Página 13 da Empresarial do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 25 de Março de 2008

CRBS S.A.

CNPJ nº 56.228.356/0001-31

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

A Administração da Companhia apresenta a V.Sas., as Demonstrações Contábeis do exercício encerrado em 31 de dezembro de 2007, elaboradas de acordo com a legislação societária brasileira.

Jaguariúna, 25 de março de 2008.

BALANÇOS PATRIMONIAIS LEVANTADOS EM 31 DE DEZEMBR

Ativo 2007 2006

Circulante

Caixa e equivalentes ............................................ - 319

Contas a receber de clientes................................ 700 703

Contas a receber de partes relacionadas ............ 122.656 122.656

Impostos a recuperar............................................ 8.405 5.207

Imposto de renda e contribuição social diferidos . 136 - Outras contas a receber ....................................... 478 367

132.375 129.252

Não circulante

Realizável a longo prazo

Depósitos compulsórios e judiciais....................... 5.222 5.309

Imposto de renda e contribuição social diferidos . 82.210 83.724

Contas a receber de partes relacionadas ............ 240 237

87.672 89.270

Permanente

Investimentos

Participação em sociedades controladas .......... 825 944

Outros investimentos ......................................... 430 430

1.255 1.374

Total do ativo não circulante ................................ 88.927 90.644

Total do ativo .......................................................... 221.302 219.896

As notas explicativas da administração são par

DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADOS PARA OS

O DE 2007 E DE 2006 (Expressos em milhares de reais)

EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006

Passivo e patrimônio líquido 2007 2006

(Expressas em milhares de reais)

Circulante

2007 2006

Fornecedores ...................................................... 10 10

(Despesas) receitas operacionais

Salários, participações e encargos sociais ......... 598 598

Administrativas ..................................................... (3) 171

Dividendos a pagar.............................................. 979 1.077

Contingências tributárias, trabalhistas e outras.... 1.931 6.679

Imposto de renda e contribuição social a pagar.. 464 - Depreciação e amortização.................................. - (7)

Demais tributos e contribuições a recolher ......... 851 855

Receitas financeiras ............................................. 1.179 496

Contas a pagar a partes relacionadas ................ 24.914 22.599

Despesas financeiras ........................................... (545) (386)

Outras contas a pagar ......................................... 120 - Equivalência patrimonial....................................... 156 (114) 27.936 25.139

Outras receitas (despesas) operacionais, liquidas 3.083 (3.120)

Não circulante

Lucro operacional ................................................. 5.801 3.719 Exigível a longo prazo

Receitas (despesas) não operacionais, líquidas .. (43) (425) Passivos associados a questionamentos

Lucro antes do imposto de renda e da

fiscais e provisão para contingências.............. 11.747 16.074

contribuição social ............................................. 5.758 3.294

Total do passivo não circulante .......................... 11.747 16.074

Redução (despesa) com imposto de renda e

Patrimônio líquido

contribuição social sobre o lucro líquido

Capital social realizado........................................ 104.389 104.389

Diferido .............................................................. (1.379) (1.408)

Reservas de capital ............................................. 14.191 14.191

Corrente............................................................. (464) - Reservas de lucro

(1.843) (1.408)

Legal................................................................. 20.878 20.878

Futuro aumento de capital................................ 42.161 39.225 Lucro líquido do exercício .................................... 3.915 1.886

181.619 178.683

Quantidade total de ações do capital social no fim

Total do passivo e do patrimônio líquido ........... 221.302 219.896

do exercício (em milhares) ................................... 768.640 768.640 te integrante das demonstrações contábeis.

Lucro líquido por lote de mil ações do capital social

O DE 2007 E DE 2006 (Expressos em milhares de reais)

Passivo e patrimônio líquido 2007 2006

Circulante

Fornecedores ...................................................... 10 10

Salários, participações e encargos sociais ......... 598 598

Dividendos a pagar.............................................. 979 1.077 Imposto de renda e contribuição social a pagar.. 464 - Demais tributos e contribuições a recolher ......... 851 855

Contas a pagar a partes relacionadas ................ 24.914 22.599

Outras contas a pagar ......................................... 120 -27.936 25.139

Não circulante

Exigível a longo prazo

Passivos associados a questionamentos

fiscais e provisão para contingências.............. 11.747 16.074

Total do passivo não circulante .......................... 11.747 16.074 Patrimônio líquido

Capital social realizado........................................ 104.389 104.389

Reservas de capital ............................................. 14.191 14.191 Reservas de lucro

Legal................................................................. 20.878 20.878

Futuro aumento de capital................................ 42.161 39.225

181.619 178.683

Total do passivo e do patrimônio líquido ........... 221.302 219.896

te integrante das demonstrações contábeis.

O DE 2007 E DE 2006

Reserva de capital Reservas de lucro

Para futuro Lucros

os Reserva aumento de (prejuízos)

legal capital acumulados Total 20.878 37.811 - 177.269 - - - 1.886 1.886

- - - (472) (472) - - 1.414 (1.414) -20.878 39.225 - 178.683 - - - 3.915 3.915

- - - (979) (979) - - 2.936 (2.936) -20.878 42.161 - 181.619

te integrante das demonstrações contábeis.

O DE 2007 E DE 2006

(b) Apuração do resultado: Receitas e despesas são reconhecidas

pelo regime de competência de exercícios.

(c) Ativo circulante e realizável a longo prazo: Os ativos circulante

e realizável a longo prazo, são apresentados ao valor de custo, incluindo, quando aplicável, os rendimentos auferidos.

(d) Permanente: Os investimentos em sociedades controladas são

avaliados pelo método da equivalência patrimonial.

(e) Passivo circulante e exigível a longo prazo: São demonstrados

por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações monetárias incorridos até a data de encerramento das demonstrações contábeis.

DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADOS PARA OS

EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006

(Expressas em milhares de reais)

2007 2006

(Despesas) receitas operacionais

Administrativas ..................................................... (3) 171 Contingências tributárias, trabalhistas e outras.... 1.931 6.679

Depreciação e amortização.................................. - (7)

Receitas financeiras ............................................. 1.179 496

Despesas financeiras ........................................... (545) (386)

Equivalência patrimonial....................................... 156 (114) Outras receitas (despesas) operacionais, liquidas 3.083 (3.120)

Lucro operacional ................................................. 5.801 3.719 Receitas (despesas) não operacionais, líquidas .. (43) (425) Lucro antes do imposto de renda e da

contribuição social ............................................. 5.758 3.294 Redução (despesa) com imposto de renda e

contribuição social sobre o lucro líquido

Diferido .............................................................. (1.379) (1.408)

Corrente............................................................. (464) -(1.843) (1.408)

Lucro líquido do exercício .................................... 3.915 1.886 Quantidade total de ações do capital social no fim

do exercício (em milhares) ................................... 768.640 768.640 Lucro líquido por lote de mil ações do capital social

no fim do exercício, em reais - R$ ........................ 5,09 2,45

As notas explicativas da administração são parte integrante

das demonstrações contábeis.

DEMONSTRAÇÕES DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS

PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007

E DE 2006 (Expressas em milhares de reais)

Origens dos recursos 2007 2006

Das operações sociais

Lucro (prejuízo) líquido do exercício..................... 3.915 1.886 Despesas (receitas) que não afetam o

capital circulante:

Equivalência patrimonial..................................... (156) 114

Depreciação e amortização................................ - 7 Contingências tributárias, trabalhistas e outras.. (1.931) (6.679) Encargos financeiros sobre contingências

tributárias e fiscais............................................ 185 295 Perdas (ganhos) de participação em coligadas . 3 (175) Reversão da provisão para perdas

investimentos.................................................... - (328)

Juros e variações sobre depósitos judiciais ....... (733) - Imposto de renda e contribuição social

diferidos ............................................................ 1.379 1.408

Dividendos relevantes recebidos.......................... 15 - Redução de capital em controladas ..................... 361 -Valor residual de imobilizado e investimentos

baixados ............................................................. - 727

3.038 (2.745)

De terceiros

Variações no realizável a longo prazo

Contas a receber de sociedades ligadas ........... - 2.414

Outros impostos e taxas a recuperar ................. 135 - Depósitos compulsórios, judiciais e de

no fim do exercício, em reais - R$ ........................ 5,09 2,45

DEMONSTRAÇÕES DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006

(Expressas em milhares de reais) As notas explicativas da administração são parte integrante

das demonstrações contábeis.

Reserva de capital Reservas de lucro

Capital social Para futuro Lucros DEMONSTRAÇÕES DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS

subscrito Incentivos Reserva aumento de (prejuízos) PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007

integralizado fiscais legal capital acumulados Total E DE 2006 (Expressas em milhares de reais)

Em 31 de dezembro de 2005 ..................................... 104.389 14.191 20.878 37.811 - 177.269

Origens dos recursos 2007 2006

Lucro líquido do exercício......................................... - - - - 1.886 1.886

Das operações sociais

Apropriação e destinação do lucro líquido

Lucro (prejuízo) líquido do exercício..................... 3.915 1.886 do exercício:

Despesas (receitas) que não afetam o

Dividendos do exercício......................................... - - - - (472) (472)

capital circulante:

Futuro aumento de capital..................................... - - - 1.414 (1.414) -

Equivalência patrimonial..................................... (156) 114

Em 31 de dezembro de 2006 ..................................... 104.389 14.191 20.878 39.225 - 178.683

Depreciação e amortização................................ - 7

Lucro líquido do exercício......................................... - - - - 3.915 3.915

Contingências tributárias, trabalhistas e outras.. (1.931) (6.679) Apropriação e destinação do lucro líquido

Encargos financeiros sobre contingências

do exercício:

tributárias e fiscais............................................ 185 295

Dividendos do exercício......................................... - - - - (979) (979)

Perdas (ganhos) de participação em coligadas . 3 (175)

Futuro aumento de capital..................................... - - - 2.936 (2.936) -

Reversão da provisão para perdas

Em 31 de dezembro de 2007 ..................................... 104.389 14.191 20.878 42.161 - 181.619

investimentos.................................................... - (328)

As notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações contábeis.

Juros e variações sobre depósitos judiciais ....... (733)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBR

(Expressas em milhares de reais)

1. Contexto Operacional

Considerações gerais

A Companhia, com sede em Jaguariúna - SP, menciona que durante os

anos 2007 e 2006, não exerceu suas atividades operacionais de produção e comercialização de cervejas, refrigerantes e bebidas em geral.

2. Principais Práticas Contábeis

(a) Demonstrações contábeis: As demonstrações contábeis foram

elaboradas e estão apresentadas em conformidade com as práticas

contábeis adotadas no Brasil e com as normas expedidas pela

Comissão de Valores Mobiliários - CVM.

Essas demonstrações contábeis não refletem as alterações

introduzidas pela Lei 11.638/07.

A Administração da Companhia está em processo de avaliação dos

efeitos que as alterações da nova Lei irão produzir em seu patrimônio

líquido e resultado do exercício de 2008, bem como levará em consideração as orientações e definições a serem emitidas pelos órgãos reguladores. Neste momento, a Administração entende não ser possível

determinar os efeitos destas alterações no resultado e no patrimônio

líquido para o exercício findo em 31 de dezembro de 2007.

3. Participações em sociedades controladas diretas

O DE 2007 E DE 2006

Imposto de renda e contribuição social

diferidos ............................................................ 1.379 1.408 (b) Apuração do resultado: Receitas e despesas são reconhecidas

Dividendos relevantes recebidos.......................... 15 -pelo regime de competência de exercícios.

Redução de capital em controladas ..................... 361 -(c) Ativo circulante e realizável a longo prazo: Os ativos circulante

Valor residual de imobilizado e investimentos

e realizável a longo prazo, são apresentados ao valor de custo,

baixados ............................................................. - 727 incluindo, quando aplicável, os rendimentos auferidos.

3.038 (2.745)

(d) Permanente: Os investimentos em sociedades controladas são

De terceiros

avaliados pelo método da equivalência patrimonial.

Variações no realizável a longo prazo

(e) Passivo circulante e exigível a longo prazo: São demonstrados

Contas a receber de sociedades ligadas ........... - 2.414 por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável,

Outros impostos e taxas a recuperar ................. 135 -dos correspondentes encargos e variações monetárias incorridos

Depósitos compulsórios, judiciais e de

até a data de encerramento das demonstrações contábeis.

incentivos fiscais............................................... - 2.952

(f) Provisão para contingências e passivos associados a

Total das origens .................................................... 3.173 2.621

questionamentos fiscais: A provisão para contingências é

Aplicação de recursos

estabelecida por valores atualizados monetariamente, referentes a

questões trabalhistas, tributárias, cíveis e comerciais em discussão Variações no realizável a longo prazo

nas instâncias administrativas e judiciais, com base nas estimativas Contas a receber de sociedades ligadas ............. 4 -de perdas estabelecidas pelos consultores jurídicos externos da

Demais contas a receber...................................... 142 -Companhia e suas controladas, para os casos em que essas perdas

Variações no exigível a longo prazo

são consideradas prováveis.

Contingências tributárias, trabalhistas e outras.... 1.722 20.002 Em transações de capital

Informações sobre controladas relevantes Dividendos do exercício...................................... 980 472

imônio estabelecida por valores atualizados monetariamente, referentes a

questões trabalhistas, tributárias, cíveis e comerciais em discussão nas instâncias administrativas e judiciais, com base nas estimativas el de perdas estabelecidas pelos consultores jurídicos externos da imônio Companhia e suas controladas, para os casos em que essas perdas

são consideradas prováveis.

Informações sobre controladas relevantes

ercentualde Patrimôniolíquido Lucro (prejuízo)

ticipação direta ajustado líquido do exercício

2007 2006 2007 2006 2007 2006

0,1800 428.597 491.393 86.599 63.980

8,5884 610 615 (5) (3.203)

(*) Não constituída devido ao limite máximo de 20% do capital

social.

ias

6. Publicação das Demonstrações Contábeis da Controladora AmBev

- Companhia de Bebidas das Américas

3.915 As demonstrações contábeis da controladora e do consolidado relativas

ao exercício findo em 31.12.2007, foram divulgadas na íntegra, em 28 de

3.915

fevereiro de 2008, nos seguintes jornais: Diário Oficial do Estado de São

(979)

Paulo, Valor Econômico e Gazeta Mercantil.

(2.936)

DIRETORIA

Graham David Staley

Milton Seligman

CONTADOR: Paulo Cesar Picolli - CRC: 1SP165645/O-6 - CPF: 092.217.708-26 Aplicação de recursos

Variações no realizável a longo prazo

Contas a receber de sociedades ligadas ............. 4 - Demais contas a receber...................................... 142 -Variações no exigível a longo prazo

Contingências tributárias, trabalhistas e outras.... 1.722 20.002 Em transações de capital

Dividendos do exercício...................................... 980 472

Total das aplicações ............................................... 2.848 20.474

Aumento (redução) no capital circulante líquido 325 (17.853) Variações no capital circulante

Ativo circulante

No fim do exercício ............................................... 132.254 129.252

No início do exercício ........................................... 129.252 128.848

3.002 404

Passivo circulante

No fim do exercício ............................................... 27.816 25.139

No início do exercício ........................................... 25.139 6.882

2.677 18.257

Aumento (redução) no capital circulante líquido 325 (17.853)

As notas explicativas da administração são parte integrante

das demonstrações contábeis.

Ricardo Manuel Frangatos Moreira

Nicolas Bamberg

de R$ 104.389, é representado por 768.640.437 ações ordinár escriturais.

5. Dividendo do exercício e destinações propostas:

Lucro líquido do exercício ....................................................

(-) Reserva legal (*)..............................................................

Base de cálculo do dividendo ...........................................

(-) Dividendo mínimo obrigatório (25%) ...............................

Reserva para futuro aumento de capital ..............................

Luiz Fernando Ziegler de Saint Edmond

Pedro de Abreu Mariani

Senhores Acionistas: Em cumprimento às disposições legais e

vas ao exercício social encerrado em 31/12/2007. Colocamo-nos

ias

Passivo circulante

6. Publicação das Demonstrações Contábeis da Controladora AmBev

No fim do exercício ............................................... 27.816 25.139 - Companhia de Bebidas das Américas

No início do exercício ........................................... 25.139 6.882

3.915 As demonstrações contábeis da controladora e do consolidado relativas

2.677 18.257

ao exercício findo em 31.12.2007, foram divulgadas na íntegra, em 28 de

Aumento (redução) no capital circulante líquido 325 (17.853) 3.915

fevereiro de 2008, nos seguintes jornais: Diário Oficial do Estado de São

As notas explicativas da administração são parte integrante

(979)

Paulo, Valor Econômico e Gazeta Mercantil. das demonstrações contábeis.

(2.936)

DIRETORIA

Graham David Staley Ricardo Manuel Frangatos Moreira

Milton Seligman Nicolas Bamberg

CONTADOR: Paulo Cesar Picolli - CRC: 1SP165645/O-6 - CPF: 092.217.708-26

SOBRAL EMPREENDIMENTOS S.A.

C.N.P.J./M.F. 60.095.775/0001-10

Relatório da Diretoria

estatutárias submetemos à apreciação de V.Sas, as demonstrações financeiras relati -Dem. de Result. dos Exerc. Findos em 31/12/07 e 06 (Em Reais)

à disposição para quaisquer esclarecimentos que julgarem necessários. ADiretoria

Receita operacional 2007 2006

SOBRAL EMPREENDIMENTOS S.A.

C.N.P.J./M.F. 60.095.775/0001-10

Relatório da Diretoria

Senhores Acionistas: Em cumprimento às disposições legais e estatutárias submetemos à apreciação de V.Sas, as demonstrações financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31/12/2007. Colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos que julgarem necessários. ADiretoria

Balanço Patrimonial em 31/12/07 e 06 (Em Reais)

Dem. de Result. dos Exerc. Findos em 31/12/07 e 06 (Em Reais)

Receita operacional 2007 2006

Locação de imóveis 430.824 439.356

(Desp.) Receitas operac.: Desp. administr. (311.008) (288.560) Despesas/receitas financeiras líquidas (14.938) (7.729)

(325.946) (296.289)

Lucro operacional 104.878 143.067

Receitas não operacionais líquidas 46.165 9.018

Lucro antes prov. I.R. e C.S. 151.043 152.085

Imposto renda e contribuição social (25.171) (34.336)

Lucro líquido do exercício 125.872 117.749

Lucro por lote de mil ações do capital

social no final do exercício (em Reais) R$ 13,03 R$ 12,19

Dem. das origens e Aplic. de Rec. em 31/12/07 e 06 (Em Reais)

2007 2006

Origens de recursos 210.500 114.992

Das operações sociais:

Lucro líquido do exercício 125.872 117.749

Vrs. que não afetam o capital circulante líquido

Equivalência patrimonial (13.740) (9.019)

Juros s/capital próprio 27.586 –

Dividendos a receber 12.449 6.262

Depreciações e amortizações 30.747 –

Dos acionistas:

Aumento de capital c/JSCP não pagos 27.586 –

Aplicações de recursos 92.435 6.198

Vrs. que não afetam o capital circulante líquido 27.586 –

Dividendos propostos 7.175 6.198

Juros s/capital próprio 27.586 –

Ajustes de exercícios anteriores 30.088 –

Aum. (Red.) do capital circ. líquido 118.065 108.794 Diretoria:

João Fernando Sobral - Diretor Presidente

Elba Nóbrega Sobral - Diretora; Emmanuel Nóbrega Sobral - Diretor

João Fernando Sobral Filho - Diretor

José Roberto Simões Sérgio - Contador - CRC - 1SP137427/O-5

Ativo 2007 2006

Circulante 437.703 318.041

Bancos conta movimento 113.460 214.011

Aplicações financeiras 276.145 –

Juros s/capital próprio a receber – 27.587

Dividendos a receber 12.449 6.262

Créditos a receber 35.650 68.262

Impostos a recuperar – 1.918

Realizável a longo prazo 184 184

Depósitos para investimentos 184 184 Passivo 2007 2006

Circulante 210.472 208.875

Salários e encargos sociais 10.422 10.592

Impostos a recolher 13.838 16.626

Juros s/capital próprio a pagar – 27.587

Outras contas a pagar 171.992 147.024

Dividendos a pagar 14.220 7.046

Patrimônio líquido 1.289.313 1.110.603

Capital social 691.783 664.196

Reserva de capital 3.197 3.197

Reserva legal 69.735 63.441

Lucros acumulados 524.598 379.769

Total do passivo 1.499.785 1.319.478

Variação no Capital Circulante Líquido 2007 2006

Ativo circulante 119.662 163.325

-Nofim do exercício 437.703 318.041

-Noinício do exercício 318.041 154.716

Passivo circulante 1.597 54.531

-Nofim do exercício 210.472 208.875

-Noinício do exercício 208.875 154.344

Aum. (red.) no capital circ. líquido 118.065 108.794 Notas Explic. às Dem. Contábeis: 1 - Principais Diretrizes Contábeis -As demonstrações financeiras foram elaboradas em conformidade com a legislação societária, destacando-se: a) Oresultado é apurado pelo regime de competência de exercícios. b) Ativo Permanente: Imobilizado -Demonstrado ao custo corrigido monetariamente até o exercício findo em 1995, sendo os edifícios depreciados linearmente à taxa de 4% ao ano. Investimentos - Avaliado pelo método de Equiv. Patrimonial. 2-Osdividendos - Foram calculados com base em percentual de 6% mínimo estabelecido pelo Estatuto Social após a constituição da Reserva Legal. 3-Capital Social - Representado por 9.661.980 ações ordinárias sem valor nominal.

Permanente 1.061.898 1.001.253

Investimentos: Partic. em outras empresas 554.379 462.987

Imobilizado 507.519 538.266

Total do ativo 1.499.785 1.319.478

Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido

Findos em 31/12/07 e 06 (Em Reais)

Res. de

Lucr. Lucr.

Capital Res. de Res. (Prej.)

Social Capital Legal Acum. Total Saldos em 31/12/2005 664.196 3.197 58.004 273.656 999.053 (Prej.) líquido do exerc. – – – 117.749 117.749 Dividendos propostos – – – (6.198) (6.198)

Reserva legal – – 5.437 (5.437) –

Saldos em 31/12/2006 664.196 3.197 63.441 379.771 1.110.604 (Prej.) líquido do exerc. – – – 125.872 125.872 Dividendos propostos – – – (7.175) (7.175) Ajustes de exerc. anter. – – – 32.424 32.424 Aumento de capital 27.587 – – – 27.587

Reserva legal – – 6.294 (6.294)

Saldos em 31/12/2007 691.783 3.197 69.734 492.174 1.289.313