivos e suplentes do Conselho Fiscal pára o novo período social, fixando a remuneração dos titulares. Por isso mesmo, eolicitava ao Sr. Secretário que pr

ocedesse a d

i

stribuição das cédulas necessárias à eleição,

as quais depois

de reconlides e conferidas, acusaram

segtÉnte

re.uitado: Para membros efetivos do Conselho Fiscal foram ree e

leitos os Seahores: Luis Lebre Perei_ s

a das Neve., brasileiro, casado, advogado; Antônik de Vicente da Silva Saleado, portueuê.s :

casado, advogado

t. Maria de Lourdes

Piragibe

Guerreiro, brasitelra casada, do comércio, todos residentes nesta Capital e com os mesmos honorários do exercício anterior. E, para suplentes, foram reeleitos, os Senhores Teódulo Dernóstenes Pinheiro e Aiva eo Aires de Menconça e eleito o Sr Nilson Cardoso, teaos brasileiros e •reeidentés nesta

e como ninguém quisesse fazer uso da palavra que foi oferecida, o Senhor presidente declarou encerrados os trabalhos da reunião, solicitando, contudo, aos senhores acionistas que permanecessem no recinto durante a lavratura desta ata, a qual, depois de lida 'e achada conforme, foi assinada por todos os presentes, representando a maioria do capital social, — Rio de Janeiro, 16 de dezembro de 1955. — Antônio Eduardo

Canale. -- Alberto

Cocozza. — Leopoldo Canale. — Gor dem

Henry Parires. — Eduardo Paisano. —

Brat Sérgio 01/vier de Camargo, por si e

como procurador de Talai) Nelson Canele. — (Atesto que a presente é cópia fiel, extraída do próprio original). —.Rio de Janeiro, 2 de março de 1956. — Antonio Eduardo Canais.

DIVISAO DE REGISTRO DO

COMÉRCIO

CERTIDÃO

Certifico que a Cia. Industrial de Conservas Delrio arquivou nesta

• Divisão, sob o no 41.838, por despacho de 13 de março de 1956, cópia autêntica da ata ,de sua assembléia geral ordinária realizada' em 16-12-55, que aprovou as contas do exercício de 1954, elegeu os membros do Conselho Fiscal, fixando seus vencimentos, do que dou fé. Departamento Nacional da Indústria e Comércio. Divisão de Registro do Comércio, em 15 de. março de 1956. — Eu, Maria Eugenia Moura da Cunha, Escr. Dat. 22, escrevi, conferi e assino. —

Maria Eugenia Moura da Cunha. —

Eu, João Pereira Dias,

Chefe da S.R.E., subscreve e assino. —

João Pereira Dias.

Selada com Cr$ 7,50.

Processo no 7.104-56.

iN.0

7.750 — 16-3-56 — Cr$ 408,00)

IMHAUKA BRASILEIRA INDUSTRIAL E COMERCIAL S. A.

Ata da Assembléia Geral Extraordinária, realizada no dia

23 de dezembro de 1965.

Aos -vinte e três

dias

do mês de

dezembro do ano de mil novecentos e cinqüenta- e. cinco, às 10- horas, na sede social da InSauka Brasileira Industrial e Comercial S. A., à Avenida Rio Branco n." 50, 14." andar, nesta Capital, reuniram-se os senhores acionistas da Companhia,

r

e presentando a

totalidade do capital social, conforme se

verifica do Livro de Presença de ci

nistas, onde mesmos apuseram

as respectivas

ssinaturas. De acórdo Com as disposições estatutárias, assumiu a p

residência da Asseinbléla o Diretor-Presidente da sociedade, Sr. Franklin, António Rocha, o qual convidou o Diret

or-Procurador Sr. Edmundo Arthur B

eschart para secretariar os trabalhos da reunião. Tão

log

foi con

stituída a Mesa. o Sr.

Pre

sidente declarou que, de

co

nformidade com a ordein do dia, constante dos editais de convocação

pu bl

icados no

Diário Oficial

e no "Jornal do Comércio" dos dias 14, 15 e 16 de dezembro do corrente ano, apresente

ssembléia

se achava reunida com a

f

inalidade de tornar conhecimento e deliberar saibre ume proposta da Diretoria sugerindo o aumento do capital social e alteração do Correspondente artigo estatutário. Dada a rel e

váncia do assunto, e para melhor co

nhecimento dos senhores acionistas, o Sr. Presidente solicitou ao Senhor Secretário que

p

rocedesse à leitura do

aludido documento e do respeetivo Pareter d6 Conselho Fiscal,

vazados nos seg

uintes têrmos: Proposta da Diretoria — Senhores Acsiontstas: São inúmeras as razões que nos levam a apresentar a VV. SS. a presente proposta de' aumento do capital social. Dentre elas,

cumpre-nos destacar o descrecim en to de poder -aquisitivo da moeda' corrente ne Renabliea, a alisaicomerciais e principalmente, a. trami-; tação, nas casas do Congresso, de diversas leis fiscais que Importarão ent desvantagens para as sociedades cujo capital seja de menor monta. Destarte. Já tendo prêvlainente ouvido o Conselho Fiscal, vimos sujeitar à deliberação de VV. SS. a referida peopostã na seguinte ordem: I) — Aumentar O capital social, atualmente de Cr$ ... 4.000.000,00 (quatro milhões de cruzeiros) para Cr$ 5.000.000,00 (cinco milhões de cruzeiros), ou seja, um

miaumento de Cr$ 1.000.000,00 (hum

de cruzeiro3), mediante a emislhão_

são de 1.000 (mil) novas ações comuns, do valor nominal de Cr$ 1.090,00 (hum mil cruzeiros) cada uma. a) — O aumento será realizado pelo modo que mais convir aos interêsses dos senhores acionistas, ressalvada, entretanto, obrigatoriedade de realização do mínimo de Cr$ 10% (dez por-cento) referido na Lei de Sociedades por Ações;

Os Senhores acionistas terão b)

preferência para a subscrição das novas ações, na proporção das que posdo art. 111 da aludida sulrem, ex-vi

Lei; c) — Na hipótese de renúncia . a asse direito, a mesma deverá ser expressamente declarada, podendo então aquela preferência ser exercida, primeiramente pelos demais acionistas, e por terceiros, era intimo lugar. II) — Na hipótese de aprovação da proposta, acima, o artigo 5.° doa Estatutos Socais passará a ter a seguinte redação:

0

— o capital social será de "Art. 5.

014 5.000. 000A (cinco railhões de cruzeiros), dividido em 5..000 (cinco mil) , ações comuns, nominativas ou ao portador, a opção de Seu proprietário do valor nominal de Cr$ 1.000.00 (huni mil cruzeiros) cada urna,, podendo ser emitidos certificados múltiplos de ações ou' cautelas representativas de -um determinado número das Mesmas." O parágrafo único dêste artigo permanecerá sem alteração. Esta é a proapreses

posta que a Diretoria tinha a.

tar aos senhores acionistas. — Rio de Janeiro, 1 de dezembro de 1955. — Franklin Antônio Rocha. — Ludwig Ifaupt. -- Frederico Gustavo Kadgien. — Syntonieta Ana Imfeld. Edmundto Arthur Bosschart. — Torsten Muller. — Parecer do Conselho Fiscal — Os abaixo (usinados, membros do Conselho Fiscal da Imhauka Brasileira Industrial e Comercial S.- A.. declaram que, após cuidadoso exame que fizeram da proposta da Diretoria no sentido de ser aumentado o capital .social para Cr$ 5.000 . 000.00 (cinco milhões de cruzeiros) e modificado o artigo 5.• das Estatutos Sociais, não têm objeções a fazes contra a mesma, que consideram de relevante interêsse para a sociedade. Rio de Janeiro, 3 de dezembro de 1955. —

Alvaro Mires de Mendonça. Stephen SOkolow. — Carlos Nehring NettO. — Terminada a leitura dos documentos acima transcritos, .o Sr. Presidente declarou que submetia a questão proposta à deliberação da Assembléia.- Sucederamse,' então, amplos debates em Mario dos aspectos técnicos e legais que

mesma envolvia, bem como 'abbre

resultados práticos que a sua efetivação traria aos interfsses sociais, ftndoe os quais, na votação, verificou-se a sua aprovação por unanimidade de votos.

vista dessa decisão da Assembléia, o . Sr. Presidente solicitou aos senhores acionistas que preenchessem a lista de subscritores que se encontrava sbbre a mesa. Foi dito então por todos os acionistas, com exceção do Dr. Ludwig Haupt, que, conforme lhes facultava o 1 3." do artigo 111 do

Decreto-lei na 2.627, de 26 de setembro de /940. expressamente renunciavam ao seu direito à subscrição em favor daquele ou de terceiros

que

porventura desejassem subscrever par te

do aludido aumento. Em face de '‘ tal decisão o precitado acionista declarbu subscrever a totalidade do

mesmo. inteeralizando-a mediante o aproveitamento de créditos que pessula em