Página 4 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 7 de Fevereiro de 2006

Diário Oficial da União
há 16 anos
Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

2. TIPOS DE SOLO APTOS AO CULTIVO

O zoneamento agrícola de risco climático para o Estado de Alagoas contempla como aptos ao cultivo do feijão caupí os solos Tipos 2 e 3, especificados na Instrução Normativa nº 10, de 14 de junho de 2005, publicada no DOU de 16 de junho de 2005, Seção 1, página 12, alterada para Instrução Normativa nº. 12, através de retificação publicada no DOU de 17 de junho de 2005, Seção 1, página 6, que apresentam as seguintes características: Tipo 2: solos com teor de argila entre 15 e 35% e menos de 70% areia, com profundidade igual ou superior a 50 cm; Tipo 3: a) solos com teor de argila maior que 35%, com profundidade igual ou superior a 50 cm; e b) solos com menos de 35% de argila e menos de 15% de areia (textura siltosa), com profundidade igual ou superior a 50 cm.

NOTA: áreas/solos não indicados para o cultivo: áreas: de preservação obrigatória, de acordo com a Lei 4.771 do Código Florestal; solos que apresentem teor de argila inferior a 10% nos primeiros 50 cm de solo; solos que apresentem profundidade inferior a 50 cm; solos que se encontram em áreas com declividade superior a 45%; e solos muito pedregosos, isto é, solos nos quais calhaus e matacões (diâmetro superior a 2 mm) ocupam mais de 15% da massa e/ou da superfície do terreno.

3. TABELA DE PERÍODOS DE SEMADURA




Períodos 


10 

11 12 
  
13 

14 

15 

16 

17 

Dias 

21
a
31 


a
10 

11
a
20 

21
a
30 


a
10 

11
a
20 

21
a
31 


a
10 

11
a
20 

Meses 

Março 
  
Abril 
    
Maio 
  
Junho 
  

4. CULTIVARES INDICADAS PELOS OBTENTORES/MANTENEDORES

CICLO PRECOCE: EMBRAPA: BRS PARAGUAÇU e BR 14 MULATO; IPA: IPA 206.

5. RELAÇÃO DOS MUNICÍPIOS APTOS AO CULTIVO E PERÍODOS INDICADOS PARA SEMEADURA

A relação de municípios do Estado de Alagoas aptos ao cultivo de feijão caupí, suprimidos todos os outros, onde a cultura não é recomendada, foi calcada em dados disponíveis por ocasião da sua elaboração. Se algum município mudou de nome ou foi criado um novo, em razão de emancipação de um daqueles da listagem abaixo, todas as recomendações são idênticas às do município de origem até que nova relação o inclua formalmente.

A época de plantio indicada para cada município, não será prorrogada ou antecipada. No caso de ocorrer algum evento atípico que impeça o plantio nas épocas indicadas, recomenda-se aos produtores não efetivarem a implantação da lavoura nesta safra.


MUNICÍPIO 

Ciclos Precoce, Superprecoce e Médio 
  
Solos 2 e 3 

ANADIA 

9 a 17 

ARAPIRACA 

11 a 15 

ATALAIA 

9 a 17 

BELÉM 

9 a 17 

BOCA DA MATA 

9 a 17 

BRANQUINHA 

9 a 17 

CACIMBINHAS 

12 

CAJUEIRO 

9 a 17 

CAMPESTRE 

9 a 17 

CAMPO ALEGRE 

9 a 17 

CAMPO GRANDE 

11 a 17 

CAPELA 

9 a 17 

CHÃ PRETA 

9 a 17 

COITÉ DO NÓIA 

11 a 15 

COLONIA LEOPOLDINA 

9 a 17 

CRAÍBAS 

11 a 17 

ESTRELA DE ALAGOAS 

11 a 12 

FEIRA GRANDE 

11 a 17 

FLEXEIRAS 

9 a 17 

GIRAU DO PONCIANO 

9 a 15 

IBATEGUARA 

9 a 17 

IGACI 

11 a 14 

IGREJA NOVA 

9 a 17 

INHAPI 

12 a 14 

JACUÍPE 

9 a 17 

JOAQUIM GOMES 

9 a 17 

JUNDIÁ 

9 a 17 

JUNQUEIRO 

10 a 17 

LAGOA DA CANOA 

11 a 17 

LIMOEIRO DE ANADIA 

10 a 17 

MAJOR ISIDORO 

12 

MAR VERMELHO 

9 a 17 

M A R AV I L H A 

1 5 




MARIBONDO 

9 a 17 

MATA GRANDE 

12 a 14 

MATRIZ DE CAMARAGIBE 

9 a 17 

MESSIAS 

9 a 17 

MINADOR DO NEGRAO 

11 e 12 

MURICI 

9 a 17 

NOVO LINO 

9 a 17 

OLHO D'AGUA GRANDE 

9 a 16 

PALMEIRA DOS INDIOS 

9 a 17 

PAULO JACINTO 

9 a 17 

PENEDO 

9 a 17 

PILAR 

9 a 17 

PINDOBA 

9 a 17 

PORTO CALVO 

9 a 17 

PORTO REAL DO COLEGIO 

9 a 17 

QUEBRANGULO 

9 a 17 

RIO LARGO 

9 a 17 

SANTA LUZIA DO NORTE 

9 a 17 

SANTANA DO MUNDAU 

9 a 17 

SÃO BRAS 

9 a 16 

SÃO JOSÉ DA LAJE 

9 a 17 

SÃO LUIS DO QUITUNDE 

9 a 17 

SÃO MIGUEL DOS CAMPOS 

9 a 17 

SÃO SEBASTIAO 

10 a 17 

SATUBA 

9 a 17 

TANQUE D'ARCA 

9 a 17 

TAQUARANA 

9 a 17 

TEOTONIO VILELA 

9 a 17 

TRAIPU 

12 

UNIÃO DOS PALMARES 

9 a 17 

VIÇOSA 

9 a 17 

Nota: Informações complementares sobre as características agronômicas, região de adaptação, reação a fatores adversos das cultivares de feijão caupí indicadas, estão especificadas e disponibilizadas na Coordenação-Geral de Zoneamento Agropecuário, localizada na Esplanada dos Ministérios, Bloco D, 6º andar, sala 646, CEP 70.043900 - Brasília - DF e no site www.agricultura.gov.br.