Página 99 do Associação Rondoniense de Municípios (AROM) de 28 de Setembro de 2020

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.



47.1 (-) Orçamento do Exercício 

3.507.021,10 

16.031,63 

47.2 (-) Restos a Pagar 

310.237,40 

3.339,32 

48- (+) RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS ATÉ O BIMESTRE 

2.718,91 

791,83 

49- (=) DISPONIBILIDADE FINANCEIRA ATÉ O BIMESTRE 

498.310,55 

230.137,99 

50- (+) AJUSTES 

-49.633,55 

0,00 

50.1 (+) Retenções 

-48.087,95 

0,00 

50.2 (-) Valores a recuperar 

291,72 

0,00 

50.3 (+) Outros valores extraorçamentários 

-1.013,82 

0,00 

50.4 (+) Conciliação Bancária 

-240,06 

0,00 

51- (=) SALDO FINANCEIRO CONCILIADO 

448.677,00 

230.137,99 

1) Limites mínimos anuais a serem cumpridos no encerramento do exercício. 
    

2) Art. 21, § 2º, Lei 11.494/2007: “Até 5% dos recursos recebidos à conta dos Fundos, inclusive relativos à complementação da União recebidos nos termos do § 1º do art. desta Lei, poderão ser utilizados no 1º trimestre do exercício imediatamente subseqüente, mediante abertura de crédito adicional.”

3) Caput do artigo 212 da CF/1988

4) Os valores referentes à parcela dos Restos a Pagar inscritos sem disponibilidade financeira vinculada à educação deverão ser informados somente no RREO do último bimestre do exercício.

5) Limites mínimos anuais a serem cumpridos no encerramento do exercício, no âmbito de atuação prioritária, conforme LDB, art. 11, V.

6) Nos cinco primeiros bimestres do exercício o acompanhamento poderá ser feito com base na despesa empenhada ou na despesa

7) Essa coluna poderá ser apresentada somente no último bimestre

Publicado por:

Sunamita Silva dos Santos Costa Código Identificador: 4865B821

CONTABILIDADE PÚBLICA

ANEXO 9

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS OP. CRÉDITO E DESPESA DE CAPITAL

ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL

PERIODO: Janeiro a Agosto 2020/BIMESTRE Julho – Agosto




RREO – ANEXO 9 (LRF, art.53, § 1º, inciso I) 
    
R$ 1 

RECEITAS 

PREVISÃO ATUALIZADA (a) 

RECEITAS REALIZADAS JAN A AGO (b) 

SALDO NÃO REALIZADO (c) = (a-b) 

RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO (I) 

0,00 

0,00 

0,00 

DESPESAS 

DOTAÇÃO ATUALIZADA (d) 

DESPESAS EMPENHADAS JAN A AGO (e) 

SALDO NÃO EXECUTADO (f) = (d-e) 

DESPESAS DE CAPITAL 

13.030.328,91 

8.883.182,71 

4.147.146,20 

Investimentos 

12.850.328,91 

8.782.382,71 

4.067.946,20 

Inversões Financeiras 

0,00 

0,00 

0,00 

Amortização da Dívida 

180.000,00 

100.800,00 

79.200,00 

(-) Incentivos Fiscais a Contribuinte 

0,00 

0,00 

0,00 

(-) Incentivos Fiscais a Contribuinte por Instituições Financeiras 

0,00 

0,00 

0,00 

DESPESA DE CAPITAL LÍQUIDA (II) 

13.030.328,91 

8.883.182,71 

4.147.146,20 
  
13.030.328,91 

8.883.182,71 

4.147.146,20 

RESULTADO PARA APURAÇÃO DA REGRA DE OURO (III) = (II – I) 

<(d - a)> 

<(e - b)> 

<(f - c)> 

Notas: 
      

1 < Operações de Crédito descritas na CF, art. 167, inciso III>

2 Durante o exercício, somente as despesas liquidadas são consideradas executadas. No encerramento do exercício, as despesas não liquidadas inscritas em restos a pagar não processados são também consideradas executadas. Dessa forma, para maior transparência, as despesas executadas estão segregadas em:

a) Despesas liquidadas, consideradas aquelas em que houve a entrega do material ou serviço, nos termos do art. 63 da Lei 4.320/64;

b) Despesas empenhadas, mas não liquidadas, inscritas em Restos a Pagar não processados, consideradas liquidadas no encerramento do exercício, por força do art. 35, inciso II da Lei 4.320/64.

Publicado por:

Sunamita Silva dos Santos Costa Código Identificador: FD3FE44E

CONTABILIDADE PÚBLICA

ANEXO 11

ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

DEMONSTRATIVO DA RECEITA DE ALIENAÇÃO DE ATIVOS E APLICAÇÕES DE RECURSOS

PERIODO: Janeiro a Agosto

RREO – ANEXO 11 (LRF, art. 53, § 1º, inciso III) R$ 1


RECEITAS 

PREVISÃO ATUALIZADA (a) 

RECEITAS REALIZADAS
(b) 

SALDO A
REALIZAR (a-b) 

RECEITAS DE ALIENAÇÃO DE ATIVOS (I) 

1.417,50 

616,59 

800,91 

Receita de Alienação de Bens Móveis 

0,00 

0,00 

0,00 

Receita de Alienação de Bens Imóveis 

0,00 

0,00 

0,00 

Receita de Alienação de Bens Intangíveis 

0,00 

0,00 

0,00 

Receita de Rendimentos de Aplicações Financeiras 

1.417,50 

616,59 

800,91 

DOTAÇÃO DESPESAS DESPESAS DESPESAS
DESPESAS
ATUALIZADA (d) EMPENHADAS LIQUIDADAS PAGAS (e) 

INSCRITAS EM RESTOS A
PAGAR NÃO PROCESSADOS 

PAGAMENTOS DE
RESTOS A PAGAR (f) 

SALDO A PAGAR
(g)=(d-e) 

APLICAÇÃO DOS RECURSOS DA
0,00 0,00 0,00 0,00
ALIENAÇÃO DE ATIVOS (II) 

0,00 

0,00 

0,00 

Despesas de Capital 0,00 0,00 0,00 0,00 

0,00 

0,00 

0,00 

Investimentos 0,00 0,00 0,00 0,00 

0,00 

0,00 

0,00 

Inversões Financeiras 0,00 0,00 0,00 0,00 

0,00 

0,00 

0,00 

Amortização da Dívida 0,00 0,00 0,00 0,00 

0,00 

0,00 

0,00 

Despesas Correntes dos Regimes de
0,00 0,00 0,00 0,00
Previdência 

0,00 

0,00 

0,00 

Regime Próprio dos Servidores
0,00 0,00 0,00 0,00
Públicos 

0,00 

0,00 

0,00 

RECEITAS 

2019 (h) 

2020 (i)=(Ib-(IIe+IIf)) 

SALDO ATUAL
(j)=(IIIh+IIIi) 

VALOR (III) 

136.099,46 

616,59 

136.716,05 

Nota: Durante o exercício, somente as despesas liquidadas são consideradas executadas. No encerramento do exercício, as desp 

esas não liquidadas inscritas em resto 

s a pagar não processados são 

também consideradas