Página 13 da Empresarial do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 18 de Setembro de 2019

Cyrela Commercial Properties S.A.

Empreendimentos e Participações

Companhia Aberta- CNPJ/ME 08.801.621/0001-86- NIRE 35.300.341.881

Extrato da Ata da Reunião do Conselho de Administração

Data, hora, local: 02.09.2019, às 10 horas, na sede social, Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3.600, 14º andar, conjunto 141, Itaim Bibi, São Paulo/SP. Presença: por meio de teleconferência, a totalidade dos membros do Conselho de Administração. Mesa: Presidente: Thiago Kiyoshi Vieira Muramatsu; Secretária: Alessandra de Lima Penido. Deliberações Aprovadas: (i) a realização da Oferta, conforme os termos e condições dispostos abaixo: (a) A Oferta será realizada no Brasil, em mercado de balcão não organizado, em conformidade com a Instrução CVM nº4000, de 29.12.2003, conforme alterada (“Instrução CVM 400”), e demais regulamentações aplicáveis, a ser coordenada pelo Banco Bradesco BBI S.A. (“Coordenador Líder”), pelo Banco BTG Pactual S.A. (“BTG”), pelo Banco Itaú BBA S.A. (“Itaú BBA”), pelo Banco Morgan Stanley S.A. (“Morgan Stanley”), pelo Banco J. Safra S.A. (“Safra”), e pela XP Investimentos S.A. (“XP” e, em conjunto com o Coordenador Líder, BTG, Itaú BBA, Morgan Stanley e Safra, “Coordenadores da Oferta”), com a participação de determinadas instituições consorciadas autorizadas a operar no mercado de capitais brasileiro, credenciadas junto à B3 (“Instituições Consorciadas”), sendo que as Instituições Consorciadas participarão da Oferta para efetuar esforços de colocação das Ações exclusivamente junto aos investidores não institucionais. Simultaneamente, serão também realizados esforços de colocação no exterior pelo Bradesco Securities, BTG Pactual US, Itaú Securities Inc., Morgan Stanley & Co. LLC, Safra Securities LLC e XP Securities, LLC, (em conjunto “Agentes de Colocação Internacional”): (i) nos Estados Unidos da América (“Estados Unidos”), exclusivamente para investidores institucionais qualificados (qualified institutional buyers), residentes e domiciliados nos Estados Unidos, conforme definidos na Rule 144A do Securities Act de 1933, editada pela U.S. Securities and Exchange Commission (“SEC”), conforme alterado (“Securities Act”), em operações isentas de registro nos Estados Unidos, em conformidade com o Securities Act e regulamentos editados ao amparo do Securities Act; e (ii) nos demais países, exceto nos Estados Unidos e no Brasil, para investidores que sejam considerados não residentes ou domiciliados nos Estados Unidos ou não constituídos de acordo com as leis daquele país (non U.S. persons), em conformidade com os procedimentos previstos no Regulation S, editado pela SEC, no âmbito do Securities Act (“Regulamento S”), e que invistam de acordo com a legislação aplicável no país de domicílio de cada investidor (sendo os investidores pertencentes às alíneas (i) e (ii) acima, em conjunto, “Investidores Estrangeiros”) e, em ambos os casos, desde que tais Investidores Estrangeiros estejam registrados junto à CVM e invistam no Brasil de acordo com os mecanismos de investimento regulados pela legislação brasileira aplicável, especialmente pelo Banco Central do Brasil, pelo Conselho Monetário Nacional (“CMN”) e pela CVM, da Lei nº 4.131, de 3.09.1962, conforme alterada, ou da Resolução do CMN nº 4.373, de 29.09.2014, e da Instrução da CVM nº 560, de 27.03.2015, conforme alterada, sem a necessidade, portanto, da solicitação e obtenção de registro de distribuição e colocação das Ações em agência ou órgão regulador do mercado de capitais de outro país, inclusive perante a SEC. Os esforços de colocação das Ações junto a Investidores Estrangeiros, exclusivamente no exterior, serão realizados em conformidade com o Placement Facilitation Agreement, a ser celebrado entre a Companhia e os Agentes de Colocação Internacional (“Contrato de Colocação Internacional”). (b) O Preço por Ação será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento junto a investidores institucionais, a ser realizado no Brasil, pelos Coordenadores da Oferta, nos termos do contrato de colocação, a ser celebrado, e no exterior, pelos Agentes de Colocação Internacional, nos termos do Contrato de Colocação Internacional, em consonância com o disposto no artigo 23, § 1º, e no artigo 44 da Instrução CVM 400 (“Procedimento de Bookbuil ding”) e terá como parâmetro as indicações de interesse em função da qualidade e quantidade de demanda (por volume e preço) coletada junto a Investidores Institucionais durante o Procedimento de Bookbuilding. Devido à baixa liquidez das ações ordinárias de emissão da Companhia, tanto no critério de quantidade de negociações por pregão como no critério de volume financeiro negociado por pregão, entende-se que a apresentação da cotação mais recente das ações ordinárias de emissão da Companhia não seria a melhor indicação do preço esperado para as Ações. A escolha do critério de fixação do Preço por Ação é justificada, na medida em que o preço de mercado das Ações a serem subscritas será aferido diretamente através do resultado do Procedimento de Bookbuilding, o qual reflete o valor pelo qual os investidores institucionais apresentarão suas intenções de investimento nas Ações no contexto da Oferta. Portanto, a emissão de Ações neste critério de fixação de preço não promoverá diluição injustificada dos atuais acionistas da Companhia, nos termos do artigo 170, § 1º, inciso III, da Lei nº 6.404/76, conforme alterada (“Lei das Sociedades por Ações”). (c) Nos termos do artigo 24 da Instrução CVM 400, a quantidade de Ações inicialmente ofertada (sem considerar as Ações Adicionais, conforme definido abaixo) poderá ser acrescida de um lote suplementar de até 15%, nos termos do a ser celebrado entre a Companhia e os Coordenadores da Oferta (“Ações Suplementares”). (d) Nos termos do artigo 14, parágrafo 2º, a quantidade de Ações inicialmente ofertada (sem considerar as Ações Suplementares) poderá ser acrescida em até 20% sendo colocadas pela Companhia nas mesmas condições e no mesmo preço das Ações inicialmente ofertadas (“Ações Adicionais”). (e) A Oferta será realizada em conformidade com os procedimentos previstos na Instrução CVM 400, por meio de duas ofertas distintas: (i) a oferta destinada aos investidores não institucionais; e (ii) a oferta destinada aos investidores institucionais, observado o disposto na Instrução CVM 400 e o esforço de dispersão acionária previsto no Regulamento de Listagem do Novo Mercado de Governança Corporativa da B3. (f) Não será admitida a distribuição parcial das Ações no âmbito da Oferta. (g) A condução de atividades de estabilização do preço das Ações de emissão da Companhia no âmbito da Oferta, nos termos do “Contrato de Prestação de Serviços de Estabilização de Preç das Ações Ordinárias de Emissão da Cyrela Commercial Properties S.A. Empreendimentos e Participações” (“Contrato de Estabilização”), conforme regulamentação aplicável, será realizada pelo Agente Estabilizador. (h) A integralização/liquidação das Ações, no âmbito da Oferta, será efetuada mediante pagamento à vista, em moeda corrente nacional, em recursos imediatamente disponíveis. (i) As Ações objeto da Oferta, nos termos da deliberação tomada nesta ata, terão os mesmos direitos, vantagens e restrições conferidos às demais ações ordinárias da Companhia, nos termos do Estatuto Social da Companhia e da legislação aplicável, fazendo jus ao recebimento integral de dividendos e demais proventos de qualquer natureza que vierem a ser declarados pela Companhia, após a data de liquidação da Oferta. (ii) a exclusão do direito de preferência dos atuais acionistas da Companhia na subscrição das Ações a serem emitidas no âmbito da Oferta, em conformidade com o disposto no artigo1722, inciso I, daLei das Sociedades por Acoess e no artigo11ºº,§ 1ºº, do Estatuto Social da Companhia, sendo que o aumento de capital social da Companhia em decorrência da Oferta será realizado dentro do limite de capital autorizado previsto no Estatuto Social da Companhia. (iii) a diretoria da Companhia a tomar as medidas necessárias à realização da Oferta e ao cumprimento das deliberações tomadas nesta reunião do conselho de administração, incluindo a assinatura de quaisquer documentos necessários à efetivação da realização da Oferta, incluindo, mas não se limitando a, (a) o “Contrato de Coordenação, Colocação e Garantia Firme de Liquidaçã de Ações Ordinárias de Emissão da Cyrela Commercial Properties S.A. Empreendimentos e Participações”, (b) o Placement Facilitation Agree ment, (c) o Contrato de Estabilização, e quaisquer aditamentos a qualquer contrato necessário à efetivação da Oferta, bem como represente a Companhia perante a CVM, B3, ANBIMA e qualquer órgão e/ou autarquia necessário, ficando ratificados os atos já praticados nesse sentido e com vistas à realização da Oferta. Encerramento: Nada mais. São Paulo, 02.09.2019. Membros do Conselho : Elie Horn, Leo Krakowiak, George Zausner, Rafael Novellino, Pedro Franco Sales, Claudio Bruni e Germán Pasquale Quiroga Vilardo. JUCESP nº 484.779/19-9 em 12.09.2019. Gisela Simiema Ceschin - Secretária Geral.

D.M.G CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA , CNPJ 08.383.472/0001-82, Rua João Cancio De Toledo Piza Nº 574 Jardim Maria Luiza Jardim Maria Luiza II representada por MARIA GISELDA PILHARME torna público que ENCERROU SUAS ATIVIDADES em 12/07/2019.

Companhia de

Locação das Américas

CNPJ/MF nº 10.215.988/0001-60 - NIRE 35.300.359.569

(Companhia Aberta de Capital Autorizado)

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Ficam os Senhores acionistas de COMPANHIA DE LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS (“Companhia”) convocados a reunirem-se em Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada em 04 de outubro de 2019, às 11:00 horas, na sede social da Companhia, situada na Alameda Santos, nº 438, 6º andar, Bairro Cerqueira César, CEP 01.418-000, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo (“Assembleia Geral”), para deliberarem sobre as seguintes matérias: I- Deliberar realização de desdobramento da totalidade das ações de sua emissão, por meio do qual cada ação ordinária da Companhia será desdobrada em 3 (três) ações ordinárias da Companhia, sem alteração no valor do capital social atual da Companhia. Dessa forma, o capital social da Companhia permanecerá no montante de R$2.006.289.984,08 (dois bilhões, seis milhões, duzentos e oitenta e nove mil, novecentos e oitenta e quatro reais e oito centavos), passando a ser dividido em 447.729.411 (quatrocentos e quarenta e sete milhões, setecentos e vinte e nove mil, quatrocentos e onze) ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal (“Desdobramento”). II- Deliberar sobre a eleição de 1 (um) membro Independente do Conselho de Administração em complementação de mandato. III- Deliberar sobre a modificação dos Planos I e II de Outorga de Opção de Compra de Ações aprovados em Assembleia Geral Extraordinária, realizada nos dias 21/12/2010 e 23/02/2012, respectivamente, conforme alterada, e do Plano de Incentivo Atrelado às Ações aprovado pela Assembleia Geral Extraordinária da Companhia realizada em 06/11/2018. IV- Deliberar sobre a autorização para realização dos seguintes atos societários de reorganização das sociedades controladas, direta e/ou indiretamente, pela Companhia e autorizar a administração das controladas a praticarem os atos necessários para sua efetivação: (i) a incorporação de todo o acervo líquido da Acelero Comércio de Veículos Ltda., sociedade empresária limitada, com sede e na Avenida Colombo, nº 2.111, Bairro Vila Nova, CEP 87.045-000 na cidade de Maringá, Estado do Paraná, inscrita no CNPJ sob nº 11.884.97400011-00 (“Acelero”), sociedade integralmente controlada da Companhia, pela Unidas Comercial de Veículos Ltda., sociedade empresária limitada, com sede e foro na Alameda Santos, nº 438,6ºº andar, Bairro Cerqueira César, CEP 01.418-000, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, inscrita no CNPJ sob nº 07.754.767/000155 (“Unidas Comercial”), cujo controle é integralmente detido pela Unidas S.A, sociedade por ações com registro de companhia aberta na categoria A perante a CVM, com sede na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, Alameda Santos, nº 438,3ºº,8ºº,9ºº e 10º andar, Bairro Cerqueira César, CEP 01.418-000, na cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ sob o nº 04.437.53400011-30 (“Unidas S.A.”) que por sua vez é subsidiária integral da Companhia, com a consequente extinção da Acelero; (ii) a incorporação, pela Unidas S.A., de todo o acervo líquido da Unidas Locadora de Veículos Ltda., sociedade limitada, com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Alameda Santos, nº 438, térreo, Bairro Cerqueira César, CEP 01.418-000, na cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ sob o nº_TTREP_8 000101-80 (“Unidas Locadora”), sociedade integralmente controlada da Companhia, com a consequente extinção da Unidas Locadora. (iii) Redução do capital da Unidas S.A., nos termos do arti173173 Lei das Sociedades por Acoesões, com restituição à Companhia do capital equivalente, mediante (a) a transferência da participação societária detida pela Unidas S.A na Unidas Comercial e (b) a transferência da participação societária detida pela Unidas S.A na Unidas Franquias do Brasil S.A., sociedade anônima de capital fechado, com sede e foro na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, Alameda Santos, nº 431º 1º andar, Bairro Cerqueira César, CEP 01.418-000, inscrita no CNPJ sob nº _TTREP_0001001-69 (“Unidas Franquias”). V- Deliberar sobre a modificação da descrição do endereço da Companhia, de modo a acrescentar o complemento “7º andar”. VI- Deliberar sobre a modificação do Artigo 6º do Estatuto Social da Companhia, prevendo o aumento do capital autorizado da Companhia para R$4.000.000.000 (quatro bilhões de reais). VII- Alterar o Estatuto Social da Companhia, caso aprovadas as alterações promovidas nos itens I, V e VI acima consolidando a sua redação. A Companhia solicita aos Senhores acionistas que pretendam tomar parte na Assembleia Geral ora convocada que apresentem, até 48 (quarenta e oito) horas antes da data da sua respectiva realização: (i) comprovante expedido pela instituição financeira depositária das ações escriturais de sua titularidade ou em custódia, na forma do artigo1266 da Lei nº6.4044, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada (“Lei das Sociedades por Ações”), e/ou relativamente aos acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente datado de até 02 (dois) dias úteis antes da realização da Assembleia Geral; e (ii) instrumento de mandato, devidamente regularizado na forma da lei e do estatuto social da Companhia, na hipótese de representação por procurador. Os instrumentos de mandato deverão (i) (a) para o caso de acionistas pessoas físicas, ter sido outorgados em conformidade com as disposições doparágrafo primeiroo do artigo1266 daLei das Sociedades por Acoess, (b) para o caso de acionistas pessoas jurídicas, ser outorgados nos termos de seus atos constitutivos e de acordo com as regras doCódigo Civill Brasileiro, (c) para acionistas que sejam fundo de investimento, ser outorgados nos termos de seus atos constitutivos e de acordo com as regras doCódigo Civill Brasileiro; (ii) apresentar firmas reconhecidas; e (iii) ser acompanhados dos documentos que comprovem poderes de representação e identidade do outorgante e do outorgado. Solicitamos aos Senhores acionistas que depositem ou enviem por correspondência os referidos documentos para a sede social da Unidas S.A. subsidiária da Companhia (no endereço indicado acima) ou para a sua Administração Central, situada na Avenida Raja Gabáglia, nº 1.781, 13º andar, Luxemburgo, CEP: 30.380-457, na cidade de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, aos cuidados do Departamento Jurídico da Companhia, no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas da data de realização da Assembleia Geral ora convocada. Outrossim, a Companhia receberá cópia dos documentos acima referidos a ser encaminhada via fac-símile (+55 31 3319-1573) ou correio eletrônico [email protected] unidas.com.br / [email protected]). Os Senhores acionistas ou seus representantes legais deverão comparecer à Assembleia Geral munidos de documentos que comprovem a sua identidade e/ou os seus poderes, conforme o caso.Considerando que as matérias da ordem do dia da AGE não se encontram dentre aquelas indicadas no item “II” do parágrafo 1º do artigo 21-A da Instrução CVM nº 481, de 17 de dezembro de 2009, conforme alterada, a Companhia esclarece que não oferecerá, para a AGE ora convocada, mecanismo para votação à distância. Todos os documentos pertinentes à ordem do dia a serem analisados ou discutidos na Assembleia Geral, incluindo este Edital de Convocação, as propostas da Administração da Companhia, bem como aqueles exigidos nos termos do artigo 133 da Lei das Sociedades por Acoes e na forma da Instrução da CVM 481 encontram-se disponíveis aos Senhores acionistas, a partir desta data: (i) na página da B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão na rede mundial de computadores (www.b3.com.br); (ii) na página da CVM na rede mundial de computadores (www.cvm.gov.br); (iii) na sede social da Companhia; (iv) no endereço da Administração Central da Companhia acima mencionado; e (v) na página da Companhia na rede mundial de computadores (ri.unidas.com.br). São Paulo, 16 de setembro de 2019. PEDRO ROQUE DE PINHO DE ALMEIDA - Presidente do Conselho de Administração

Fundação Butantan

CNPJ 61.189.445/0001-56

AVISO DE COLETA DE PREÇOS

Ratificação e Homologação

Processo: 001/0708/000.850/2019. Objeto: Instalação de Refrigerador Vertical. Com fundamento no artigo 5º, inciso II, § 2º, I, alínea a do Regulamento de Compras e Contratações da Fundação Butantan, ratifico e homologo o Ato de Coleta de Preços, ao feito supra, com a empresa TRACERLAB EQUIPMENT L.L.C, pelo valor de USD 4.000,00 (quatro mil dólares). São Paulo, 12 de Setembro de 2019. Reinaldo Noboru Sato, Superintendente.

Bank Of America Merrill Lynch

Banco Múltiplo S.A.

CNPJ/MF nº 62.073.200/0001-21 - NIRE nº 35.300.097.505

Ata da Assembleia Geral Ordinária Realizada em 30 de Abril de 2019 1. Data, Hora e Local da Assembleia: Realizada aos 30 (trinta) dias do mês de abril de 2019, às 08:00 horas, na sede social, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3.400, 12º andar, na Capital do Estado de São Paulo. 2. Convocação e Presença: Dispensada a convocação, nos termos do disposto no artigo 124, § 4º, da Lei nº 6.404/76, em razão de estarem presentes os acionistas titulares da totalidade das ações da Sociedade, conforme o Livro de Presença de Acionistas. 3. Mesa: Os trabalhos foram presididos pelo Sr. Felipe Esberard de Vasconcelos Beltrão e secretariados pelo Sr. André Aulus dos Anjos Teixeira. 4. Ordem do Dia: (i) tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as Demonstrações Financeiras. As contas dos administradores compreendem o Relatório da Administração e as Demonstrações Financeiras, acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes, todos referentes ao exercício social findo em 31.12.2018. As Demonstrações Financeiras, por sua vez, incluem: Balanço Patrimonial, Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração dos Fluxos de Caixa do Exercício, Mutações do Patrimônio Líquido e Notas Explicativas; (ii) deliberar sobre a destinação do lucro líquido do exercício; e (iii) aprovar a reeleição dos administradores e a fixação da remuneração global. 5. Deliberações: Os acionistas, por unanimidade de votos e sem quaisquer restrições, tomaram as deliberações que seguem: 5.1. Aprovar em sua íntegra, após exame e discussões, as contas dos administradores, incluindo o Relatório da Administração e as Demonstrações Financeiras, acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes, todos referentes ao exercício social findo em 31.12.2018, documentos esses publicados nos jornais “Diário Oficial do Estado de São Paulo” e no “Valor Econômico”, edições do dia 29.03.2019. 5.2. Aprovar a proposta da administração para destinar o lucro líquido do exercício findo em 31.12.2018, no valor total de R$ 198.468.860,58 (cento e noventa e oito milhões, quatrocentos e sessenta e oito mil, oitocentos e sessenta reais e cinquenta e oito centavos), da seguinte forma: (a) o valor bruto de R$ 110.338.574,56 (cento e dez milhões, trezentos e trinta e oito mil, quinhentos e setenta e quatro reais e cinquenta e seis centavos) foi destinado como Juros Sobre o Capital Próprio, tendo o valor líquido total de R$ 82.770.757,55 (oitenta e dois milhões, setecentos e setenta mil, setecentos e cinquenta e sete reais e cinquenta e cinco centavos), pagável aos acionistas, sido utilizados para aumento de capital da Sociedade, conforme deliberado na Assembleia Geral Extraordinária realizada em 18.12.2018; (b) o valor de R$ 9.923.443,03 (nove milhões, novecentos e vinte e três mil, quatrocentos e quarenta e três reais e três centavos), correspondente a 5% (cinco por cento) do lucro líquido do exercício, à conta de reserva legal; e (c) o valor remanescente de R$ 78.206.842,99 (setenta e oito milhões, duzentos e seis mil, oitocentos e quarenta e dois reais e noventa e nove centavos), será destinado à conta de Reservas de Lucros - Estatutária, a fim de assegurar a adequação operacional e regulatória da Sociedade, podendo ser utilizada para garantir futuros aumentos de capital ou, não havendo necessidade, para a realização da distribuição de dividendos. 5.3. Os acionistas fazem consignar que a destinação do lucro líquido ora realizada foi aprovada por unanimidade, não havendo objeção por parte de nenhum acionista. 5.4. Determinar que a Sociedade efetue os respectivos lançamentos contábeis, ficando desde já autorizados os representantes legais da Sociedade a tomarem todas as providências necessárias para tanto. 5.5. Reeleger, com mandato até a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada em 2022, os Srs. (i) Eduardo Alcalay , brasileiro, casado, administrador, RG nº 8.956.230 (SSP/SP), CPF nº 148.080.298-04; (ii)

Afonso Augusto de Azevedo Soares , brasileiro, casado, administrador de empresas, RG nº 26.661.780-3 (SSP/SP), CPF nº 252.433.798-75; (iii) Edson Hideo Matsuoka , brasileiro, casado, administrador, RG nº 18.839.263 (SSP/SP), CPF nº 145.201.898-70; (iv) Felipe Esberard de Vasconcelos Beltrão , brasileiro, solteiro, administrador, RG nº 22.714.729-7 (SSP/SP), CPF nº 258.491.458-18; (v) Monalisa Giannini Bertolotti Guarda , brasileira, casada, economista, RG nº 17.423.864 (SSP/SP), CPF nº 086.917.078-36; (vi) Nuno Filipe de Macedo Martins, brasileiro, casado, administrador, RG nº 30.240.239-1 (SSP/ SP), CPF nº 267.663.438-00 ; (vii) Pedro Lopes Asprino , brasileiro, casado, engenheiro, RG nº 22.555.821-X (SSP/SP), CPF nº 276.276.698-20; (viii) Vinicius Alves Fukushiro , brasileiro, casado, bancário, RG nº 22602167 (SSP/SP), CPF nº 284.539.688-02, os sete últimos para ocuparem cargos de Diretores da Sociedade sem designação específica, todos residentes e domiciliados na Capital do Estado de São Paulo, com escritório na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3.400, 12º Andar, Capital do Estado de São Paulo. 5.6. Os Diretores ora reeleitos e acima qualificados declaram que preenchem as condições previstas na regulamentação aplicável em vigor, incluindo aquelas previstas na Resolução nº 4.122, de 2 de agosto de 2012, do Conselho Monetário Nacional, bem como que não estão incursos em nenhum dos crimes previstos em lei, que os impeçam de exercer as funções inerentes aos cargos para os quais foram reeleitos, sendo certo que a eles foi dado amplo conhecimento dos preceitos estipulados na referida Resolução nº 4.122 e do disposto no artigo 147 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada, bem como das demais disposições legais aplicáveis. A posse dos Diretores ora reeleitos em seus cargos fica condicionada à prévia homologação deste ato pelo Banco Central do Brasil. 5.7. Estabelecer que a remuneração individual dos Diretores ora eleitos será definida consoante política interna da Sociedade para esse fim. 5.8. Em fazer constar que a Diretoria da Sociedade ficará composta conforme segue: (i) o Sr. Eduardo Alcalay , no cargo de Diretor Presidente, e, para os cargos de Diretores sem designação específica, (ii) o Sr. Afonso Augusto de Azevedo Soares , (iii) o Sr. Edson Hideo Matsuoka , (iv) o Sr. Felipe Esberard de Vasconcelos Beltrão , (v) Sra. Monalisa Giannini Bertolotti Guarda , (vi) o Sr. Nuno Filipe de Macedo Martins , (vii) o Sr. Pedro Lopes Asprino , e (viii) o Sr. Vinicius Alves Fukushiro , todos com mandato até a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada em 2022. 5.9. Por derradeiro, fazer constar que, conforme previsto no artigo 9º do Estatuto Social, os Diretores que não foram reeleitos (o Sr. André Aulus dos Anjos Teixeira, o Sr. Celso Poltronieri Neto e a Sra. Sandra Cristina Ornelas) permanecerão em seus cargos até a posse de seus substitutos e ora reeleitos, oportunidade em que a nova Diretoria deliberará pela redistribuição das responsabilidades técnicas até então a ele atribuídas. 6. Encerramento : Nada mais havendo a ser tratado, foi encerrada a Assembleia, da qual se lavrou a presente Ata que, lida e achada conforme, foi por todos assinada. São Paulo, 30 de abril de 2019. Felipe Esberard de Vasconcelos Beltrão, Presidente; André Aulus dos Anjos Teixeira, Secretário dos trabalhos; p.p. Boaml Emea Holdings 2 Limited , Felipe Esberard de Vasconcelos Beltrão; e p.p. Merrill Lynch Group Holdings II , L.L.C., Felipe Esberard de Vasconcelos Beltrão. Confere com a original, lavrada em livro próprio. Felipe Esberard de Vasconcelos Beltrão - Presidente; André Aulus dos Anjos Teixeira - Secretário. JUCESP nº 480.181/19-6 em 09/09/2019.

Reag Securities -Securitizadora de Créditos S.A.

CNPJ/MF nº 20.451.953/0001-83 - NIRE 3530048163-1

Ata de Reunião do Conselho de Administração

Data, Hora e Local: Aos 15/07/2019, às 9h, na sede da Companhia. Presença: Totalidade dos Membros do Conselho de Administração. Mesa: Presidente: Marisa Bianculli Nassar; Secretário: Walter Martins Ferreira III. Deliberações: Por unanimidade de votos: a) A nomeação para o cargo de Diretor Administrativo do Sr. João Carlos Falbo Mansur, CPF/MF nº 116.687.758-24, RG nº 17.746.765-4 (SSP/SP), mandato, cujo início darse-á em 15/07/2019 com término em 15/07/2021. O Diretor ora eleito declara que não está impedido, por lei ou condenado por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato ou contra a economia popular, a fé pública ou a propriedade, ou a pena criminal que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos, ou quaisquer outros crimes que o impediria de exercer atividade mercantis e toma posse do cargo para o qual foi eleito, mediante a assinatura do respectivo Termo de Posse (Anexo I). a) A nomeação para o cargo de Diretor de Relação com Investidores da Companhia, do Sr. Walter Martins Ferreira III, 11.221.789-8 SSP/SP, CPF/MF nº 206.035.498-61, cujo início dar-se-á em 15/07/2019 com término em 15/07/2021. Nada mais a tratar. São Paulo/SP, 15/07/2019. Mesa: Marisa Bianculli Nassar - Presidente; Walter Martins Ferreira III - Secretário. JUCESP nº 447.179/19-6 em 21/08/2019. Gisela Simiema Ceschin - Secretária Geral.