Página 1 da D.O. Notícias do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (DOERJ) de 19 de Maio de 2010

Comitê espera sinergia entre a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016

Consórcio Governamental recebe comissão do COI

Guedes de Freitas

• O Consórcio Olímpico governamental, formado pelos três níveis de governo – União, Estado e Município – e o Comitê Organizador Rio 2016 se reuniram ontem, em um hotel da Barra da Tijuca, com a Comissão de Coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI), no primeiro dia de encontros que farão até quinta-feira.

Depois do almoço, realizado no próprio hotel, o ministro do Esporte, Orlando Silva, o governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes voltaram a se reunir com os membros do COI para nova rodada de discussão dos planos a serem implementados para a realização das Olimpíadas de 2016. A comissão do COI é presidida pela campeã olímpica Nawal El Moutawakel, de Marrocos.

Antes da segunda rodada do dia, o ministro do Esporte revelou estar otimista com a empreitada. Ele definiu o papel de consórcio dos governos como o de coordenador dos projetos públicos para as olimpíadas.

– Vamos apresentar à comissão do COI o nosso modelo para saber se eles estão de acordo ou se vão ser necessários alguns ajustes. Acredito que estarão de acordo, até porque a proposta é inspirada no que foi definido no dossiê de candidatura – revelou Orlando Silva.

O ministro contou que, baseado nas conversas da parte da manhã, a expectativa dos membros da comissão do COI é altamente positiva em relação aos planos já iniciados e a serem desenvolvidos pe

Shana Reis

Comissão do COI debateu planos a serem implantados para a realização das Olimpíadas

los governos e pelo Comitê Rio 2016. aeroportos, um dos nossos maiores desa-– Eles esperam uma sinergia en fios para 2016 - encerrou Orlando Silva. tre a Copa de 2014 e as Olimpíadas de Durante a reunião, o prefeito do Rio, 2016 e nosso planejamento vai no mes Eduardo Paes, apresentou à Comissão do mo sentido – completou o ministro. COI uma maquete do Centro e da Vila de

Orlando Silva disse ainda que o Con Mídia, juntamente com uma proposta de gresso Nacional está analisando uma me transferência desses equipamentos da dida provisória, anunciada pelo presiden Barra da Tijuca para a Zona Portuária. A te Lula no dia 12 de maio, propondo a apresentação desta mudança sugerida integração da União no consórcio de go pelo prefeito foi feita durante a primeira vernos e também a simplificação no rito reunião do Consórcio Olímpico governadas licitações e dos contratos para os in mental e o Comitê Organizador Rio 2016.

vestimentos relativos às olimpíadas. – O que dei de garantia para eles,

– Assim, nessa mesma medida pro ao propor a transferência de algumas visória estão inseridos os investimentos coisas para a área do porto, é de que para as obras de infraestrutura aeroportu em nenhum momento a cidade do Rio ária. Isso vai facilitar a contratação de vai deixar de cumprir com aquilo que asobras para a construção ou reforma de sumiu, o que assinamos no contrato para manter o que foi firmado com o COI. Apenas argumentamos que essa adaptação seria melhor para a cidade e teria um impacto muito positivo para os Jogos – declarou Paes.

O governador Sérgio Cabral saiu satisfeito da reunião que teve, durante todo o dia, com membros da comissão de coordenação do COI, ao lado do ministro do Esporte, Orlando Silva, do prefeito Eduardo Paes e do presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Nuzman. Todos fizeram exposição dos planos e projetos de cada área e acredita que a comissão ficou bem impressionada com os relatos.

Apesar do bom andamento dos trabalhos, Cabral manifestou à comissão que a sua única preocupação para as Olimpíadas, e até mesmo antes, para a Copa de 2014, é a reforma do Aeroporto Internacional Tom Jobim. Ele voltou a defender a concessão do terminal como única e eficiente saída para o problema que se arrasta há anos.

– Creio que a comissão ficou bem impressionada com o que já fizemos, como a criação, por parte do governo federal, da Autoridade Pública Olímpica, as licitações que a prefeitura já colocou na rua para fazer as BRTs (Bus Rapid Transit) e de nossa parte a Linha 4 do metrô que está em progresso e o saneamento básico da Barra, Jacarepaguá e da Baía de Guanabara em pleno andamento, além de outros compromissos nossos, como os avanços na área de segurança – disse Cabral.

Claudia Elias

Antes da segunda rodada do dia, o los governos e pelo Comitê Rio 2016.

ministro do Esporte revelou estar otimis- – Eles esperam uma sinergia enta com a empreitada. Ele definiu o papel tre a Copa de 2014 e as Olimpíadas de de consórcio dos governos como o de co- 2016 e nosso planejamento vai no mesordenador dos projetos públicos para as mo sentido – completou o ministro.

olimpíadas. Orlando Silva disse ainda que o Con-

– Vamos apresentar à comissão do gresso Nacional está analisando uma me-COI o nosso modelo para saber se eles dida provisória, anunciada pelo presidenestão de acordo ou se vão ser necessá- te Lula no dia 12 de maio, propondo a rios alguns ajustes. Acredito que estarão integração da União no consórcio de gode acordo, até porque a proposta é ins- vernos e também a simplificação no rito pirada no que foi definido no dossiê de das licitações e dos contratos para os incandidatura – revelou Orlando Silva. vestimentos relativos às olimpíadas.

O ministro contou que, baseado nas – Assim, nessa mesma medida proconversas da parte da manhã, a expecta- visória estão inseridos os investimentos tiva dos membros da comissão do COI é para as obras de infraestrutura aeroportualtamente positiva em relação aos planos ária. Isso vai facilitar a contratação de já iniciados e a serem desenvolvidos pe- obras para a construção ou reforma de

Secretaria de Planejamento

e PUC assinam convênio

de cooperação tecnológica

• A Secretaria de Planejamento e Gestão e a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC) assinaram esta semana um convênio de cooperação tecnológica visando dar continuidade a projetos já desenvolvidos em conjunto entre as duas entidades. O convênio foi assinado pelo secretário Sérgio Ruy Barbosa e pelo reitor da PUC, padre Jesús Hortal.

A assinatura aconteceu após reunião do secretário com o Conselho Universitário da PUC, quando foram iniciadas discussões visando à realização de dois novos projetos: a criação de um curso superior de Tecnólogo em Gestão Pública, para capacitação de servidores do Estado que já atuam na área de Gestão; e a participação da PUC no levantamento dos cinco mil imóveis do Estado, visando à identificação de prédios históricos para a sua devida restauração.

A Secretaria de Planejamento e Gestão e a PUC já realizaram duas parcerias. A primeira, já concluída, foi a auditoria da folha de pagamento do Esta