Página 79 da Empresarial do Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 16 de Abril de 2014

Por que esse conteúdo está aqui?
O Jusbrasil não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Replicamos somente informações que foram veiculadas pelos órgãos oficiais.Toda informação aqui divulgada é pública e pode ser encontrada, também, nos sites que publicam originalmente esses diários.

Sada Transportes e Armazenagens SA

CNPJ (MF) 19.199.348/0001-88

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

Senhores Acionistas, em cumprimento às determinações legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.SAs., as Demonstrações Financeiras relativas aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2.013 e 2.012. Permanece-

mos ao inteiro dispor dos prezados acionistas para quaisquer esclarecimentos que julgarem necessários. A Administração

Balanço Patrimonial em 31 de dezembro (R$)

Ativo Nota 2013 2012

Ativo Circulante 181.917.623,04 166.155.129,30

Disponibilidades 16.141.241,99 4.755.540,08

Aplicações Financeiras 3B 20.766.892,75 23.004.868,68

Clientes 3C 132.343.990,01 129.848.673,03

Adiantamentos Concedidos 1.804.722,05 745.277,84

Créditos c/Partes Relacionadas 6 9.084.732,49 6.098.551,48

Impostos a Recuperar 42.572,41 26.128,09

Estoques 3K/7 1.733.471,34 1.676.090,10

Ativo Não Circulante 175.031.987,50 148.330.995,07

Realizável a Longo Prazo 70.849.665,50 46.254.400,99

Depósitos Judiciais 3H 55.649.665,50 46.254.400,99

Adiantamentos p/Aum. de Capital 15.200.000,00 0,00

Investimentos 72.770.478,22 71.326.484,72

Particip. Societárias e Outros 3D/4 72.770.478,22 71.326.484,72

Imobilizado 3E/7 30.471.108,93 29.598.600,15

Veículos 39.194.404,14 35.606.225,32

Maquinas Equiptos.e Ferramentas 13.960.532,31 12.573.092,34

Terrenos 250.782,07 250.782,07

Edificações e Benfeitorias 5.328.096,55 5.227.479,81

Cestos Metálicos 132.988,97 132.988,97

Moveis e Utensílios 2.213.700,96 1.956.389,14

Equipamentos de Informática 5.478.245,23 4.785.845,66

Depreciação Acumulada (36.087.641,30) (30.934.203,16)

Intangível 3F 940.734,85 1.151.509,21

Direitos de Uso 2.459.637,24 2.402.491,73

Amortização Acumulada (1.518.902,39) (1.250.982,52)

Total do Ativo 356.949.610,54 314.486.124,37

Passivo Nota 2013 2012

Passivo Circulante 107.709.443,64 81.566.913,99

Fornecedores 3G 41.418.999,31 21.139.696,78

Obrigações Com Pessoal 15.826.315,55 13.449.797,56

Obrigações Previdenciárias 2.961.918,76 7.162.674,03

Obrigações Tributárias 4.833.226,72 4.225.671,74

Débitos c/Partes Relacionadas 6 7.865.615,12 18.983.430,09

Fretes e Seguros a Pagar 17.605.339,89 13.150.127,55

Antecipação de Clientes 3.805.042,69 3.455.516,24

Empréstimos e Financiamentos 5 13.392.985,60 0,00

Passivo Não Circulante 58.170.358,68 53.117.158,22

Tributos a Pagar a Longo Prazo 3H 57.235.131,15 49.246.085,29

Obrigações a Longo Prazo 844.190,62 351.290,62

Empréstimos e Financiamentos 5 91.036,91 3.519.782,31

Patrimônio Liquido 191.069.808,22 179.802.052,16

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (R$)

Reservas de Lucros

Descrição Capital Social Reserva de Retenção de Lucros Reserva Legal Lucros Acumulados Patrimônio Líquido

Saldos em 31/12/2011 75.000.000,00 71.509.249,81 6.288.012,73 - 152.797.262,54

Lucro líquido do exercício - - - 35.908.582,87 35.908.582,87

Dividendos distribuídos - (8.903.793,25) - - (8.903.793,25)

Constituição de reservas - 34.113.153,72 1.795.429,15 (35.908.582,87) -

Saldos em 31/12/2012 75.000.000,00 96.718.610,28 8.083.441,88 - 179.802.052,16

Lucro líquido do exercício - - - 43.267.756,06 43.267.756,06

Dividendos distribuídos - (32.000.000,00) - - (32.000.000,00)

Constituição de reservas - 41.104.368,26 2.163.387,80 (43.267.756,06) -

Saldos em 31/12/2013 75.000.000,00 105.822.978,54 10.246.829,68 - 191.069.808,22

Demonstração do Resultado (R$)

Descrição Nota 2013 2012

Receitas Operacional Bruta 1.262.090.257,74 1.083.889.910,22 Rec. Fretes/Carretos e demais serv. 1.242.939.189,96 1.068.554.888,35

Revendas de Produtos 19.151.067,78 15.335.021,87

Deduções da Receita Bruta (208.959.921,06) (108.744.015,91) Impostos Incidentes sobre Vendas (206.699.693,15) (106.013.129,15) Devoluções e Abatimentos (2.260.227,91) (2.730.886,76) Receita Operacional Liquida 1.053.130.336,68 975.145.894,31 Custos Serv. e Prod.Revendidos (915.366.153,67) (867.500.469,29) Custo dos Serviços Prestados (898.700.342,31) (854.402.605,17) Custo dos Produtos Vendidos (16.665.811,36) (13.097.864,12)

Lucro Bruto 137.764.183,01 107.645.425,02

Despesas Operacionais (72.977.179,75) (52.831.573,47) Despesas Administrativas (70.194.967,02) (46.818.812,57) Depreciações e Amortizações (2.226.209,35) (2.044.899,83)

Despesas Financeiras (3.430.666,13) (3.955.637,11)

Despesas Tributárias (1.830.753,60) (2.219.644,89)

Receitas Financeiras 4.469.599,48 2.780.712,82

Resultado de Equiv. Patrimonial 4 (816.396,28) (2.211.046,81)

Outras Receitas 1.052.213,15 1.637.754,92

Lucro Antes do IRPJ e CSLL 64.787.003,26 54.813.851,55

Imposto de Renda 3I (15.497.842,70) (13.687.399,83)

Contribuição Social 3I (6.021.404,50) (5.217.868,85) Lucro Líquido do Exercício 3A 43.267.756,06 35.908.582,87

Lucro por ação do capital social 0,58 0,48

função do tempo de vida útil estimada dos bens. f - Intangível: Contempla os direitos de uso de software e outros. São avaliados pelo custo de aquisição, deduzidos da amortização acumulada, quando aplicável. g - Fornecedores: Representam as obrigações a pagar por bens ou serviços que foram adquiridos no curso normal dos negócios (ciclo operacional) e decorrem diretamente das operações comerciais da Cia. estando registrados pelos

Demonstração do Fluxo de Caixa (R$)

Fluxos de caixa das ativ. operacionais 2013 2012

Lucro Líquido do Exércício 43.267.756,06 35.908.582,87

Ajuste por: Depreciação 5.421.358,01 6.756.065,32

Baixas do ativo imobilizado 1.700.471,00 477.000,00

Rendas de Investimentos (1.443.993,50) 5.931.159,56

Lucro do Exercício após ajustes 48.945.591,57 49.072.807,75 Var. nos Ativos e Passivos Operacionais:

Aumento dos Clientes (2.495.316,98) (14.557.413,11)

Aumento dos créditos contas relacionadas (2.986.181,01) (3.958.779,53)

Aumento de outros Ativos (10.528.534,28) (7.087.423,33)

Aumento/Diminuição dos fornecedores 20.279.302,53 (20.158.564,82) Aumento/Diminuição das obrig. c/pessoal 2.376.517,99 (726.919,36) Diminuição das Obrigações Tributarias (3.593.200,29) (437.460,25) Dim./Aum. c/Debito partes Relacionadas (11.117.814,97) 9.355.118,67 Aum./Dim. dos Fretes e seguros a pagar 4.455.212,34 (2.551.153,90)

Aumento de outros Passivos 8.831.472,31 3.490.678,26

Caixa Líquido Proven. Ativ. Operac. 54.167.049,21 12.440.890,38 Fluxos de caixa das ativ. de invest.

Aquisição de Ativo Imobilizado (7.783.563,43) (8.513.538,65)

Lucros Distribuídos (32.000.000,00) (8.903.793,25)

Caixa Líq. usado nas Ativ. Invest. (39.783.563,43) (17.417.331,90) Fluxos de caixa das ativ. de financiamento

Variação líquida de Empréstimos 9.964.240,20 (124.916,44) Adiantamentos para aumento de capital (15.200.000,00) 0,00

Caixa Líq. usado nas Ativ.Investimentos (5.235.759,80) (124.916,44)

Aum./Dim. Líq. de Caixa e equivalentes 9.147.725,98 (5.101.357,96) Caixa e equiv. caixa no início do período 27.760.408,76 32.861.766,72 Caixa e equiv. caixa no fim do período 36.908.134,74 27.760.408,76 Var. das contas Caixa/Bancos/Equiv. 9.147.725,98 (5.101.357,96) i-IR e CS: O IR é calculado à alíquota de 15% sobre o lucro real, acrescida do adicional de 10% sobre parcela desse lucro excedente de R$ 240.000.00. Capital Social 8 75.000.000,00 75.000.000,00

Reservas de Lucros 3J 116.069.808,22 104.802.052,16

Total do Passivo 356.949.610,54 314.486.124,37

Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis de 31/12/2013

1 - Contexto Operacional: A Sada Transportes e Armazenagens SA é uma

Sociedade Anônima de capital fechado que tem por objeto social a prestação de serviços nacionais e internacionais de transportes rodoviários e

ferroviários, de armazenamento, de reparação de veículos automotores e de

revendas de componentes mecânicos e combustíveis derivados do petróleo

e álcool. 2 - Apresentação das Demonstrações Financeiras: As demonstrações financeiras foram elaboradas e apresentadas em conformidade com

as disposições contidas na lei das SAs. (Lei 6.404/76) e suas respectivas

alterações (Lei 11.638/07 e Lei 11.941/09). Essas leis tiveram como prin

cipal objetivo atualizar a legislação societária brasileira para possibilitar o

processo de convergência das práticas contábeis adotadas no Brasil com

aquelas constantes nas normas internacionais de contabilidade. Com o ad

vento destas legislações, novas normas e procedimentos técnicos contábeis

vêm sendo expedidos em consonância com os padrões internacionais de

contabilidade pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) e aprova

dos por resoluções do Conselho Federal de Contabilidade (CFC). 3 - Sumário

das Principais Práticas Contábeis Adotadas: a - Apuração do Resultado:

O Resultado das operações é apurado em conformidade com o regime con

tábil de competência do exercício. Os ativos são apresentados pelos valores

de realização incluindo, quando aplicável, os rendimentos e variações mone

tárias auferidas. Já os passivos, pelos valores conhecidos ou calculáveis,

acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações

monetárias incorridas. b - Aplicações Financeiras: As Aplicações financeiras de liquidez imediata estão demonstradas ao custo de aquisição, acrescido dos rendimentos auferidos até a data do balanço. c - Clientes: As contas

a receber de clientes estão apresentadas a valores de realização, sendo que

as contas a receber de clientes no mercado externo estão atualizadas com

base nas taxas de câmbio vigentes na data das demonstrações financeiras.

Fundamentada em criteriosa análise dos créditos, que leva em consideração

o histórico e os riscos envolvidos em cada operação, são constituídas provi

sões em montantes considerados suficientes para créditos cuja recuperação

é considerada duvidosa. d - Investimentos: Os Investimentos em sociedades

controladas estão avaliados pelo Método de Equivalência Patrimonial, conforme nota 4. Os demais investimentos estão contabilizados pelo custo corrigido

até 31/12/1995. e - Imobilizado: Está demonstrado pelo custo de aquisição

ou de construção. Esses valores estão devidamente ajustados por depreciações acumuladas, calculadas pelo método linear, a taxas estabelecidas em

Vittorio Medioli Alberto Medioli

Diretor Presidente- CPF: 253.590.966-91 Diretor Vice-Presidente - CPF:




Bahema SA

Cia.
Edital de Con

Aberta CNPJ/MF 45.987.245/0001-92 - NIRE 35.300.185.366
vocação - Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária

Ficam convidados os Senhores acionistas da Bahema SA (“Companhia”)

para se reunirem em Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária

(“AGO/E”) , a serem realizadas conjuntamente no dia 30/04/2014, às

11h00, na sede social da Cia., localizada na Rua Estados Unidos,

1342, Jd. América, SP/SP , a fim de deliberar sobre a seguinte Ordem do

Dia: em AGO , (i) Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir

e votar o Relatório da Administração, Demonstrações Financeiras

Consolidadas da Cia. e Notas Explicativas acompanhadas do Parecer dos

Auditores Independentes, referentes ao exercício social encerrado em

31/12/13, documentos estes que foram publicados em 29/03/2014 nos

jornais “DOESP”, às págs. 211, 212 e 213; e “Valor Econômico”, às págs.

E59 e E60; (ii) Deliberar sobre a compensação do prejuízo líquido do

exercício de 2013; (iii) Ratificar a distribuição de dividendos intermediários

à conta Reserva Estatutária para Investimentos; (iv) eleger os membros do

Conselho de Administração; e (v) dar ciência aos acionistas da decisão da

Administração da Cia. de mudar o jornal das publicações legais, nos

termos do § 3º do art. 289 da Lei 6.404/76; e em AGE , (vi) deliberar sobre

a proposta de alteração do art. 14 do estatuto social para permitir a eleição

de membros não acionistas para o Conselho de Administração;

(vii) deliberar sobre a alteração da política de divulgação de ato ou fato

relevante para permitir sua divulgação exclusivamente por meio de portal

de notícias com página na rede mundial de computadores, face ao disposto

na Instrução CVM 547 de 05/02/2014; e (viii) fixar o montante global da

remuneração dos administradores para o exercício de 2014. Observações:

(I) Poderão participar da AGO/E, ora convocada, os acionistas titulares de

ações emitidas pela Cia., por si, seus representantes legais ou

procuradores. Os acionistas, além de exibirem documentos hábeis para

sua identificação, deverão apresentar, na sede social da Cia., com

antecedência mínima de 24h00, (i) extrato atualizado da conta de depósito

das ações escriturais fornecido pela instituição financeira depositária;

(ii) na hipótese de representação por procuração, a via original do

instrumento de mandato devidamente formalizado, assinado e com

reconhecimento de firma do acionista outorgante; e (iii) se o acionista for

pessoa jurídica, além da procuração, deverão ser entregues cópia

autenticada do contrato/estatuto social da pessoa jurídica representada,

comprovante de eleição dos administradores e das pessoas que

concederam a procuração; e (II) Os documentos de que trata o art. 9º da

Instrução CVM nº 481/09 foram apresentados à CVM por meio do Sistema

IPE, e permanecem à disposição dos acionistas na sede da Cia. e na

internet (www.cvm.gov.br e www.bahema.com.br). São Paulo, 12/04/14.

Guilherme Affonso Ferreira - Diretor de Relações com Investidores.

seus valores originais, sujeitos a atualizações cambiais e monetárias, quan- A C.Social foi calculada à alíquota de 9% tendo como base de cálculo o lucro do aplicável. h - Depósitos Judiciais/Tributos a LP: Os Depósitos Judiciais do exercício antes de computada a mesma contribuição. Na apuração do referem-se, principalmente, a assuntos de natureza tributária e trabalhista. lucro tributável são consideradas as adições e exclusões previstas na legis-A Cia. responde a algumas demandas tributárias, vem questionando a cons- lação tributária. j - Reserva Legal: É constituída com base em 5% do lucro titucionalidade e a exigibilidade de alguns tributos, bem como apresenta líquido do exercício, limitada a 20% do capital social. A Cia. poderá deixar de pedidos de restituição a tributos federais de homologação. Nesse sentido, constituir a reserva legal no exercício em que o saldo dessa reserva, acresa quase totalidade dos tributos a pagar a longo prazo está garantida por de- cido do montante das reservas de capital, exceder a 30% do capital social, pósitos judiciais. A sociedade considera em suas análises, jurisprudências conforme previsto na Lei das SAs.. k - Estoques: Os estoques, composto disponíveis, decisões mais recentes nos tribunais e sua relevância no orde- em sua maior parte por itens de almoxarifado, foram avaliados pelos custos namento jurídico. Essas avaliações envolvem julgamentos da Administração. médios de aquisição, os quais não superam os preços de mercado.

4 - Investimentos em Controladas: A Participação em sociedades controladas está conforme demonstrado abaixo:

Empresas Investidas Saldos dos Investim. Patr. Líquido das Investidas % Aval. dos Investim.

Sada Bio-Energia e Agricultura 26.954.111,76 367.290.351,01 7,34% (1.095.335,62)

Deva Motos e Acessórios LTDA. 429.872,37 1.719.489,51 25,00% (135.428,34)

Sada Siderurgia LTDA. 26.672.787,46 96.991.954,41 27,50% (1.109.801,12)

Sempre Editora LTDA. 10.509.374,41 58.515.447,73 17,96% 159.610,84

Matran Ind. e Comercio LTDA. 2.206.148,89 2.327.161,28 94,80% 344.048,65

Sada Filial Argentina 2.125.099,60 2.125.099,60 100,00% (354.477,35)

Elta Transp.S.R.L. 3.635.376,44 6.482.482,96 56,08% 1.374.986,66

Para fins de aplicação do método de equivalência patrimonial as demonstrações contábeis da Sada Filial Argentina e da Elta Transportes S.R.L., localizadas no exterior, foram ajustadas para eliminar os efeitos das diferenças existentes entre as práticas contábeis adotadas no Brasil e as praticas adotadas no seu país de origem. 5 - Empréstimos e Financiamentos: A composição dos financiamentos, contraídos em moeda nacional, está demonstrada na tabela abaixo. Os juros e demais encargos são calculados e contabilizados considerando-se os dias incorridos até a data das demonstrações contábeis. Os empréstimos

estão garantidos por imóveis da sociedade e aval dos sócios. Empréstimos e Financiamentos

Modalidade Juros Efetivos Vencimento Final Passivo Circulante Passivo Não Circulante Saldo Em 31/12/2013

Finame Banco Safra 9,23% aa 15/04/2014 421.293,42 0,00 421.293,42

Finame Banco do Brasil 8,30% aa 15/01/2015 555.555,40 27.777,79 583.333,19

Finame Banco Bradesco 8,00% aa 15/07/2015 108.444,48 63.259,12 171.703,60

Empréstimo Banco do Brasil 11,13% aa 18/08/2014 12.307.692,30 0,00 12.307.692,30

Totais 13.392.985,60 91.036,91 13.484.022,51

6 - Transações entre Partes Relacionadas: Os saldos das contas apresentados no ativo e passivo da sociedade referem-se a transações efetuadas com as empresas contraladas, coligadas e interligadas. A maior parte destas transações é de cunho operacional e foram realizadas em condições usuais e normais de mercado. 7 - Coberturas de Seguros: A Cia. mantém cobertura de seguros em valores considerados suficientes para atender a eventuais sinistros e riscos. 8 - Capital Social: O Capital Social é de R$ 75.000.000,00 (setenta e cinco milhões de reais), totalmente integralizado em moeda corrente do país e dividido em 75.000.000 (Setenta e Cinco Milhões) de ações ordinárias nominativas. 9 - Responsabilidade Social e Sustentabilidade: A Cia. apoia ações de Instituições do terceiro setor e atua com foco no incentivo à cultura e ao esporte, priorizando como público alvo crianças e adolescentes em situação de risco. Investe em projetos de formação de jovens aprendizes, além de apoiar na capacitação de deficientes físicos para a inserção no mercado de trabalho. A cada ano buscamos aprimorar as ações e fortalecer os valores da Cia. na ética e transparência, principalmente no relacionamento com todos os clientes, colaboradores, comunidade/sociedade e fornecedores. As práticas sustentáveis sempre nortearam a trajetória da Sada. Ao longo do tempo as ações neste sentido ganharam maturidade e amplitude. A Empresa segue com rigor o compromisso com o desenvolvimento do Brasil. São Bernardo do Campo (SP), 31 de dezembro de 2013

Orquis Batista da Silva - Contador Gilmar Lembi Mascarenhas - Controller

812.315.206-04 CPF: 487.495.086-87 - CRC 1MG035842/O-9 S SP-TC CPF: 264.210.896-15 - CRC 1MG046872/O-6 S SP

Paramount Têxteis

Qualicorp SA

Companhia Aberta de Capital Autorizado

Indústria e Comércio S .A.

CNPJ/MF nº 11.992.680/0001-93 - NIRE 35.300.379.560

CNPJ/MF n. 61.565.222/0001-46 - NIRE 35300320069

Edital de Convocação de Assembleia Geral Ordinária

Companhia Aberta - Registro CVM n.º 01979-8

Convocamos os senhores acionistas da Qualicorp SA (“Companhia”), a

Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária - Convocação

se reunirem em Assembleia Geral Ordinária , que se realizará no dia 30 São convidados os Senhores Acionistas da Paramount Têxteis Indústria de abril de 2014, às 10 horas, na sede social da Companhia, localizada e Comércio SA para se reunirem em Assembleias Gerais Ordinária e

Extraordinária, a se realizarem cumulativamente no dia 30 de Abril de 2.014, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Alameda Santos,

às 14:00 horas, em sua sede social, à Rua Alexandre Dumas nº 1.901, 3.º nº 415, 14º andar (parte), Cerqueira César, CEP 01419-913 , a fim de

Ordem do Dia:

deliberar sobre a seguinte ordem do dia: (i) apreciar e aprovar as Demons -Assembleia Geral Ordinária. 1. Aprovação do Relatório da Administração, trações Financeiras da Companhia referentes ao exercício social encerra-Balanço Patrimonial, Demonstração de Resultados, demais demonstrações do em 31 de dezembro de 2013, acompanhadas do Relatório da Administração e do Relatório dos Auditores Independentes; (ii) determinar o

referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2.013; número de membros a compor o Conselho de Administração da Compa-2. Eleição dos Membros dos Conselhos de Administração e Consultivo, e nhia e eleger os membros do Conselho de Administração da Companhia;

e (iii) fixar o montante da remuneração global anual dos administradores

da Companhia para o exercício de 2014. Informações Gerais: 1. Os acio-Estado de São Paulo de e no jornal Diário de Notícias de 09/04/2.014. Os nistas deverão apresentar, nos termos do Parágrafo 2º, do Artigo 7º, do

demais documentos pertinentes à Ordem do Dia encontram-se à disposição

Estatuto Social da Companhia, com antecedência mínima de 48 (quarenta

dos Srs. Acionistas, na sede social. Assembleia Geral Extraordinária. 1. e oito) horas contadas da realização da Assembleia Geral Ordinária:

Cancelamento do Registro da Sociedade como Companhia Aberta perante (i) comprovante expedido pela instituição financeira depositária das ações

a CVM; 2. Outros assuntos de interesse da Companhia. Nos termos da do

escriturais de sua titularidade ou em custódia, na forma do artigo 126 da art. 135, § 3º da Lei 6.404/76, todos os documentos pertinentes às matérias Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada (“Lei das a serem discutidas na Assembléia se encontram à disposição dos acionistas

na sede da Sociedade. Instruções Gerais. 1. Em atenção à Instrução Sociedades por Ações”) e/ou relativamente aos acionistas participantes da

CVM nº 282, de 26/06/1998, informa-se que o percentual mínimo no capital custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva

votante da Companhia necessário à requisição de adoção do processo de participação acionária, emitido pelo órgão competente; e (ii) o instrumento

voto múltiplo é de 7% (sete por cento). 2. Em atendimento ao disposto no

de mandato, devidamente regularizado na forma da lei e do Estatuto Social

Art. 21, inciso VIII da Instrução CVM n.º 480/2009, inciso III, c.c. Art. 5.º da Companhia, na hipótese de representação do acionista. O acionista ou

da Instrução CVM n.º 481/2009, a Companhia torna pública a relação de seu representante legal deverá comparecer à Assembleia Geral Ordinária

documentos a serem apresentados pelos Srs. Acionistas para que sejam munido de documentos que comprovem sua identidade.

2. O percentual

admitidos e possam exercer direito de voto (para os detentores de ações mínimo de participação no capital social votante necessário à requisição

ordinárias) nas Assembleias, a saber: a) Documento de Identidade original

de adoção do processo de voto múltiplo para eleição dos membros do

com foto, legalmente aceito no Território Nacional; b) Prova inequívoca Conselho de Administração é de 5% (cinco por cento). Ainda, deverá ser

da condição de Acionista da Companhia, preferencialmente através de observado o prazo legal de 48 (quarenta e oito) horas de antecedência da

extrato emitido pela instituição depositária nos 30 dias que antecederem à realização da Assembleia Geral Ordinária para tal requisição, conforme

AGO/E, ora convocada; c) Na hipótese do Acionista se fazer representar estabelecido no parágrafo 1º do artigo 141 da Lei das Sociedades por

por procurador, este, além do Documento de Identidade previsto na letra Ações. 3. Encontram-se à disposição dos Acionistas, na sede social da

a supra, deverá apresentar ao Secretário da Assembleia competente Companhia, no site da CVM (www.cvm.gov.br), da BM&FBOVESPA

(www.bmfbovespa.com.br), bem como no site de Relações com Investidores da Companhia (http://ri.qualicorp.com.br), os documentos relacionados

do Dia, bem como para assinar Livros, Atas e demais documentos a este edital, incluindo aqueles exigidos pela Instrução CVM nº 481,

relacionados às matérias da AGO/E. São Paulo, 11 de abril de 2.014.

de 17 de dezembro de 2009, conforme alterada. São Paulo, 15 de abril de

FUAD MATTAR - Presidente do Conselho de Administração

2014. Alberto Bulus - Presidente do Conselho de Administração.