Página 9 da Ineditoriais do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 14 de Agosto de 1980

REFUNDICAO E USINAGEM

ESCRITURA PUBLICA PUBLICA DE DE CONSTITUICAO CONSTITUICAO DE SOCIEDADE ANONIMA SUBSIDIARA INTEGRAL LAVRADA NO 1.0

CARTORIO DE DE NOTAS NOTAS DA DA COMARCA COMARCA DE DE BATATAIS, NESTE ESTADO, NO LIVRO 250, FOLHAS 136V.OA140V.O

DATOS PERR ,ME . USC,, O_-, ,TRGC:. :*T,-:*I *,3* *

DOS OVOS *, 5 O A SBEA GOTEJ OE

.ACLONLSTAS FIXARA ARMENI OS RLOIIO)IJRIOS '

INTUAIS E AS Q RIIT,FICDCO.:S ,-14 D- .TNRIA. :

RESPEITADO O SPOSO ,LO PARAGRFO C' L): *, C: O

AS GRATIFICACOES ,I DTR SOLERTE DLD

ACIONASTES O DETRAIDO OBRIGATORIO XADO NO : RAO SER CONCL IDAS CI0','5,D0* (*U*:* BUICO AOS *

DESARTIGO 17DESTE ESTATUTO SOCIAL, E NAO

ASIRAO EXCEDER AOS LIMITES ESTABELECIDOS PELO * *

LO, DO ARTIGO 152, DA LEI 6.404 DE 15-12-76; I

* 7.0 - OS DIRETORES SERAO DISPENSADOS DE

PRESTAR CAUCAO COMPETENCIA DA DIRETORIA

ESTAARTIGO 6.O COMPETI,5 AOS REATORES 3. C ECC;

CAO DA POLITICA ADMINISTRATIA DETERMINADARECAONAE PRE SAO' LO ',ETARLA DO C3PJ * SO

CIUCCI DITUO V CO,NSE HO FGTSA A TIGO

14 O CONSELHO FISCAL QUO NAO LERA IU:,:,O

NAMENTO GERALLEITE COMPOR-SE A **E 3

TRES :: MBROS , TT,TLVOS E DE TRE.-, 3 R;,EM

BROS SUPLENTES, ACIONISTAS OU R AO QDE* SERAO

REELEITOS PARAGRAFO UNICO A REMUNERACAO, ELEITOS OELA ASSEMBLEIA GERAL PODERO SER.

OBJEDOS MEMBROS DO CONSELHO FISCALSERAFLXADA, I

COM OBSERVANCIA DAS DISPOSICOES LEGAIS PELA:

ASSEMBLEIA GERAL QUE OS ELEGER E VALERA ATE A *,

PRIMESTRA ASSEMBLEIA GERAL ORDMARIA APOS AL

INSTALARAO DO CONSELHO FISCAL, DATA EM QUE

CESSARA O FUCIONAMENTO DESTE CAPITULO VI

EXERCICIO SOCIAL E DEMONSTRACOES FINAN

CRITA NO CGCMF SOB MO 44.944.668 0001-I

62, REPRESENTADA POR SUA DIRETORIA ELEITA PELOI

CONSELHO DE ADMINISTRACAO NO DIA 15-10-79,*

APENCONFORME ATA DA SUA PNMEZRA U REUMATO REGR

IRADA NA JUCESP SOB N.O 755.103, EM 26-10-:

79, COMPOSTA PELOS SENHORES: DOUTOR ANTOI

NIO MAGALHAES DE ALMEIDA PRADO, BRASILEIRO,

CASADO, ENGENHEIRO, RESIDENTE E DOMICILIADO

NA CIDADE DE RIBEIRAO PRETO, ESTADO DE SAOI

PAU!O, A RUA SETE DE SETEMBRO EXER, N.O 1.797

*

PORTADOR DA CARTE RA DE IDENTIDADE, RG N.O!

DIRETO1.073.981 ISP) E DO CPFMF 0.O

028.065.848'68, DIRETOR-SUPERINTENDENTE E,

DOUTOR DOUTOR EDGAR EDGAR SCHWENCK, SCHWENCK, BRASILEIRO, BRASILEIRO, CASADO, CASADO,

ENGENHEIRO, ENGENHEIRO, RESIDENTE RESIDENTE E E DOMICILIADO DOMICILIADO NA NA

DEDE CIDADE DE DE RIBEIRAO RIBEIRAO PRETO PRETO ESTADO ESTADO DE DE SAO SAO PAULO, PAULO, A

RUA RUA FLORIANO FLORIANO PEIXOTO, PEIXOTO, N.O N.O 2.285, 2.285, PORTADOR PORTADOR DA DA

CARTEIRA CARTEIRA DE DE IDENTIDADE, IDENTIDADE, RG RG N.O N.O 1.439.507 1.439.507

MAXIS (SP) E E DO DO CPFMF CPFMF N.O N.O 019.331.678/15, 019.331.678/15,

DISTRIINDUSTRIAL DISTRIINDUSTRIAL MEUS MEUS CONHECIDOS CONHECIDOS E E DA*, DA*,

RESPECTIVAMENTEAS ADIANTE NOMEADAS E ASSINADAS

PERANTE AS MESMAS TESTEMUNHAS E ATRAVES{

DE DE SEUS SEUS LEGITIMOS LEGITIMOS REPRESENTANTES REPRESENTANTES PELA PELA OUTOR OUTOR

GANTE GANTE E E RECIPROCAMENTE RECIPROCAMENTE OUTORGADA, OUTORGADA, ME ME FOI FOI DI-! DI-!

MINITAO MINITAO II -- QUE, QUE, O O CONSELHO CONSELHO DE DE ADMINISTRACAO, ADMINISTRACAO, EM* EM*

REUNIAO REUNIAO EXTRAORDINARIA EXTRAORDINARIA DO DO DIA DIA 7-430, 7-430, DELIBEI DELIBEI

DESVIROU DESVIROU CONSTITUIR CONSTITUIR EM EM UMA UMA SOCIEDADE SOCIEDADE ANONIMA,! ANONIMA,!

EQUIVALENCOMO EQUIVALENCOMO SUBSIDIARIA SUBSIDIARIA INTEGRAL, INTEGRAL, NOS NOS TERMOS TERMOS DO DO AR-! AR-!

TIGO TIGO 251, 251, DA DA LEI LEI N.O N.O 6.404, 6.404, DE DE 15-12-76, 15-12-76, ATELII ATELII

BERACAO BERACAO ESTA ESTA HOMOLOGADA HOMOLOGADA PELA PELA ASSEMBLEIA ASSEMBLEIA II

FGERAL FGERAL EXTRAORDINARIA EXTRAORDINARIA REALIZADA REALIZADA NESTA NESTA DATA, DATA, *0-'* *0-'*

RIEDADE RIEDADE ESSA ESSA COM COM AS AS SEGUINTES SEGUINTES CARACTERISTI4 CARACTERISTI4

CAS: CAS: DENOMINACAO: DENOMINACAO: "'JUMIL "'JUMIL -- FUNDICAO FUNDICAO E E

L L

USINAGEM USINAGEM S.D. S.D. SEDE SEDE E E FORO' FORO' BATATAIS BATATAIS -I -I

ESTADO DE SAO PAULO. OBJETO: FUNDICAO DE*

METAIS FERROSOS E NAO FERROSOS E USINAGEM DEI

JUNTAPECAS PRAZO DE DURACAO: INDETERMINADO,

CAPITAL: CR*10.000,00 (DEZ MIL CRUZEIROS),

VIDIO EM 10*000 (DEZ MIL) ACOES ORDINARIAS

NOMINATIVAS, DO VALOR NOMINAL DE CR* 1,00

(HUM CRUZEIRO) CADA UMA, A SEREM INTEGRALI T

ZADAS ZADAS EM EM MOEDA MOEDA CORRENTE CORRENTE DO DO PAIS PAIS IL IL -- QUE, QUE, II

COMO COMO LEI LEI INTERNA INTERNA DA DA SOCIEDADE SOCIEDADE ADOTOU ADOTOU O

GUINTE EGUINTE ESTATUTO ESTATUTO SOC SOC AL: AL: 'ESTATUTO 'ESTATUTO SOCIA SOCIA -

CAPITULO CAPITULO II -- DENOMINACAO, DENOMINACAO, SEDE, SEDE, OBJETO OBJETO EL EL

ENDURARAO ENGORDURARAO -- ARTIGO ARTIGO 1.O 1.O -- COM COM A A DENOMINACAO DENOMINACAO

DE DE "JUMIL "JUMIL -- FUNDICAO FUNDICAO E E USINAGEM USINAGEM **

S.D. PROCURAS E E CONSTITUIDA CONSTITUIDA UMA UMA SOCIEDADE SOCIEDADE ANONI ANONI N N

MA SEPEMA SOB SOB A A FORMA FORMA ESPECIAL ESPECIAL DE DE SUBSIDIARIA SUBSIDIARIA LOTEI LOTEI

GRAL, FORGERAL TENDO TENDO COMO COMO ACIONISTA ACIONISTA UNICA UNICA "'JUSTINO "'JUSTINO DE DE L L

IMORAIS MORAIS, IRMAOS IRMAOS S.D. S.D. COM COM SEDE SEDE NA NA CIDADE CIDADE E' E'

COMARCA COMARCA DE DE BATATAIS, BATATAIS, ESTADO ESTADO DE DE SAO SAO PAULO, PAULO, A A II

NAAVENIDA INDIVIDUADA MOACYR MOACYR DIAS DIAS DE DE MORAIS, MORAIS, N.O N.O 11 .043 .043 E E

QUE QUE SERA SERA REGIDA REGIDA POR POR ESTE ESTE ESTATUTO ESTATUTO E E PELA PELA

CONLCUSAO LACAO VIGENTE VIGENTE QUE QUE LHE LHE FOR FOR APLICAVEL APLICAVEL PARAGRAFO PARAGRAFO

EXER--

UNICO UNICO A A SOCIEDADE, SOCIEDADE, POR POR DELIBERACAO DELIBERACAO DA DA

RETORIA, RETORIA, PODERA PODERA MANTER MANTER FILIAIS FILIAIS EM EM QUALQUER QUALQUER IO-! IO-!

DIRETOUNIDADE CALIDADE DO DO PAIS, PAIS, OU OU MESMO MESMO NO NO EXTERIOR EXTERIOR ARCI- ARCI-

GO GO 2.O 2.O - O OBJETO OBJETO DA DA SOCIEDADE SOCIEDADE SERA SERA A A FUNDI FUNDI

CAO ACIONIS DE DE METAIS METAIS FERROSOS FERROSOS E E NAO NAO FERROSOS FERROSOS E E A A USI USI -*, -*,

NAGEM NAGEM DE DE PECAS, PECAS, PODENDO, PODENDO, AINDA, AINDA, PARTICIPAR PARTICIPAR

DEDO DO CAPITAL CAPITAL DE DE OUTRAS OUTRAS SOCIEDADES SOCIEDADES COMO COMO ACIO ACIO

NISTA, ESTANITA QUOTISTA QUOTISTA OU OU PARTICIPANTE PARTICIPANTE NOS NOS LUCROS, LUCROS, SE-! SE-!

JAM JAM TAIS TAIS SOCIEDADES SOCIEDADES INTEGRANTES INTEGRANTES DO DO SEU SEU PRO-' PRO-'

MAXIPRO ASSEMPRE SETOR SETOR OU OU DE DE OUTROS OUTROS SETORES SETORES QUAISQUER QUAISQUER IN-' IN-'

C!USIVE C!USIVE MEDIANTE MEDIANTE A A APLICACAO APLICACAO DE DE RECURSOS' RECURSOS'

RESPECTIVAMENDOS ORIUNDOS DE DE INCENTIVOS INCENTIVOS FISCAIS FISCAIS ARTIGO ARTIGO 3.0 3.0 -- O' O'

PRAZO LONPRAZO DE DE DURACAO DURACAO DA DA SOCIEDADE SOCIEDADE E E INDETERMINAI INDETERMINAI

NADO EXNADO. CAPITULO CAPITULO IL IL -- CA TAL CA TAL SOCIAL SOCIAL E E ACOES ACOES -* -*

ARTIGO SERARTIGO 4.O 4.O - O CAPITAL CAPITAL SOCIAL SOCIAL E E DE DE CRC CRC

;0.000,00 DIRETO;0.000,00 (DEZ (DEZ MIL MIL CRUZEIROS), CRUZEIROS), DIVIDIDO DIVIDIDO EM'* EM'*

DIRETO10.000 10.000 (DEZ (DEZ MIL) MIL) ACOES ACOES ORDINARIAS, ORDINARIAS, MINATIT MINATIT

DO OBSERANDO VALOR VALOR NOMINAL NOMINAL DE DE CR,S CR,S 1.00 1.00 (HUM (HUM

PRESENTAVAS VAS. VAS.

- ANTI--

ZEIRO) ZEIRO) ZEIRO) CADA CADA CADA UMA UMA UMA PARAGRAFO PARAGRAFO PARAGRAFO UNICO UNICO UNICO AS AS AS ACOEIS ACOEIS ACOEIS

DIEM EM DIEM

SERAO SERAO SERAO INDIVISIVEIS INDIVISIVEIS INDIVISIVEIS RELACAO RELACAO RELACAO A A SOCIEDADE, SOCIEDADE, SOCIEDADE, III

CABENDO CABENDO A A CADA CADA UMA UMA UM UM VOTO VOTO NAS NAS AISSEMI AISSEMI

BEIJAS BEIJAS GERAIS GERAIS CAPITULO CAPITULO III III -- DIRETORIA DIRETORIA -- ARTIGO ARTIGO II

5.0 A SOCIEDADE SERA ADMINISTRADA -. POR UMMA I

DIRETORIA COMPOSTA DE 2 (DOIS) MEMBROS, I

ACIONISTAS OU NAO, PESSOAS NATURAIS

VISTE NO PAIS, SENDO UM DIRETOR-EE

SUPERINTENDENTE E UM D;RETOR-LNDUSTRIAL,L

ELEITOS PELA ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS

* I.O OS DIRETORES SERAO INVESTIDOS NOS SEUS I

CARGOS MEDIANTE ASSINATURA DO TERMO DE

SE. LAVRADO LIVRO DE ATAS DAS REUNIOES DA

DIRETORIA; * 2.0 - O PRAZO DE GESTAO DA DIRE

TODA SERA DE I HUM ANO, PERMITIDA A SUA

REELEICAO; * 3.0 - NO CASO DE VACANCIA OU IM I : INICIAR-SE-A NO DIA 1 .O DE NOVEMBRO DE CADA :

ANO E ENCERRAR-SE-A NO DIA 31 DE OUTUBRO DO

SEGUINTE, QUANDO SERAO LEVANTADAS AS

OESTABELECIDOPELOPARAGRAFOUNICODESTEARDEMONSTRACOESFINANCEIRAS. ARTIGO 16DOS

T

I SALDOSVERIFICADOS DEPOIS DE FEITAS AS

SE* DUCOES RELATIVAS A RESERVAS E PROVISOES,

INDIV CLUSIVE A DO IMPOSTO DE RENDA, BEM COMO

I EVENTUAIS GRATIFICACOES A EMPREGADOS E

DEDUZIR-SE-A 5% (CINCO POR I

CENTO) PARA CONSTITUICAO DO FUNDO DE

VA LEGAL, CESSANDO ESSA OBRIGATORIEDADE

PUBLIQUANDO ESSA RESERVA ATINGIR UM VALOR SUPERIOR

A 20% (VINTE POR CENTO) DO CAPITAL SOCIAL OL

UQUE RESTAR SERA DISTRIBUIDO PELA ASSEMBLEIA

BANGERAL EM DIVIDENDOS, RESSALVADO O DISPOSTOL

NO * 1.O, DO ARTIGO 17. ARTIGO 17 A SOCIE

ODIVIDENDOOBRIGATORIO DE 25%

(VINTE E CINCO POR CENTO) DO LUCRO LIQUIDO

AJUSTADO DO EXERCICIO, OBEDECIDOS OS CRITE1

BANCAI RIOS CONSTANTES DO ARTIGO 202, DA LEI 6.404.1

I DE 1976. * 1 .0 O DIVIDENDO PREVISTO NESTE I

LL

DIRETORI DIRETORI ART ART GO GO NAO NAO SERA SERA OBRIGATORIO OBRIGATORIO NO NO EXERCICIO EXERCICIO SOCIAL SOCIAL

T T EM EM QUE QUE A A DIRETORIA DIRETORIA INFORMAR INFORMAR A A ASSEMBLEIAI ASSEMBLEIAI

PROCURADOGERAL PROCURADOGERAL SER SER ELE ELE INCOMPATIVEL INCOMPATIVEL COM COM A A SITUACAO SITUACAO

NANCEIRA NANCEIRA DA DA SOCIEDADE SOCIEDADE OU, OU, NO NO MESMO MESMO SENTL SENTL

DO, DO, DELIBERAR DELIBERAR A A ACIONISTA ACIONISTA UNICA UNICA "'JUSTINO "'JUSTINO DE DE L L

MORAIS, MORAIS, IRMAOS IRMAOS S.D. S.D. PRESENTE PRESENTE A A AISSEMI AISSEMI

BLE BLE A A GERAL GERAL ** 2.0 2.0 PODERA PODERA A A SOCIEDADE SOCIEDADE

LA LA SUA SUA DIRETORIA DIRETORIA E E OUVIDO OUVIDO O O CONSELHO CONSELHO FISCAL, FISCAL, LL

ONERASSE ONERASSE EM EM FUNCIONAMENTO, FUNCIONAMENTO, LEVANTAR LEVANTAR BALANCOS BALANCOS IN- IN-

INTERMEDIARIOS INTERMEDIARIOS E E DISTRIBUIR DISTRIBUIR OS OS RESPECTIVOS RESPECTIVOS

CONDENADOS CONDENADOS DESDE DESDE QUE QUE O O TOTAL TOTAL PAGO PAGO EM EM CADA CADA

MESTRE MESTRE NAO NAO EXCEDA EXCEDA O O MONTANTE MONTANTE DAS DAS RESERVAS RESERVAS

LIVRES DE LUCROS ACUMULADOS CAPITULO VLL

ALIQUIDACAO ARTIGO 18 A SOCIEDADE

ACEIRARA EM LIQUIDACAO NOS CASOS PREVISTOS EM

LEI, CABENDO A ASSEMBLEIA GERAL ESTABELECER

DEO MODO DE LIQUIDACAO E ELEGER O LIQUIDANTE E

ESPEO CONSELHO FISCAL PARA ESSE PERIODO

LO VILL DISPOSICOES TRANSITORIAS ARTIGO

19 - A SOCIEDADE DARA INICIO AS SUAS

EMIDES A PARTIR DO DIA 1 .O DE SETEMBRO DE 1980,

ACIONIS

OBSERVANDO-SE QUE NA FASE PRE-OPERACIONAL A

DIRETORIADIRETOR PODERA PRATICAR TODOS OS ATOS EVNE-I

RENTES AO MANDATO ARTIGO 20 O MANDATO

PROCURADA PRIMEIRA DIRETORIA ENCERRAR-SE-A NA DATA DAL

ESPECIALIZACAO ORDI-NARIA DA PRIMEIRA ASSEMBLEIA GERAL

**

FORI QUE, EM ATENDIMENTO AO ITEM II,

DO ARTIGO 80, DA LEI 6.40476, A ACIONISTA

UNICA "JUSTINO DE MORAIS, IRMAOS S.D.

INDIVIDUOU NESTA DATA, O PAGAMENTO DA QUANTIA DE

CR* 10.000,00 (DEZ MIL CRUZEIROS),

DENTE AO VALOR TOTAL DAS ACOES SUBSCRITAS EM

DINHEIRO, MEDIANTE DEPOSITO EFETUADO NA

AGENCIA DO BANCO DO BRASIL S.D. DESTA

DE, CONFORME RECIBO QUE ME EXIBIU E QUE E

TRANSCRITO NO FINAL DA PRESENTE ESCRITURA, COM

O QUE FICAM CUMPRIDAS AS DISPOSICOES DO

80, DA LEI 6.404 76. IV QUE PARA

PRESENTAR E ADMINISTRAR A SOCIEDADE NO

ESTAEXERCICIO DE 1980, FOI ELEITA A SEGUINTE

RIA: DOUTOR ANTONIO MAGALHAES DE ALMEIDA

ASSOPRADO BRASILEIRO, CASADO, ENGENHEIRO,

DENTE E DOMICILIADO NA CIDADE DE RIBEIRAO

PRETO, ESTADO DE SAO PAULO, A RUA SETE DE

LEVISETEMBRO 1.797. PORTADOR DA CARTEIRA DE

IDENTIDADE RG N.O 1.073.981 E DO CIC-MF

SEN.O 028.065.848, 68, PARA

DIRETORSUPERINTENDENTE EDGAR SCHWENCK,

NO, CASADO, RESIDENTE E DOMICILIADO NA CIDADE

OBSERVE RIBEIRAO PRETO, ESTADO DE SAO PAULO, A

RUA FLORIANO PEIXOTO 2.285, PORTADOR DA

ACARTEIRA ACARTEIRA DE DE IDENTIDADE, IDENTIDADE, RG RG N.O N.O 1.439 1.439 502 502 E E

MON.O MON.O PARA PARA

DO DO CIC-MF CIC-MF 019.331.678'15, 019.331.678'15,

DISTRIINDUSTRIAL V QUE, NAO HAVENDO

NECESSIDADE NO MOMENTO DEIXAVA DE SER

INSTALADO O CONSELHO FISCAL, VI QUANTO

AOS HONORARIOS INDIVIDUAIS DO EXERCICIO DE

AR1 1980, ATE A ASSEMBLEIA GERAL ORDINARIA,

RAM FIXADOS DA SEGUINTE FORMA: PARA O

DIRETOR-SUPERINTENDENTE: A) UM) "VALOR FIXO

MENSAL DE CR* 103.600,00 (CENTO E TRES MIL E

SEISCENTOS CRUZEIROS), COM REAJUSTE QUE

ESPECIALA O PROCESSO INFLACIONANDO NO MINIMO

MINS OS AO

DISCUTAS 13.O SALARIO E FERIAS, COMO SE DEVIDOS

FOSSEM SEMPRE DENTRO DA FAIXA EQUIVALENTE

DE EMPRESAS SIMILARES DO MESMO PORTE, OU

COMPARAVEIS NO MERCADO BRASDILEIRA BI

FICACAO ANUAL: H* - TRES I3) "VALORES FIXOS" FICACAO ANUAL: H* - TRES I3) "VALORES FIXOS"

MENSAIS, INDEPENDENTEMENTE DE O RESULTADO MENSAIS, INDEPENDENTEMENTE DE O RESULTADO

CORDO EXERCICIO SOCIAL ACUSAR LUCRO OU PREUIZO

EM QUALQUER HIPOTESE, A MINIMA

EM QUALQUER HIPOTESE, A MINIMA

EQUIVALENTE A TRES (3) "'VALORES FIXOS"

EQUIVALENTE A TRES (3) "'VALORES FIXOS"

MENSAIS, MENCIONADA NA ALINEA BI, A QUAL SERA

SAIS, MENCIONADA NA ALINEA BI, A QUAL SERA

DESCONTADA DA GRATIFICACAO DE BALANCO,

DESCONTADA DA GRATIFICACAO DE BALANCO,

QUANDO ESTA FOR SUPERIO" _ Q-O'-'. ,*,T6 O ULTIMO

DEQUANDO ESTA FOR SUPERIO" _ Q-O'-'. ,*,T6 O ULTIMO

DIA DO EXERCICIO SOCIAL ANTERIOR O CONSELHO DE

INDIA DO EXERCICIO SOCIAL ANTERIOR O CONSELHO DE

ADMINISTRACAO DA UNICA ACIONISTA "JUSTINO

ADMINISTRACAO DA UNICA ACIONISTA "JUSTINO

DE MORAIS, IRMAOS S.D. FIXARA A PARTE DOS

ADDE MORAIS, IRMAOS S.D. FIXARA A PARTE DOS

10% (DEZ POR CENTO) DO LUCRO LIQUIDO DO

10% (DEZ POR CENTO) DO LUCRO LIQUIDO DO

EXERCICIO SEGUINTE, QUE SERA DESTINADA A

RGEXERCICIO SEGUINTE, QUE SERA DESTINADA A

DIRETORIA, EM DECORRENCIA DO DISPOSTO NO * 6.O, DO

RIA, EM DECORRENCIA DO DISPOSTO NO * 6.O, DO

ARTIGO 5.0, DO ESTATUTO SOCIAL, PARTE ESSA QUE

ARTIGO 5.0, DO ESTATUTO SOCIAL, PARTE ESSA QUE

SERA DISTRIBUIDA PROPORCIONALMENTE AO "VALOR

SERA DISTRIBUIDA PROPORCIONALMENTE AO "VALOR

FIXO" E DE ACORDO COM A AVALIACAO DO

FIXO" E DE ACORDO COM A AVALIACAO DO

EMPENHO INDIVIDUAL FEITA PELO CONSELHO DE

ADMINISTRACAO DA UNICA ACIONISTA "JUSTINO

DE MORAIS, IRMAOS S.D. ATE O LIMITE

MO DE NOVE 191 "'VALORES FIXOS" OU SALARIOS

MEDIOS DO ANO, PARA CADA UM

MENTE PARA O DIRETOR-INDUSTRIAH A) UM

LOR FIXO" MENSAL, DE CRS 86.800,00 (OITENTA E

SEIS SEIS MIL MIL E E OITOCENTOS OITOCENTOS CRUZEIROS), CRUZEIROS), COM COM REAJUSTE REAJUSTE

QUE QUE CORRIJA CORRIJA O O PROCESSO PROCESSO INFLACIONARIO INFLACIONARIO NO NO

FIMIO FIMIO SEMESTRAL, SEMESTRAL, MAIS MAIS OS OS VALORES VALORES EQUIVALENTES EQUIVALENTES

AO AO FGTS, FGTS, 13.O 13.O SALARIO SALARIO E E FERIAS, FERIAS, COMO COMO SE SE

DOS DOS FOSSEM, FOSSEM, SEMPRE SEMPRE DENTRO DENTRO DA DA FAIXA FAIXA

LENTE LENTE DE DE EMPRESAS EMPRESAS SIMILARES SIMILARES DO DO R ESMO R ESMO PORTE, PORTE,

PEOU PEOU COMPARAVEIS COMPARAVEIS NO NO MERCADO MERCADO BRASILEIRO BRASILEIRO B) B)

GRATIFICACAO GRATIFICACAO ANUAL: ANUAL: BL BL -- TRES TRES (3) (3) "VALORES "VALORES

XOS" XOS" MENSAIS, MENSAIS, INDEPENDENTEMENTE INDEPENDENTEMENTE DE DE O

DIVISADO DIVISADO DO DO EXERCICIO EXERCICIO SOCIAL SOCIAL ACUSAR ACUSAR LUCRO LUCRO OU OU

PREJUIZO, E INDEPENDENTEMENTE TAMBEM DE

TRARAPREJUIZO TRARAPREJUIZO E E INDEPENDENTEMENTE INDEPENDENTEMENTE TAMBEM TAMBEM DE DE

DISTRIBUICAO DE DIVIDENDOS, SENDO O PRIMEIRO

DISTRIBUICAO DISTRIBUICAO DE DE DIVIDENDOS, DIVIDENDOS, SENDO SENDO O O PRIMEIRO PRIMEIRO

DESSES TRES (31 "VALORES FIXOS" PAGO ATE O

DESSES TRES (31 "VALORES FIXOS" PAGO ATE O

ULTIMO DIA UTIL DO MES DE DEZEMBRO,

ENTIMO DIA UTIL DO MES DE DEZEMBRO,

JUNTAMENTE COM O VALOR EQUIVALENTE AO 13.O SALARIO, JA TE COM O VALOR EQUIVALENTE AO 13.O SALARIO, JA

NO EXECICIO DE 1980. E OS DOIS RESTANTES ATE NO EXECICIO DE 1980. E OS DOIS RESTANTES ATE

31 DE MARCO DO ANO SEGUINTE, EM TODOS OS 31 DE MARCO DO ANO SEGUINTE, EM TODOS OS

CASOS COM OS VALORES DO "VALOR FIXO" MENSAL CAPITUOS COM OS VALORES DO "VALOR FIXO" MENSAL

DO MOMENTO DO PAGAMENTO B2 - NO CASO DE DO MOMENTO DO PAGAMENTO B2 - NO CASO DE

HAVER LUCRO E DISTRIBUICAO DE DIVIDENDOS O ATIVIDASER LUCRO E DISTRIBUICAO DE DIVIDENDOS O

CONSELHO DE ADMINISTRACAO DA UNICA

CONSELHO DE ADMINISTRACAO DA UNICA

ACIONISTA "JUSTINO DE MORAIS, IRMAOS S.D. FIXARA O TA "JUSTINO DE MORAIS, IRMAOS S.D. FIXARA O

MONTANTE DA GRATIFICACAO DE BALANCO,

MONTANTE DA GRATIFICACAO DE BALANCO,

MENCIONADA NO * 6.O, DO ARRIGO 5.O, DO ESTATUTO CIONADA NO * 6.O, DO ARRIGO 5.O, DO ESTATUTO

SOCIAL, OBEDECIDOS OS LIMITES LEGAIS DE QUE SOCIAL, OBEDECIDOS OS LIMITES LEGAIS DE QUE

TRATA O * 29, DO ARTIGO 152, DA LEI 6.404/76, TRATA O * 29, DO ARTIGO 152, DA LEI 6.404/76,

GARANTIDA, ENTRETANTO, EM QUALQUER HIPOTESE GARANTIDA, ENTRETANTO, EM QUALQUER HIPOTESE

A MINIMA EQUIVALENTE A TRES (31 "VALORES

A MINIMA EQUIVALENTE A TRES (31 "VALORES

FIXOS" MENSAIS, MENCIONADA NA ALINEA BI. A EFEXOR MENSAIS, MENCIONADA NA ALINEA BI. A

QUAL SERA DESCONTADA DA GRATIFICACAO DE

QUAL SERA DESCONTADA DA GRATIFICACAO DE

BALANCO, QUANDO ESTA FOR SUPERIOR AQUELA ATE O CORRESPONDANCE QUANDO ESTA FOR SUPERIOR AQUELA ATE O

ULTIMO DIA DO EXERCICIO SOCIAL ANTERIOR O

ULTIMO DIA DO EXERCICIO SOCIAL ANTERIOR O

CONSELHO DE ADMINISTRACAO FIXARA A PARTE DOS ELHO DE ADMINISTRACAO FIXARA A PARTE DOS

10% (DEZ POR CENTOL DO LUCRO LIQUIDO DO

CIDA10% (DEZ POR CENTOL DO LUCRO LIQUIDO DO

EXERCICIO SEGUINTE, QUE SERA DESTINADA A

CICIO SEGUINTE, QUE SERA DESTINADA A

DIRETORIA, EM DECORRENCIA DO DISPOSTO NU * 6.O, DO RIA, EM DECORRENCIA DO DISPOSTO NU * 6.O, DO

ARRIGO 5.0, DO ESTATUTO SOCIAL, PARTE ESSA CLUBE ARRIGO 5.0, DO ESTATUTO SOCIAL, PARTE ESSA CLUBE

SERA DISTRIBUIDA PROPORCIONALMENTE AO "VALOR RESERA DISTRIBUIDA PROPORCIONALMENTE AO "VALOR

FIXO" E DE ACORDO COM A AVALIACAO DO

FIXO" E DE ACORDO COM A AVALIACAO DO

DESEMPENHO INDIVIDUAL, FEITO PELO CONSELHO DE DESEMPENHO INDIVIDUAL, FEITO PELO CONSELHO DE

ADMINISTRACAO DA UNICA ACIONISTA "JUSTINO ADMINISTRACAO DA UNICA ACIONISTA "JUSTINO

DE MORAIS IRMAOS S.D. ATE O LIMITE

RESIDE MORAIS IRMAOS S.D. ATE O LIMITE

MAXIMO DE NOVE (9) "VALORES FIXOS" OU SLARIOS MO DE NOVE (9) "VALORES FIXOS" OU SLARIOS

MEDIOS DO ANO, PARA CADA UM

MEDIOS DO ANO, PARA CADA UM

MENTE; VIL - QUE TENDO ASSIM, SIDO CUMPRIDAS

AS

EXIGENCIAS LEGAIS PERTINENTES DECLARAVA

DECONSTITUIDA NESTA DATA A "JUMIL FUNDICAO E

BRASILEIDRAGAGEM S A.*, VIGORANDO, DESDE LOGO, SEU

ESTATUTO SOCIAL E EMPOSSADOS OS SEUS

RES VILL - QUE, FINALMENTE, ACEITAVA A

TE TE ESCRITURA, ESCRITURA, COMO COMO NELA NELA SE SE CONTEM CONTEM E E DECLARA, DECLARA,

PARA PARA QUE QUE PRODUZA PRODUZA OS OS SEUS SEUS FINS FINS E E EFEITOS EFEITOS DE DE

REITOS TRANSCAO DE RECIBO DE DEPOSITO

RETROMENCIONADO DO BANCO DO

BRASIL S.D.

BANCO DO BRASIL S .A. RECIBO BATATAIS

SP, 14 DE JULHO DE 1980 - A CREDITO DE -FO31029-0000-5 - DEPOSITOS OBRIGATORIOS A

TA CONSTITUICAO DE SOCIEDADES

I NIMAS JUMIL "FUNDICAO E USINAGEM S.D.

JUSN.O

025304. HISTORICO RECEBEMOS DE

CORRIGINO DE MORAIS, IRMAOS S.D. JURRD VAIAR

SUPRA, EM ORGANIZACAO IMPORTANCIA CR*

10.000.00 RECEBEMOS A IMPORTANCIA

(ABAIXO AUTENTICADA MECANICAMENTE) 152 80 JUL SOCIEDADE, EM JUIZO OU FORA DELE, CONSOANTEO

TIGO PARAGRAFO UNICO - NO TOCANTE A REPRE

SENTACAO DA SOCIEDADE OBSERVAR-SE-AO AS

GUINTES DETERMINACOES: A) COMPETIRA

DEVIMENTE AO DIRETOR SUPERINTENDENTE

DIRETOR INDUSTRIAL A REPRESENTACAO ATIVA

PASSIVA DA SOCIEDADE, EM JUIZO OU FORA

NAS SUAS RELACOES COM TERCEIROS, PERANTE

PODERES PUBLICOS EM GERAL, REPARTICOES

CAS FEDERAIS, AUTARQUIAS ESTADUAIS, MUNICIPAIS,

SOCIEDADES E INSTITUICOES DE DIREITO COSOCIEDADES E INSTITUICOES DE DIREITO

PUBLICO OU PRIVADO, ESTABELECIMENTOS

BLICO OU PRIVADO, ESTABELECIMENTOS

BANCARIOS, PRINCIPALMENTE O BANCO DO BRASIL

RIOS, PRINCIPALMENTE O BANCO DO BRASIL

PARA ABERTURA E MOVIMENTACAO DE CONTRAPAGARA PARA ABERTURA E MOVIMENTACAO DE

CORRENTES, PARA ENDOSSO DE CHEQUES, PARA

CORRENTES, PARA ENDOSSO DE CHEQUES, PARA

ASSINATURA DE BORDEROS INSTRUCOES BANCARIAS

ASSINATURA DE BORDEROS INSTRUCOES BANCARIAS

E DEMAIS DOCUMENTARAO DE NATUREZA

RIA, DE IMPORTANCIA ACESSORIA; B* A SOCIEDADE

SERA SERA REPRESENTADA REPRESENTADA PELO PELO

SUPERINTENDENTE SUPERINTENDENTE E E PELO PELO DISTRIINDUSTRIAL DISTRIINDUSTRIAL OU OU

POR POR UM UM DESTES DESTES EM EM CONJUNTO CONJUNTO COM COM UM UM

DOR, DOR, EM EM TODOS TODOS OS OS ATOS ATOS E E DOCUMENTOS DOCUMENTOS QUE QUE

PLIQUEM PLIQUEM EM EM ASSUNCAO ASSUNCAO DE DE RESPONSABILIDADE RESPONSABILIDADE OU OU

EXONEREM EXONEREM TERCEIROS TERCEIROS DE DE OBRIGAAIES OBRIGAAIES PARA PARA COM COM

ELA ELA CONTRAIDAS, CONTRAIDAS, BEM BEM COMO COMO NOS NOS INSTRUMENTOS INSTRUMENTOS

PUBLICOS PUBLICOS OU OU PARTICULARES PARTICULARES PELOS PELOS QUAIS QUAIS PROMETE PROMETE

OU OU EFETIVA EFETIVA A A AQUISICAO, AQUISICAO, ALIENACAO ALIENACAO OU OU

CAO CAO DOS DOS BENS BENS QUE QUE CONSTITUEM CONSTITUEM PATRIMONIO PATRIMONIO

CIAL, CIAL, UMA UMA VEZ VEZ APROVADOS APROVADOS TAIS TAIS ATOS ATOS PELO PELO

ELHO ELHO DE DE ADMINISTRACAO ADMINISTRACAO DA DA UNICA UNICA ACIONISTA, ACIONISTA,

JUSTINO DE MORAIS, IRMAOS S.D. OU AINDA,

EM TODOS OS ATOS QUE IMPLIQUEM EM

LA CAMBIARIAMENTE, SACANDO, EMITINDO,

DITANDO, AVALIZANDO OU ENDOSSANDO DUPLICATAS,

LETRAS DE CAMBIO, NOTAS PROMISSORIAS E

MAIS TITULOS DE CREDITO EM GERAL, EXCETO

CINICAMENTE QUANTO AOS CHEQUES, PARA OS

QUAIS QUAIS SE SE OBSERVARA OBSERVARA O O DISPOSTO DISPOSTO NAS NAS LETRAS LETRAS *A* *A*

SEE SEE *'C* *'C* DESTE DESTE PARAGRAFO PARAGRAFO UNICO; UNICO; C) C) PARA PARA A

SAO SAO DE DE CHEQUES CHEQUES E E ORDENS ORDENS DE DE PAGAMENTO, PAGAMENTO, A

SOCIEDADE SOCIEDADE SERA SERA REPRESENTADA REPRESENTADA PELO PELO

SUPERINTENDENTE SUPERINTENDENTE E E PELO PELO DISTRIINDUSTRIAL DISTRIINDUSTRIAL OU OU

POR POR UM UM DESTES DESTES EM EM CONJUNTO CONJUNTO COM COM UMM UMM

DOR, DOR, OU OU AINDA, AINDA, POR POR DOIS DOIS PROCURADORES PROCURADORES

CIALMENTE CIALMENTE CONSTITUIDOS CONSTITUIDOS PARA PARA ESTE ESTE FIM, FIM, NA NA

MA MA DA DA LETRA LETRA *'D*; *'D*; DL DL NOS NOS INSTRUMENTOS INSTRUMENTOS DE DE

CONSTITUICAO CONSTITUICAO DE DE PROCURADORES PROCURADORES EM EM NOME NOME DA DA

SOCIEDADE, SOCIEDADE, SERA SERA ESTA ESTA REPRESENTADA, REPRESENTADA,

TUALMENTE TUALMENTE PELO PELO DIRETOR-SUPERINTENDENTE DIRETOR-SUPERINTENDENTE

LEGISLOU LEGISLOU PELO PELO DIRETOR-SOCIAL DIRETOR-SOCIAL ESPECIFICANDO-SE ESPECIFICANDO-SE

NOS NOS INSTRUMENTOS INSTRUMENTOS DE DE NOMEACAO, NOMEACAO, OS OS ATOS ATOS E E

OPERACOES OPERACOES QUE QUE PODERAO PODERAO PRATICAR, PRATICAR, BEM BEM COMO COMO

O PRAZO PRAZO DE DE VIGENCIA; VIGENCIA; TODAS TODAS AS AS PROCURACOES PROCURACOES

DEVERAO DEVERAO SER SER PREVIAMENTE PREVIAMENTE APROVADAS APROVADAS PELO PELO

CONSELHO CONSELHO DE DE ADMINISTRACAO ADMINISTRACAO DA DA UNICA UNICA ACIONISPARA

TA TA "'JUSTINO "'JUSTINO DE DE MORAIS MORAIS IRMAOS IRMAOS SA.". SA.". ARTIGO ARTIGO

7.0 7.0 - OS ENCARGOS ENCARGOS TECNICOS TECNICOS E E ADMINISTRATIVOS ADMINISTRATIVOS

DA DA DIRETONA DIRETONA E E DE DE SEUS SEUS MEMBROS MEMBROS SERAO SERAO

BELECIDOS BELECIDOS NO NO REGIMENTO REGIMENTO INTERNO, INTERNO, CAPITULO CAPITULO LY LY -

ASSEMBLEIAS ASSEMBLEIAS GERAIS GERAIS -- ARTIGO ARTIGO 8.0 8.0 -

BALEIA BALEIA GERAL, GERAL, ARGAO ARGAO SOBERANO SOBERANO PA PA SOCIEDADE, SOCIEDADE,

REUNIR-SE-A REUNIR-SE-A ORDINARIAMENTE ORDINARIAMENTE NOS NOS 120 120 (CENTO (CENTO E E

VINTE) VINTE) DIAS DIAS QUE QUE SE SE SEGUIREM SEGUIREM A A DATA DATA DO DO

TAMENTO TAMENTO DO DO BALANCO BALANCO NO NO FIM FIM DO DO EXERCICIO EXERCICIO E E

TRAORDINARIAMENTE TRAORDINARIAMENTE TANTAS TANTAS VEZES VEZES QUANTAS QUANTAS

JAM JAM NECESSARIAS, NECESSARIAS, POR POR CONVOCACAO CONVOCACAO DA DA

RIA RIA ARTIGO ARTIGO 9.O 9.O - A REPRESENTACAO REPRESENTACAO DA DA ACIONISTA ACIONISTA

NAS NAS ASSEMBLEIAS ASSEMBLEIAS GERAIS GERAIS FAR-SE-A FAR-SE-A COM COM

VANCIA VANCIA DISPOSTO DISPOSTO PARAGRAFOS PARAGRAFOS 1 1 4.0, 4.0,

CUNO CUNO CUNO NOS NOS NOS .O .O E E E

DO DO DO ARTIGO ARTIGO ARTIGO 126, 126, 126, DA DA DA LEI LEI LEI 6.404, 6.404, 6.404, DE DE DE 15-12-76. 15-12-76. 15-12-76.

GO GO GO -- E E E O

10 10 10 A A INSTALACAO INSTALACAO INSTALACAO DAS DAS DAS ASSEMBLEIAS ASSEMBLEIAS ASSEMBLEIAS

DO DO DE DE SEU SEU FUNCIONAMENTO FUNCIONAMENTO OBEDECERAO OBEDECERAO AS AS

PRESCICOES PRESCICOES LEGAIS LEGAIS PERTINENTES PERTINENTES ARRIGO ARRIGO 11 11

AS ASSEMBLEIAS GERAIS SERAO PRESIDIDAS PELO

DIRETOR-SUPERINTENDENTE E NA SUA AUSENCIA

ORDENOU IMPEDIMENTO, PELO DIRETOR-INDUSTRIAL.

TIGO 12 - A ASSEMBLEIA GERAL ORDINARIA E A

ASSEMB'EIA GERAL EXTRAORDINARIA PODERAO SER.

CUMULATIVAMENTE, CONVOCADAS E REALIZADOS

NO MESMO LOCAL, DATA E HORA, INSTRUMENTADAS

POSEM ATA UNICA ARTIGO 13 - INCUMBE

MAR OS CONTAS DA DIRETORIA, EXAMINAR,

TIR E VOTAR AS DEMONSTRACOES FIANCEIRAS BL

DELIBERAR SOBRE A DESTINACAO DO LUCRO LIQUIDO

EXERCICIO E SOBRE A DISTRIBUIRAO DE

DANDOS; C) ELEGER, QUANDO FOR O CASO, OS

DANDOS; C) ELEGER, QUANDO FOR O CASO, OS

MEMBROS DA DIRETORIA E DO CONSELHO FISCAL E

MEMBROS DA DIRETORIA E DO CONSELHO FISCAL E

FIXAR-LHES AS REMUNERACOES; D) APROVAR A